Treze atrações animam Jota Morbeck neste sábado

21/4/2018, 12:28h
Treze atrações animam a noite de sábado, 21, no Palco Jota Morbeck, na Micareta de Feira de Santana. Este é o dia com mais apresentações, no palco que está montado na rua Ari Barroso.

Dentre as atrações da noite estão as bandas Cabelo Duro, que abre as apresentações às 14h, Sambadores do Nordeste, Viola de Doze, Dionorina e banda Mareo da Bahia - que encerra a programação.

Confira os horários:

SABADO - 21/04
HORÁRIO ATRAÇÕES
14:00 CABELO DURO
15:00 AFRO LUA NEGRA
16:00 OZ PALLAZ
17:00 SAMBADORES DO NORDESTE
18:00 ART SAMBA
19:00 MALÍCIA SEM VERGONHA
20:00 EMERSON ATROPELO/CAPITAL ZUMBI
21:00 IDÉA XEKKE
22:00 VIOLA DE DOZE
23:00 BANDA CATIVEIRO
00:00 DIONORINA
01:00 BANDA PEGADEIRA
02:00 MAREÔ DA BAHIA


  •  

Tradição, irreverência e reencontro marcam o sábado de Micareta

21/4/2018, 12:12h

A tradição do Bloco Bacalhau na Vara, a irreverência das "meninas" do Lá Vem Elas e o reencontro de Netinho com o público feirense são alguns dos destaques da programação deste sábado, 21, da Micareta 2018. A festa momesca chega ao seu penúltimo dia com expectativa de grande público na avenida. 

E a animação começa cedo. No início da tarde, toda a tradição e simbolismo do Bloco Bacalhau na Vara abre a programação. Completando 91 anos de história - mais antigo que a própria Micareta - o Bacalhau é um símbolo de resistência e tradição. Tem seu público fiel e ganha novos adeptos a cada ano. A previsão é que o Bacalhau entre na avenida as 13h30, sob o comando dos cantores Djalma e Dilma Ferreira. 

Lá Vem Elas sob o comando do Harmonia

 

A irreverência, alegria e descontração também vai predominar no Circuito Maneca Ferreira, na tarde deste sábado, com a passagem do Bloco Lá Vem Elas, que este ano vai ser puxado pela banda Harmonia do Samba. A expectativa é de muitas brincadeiras ao som da genuina swingueira sob o comando do cantor Xandy. O Lá Vem Elas está previsto para sair as 16h30. 

Netinho retorna a Micareta após anos

Retornando a Micareta de Feira após um bom tempo afastado, enquanto esteve se recuperando de problemas de saúde, o cantor Netinho, um dos ícones do axé music, promete trazer muita emoção e nostalgia, além de sua reconhecida alegria, para o circuito. Será o reencontro mais esperado da festa momesca. 

A programação também terá espaço para o autêntico reggae do cantor Edson Gomes, que deve arrasar pela avenida milhares de fãs. Também passarão pelo circuito neste sábado outras grandes atrações, como Cheiro de Amor, Chiclete com Banana, Chicana, Katê, entre outras. 



  •  

Primeiro dia de Micareta foi mais tranquilo em comparação ao ano passado

21/4/2018, 10:29h

A noite da quinta-feira, 19, primeira da Micareta de Feira de 2018, se mostrou mais tranquila em comparação à do ano passado, segundo a delegada e coordenadora do Coordenação de Documentação e Estatística das Polícias (CDEP), Márcia Xavier Barbosa.

"No ano passado, tivemos um homicídio e seis tentativas somente na primeira noite. Tivemos uma das Micaretas mais violentas, no geral, muito por conta da quantidade de pessoas e também do apagão ocorrido no sábado. Neste ano não tivemos ocorrências graves", afirmou.

Para se ter uma ideia, o número de lesões registradas caiu 100%. Seis no ano passado e nenhuma neste ano. O número de 77 pessoas conduzidas na primeira noite de 2017 caiu para 57, baixa de 26%. Seguindo a mesma linhagem de reduções, os crimes contra o patrimônio também caíram de 21 para 18 - queda de 14,3%.

Em contrapartida, houve aumento no número de termos de ocorrência - de 50 para 54 (8%)-, pessoas conduzidas por uso ou tráfico de drogas - de 40 para 54 (35%) - e apreensão de uma arma (branca) este ano, ocorrência não registrada no mesmo período da edição anterior da Micareta.



  •  

Documentos e pertences de 25 pessoas foram entregues na Central de Achados e Perdidos

21/4/2018, 1:2h

Até a noite desta sexta-feira, 20, segunda da Micareta de Feira de 2018, documentos e/ou pertences de 25 pessoas foram entregues na Central de Achados e Perdidos, que está funcionando na unidade da Seprev situada no início da Avenida Adenil Falcão, onde também está montada a Central de Videomonitoramento para a festa.

São 13 carteiras de identidades, 6 cartões do SUS, 5 cartões de bancos, uma carteira de habilitação e uma chave de moto. Os objetos são entregues por todos os agentes de segurança pública que trabalham na festa ou pelos próprios foliões. 

Os objetos podem ser reavidos na própria Central, mediante assinatura de documento e foto dos mesmos. Aqueles que não comparecem ao local durante o período da Micareta, poderão entrar em contato com a própria Secretaria de Prevenção à Violência após a festividade e recuperá-los.

A Secretaria está atenta a todo o movimento na cidade e Micareta, contando com 175 câmeras espalhadas por todo o município, inclusive no circuito. Segundo Cristiano Queiroz da Silva, coordenador da Central de Achados e Perdidos da Seprev, os resultados obtidos até agora são significativos. 

"Visto que nós não temos uma equipe de atuação nas ruas, como a Polícia Civil. Então esses 25 casos são reflexo de um reconhecimento do setor", afirmou.



  •  

Márcio Victor lança campanha: Popa da Bunda, música da Micareta!

21/4/2018, 0:33h

A energia do Psirico fez o Circuito Maneca Ferreira ferver no segundo dia da Micareta de Feira. A ordem de Marcio Victor era descer até o chão e a galera obedeceu. Apostando no sucesso de "Popa da Bunda", como a música da Micareta de Feira, os foliões foram ao delírio e a mulherada caiu na dança junto com o Psi, como é carinhosamente chamado pelos fãs.

"Lançamos uma música que é fenômeno, que se chama 'Jogo de Dominó'. Vocês vão dançar assim: senta, levanta", recomendou o vocalista da Psirico para de imediato ser atendido pela multidão que o seguiu pela avenida Presidente Dutra, na madrugada de sábado, 21.   

"Fazer sucesso é fácil. Dificil é manter. E hoje eu me surpreendi muito", falou Marcio Victor para o público.



  •  

Mari Antunes e seu Babado Novo dão a senha para folião

21/4/2018, 0:29h
"Respira que a noite é uma criança!", ordenou a simpática Mari Antunes, vocalista da Babado Novo, ao passar em frente ao Camarote da Comunicação, no corredor da folia, na noite de sexta-feira, 20, sendo prontamente atendida pelos foliões, que tiraram o pé do chão e caíram na quebradeira ao som de "Pra Frente" (Ivete Sangalo) e Água Mineral (Timbalada).

 



  •  

Micareta de Feira é patrimônio do Brasil, diz Rafa Marques

21/4/2018, 0:28h

Rafa e Pipo Marques arrastaram uma galera animada no Circuito Maneca Ferreira, quando faltava pouco para a madrugada de sábado, 21. E fizeram o folião pipoca mexer até o chão com “Sarrando”, grande aposta da banda.

Donos de voz cativante, eles que vem despontando no cenário da Axé Music, foram a sétima atração a desfilar na avenida Presidente Dutra, principal palco da folia de Momo. "Estamos muito felizes, a Micareta de Feira é patrimônio do Brasil", disse Rafa. 

Além de “Sarrando”, o repertório trouxe ainda outros sucessos, como a sofrência de "Alô, Dono do Bar", de Devinho Novaes, que se apresentou na folia de Momo, na quinta-feira, 19, e o forró de Wesley Safadão com o hit "Sonhei Que Tava Me Casando". 



  •  

Saulo arrasta sua "pipoca doce" na avenida

20/4/2018, 23:32h

Conhecido pelo seu talento e carisma, o cantor Saulo Fernandes agitou os foliões numa pipoca contagiante nesta sexta-feira (20), segundo dia oficial de Micareta. Ao passar pela passarela do Circuito Maneca Ferreira (avenida Presidente Dutra), Saulo provou o porquê é tão querido. E ele retribuiu o carinho do público ao chamar seus foliões de "pipoca doce".

Durante passagem em frente ao Camarote da Comunicação, o cantor agradeceu a oportunidade em mais uma vez animar a Micareta no trio sem cordas e parabenizou a Prefeitura.

Saulo que ficou conhecido à frente da Banda Eva, levou hits do novo projeto “O Azul e o Sol”, como Deixa Lá (Dê Xalá) e “Terra Nossa” e, como não poderia faltar, fez o povo swingar com “A Raiz de Todo Bem”, “Rua 15”, “Zóio Teu” e “Bahia com P”.



  •  

Fãs de Daniela externam a diversidade na avenida

20/4/2018, 23:22h

Diversidade. Uma palavra que tem ganhado grandes significados - e espaços - recentemente. A Micareta de Feira, por exemplo, tem o Camarote da Diversidade. Mas teve também um momento marcante que pode muito bem ter atribuído a si próprio a carga que a palavra carrega: a passagem de Daniela Mercury.

Gays, lésbicas, bissexuais, trans, héteros. E a festa mostrou ser um momento em que a diversidade se transforme em algo homogêneo. Na pipoca todo mundo dança, todo mundo ri, todo mundo tira selfie, todo mundo beija, todo mundo namora. Melhor: todo mundo se diverte.

Pode ser na avenida ou em cima do trio. Sensação que foi externada quando grandes sucessos foram cantados em coro pelo público, como "Canto da Cidade", "o canto de Feira de Santana", como diria Daniela, "a maior Micareta do Mundo", no momento em que saudava a imprensa feirense.

Pouco tempo após voltar a seguir o percurso, ao trazer para a festa o canto "Ilê! Pérola Negra (o canto do negro)", a artista que cantou em Feira de Santana pela primeira vez aos dezoito anos, destacou essa unidade. "Tem negro aí embaixo?". Positiva automática do povo. "Tem gay aí embaixo?". Resposta instânea e ainda mais animada. "Tem gente aí embaixo?".



  •  

Não tem chuva que esfrie a Micareta de Feira

20/4/2018, 23:3h

Chuva não atrapalha em nada a Micareta de Feira. Foi assim na noite de abertura e o mesmo pode ser visto nesta sexta-feira, 20. O clima instável inspira e muito a criatividade do feirense. Não é preciso andar todo o percurso de 1.2km do Circuito Maneca Ferreira para encontrar algum folião usando uma capa de chuva.

Antes mesmo da programação começar, já se podia encontrar comerciantes aos gritos de "capa de chuva 10 reais!". O guarda-chuva também fez parte do figurino de muitos na avenida. Como por exemplo de uma foliã que aproveitou o seu para embalar algo parecido com o frevo.

Díficil saber se era o ritmo tradicionalmente pernambucano que lhe passava pela mente naquele exato momento. Mas o que importava mesmo era dançar. E a criatividade geral comungava para isso.

Podia ser a da jovem que usava capa de chuva, a do outro folião que usava o guarda-chuva ou dos dois amigos, um menino e uma menina, que traziam consigo um sombreiro. Isso mesmo. Daqueles gigantes que só vê na praia em dia de sol forte.

Não tem chuva que esfrie a Micareta de Feira. E se ela tentar, pode ter certeza que o folião vai dar um jeitinho de curtir. A noite dessa sexta-feira é prova fiel disso. 



  •