SECRETARIA DE TRANSPORTE E TRÂNSITO

Adiado para dia 10 de novembro tarifa de 3,30 para pagamento em dinheiro nos ônibus

7/10/2016, 15:40h
A tarifa no transporte coletivo de Feira de Santana, no valor de R$ 3,10, será cobrada até o dia 10 de novembro, tanto para quem usa o cartão Via Feira ou faz o pagamento em dinheiro. Está assegurada a cobrança do valor relativo à meia-passagem aos domingos e feriados.
 
A partir do dia 11 do próximo mês, quem pagar em espécie, vai desembolsar R$ 3,30, e apenas vai poder pegar um segundo veículo se desembarcar numa estação de transbordo. A decisão de adiar a cobrança diferenciada está relacionada ao prazo de adesão dos passageiros ao cartão Via Feira, com o qual o pagamento será feito eletronicamente.
 
O uso do cartão vai possibilitar o desembarque em qualquer ponto de ônibus e embarcar em outro veículo, no período de uma hora, desde que não seja para o local de origem.
 
O cartão pode ser feito gratuitamente nos terminais do sistema, bem como na sede do Via Feira, à rua Osvaldo Cruz, 156, Kalilândia. Para tanto, deve apresentar o RG e CPF.
 
  •  

Usuário do Via Feira pode pegar dois ônibus, pagando uma passagem, no intervalo de 1 hora

5/10/2016, 16:20h
O passageiro dos ônibus urbanos de Feira de Santana, que usa o Cartão Via Feira, tem uma hora para pegar um segundo veículo sem que seja necessário novo pagamento ou espera nas estações de transbordo. Antes este tipo de integração somente era permitida nas estações de transbordo, mas hoje pode ser feita em qualquer ponto da cidade, desde que não seja para retornar ao local de origem.
 
“Quem embarcar na UEFS com destino ao Tomba, tem uma hora para pegar o veículo que vai para aquele bairro, mas não outro que volte para a universidade”, explica o secretário de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura.
 
A regra do ponto a ponto não vale para quem desembarca nas estações de transbordo, onde pode imediatamente pegar um veículo que faça a rota percorrida pelo passageiro ou seguir para onde desejar.
 
Esta modalidade de integração, na opinião do secretário, oferece maior agilidade e ganho de tempo para os passageiros que se deslocam entre os bairros, que não mais precisarão ir às estações de transbordo para pegar o segundo ônibus.
 
Os cartões estão sendo confeccionados gratuitamente nas estações de transbordo e na sede do Via Feira, à rua Osvaldo Cruz, 156, Kalilândia. Para tanto, o interessado deve apresentar o RG e CPF.
  •  

SMTT orienta fiscais para que não persigam suspeitos de fazer transporte clandestino

28/9/2016, 10:9h
A orientação da SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) aos fiscais que atuam no setor de trânsito é que não façam perseguição de veículos suspeitos de estar fazendo transporte ilegal de passageiros. Perseguir veículos nas ruas, diz o titular da pasta, Pedro Boaventura, expõe ao perigo de um acidente fiscais, quem está no veículo perseguido e os transeuntes.
 
Entretanto, diz o secretário, as pessoas devem diferenciar perseguição de fuga, que para ele são situação distintas. “É uma situação que deve-se usar a inteligência. Quando uma das nossas equipes chega ao local onde um veículo supostamente faz o transporte ilegal e o seu motorista sai em velocidade, isto é fuga, não perseguição”, explica.
 
Em Feira de Santana a fiscalização de combate e prevenção ao transporte ilegal de passageiros é feita diariamente por várias equipes da SMTT, da qual faz parte um agente de trânsito.
 
E as multas são pesadas para quem for flagrado nesta atividade e o veículo fica apreendido por vários dias – e, como punição, a cada apreensão aumenta o valor a ser pago bem como o período apreendido.
  •  

Prejudicados por cobrança indevida de moto-táxi devem formalizar queixa na SMTT

26/9/2016, 16:36h
As pessoas que se sentirem prejudicadas por cobranças abusivas por parte dos moto-taxistas devem formalizar queixa junto a SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito). A orientação é do titular da pasta, Pedro Boaventura, que pede para que estes passageiros se dirijam à sede do órgão, no Caseb, e formalizem suas queixas.
 
As tarifas, definidas pela Prefeitura de Feira de Santana, é de R$ 4,50 para as corridas feitas dentro do Anel de Contorno e de R$ 5,50 para as que passarem deste limite geográfico. “Apenas com as informações que as pessoas nos passarão é que vamos poder identificá-lo e chamar à responsabilidade”, afirmou o secretário. “O que se sabe é que estas queixas são feitas nos meios de comunicação e não aqui”.
 
Mas para que as providências sejam devidamente tomadas, a infração deve ser cometida por um dos 500 destes profissionais que desempenham suas funções legalmente em Feira de Santana.
 
As motocicletas dos legalizados são padronizadas. A pessoa também deverá informar o número de série do motoboy e a placa do veículo, que facilitará a identificação do permissionário.
  •  

Secretário se reúne com fiscais de transporte no empenho para melhorar serviço

21/9/2016, 10:46h
Foi um encontro motivacional. Assim o secretário de Transportes e Trânsito, Pedro Boaventura, definiu a reunião entre ele e fiscais do transporte público, na tarde desta terça-feira, 20. Vários pontos foram abordados pelo secretário, como o aperfeiçoamento dos mecanismos de controle, embasamento nas notificações e solidariedade operacional, entre outros.
 
“Os servidores tem que estar motivados para o desempenho das suas funções”, afirmou o secretário. E, continuou, são nestes encontros que as situações do dia a dia são debatidas. As reuniões, que são realizadas periodicamente, é uma iniciativa que busca ajustar ainda mais o trabalho diário dos fiscais, melhorando os seus desempenhos.
 
Por exemplo, para embasar os processos administrativos, no caso de apreensão de veículo, as informações que contam nas notificações deverão ser claras e precisas. “Aqui a gente discute erros e acertos no trabalho da fiscalização”, comentou Pedro Boaventura. 
 
  •  

SMTT não recebeu decisão do TJ sobre gratuidade em ônibus para portador de transtorno mental

21/9/2016, 10:43h
Até o final desta terça-feira, 20, a SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) não tinha recebido a decisão liminar do Tribunal de Justiça a Bahia que concede transporte gratuito nos ônibus urbanos para portadores de transtornos mentais, cujos nomes constem na ação movida pela Defensoria Pública.
 
“A SMTT não terá nenhuma dificuldade para atender ao decisão judicial”, afirmou o secretário Pedro Boaventura. Mas orienta às pessoas que se julgue no direito do benefício que antes de se dirigirem à Secretaria, para solicitá-lo, e observe se o nome dela consta na lista da Ação Civil Pública protocolada pela Defensoria Pública junto ao Tribunal de Justiça.
 
Em Feira de Santana, alguns segmentos da sociedade local tem garantido, por lei municipal, o direito à gratuidade por motivo de saúde: os deficientes auditivos, físicos e visuais e portadores de doenças renais crônicas.
 
O município, de acordo com a decisão do desembargador Baltazar Miranda Saraiva, da 5ª Vara Cível, terá prazo de cinco dias úteis para a concessão de passe livre à estas pessoas, para realização de tratamento de saúde, especialmente para deslocamento a órgãos de saúde e farmácias. 
 
  •  

Ônibus para Parque de Exposição terá horário especial e roteiro alternativo

2/9/2016, 17:55h
Os ônibus circularão em horário especial e em roteiro alternativo para o Parque de Exposição João Martins da Silva, durante a 41ª Expofeira (Exposição Agropecuária de Feira de Santana), que acontece de domingo, 4, até o dia 11. Em todos os dias, os ônibus circularão das 8h30 até as 4h30 do dia seguinte.
 
A partir das 8h a 0h30, roteiro será o seguinte: Terminal Central, rua Dr. Olímpio Vital, av. Getúlio Vargas, rua Barão de Cotegipe, av. Sampaio, rua Geminiano Costa, rua Edelvira de Oliveira, av. Juracy Magalhães, avenidas Getúlio Vargas e Noide Cerqueira, BR 324, Parque de Exposição.
 
O retorno será pela BR 324, avenida Presidente Dutra, JJ Seabra, Getúlio Vargas, Praça da Bandeira, Olímpio Vital, Terminal Central.
 
No roteiro alternativo os veículos passarão pela rua Olímpio Vital, Praça da Bandeira, avenidas Senhor dos Passos, Presidente Dutra, BR 324, Parque de Exposição – ida. No retorno, BR 324, av. Presidente Dutra, rua JJ Seabra, av. Getúlio Vargas, Praça da Bandeira, rua Olímpio Vital, Terminal Central.
 
Entre a 0h30 e 4h30, o embarque e o desembarque de passageiros será ao lado do Paço Municipal Maria Quitéria, sede do governo municipal, na avenida Getúlio Vargas.
 
A Secretaria de Transportes e Trânsito implantou uma estação de embarque e desembarque de passageiros à entrada do Parque de Exposição, onde vai vender vales-transportes. Até a meia-noite de domingo e da quarta-feira, 7, feriado nacional, os passageiros deverão pagar o valor relativo à meia-passagem, de acordo com lei municipal.
  •  

Frota do transporte coletivo é cumprida com rigor, e fiscalizada, garante secretário

24/8/2016, 23:49h
A frota de ônibus das empresas que operam o transporte coletivo em Feira de Santana está com seu número normal, conforme previsto em contrato firmado com o Município. É o que garante o secretário de Transportes e Trânsito de Feira de Santana, Pedro Boaventura.
 
A informação está sendo dada a propósito de especulações, nas redes sociais, sobre ônibus supostamente pertencente a empresa São João, uma das licitadas para a prestação do serviço, fotografado em trânsito numa cidade do interior de São Paulo.
 
"O que importa ao Município e à comunidade é que as empresas cumpram o que está previsto em contrato no que diz respeito aos ônibus em operação e o contingente estabelecido de 5 a 10 por cento em caráter de reserva. Esses números estão sendo rigorosamente aplicados. Nós estamos acompanhando diretamente", afirma Boaventura. 
 
Segundo o secretário, uma quantidade de onibus superior ao determinado estava disponível nas garagens. "Em relação a esses veículos que excedem a frota operacional e a contingência de reserva, não podemos impedir que as empresas façam deles o que lhes for conveniente", assinala.
 
O secretário disse que as empresas são permanentemente fiscalizadas. "Nós estamos a disposição da sociedade para dirimir qualquer dúvida a esse respeito". Em relacao ao recall de alguns veículos, o que foi feito recentemente segundo a empresa, o problema já está superado.
  •  

SMTT apreende vans intermunicipais por transporte ilegal de passageiros

8/8/2016, 9:37h
A fiscalização da SMTT (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito) apreendeu vans autorizadas a fazer o transporte intermunicipal, mas que estavam fazendo este tipo de serviço em território de Feira de Santana, que é proibido.
 
A maior parte dos veículos é de São Gonçalo dos Campos. Os fiscais da SMTT constaram ser reais as denúncias que foram feitas, sobre o transporte ilegal de passageiros e agiram conforme a Lei.
 
“Este tipo de transporte prejudica quem está autorizado a fazê-lo”, disse o secretário Pedro Boaventura. Em um dos veículos apreendidos, passageiro entrou nas imediações dos Correios da avenida Presidente Dutra e desceu no Panorama, que configurou a ilegalidade.
 
A apreensão gera um processo e o dono do veículo terá amplo direito de defesa. Para ser liberado, o dono do veículo deve pagar multa de R$ 2 mil. Em caso de reincidência, o valor a ser pago será de R$ 2,5 mil e o carro permanece no pátio da SMTT por 30 dias – o valor da diária é de R$ 15.
 
Caso a apreensão aconteça pela terceira vez, a multa será de R$ 3,5 mil e o período de apreensão passa para 60 dias, com o consequente pagamento das diárias.
  •  

Empresa Rosa apresentou documento que mostra parcelamento do FGTS com a Caixa

5/8/2016, 12:7h
A empresa Rosa apresentou à SMTT (Secretaria de Transportes e Trânsito) documento que mostra que os débitos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), dos meses maio e junho, foram parcelados com a Caixa Econômica Federal.
 
Assim, diz o secretário Pedro Boaventura, a Rosa está em dia com suas obrigações. Ele reconhece que a empresa tinha o débito, que deixou de existir a partir da negociação. “Assim que fui informado da situação, convoquei a empresa para uma reunião. Dias depois me foi apresentada a documentação sobre a negociação do débito com a Caixa”.
 
No documento consta as datas do pagamento das parcelas e que a primeira vence no dia 25. O secretário disse também que enviou cópias para a Procuradoria Geral do Município e para o Sindicato dos Rodoviários – o mesmo foi feito pela empresa.
 
“Do ponto de vista legal não mais existe esta dívida”, disse o secretário. Comentou ainda que as empresas devem estar em dia com suas obrigações sociais e que a SMTT fará este acompanhamento para que todas as cláusulas contratuais sejam respeitadas.
  •