SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Casamento coletivo concretiza sonho de 81 casais em Humildes

19/5/2018, 13:41h

Com a troca do “sim”, 81 casais do distrito de Humildes concretizaram o sonho da união matrimonial. A iniciativa do primeiro casamento coletivo na localidade, promovida pelo Governo Municipal através do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), equipamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), mobilizou toda a comunidade, nesta sexta-feira, 18.

Oficial registrador do Cartório de Humildes, órgão parceiro na realização do programa Família Cidadã no distrito, Luciano Martins, ressalta a importância da iniciativa. “É um marco no distrito. Surgiu do próprio anseio da população. Foram 48 associações  mais a comunidade unida, em bloco, fazendo salgados, bolos, penteados, numa clara sensação de pertencimento do povo ao lugar”, frisou.

Oportunidade para quem não tem condições

O chefe de Gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Social, Carlos Leão, enfatizou a abrangência do programa social. “É uma oportunidade para quem não tem condições financeiras para oficializar a união matrimonial, sem nenhuma custa”.

De acordo com a coordenadora do CRAS de Humildes, Terezinha Nascimento, a promoção do projeto no distrito ganhou força na comunidade. “Todos abraçaram a iniciativa, correndo para ajudar no que puderam. E o resultado foi esse, concretizando o sonho e a necessidade dos casais se unirem oficialmente, o que significa a garantia de direitos”.

Jovem casal revela momento de felicidade

Para os casais, o momento foi de muita felicidade. Dentre eles, Romário Ribeiro Porto, 24 anos, e Rita Lee Lima Porto, 22 anos, que há três anos convivem juntos. “Era um sonho nosso. E esperamos muito tempo”, afirmou o noivo, enquanto a noiva revelou que o casal estava agarrando com toda força a oportunidade.

Nova vida para o casal

Outro casal que oficializou o casamento foi Juracy de Jesus Reis, separado e de 52 anos, de Alagoinhas, e Maria de Fátima Bezerra, viúva de 54 anos, ambos lavradores. “Agora é momento de vida nova, de felicidade e de realização de um sonho que sempre quis”, afirmou o noivo, enquanto ela considera a união matrimonial “uma dádiva de Deus para o resto da vida”.

  •  

Centenas de feirenses foram as ruas contra à exploração sexual de crianças e adolescentes

18/5/2018, 22:59h

"O nosso país tem que entender que homens e mulheres têm direitos iguais, respeitando as suas individualidades, e que o poder público aja rapidamente para punir aqueles que cometem crimes hediondos como exploração sexual".

Discursou o prefeito Colbert Martins da Silva Filho, ao participar do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, na tarde desta sexta-feira, 18, no estacionamento em frente a Prefeitura Municipal, na Avenida Getúlio Vargas.

A mobilização, iniciada com uma caminhada na Praça Dom Pedro II (Nordestino), seguindo pela avenida Senhor dos Passos, foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (PAIR), Ministério Público, Defensoria Pública, Conselhos Tutelares, Polícias Miliar e Civil, Polícia Rodoviária Federal e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Todos devem estar engajados nesta luta, afirma secretário

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira (foto), ressaltou a importância de todos estarem engajados nesta luta contra a pedofilia infantil, visando fortalecer as ações de prevenção e garantir a proteção de crianças e adolescentes. 

Apresentações culturais marcaram o ato

O ato contou com apresentações culturais e artísticas, a exemplo da banda marcial do Colégio Militar e um grupo formado por jovens sanfoneiros do Projeto Fortalecendo Laços, do Dispensário Santana.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído pela Lei Federal 9.970/00, a ser comemorado em 18 de maio.

  •  

Humildes terá casamento coletivo com 70 casais

17/5/2018, 23:45h

Cerca de 70 casais trocam o “sim”, na tarde desta sexta-feira, 18, durante a maior solenidade de casamento coletivo da história do distrito de Humildes. A iniciativa é do Centro de Referência em Assistência Social Nadja Suely Freitas de Araújo (CRAS) em parceria com o Cartório de Registro Civil da comunidade, marcando o Mês das Noivas com a união conjugal através do programa Família Cidadã. 

O evento também conta com apoio das agentes comunitárias e do Pólo das Associações do Distrito de Humildes. Será realizado a partir das 15h30, no Juca Eventos, na sede do distrito, próximo ao CRAS.

A previsão da coordenadora do CRAS de Humildes, Terezinha Alves Nascimento Macedo, é de que o evento reúna cerca de 500 pessoas, dentre nubentes, padrinhos, familiares e convidados dos noivos, que agora passam oficialmente para o rol dos casados.

Terezinha Nascimento ressalta ainda o empenho de todos para a promoção do casamento coletivo. “É a realização do sonho dos casais que estão inscritos no programa, que tem sua primeira edição este ano. E a oficialização do matrimônio, sem nenhum custo para os nubentes, representa a garantia de direitos”, frisou. 

  •  

Feirenses vão às ruas fortalecer combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

17/5/2018, 23:42h

Os feirenses têm um encontro marcado, nesta sexta-feira, 18, para participar da luta pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A mobilização tem início às 14h, na Praça Dom Pedro II (Nordestino), seguindo em caminhada pelo centro da cidade em direção ao Paço Municipal Maria Quitéria.

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (PAIR), Ministério Público, Defensoria Pública, Conselhos Tutelares, Polícias Miliar e Civil, Polícia Rodoviária Federal e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, ressalta a importância de todos estarem engajados nesta luta contra a pedofilia infantil visando fortalecer as ações de prevenção e garantir a proteção de crianças e adolescentes. Ele lembra ainda que “exploração sexual infanto-juvenil é crime”. 

No ato em frente a Prefeitura, na avenida Getúlio Vargas, será realizado um ato com apresentações culturais e artísticas, com as presenças do prefeito Colbert Martins da Silva Filho e de representantes de toda a rede de proteção às crianças e adolescentes.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído pela Lei Federal 9.970/00, a ser comemorado em 18 de maio.

  •  

Famílias recebem aluguel social e deixam barracos de papelão

16/5/2018, 16:44h

Duas famílias que estavam morando nas ruas, em situação de vulnerabilidade social, foram relocadas para casas alugadas, no conjunto George Américo, na manhã desta quarta-feira, 16. A assistência, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), foi assegurada através do auxílio Aluguel Social.

As famílias estavam vivendo em barracos de papelão, nas imediações do Centro Social Urbano (CSU), no bairro Cidade Nova. A equipe do serviço de abordagem do Centro de Referência Especializado de Assistência Social Maria Régis (Creas), do bairro Mangabeira, esteve no local, antes de encaminhar famílias para a nova moradia.

Segundo a assistente social Telma Sampaio (foto), as visitas de prepostos da Sedeso às famílias eram frequentes. Além de serem encaminhadas para o Centro de Assistência Social (Cras), também foram atendidas pela equipe do Consultório de Rua, da Secretaria Municipal de Saúde.

Filha grávida e neto de 2 anos nas ruas

Há dez anos vivendo nas ruas, Aidil de Jesus Lima (foto), 54 anos, veio de Salvador em busca de oportunidades. Ela vive nas ruas com uma filha, de 21 anos, grávida, e um neto de 2 anos.

“Vivo de reciclagem e não tenho como pagar aluguel. Estou esperando a Caixa Econômica me chamar para ter minha casa própria”, contou ao informar que já está inscrita no programa Minha Casa, Minha Vida.

Casa estava com as paredes rachadas 

Também morando nas ruas, Jaciara da Silva (foto), 28 anos, tem dois filhos. Um de 6 anos e outro de apenas 2 meses. Ela alega que deixou a casa onde morava, no bairro Mangabeira, porque está com as paredes rachando. “Minha mãe foi morar de favor e eu não tive pra aonde ir com meus filhos”, explica.

“A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social assegurou para as famílias de Aidil e Jaciara o Aluguel Social, por três meses, período para elas conseguirem um vínculo empregatício que permita pagarem o aluguel”, informa a assistente social.

  •  

Elaborado Plano Municipal da Assistência Social

16/5/2018, 10:15h

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) apresentou as propostas do Plano Municipal da Assistência Social para o período de 2018 a 2021 aos representantes de equipamentos de assistência social e conselheiros ligados à área para uma discussão ampliada com a gestão. O evento foi realizado no auditório da Faculdade Uniasselvi, atendendo a convocação do Conselho Municipal de Assistência Social.

O Plano foi elaborado pela Sedeso e é analisado pelo Conselho Municipal de Assistência Social de Feira de Santana, que também participa dos debates e sugere alterações, caso considere necessárias. E para acelerar o processo de consolidação do plano foi promovida a reunião ampliada.

Durante a abertura do evento, o secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, falou sobre a importância de apresentar o Plano para que todos possam contribuir para a sua elaboração.

Plano apresentado nessa quinta-feira

Para a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ângela Pérsico (foto), o momento é de importantes contribuições para os avanços nas conquistas sociais. “É um momento rico de diálogos e interlocução onde foram apontadas algumas propostas pelos participantes. E um plano elaborado de acordo com as demandas, e também com as resoluções e determinações da última conferência”, frisou.
Nesta quinta-feira, 17, o plano vai para o Pleno do Conselho para aprovação em reunião ordinária. Depois serão realizadas quatro reuniões itinerantes para que os assistidos possam se envolver mais no processo participativo e democrático de elaboração do Plano.

Planejamento para os próximos 4 anos

O plano foi apresentado por Eduardo Antônio (foto). Em seguida, a diretora do Departamento de Gestão Integrada, Soneide Rios. “Trata-se de um planejamento da política para quatro anos, que já subsidiou o PPA, trazendo informações precisas dos quatro anos de trabalho, nosso planejamento orçamentário e de recursos humanos”.
Já o diretor do Departamento de Assistência Social, Carlos Lacerda, considera a iniciativa uma consideração clara de uma gestão democrática do Governo Municipal. “Ao apresentar o Plano Municipal de Assistência Social com a participação do Conselho como também de todos os trabalhadores do SUAS e também de conselheiros de Assistência Social”.

  •  

Assistente social "indica caminhos" no ataque a desigualdade, diz Colbert

15/5/2018, 18:36h

A assistência social, nos últimos anos, tomou um impulso significativo, no país, e em Feira de Santana, tornou-se um “forte instrumento de defesa dos interesses coletivos, especialmente dos mais necessitados”. A constatação é do prefeito Colbert Martins Filho, que nesta terça-feira, 15 de maio, dia consagrado aos profissionais da área, presta uma homenagem à categoria.

Em Feira de Santana, são 160 profissionais assistentes sociais atuando em diversos equipamentos do Município destinados a promover o bem-estar da população carente e a atender as pessoas em estado de vulnerabilidade. 

“O assistente social não apenas realiza esse seu mister, de atuar em um campo extremamente difícil, da vulnerabilidade, mas também presta ao Governo um importante trabalho, indicando os caminhos na busca do ataque a desigualdade, algo que também perseguimos”, diz o prefeito.

  •  

Inscrição para trabalhar no Plano de Igualdade Racial termina nessa quarta

15/5/2018, 16:36h

Termina nesta quarta-feira, 16, o prazo para técnicos interessados em trabalhar na elaboração do Plano Municipal Decenal de Promoção da Igualdade Racial do Município de Feira de Santana. As inscrições estão sendo feitas das 8h às 12h e das 14h às 17h, na Casa dos Conselhos, à rua Domingos Barbosa de Araújo, 611, bairro Kalilância.

Para elaboração do Plano, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) vai contratar técnicos em regime de direito administrativo (Reda), para prestação de serviço temporário, em cargos de níveis superior e médio. Vão atuar no âmbito da Divisão de Promoção da Igualdade Racial, sendo um coordenador, um assistente administrativo, um fotógrafo e dois auxiliares.

Um dos responsáveis pelas inscrições, Fhelippe de Almeida Sampaio, informa que até início da manhã desta terça-feira, 15, cerca de 10 candidatos já haviam comparecido e a expectativa é de que muitos outros se inscrevam até esta quarta-feira, 16.

Seleção de candidatos terá duas etapas

Para a candidata Joelma Peixoto, que pretende disputar uma vaga para auxiliar, o contrato é uma oportunidade de poder contribuir com a execução do trabalho social voltado para a garantia de direitos da igualdade racial. “Já tenho experiências em movimentos sociais e pretendo aprimorá-las”, frisou.

Já a presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, Lurdes Santana, informa que a seleção será realizada em duas etapas, sendo uma análise curricular e entrevista, que são eliminatórias para a segunda fase, que envolve a parte prática.

  •  

Assistentes sociais têm trabalho sem fim

15/5/2018, 16:30h

O Dia do Assistente Social, nesta terça-feira, 15, é marcado em Feira de Santana pelo reconhecimento do papel desses profissionais como principais agentes transformadores para a garantia de direitos sociais e a ampliação da cidadania. O empenho destes profissionais que compõem o quadro, tanto na área pública quanto privada e ONGs, é destacado pelo secretário de Desenvolvimento Social (Sedeso), Ildes Ferreira, pela presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ângela Pérsico, e pelos próprios assistentes sociais, na pessoa da diretora do Departamento de Gestão Integrada, Soneide Rios.

A dedicação e comprometimento do assistente social com a garantia dos direitos é ressaltada pelo secretário Ildes Ferreira, coordenador de cerca de 160 profissionais da área na Sedeso. Ele ressalta a condição dos assistentes sociais como a mais importante nas políticas de assistência social no país. “Só temos que agradecer àqueles comprometidos com a política de equidade social em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil, garantindo direitos para pessoas em situação de risco social”, frisou.

Defensores de pessoas vulneráveis e em risco

Para Soneide Rios (foto), “quando penso em assistência social penso na palavra ‘direito’ pois são profissionais preparados para a garantia de direitos principalmente para vulneráveis e pessoas em risco social. E eles marcam uma história de luta que ainda não está consolidada pois este é um trabalho sem fim”, afirmou.

Enquanto isso, a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Ângela Pérsico, destaca o importante papel dos assistentes sociais no momento de crise na economia do país para garantir a manutenção das conquistas sociais na esfera nacional e continuar avançando.

  •  

Governo contrata técnicos para elaborar Plano de Promoção da Igualdade Racial

14/5/2018, 16:7h

O Governo Municipal, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), vai contratar técnicos em regime de direito administrativo, para elaboração do Plano Municipal Decenal de Promoção da Igualdade Racial do Município de Feira de Santana. As inscrições estão abertas até a próxima quarta-feira, 16, na Casa dos Conselhos, à rua Domingos Barbosa de Araújo, 611, Kalilândia.

O secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, ressalta o avanço que a elaboração do plano representa para Feira de Santana visando a garantia de direitos. Com a iniciativa, conforme observa, serão definidas as metas para o município cumprir o seu papel.

Serão contratados técnicos de nível superior e médio, para prestação de serviços temporários, no âmbito da Divisão de Promoção da Igualdade Racial, da Sedeso. Estão sendo oferecidas vagas para um coordenador, um assistente administrativo, um fotógrafo e dois auxiliares.

A seleção será realizada em duas etapas. A primeira envolve a análise curricular e entrevista, que são eliminatórias para a fase seguinte. Já a segunda fase, os candidatos que obtiverem pelo menos 60 pontos na análise curricular e a parte prática. O contrato é por um prazo de seis meses.

  •