SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Nota de pesar: morre conselheiro municipal de saúde

23/5/2018, 8:34h

A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Saúde, manifesta profundo pesar pelo falecimento do conselheiro municipal de saúde Altamiro José dos Santos, ocorrido nesta terça-feira, 22. 

Altamiro (foto) era representante da Pastoral de Saúde da Arquidiocese de Feira de Santana e atuava como conselheiro suplente há seis anos. O corpo está sendo velado no centro de velório localizado no Hospital D. Pedro de Alcântara, e o sepultamento será às 10h, no cemitério São Jorge.

  •  

Seminário orienta profissional de saúde como atender público LGBTQ

22/5/2018, 14:58h

A Secretaria Municipal de Saúde promove o I Seminário Sobre Saúde Integral da População LGBTQ na Atenção Básica. O evento, que visa capacitar estudantes e profissionais de saúde, acontece nesta quarta-feira, 23, e sexta-feira, 25, das 8h às 12h e das 14h às 17h, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC).

A programação contará com relatos de pessoas transexuais que buscaram por cuidados na Atenção Básica, levando como discussão políticas públicas de direitos à pessoa LGBTQ, práticas médicas e de enfermagem no atendimento a esse público e a estruturação da rede de Atenção à Saúde.

De acordo com a referência técnica a saúde da pessoa LGBTQ, Jamiley Dias (foto), o seminário deve melhor qualificar profissionais e estudantes para um atendimento mais humanizado. “Buscamos instrumentalizar essas pessoas para uma assistência adequada a esse público, assim como apresentar aos profissionais a rede de suporte oferecida pelo município”, ressalta.

O evento conta com a parceria da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso), trazendo como palestrantes Fabio Ribeiro, chefe da Divisão de Promoção e Direitos das Minorias; Renata Soraia, referência municipal em Sexualidade; Anderson Reis, enfermeiro; e Jamiley Dias, referência técnica a Saúde da Pessoa LGBTQ.

  •  

Portadores de Autismo, em Feira de Santana, vão ganhar uma sede própria

21/5/2018, 13:14h

O prefeito Colbert Martins da Silva Filho assinou, na manhã desta segunda-feira, 21, no Paço Municipal Maria Quitéria, o processo de  abertura da licitação do projeto  para a construção da sede das pessoas portadoras do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Orçado em R$ 936 mil, o equipamento terá o suporte de técnicos das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e Educação, e será erguido num terreno contíguo ao Centro de Cultura Maestro Miro, no bairro Muchila, onde também esta sendo concluído o Centro do Idoso.

Pioneiro em todo o país, o senso realizado em 2016, em Feira de Santana, aferiu 736 pessoas acometidas pelo Autismo. A pesquisa, realizada durante todo aquele ano, abrangeu escolas da rede municipal, creches e Centros de Referência de Assistência Social (CREAS).

Feira de Santana abriu o debate sobre o problema

Mãe de Josué, uma criança de 11 anos portadora do TEA, Cíntia de Souza (foto), presidente do Grupo Família Azul, ressaltou que “Feira de Santana, por ter aberto o debate sobre a problemática envolvendo este transtorno, passou a ser uma referência estadual, no enfrentamento ao Autismo, o que foi possível graças ao apoio do poder público municipal”, disse.

Município tem uma trajetória de lutas no assunto

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, ressaltou a trajetória de lutas e a importância do Grupo Família Azul, que ao longo de quatro anos, com o apoio do Governo Municipal, realizou atividades visando conscientizar a sociedade, a exemplo de ciclo de palestras, oficinas e mesas redondas envolvendo educadores, profissionais de saúde e familiares.   

“Juntos, conseguimos avançar muito nesta missão que nos foi confiada pelo Governo Municipal de atender às reivindicações da Família Azul. A construção desta sede se configura num marco histórico desta luta que envolveu as secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde e Educação”, ressalta Ildes Ferreira.

Ao assinar o processo de licitação para a construção da sede do Autista, o prefeito Colbert Martins ponderou que “a nossa obrigação é dar uma atenção especial para as famílias precisam ter cuidados especiais com os seus filhos, colocando-os em escohas adequadas para que elas venham a se desenvolver mais, e de forma adaptada às suas condições”.

A Família Azul

A designação Família Azul foi cunhada pela Organização das Nações Unidas (ONU). A cor azul foi escolhida pela ONG internacional porque a maioria das pessoas acometidas pelo transtorno do Autismo é, predominantemente, pertencente  ao sexo masculino.

O ato contou com as presenças da imprensa, do Grupo Família Azul, secretários municipais, representantes do legislativo e de vários segmentos sociais.

  •  

Vacina gratuita contra a gripe já imunizou 66 mil feirenses

17/5/2018, 17:9h

Mais de 66 mil pessoas já foram vacinados contra a gripe em Feira de Santana. Somente no dia “D” de mobilização nacional, realizado no último sábado, 12, 10 mil pessoas foram imunizadas. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 90% do público alvo, que corresponde a 128 mil pessoas.

Seguindo o cronograma de vacinação por categoria, até esta sexta-feira, 18, a prioridade é para gestantes, puérperas – até 45 dias após o parto - e idosos. No momento, 34,82% das gestantes e 45,41% dos idosos foram imunizados. As puérperas representam um número maior, com 57,46% de mulheres vacinadas.

Idoso perdeu documentos, mas foi vacinado

O aposentado Renato Dias (foto), 81 anos, todo ano busca a Unidade Básica de Saúde do bairro Caseb para se vacinar. “Eu até fiquei preocupado, pois perdi meus documentos e pensei que não conseguiria ser vacinado, mas como sou paciente da unidade e todo ano tomo a vacina da gripe, meus dados estão cadastrados e não fiquei sem ser imunizado”, comemora.

Quem pode receber gratuitamente a vacina

A gestante Mirian Souza (foto) não esperou o cronograma de vacinação. “Eu procurei logo a unidade de saúde, porque eu gosto de manter o meu cartão de vacina em dia para me proteger”, afirma. Ela ainda levou a filha de 14 anos, que tem asma, para receber a vacina. “Eu trouxe o relatório médico que indica doença crônica e por isso ela pôde ser imunizada também”, relata.

Quem não procurou as unidades para imunização dentro das datas estabelecidas por categoria, têm até o dia 1º de junho para receber a vacina. Segundo o encarregado pela referência técnica de imunização, Carlos Henrique Valverde, também têm direito a vacina portadores de doenças crônicas, professores das redes pública e privada, indígenas, pessoas privadas de liberdade (presos) e funcionários do sistema prisional.

  •  

Pacientes com câncer recebem tratamento odontológico e visita domiciliar

17/5/2018, 9:54h

Em diferentes bairros da cidade, pacientes com câncer têm recebido assistência da Secretaria Municipal de Saúde. É o caso de Maria das Graças, 58 anos, que tem câncer na cabeça, em estado avançado. Por estar acamada e sem condições de se locomover, ela recebeu, na terça-feira, 15, visita domiciliar feita por profissionais da Unidade de Saúde da Família do conjunto Feira VII.

Ao chegar à residência de dona Maria das Graças, a médica Elida Carolina Lessa fez perguntas à família sobre reações, alimentação e os sintomas apresentados. Marlene Pereira, filha da paciente, informou um quadro característico de resfriado. Imediatamente, a médica orientou a família.

A paciente também recebeu a visita de nutricionista e fisioterapeuta do NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família). “Eles orientaram sobre os alimentos e os exercícios, porque ela está também com trombose”, informa Marlene Pereira.

Prioridade em atendimentos odontológicos

Atendimento especial também foi garantido no bairro George Américo. Basílio Gonçalves, 85 anos. Acompanhado da filha Rosimeire Gonçalves esteve em sua terceira consulta no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). O paciente tem câncer de próstata e metástase óssea, o que o garante atendimento prioritário.

“Eles são encaminhados antes de iniciar o tratamento contra o câncer na Unacon (Unidade de alta complexidade do Hospital Dom Pedro de Alcântara) e só são liberados para quimioterapia e radioterapia após concluir o tratamento odontológico. O método é uma forma de prevenir algumas complicações bucais, a exemplo da xerostomia (ausência de saliva) que pode causar cárie”, informa a cirurgiã-dentista Juliana Albuquerque.

Para a secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, esses atendimentos reafirmam o compromisso com toda diversidade da população. "Estamos aqui para garantir sempre uma melhor assistência e um atendimento cada vez mais humanizado", ressalta.

  •  

Mutirão de dermatologia reduz espera por atendimentos

15/5/2018, 14:31h

A dona de casa Marina Pinto Bispo (foto), que reside no conjunto Feira VII, elogiou o mutirão da área de dermatologia realizado pela Secretaria de Saúde na Policlínica do Feira X, no sábado, 12. “É uma iniciativa importante porque acaba com a fila. Agora é só fazer os exames pedidos pela médica”.

Cerca de 160 pacientes, que já haviam marcado suas consultas nesta especialidade, foram contatados e informados de que seriam atendidos naquela data e local. No Feira X os atendimentos foram feitos por quatro médicos.

Os atendimentos de especialidades são parte do programa “Hora da Saúde”, que vem sendo prestado pela Secretaria de Saúde, no ambulatório do Hospital Dom Pedro de Alcântara nas áreas de dermatologia, endocrinologia, reumatologia, angiologia e gastroenterologia.

Meta é descentralizar atendimentos, diz secretária

O prefeito Colbert Filho e a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, estiveram na policlínica, pela manhã, onde conversaram com pacientes e profissionais que estavam trabalhando na unidade.

A descentralização de parte dos atendimentos, disse a secretária, está relacionada à quantidade de consultas que está sendo feita no ambulatório do HDPA. “O novo espaço agiliza os atendimentos. Os resultados foram positivos”.

  •  

Moradores do bairro Rua Nova vão ganhar um novo Posto de Saúde da Família

14/5/2018, 18:5h

Dentro de aproximadamente um ano, os moradores do bairro Rua Nova e adjacências passarão a contar com os serviços médicos de um Posto de Saúde da Família (PSF III). A ordem de serviço para a construção do equipamento foi dada pelo prefeito Colbert Martins, na tarde desta segunda-feira, 14.

O espaço vai contar com três consultórios médicos, que vão receber as três equipes de saúde, cada uma composta de um médico, um enfermeiro e um técnico de enfermagem. O PSF também vai contar com atendimento odontológico.

A unidade vai dispor de diversos serviços

De acordo com a chefe de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Valdenice Queiroz (foto), “o PSF também vai dispor de salas de vacinas, procedimentos médicos, curativo, nebulização, arquivo e auditório; testes rápidos, como gravidez, sífilis, consultas médicas e de enfermagem, pequenas emergências, e administração de medicamentos”

Erguida numa área de 430 metros quadrados, entre as ruas Juvêncio Erudilho e a Gonçalo Alves, a unidade de saúde vai custar R$ 650 mil aos cofres públicos. Compareceram ao ato a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, e o secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro.

  •  

Vacina deixa a gente mais tranquila, diz idosa sobre imunização contra a gripe

14/5/2018, 8:41h

Dona Terezinha Santana, 76 anos, é uma dos 62 idosos que moram no Lar do Irmão Velho, na Santa Mônica, que tomaram a vacina contra a gripe, na manhã deste sábado, 12, Dia D de imunização contra a doença. “Vacinada a gente fica mais tranquila porque gripe em idoso é perigosa, ruim”.

Em Feira de Santana, o dia de vacinação intensiva foi aberta oficialmente no Lar do Irmão Velho, pelo prefeito Colbert Martins Filho, que é médico e tomou a dose anula do imunizante, e a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas. “Entre os grupo prioritários, os idosos são os mais vulneráveis aos riscos de complicações, como a pneumonia”, disse.

Ele também esteve na unidade de saúde da Rua Nova, onde acompanhou a vacinação. Em Feira de Santana, cerca de 140 mil pessoas formam o grupo prioritário. Mas, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde é de 128 mil, que corresponde a 90% deste universo.

Aproximadamente metade da meta já foi atingida

De acordo com Denise Mascarenhas (foto), aproximadamente metade da meta já foi atingida. “Como esforço concentrado deste sábado acredito que este número subirá consideravelmente”. Ela ainda disse que as pessoas devem tomar a vacina porque está a maneira mais eficiente de prevenir a doença.

Vacina mantém controle da gripe entre os idosos

A enfermeira Gersiane Cerqueira, que trabalha no Lar do Irmão Velho, disse que a vacina mantém o controle da gripe entre o pessoal de idade mais avançada. “É uma proteção importante”. A vacinação continuará sendo feita nas unidades até o dia 1º de junho – foi iniciada no dia 23 de abril.

Quem pode se vacinar?

Podem ser vacinados os idosos a partir de 60 anos, portadores de doenças crônicas, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada.

Mais gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional, indígenas, entre outros.

  •  

Dia D de imunização contra gripe será neste sábado

11/5/2018, 14:59h

Acontece neste sábado, 12, em Feira de Santana o dia D de Vacinação Nacional contra a Influenza. Todos as Unidades de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde e a sede da Secretaria Municipal de Saúde estarão funcionando das 8h às 17h para imunização.

“É imprescindível que as pessoas compareçam com o cartão de vacina, principalmente das crianças para avaliarmos o histórico de imunização”, ressalta o coordenador da Rede de Frio, Carlos Henrique Valverde.

A rede municipal já recebeu quatro lotes da vacina, totalizando 81 mil doses. Até o fim da campanha devem ser imunizadas contra a gripe 128 mil pessoas, que representa 90% do público alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Tem direito a vacina crianças de seis meses até menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, funcionários da área da saúde, indígenas, população e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis – em exceção ao portador da hipertensão sem comorbidade –  e professores da rede pública e privada.

A campanha continua até 01 de junho com programação normal, confira:

Cronograma

Profissionais de Saúde      

23 de Abril a 02 de Maio      

Crianças      

03 de Maio a 12 de Maio      

Gestantes, puérperas e idosos      

14 de Maio a 18 de Maio      

Comorbidades e professores  

19 de Maio a 25 de Maio     

Privados de liberdade e medidas socioeducativas         

 25 de Maio a 01 de Junho      

 
  •  

Com índice 1,6 de infestação, Feira está em alerta quanto a focos do aedes aegypti

10/5/2018, 17:29h

O município de Feira de Santana está em situação de alerta quanto a focos do mosquito aedes aegypti. A medida leva em consideração os dados do mais recente Levantamento Rápido de Infestação do Aedes Aegypti (LIRAa), feito entre 23 e 27 de abril, que apontou um índice de infestação predial de 1,6. O número é considerado de médio risco para o Ministério da Saúde.

Os principais focos de proliferação foram encontrados dentro das residências, sendo destaque o conjunto Sérgio Carneiro com 7,87%. Em seguida aparecem os bairros: Sítio Matias com 6,48%, Parque Ipê apontando 4,48% e Aviário 3,50%. Segundo o coordenador de endemias, Edilson Miranda, nessas localidades os cuidados devem ser redobrados.

“Estamos diariamente trabalhando com bloqueios e visitas as residências, porém a população precisa ajudar, evitando ambientes propícios para a proliferação do mosquito. Pedimos a colaboração das pessoas neste período chuvoso com objetos que possam acumular água parada. É importante que haja este trabalho conjunto”, ressalta.

Devido o número de arboviroses, o LIRAa será feito quatro vezes este ano. Além de fevereiro e abril, o levantamento deve acontecer também nos meses de julho e outubro.

  •