SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Prestes a completar 15 anos de atividades, SAMU de Feira recebe qualificação do Ministério da Saúde

25/9/2019, 10:56h

Devido a efetividade no desempenho de suas funções, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Feira de Santana recebeu este mês aprovação do Ministério da Saúde para sua qualificação. O órgão completa 15 anos de atividade nesta sexta-feira, 27.

Para obter o reconhecimento, a Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, implementou melhorias e alcançou diversos indicadores. A qualificação do SAMU representa a seriedade e responsabilidade com que a gestão tem tratado a saúde municipal.

“Este recurso financeiro, que abrange a qualificação, poderá proporcionar um suporte mais conceituado aos nossos munícipes”, enfatiza a Secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas.

Atualmente a frota do órgão conta com nove ambulâncias e uma motolância. Na avaliação da coordenadora do SAMU, Maiza Macedo, o reconhecimento do Ministério da Saúde é gratificante. “Isso representa que nosso trabalho tem dado resultado, e temos prestado uma assistência qualificada aos nossos cidadãos”, observa.

Ainda de acordo com ela, a capacitação dos profissionais também faz parte dessa realização. “Quando promovemos a educação permanente da nossa equipe, prestamos segurança na abordagem do profissional em diversas situações. Isso também contribuiu para esse desempenho”, reconhece a coordenadora.

Atualmente, a média diária de ligações atendidas através do número 192 chega a 120, sendo registradas mais ocorrências no período diurno. O serviço presta também suporte através da Central de Regulação das Urgências para os municípios de Conceição do Jacuípe, Irará e Santo Estevão, ofertando cobertura a cerca de 727.469 habitantes.

  •  

Todos os dias Prefeitura recolhe cerca de 500 pneus usados de borracharias

25/9/2019, 9:10h

Cerca de 500 pneus velhos usados por veículos de quatro e duas rodas, são recolhidos diariamente pela Prefeitura de Feira de Santana, numa ação de prevenção à reprodução do aedes aegyti, que transmite a dengue, chikungunya e a zika.

Pneus descartados nas ruas, em caso de chuva, acumulam água e oferecem as condições climáticas ideais, ambiente quente e úmido, para que o inseto faça a desova e todo ciclo de reprodução aconteça.

O recolhimento é realizado pela Divisão de Epidemiologia da Secretaria de Saúde. Os pneus são levados para um terreno localizado na avenida Francisco Pinto, no DNER, de onde são levados pela EBL, que os tritura para a reciclagem.

O serviço, de acordo com o servidor Manoel Oliveira, são duas cargas diárias – uma pela manhã e à tarde. “Todos os dias a gente segue um roteiro pelas ruas onde existem borracharias. A gente sempre encontra algum para ser recolhido”.

Ele ainda disse que os pneus encontrados descartados nas ruas são recolhidos. O ideal para a saúde pública é que este comportamento inadequado fosse evitado.

“Os borracheiros estão conscientes sobre a necessidade de guardar os pneus e esperar pelo recolhimento”. Um caminhão de pequeno porte é usado no serviço.

  •  

SAMU comemora 15 anos nesta sexta, confira programação

24/9/2019, 10:24h

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Feira de Santana promove programação especial em comemoração aos 15 anos do órgão, a completar nesta sexta-feira, 27.

Em agradecimento pelo aniversário, uma missa será realizada nesta terça-feira (24) na Paróquia Santo Antônio dos Capuchinhos, a partir das 17h. A celebração é aberta ao público e terá como sacerdote celebrante o Frei Mário Sérgio.

Já no dia 27, a partir das 8h, a II Mostra de Pesquisa e a III Exposição do SAMU será realizada no Centro de Cultura Maestro Miro. A atividade contou com inscrição prévia e gratuita, que já foi encerrada, na modalidade ouvinte e como apresentador de trabalhos científicos.

A programação conta também com a inauguração da nova base norte, que faz parte da descentralização do SAMU e será implantada no Ginásio Oyama Pinto. A entrega será realizada ainda na sexta-feira (27), às 17h.

Às 19h, a comemoração continua com homenagens aos profissionais que atuam no serviço há 15 anos. A atividade de reconhecimento acontece no espaço de eventos Graça Magalhães e não é aberta ao público.

A programação de celebração é uma iniciativa da Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e SAMU. A exposição de materiais e equipamentos do SAMU em miniatura segue do dia 28/09 a 06/10 no Shopping Boulevard.

Já nos dias 07 a 13 de outubro a exposição continua no Mercado de Arte Popular.

  •  

Prefeitura volta a realizar vacinação antirrábica

20/9/2019, 10:54h

Após o reabastecimento de doses da vacina antirrábica para o município de Feira de Santana, o Centro de Controle de Zoonoses retoma o cronograma de vacinação. Desde a última segunda-feira, 16, as equipes estão atuando nas Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde das 9h às 15h e realizando a vacinação de casa em casa na zona rural, nos distritos de São José, Pé de Serra e Tanquinho de Humildes.

Para imunizar o cão ou gato é necessário que o animal possua idade superior a três meses e os donos devem apresentar cartão de vacina, caso o animal possua. “É importante que a população leve o animal na coleira para a segurança dos profissionais”, orienta a coordenadora do CCZ, Mirza Cordeiro.

A iniciativa faz parte da estratégia da Prefeitura de Feira de Santana, na gestão do Governo do prefeito Colbert Martins, com o intuito de imunizar os animais que ainda não foram vacinados este ano através da vacinação de rotina.

O esquema de vacinação antirrábica segue na zona urbana e rural conforme a tabela abaixo:

Data    

Zona Rural    

19/09    

São José – vacinação casa a casa    

20/09    

São José – vacinação casa a casa    

23/09    

São José – vacinação casa a casa    

24/09    

São José – vacinação casa a casa    

25/09    

Pé de Serra – vacinação na unidade de saúde    

26/09    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

27/09    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

30/09    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

01/10    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

02/10    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

03/10    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

04/10    

Pé de Serra – vacinação casa a casa    

07/10    

Tanquinho de Humildes – vacinação na unidade de saúde    

08/10    

Tanquinho de Humildes – Loteamento Leopoldina    

09/10    

Tanquinho de Humildes – vacinação casa a casa    

 

Data    

     

Zona Urbana    

19/09    

USF Morada Tropical    

20/09    

USF Nova Esperança e USF Sobradinho II    

23/09    

USF Gabriela I e USF Sobradinho I    

24/09    

USF Gabriela II e UBS Jardim Cruzeiro    

25/09    

USF Gabriela III e IV, e USF Pé de Serra    

26/09    

USF Parque Servilha e UBS Baraúna    

27/09    

USF Pampalona e USF Novo Horizonte    

30/09    

USF Asa Branca I e II    

01/10    

USF Asa Branca III    

02/10    

USF Sitio Novo    

03/10    

USF Homero Figueiredo    

04/10    

USF Campo do Gado Novo    

07/10    

USF Tanquinho de Humildes, UBS Irmã Dulce e USF Eucalipto    

08/10    

UBS Dispensário Santana    

09/10    

Cidade Nova - CSU    

10/10    

USF Jussara    

14/10 UBS CASSA  

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  •  

Secretária de Saúde já realizou visita técnica em 20 unidades

20/9/2019, 10:41h

Cerca de 20 unidades básicas de saúde e a Policlínica do bairro Parque Ipê já receberam a visita técnica da Secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas, até a última terça-feira (17).

A iniciativa faz parte do levantamento promovido pela Prefeitura para proporcionar melhorias aos locais públicos. Através destas visitas, a Secretária tem conversado com a população e com os profissionais para avaliar dificuldades que podem estar enfrentando e as condições estruturais dos locais.

Através deste relatório serão feitos encaminhamentos aos departamentos responsáveis para realizar as manutenções necessárias. Dentro da avaliação da secretária também foi observado se as normas técnicas estão sendo seguidas.

Em algumas unidades foram constatadas a realização de iniciativas positivas, como oficinas de artesanato, horta comunitária e farmácia viva, que serão ainda mais incentivadas pela Secretaria de Saúde.

“É preciso que os profissionais façam das unidades um local de apoio ao cidadão, e não só para realização de atendimentos de procedimentos. Essas iniciativas são extremamente positivas e demonstram grande interesse das equipes”, elogia Denise.

Em breve demais unidades de saúde receberão esta visita técnica. A escolha do local a ser visitado está sendo aleatória e não programada.

  •  

Portadores de diabetes tipo 1 receberão canetas de insulina a partir de outubro

18/9/2019, 16:30h

Profissionais das unidades básicas de saúde e do Centro de Atenção ao Diabético e Hipertenso (CADH) participaram de uma capacitação sobre o uso das canetas de insulina em pacientes diabéticos.

O treinamento realizado no auditório da Secretaria de Saúde foi promovido pela Assistência Farmacêutica e Atenção Básica. As canetas de insulina passarão a ser disponibilizadas a partir de outubro, através do Ministério da Saúde, para pessoas portadoras da diabetes mellitus tipo 1.

Para Dirlene Ramos, farmacêutica que esteve ministrando a capacitação e representante da empresa produtora das canetas de insulina, Novo Nordisk, o material possui tecnologia de ponta e pode proporcionar maior praticidade aos usuários.

“Essa caneta representa maior conforto e segurança em comparação a metodologia tradicional”, compara Dirlene.

De acordo com a referência técnica em diabetes e hipertensão, Isabela Machado, a capacitação é importante para familiarizar o profissional quanto as novas tecnologias.

"Precisamos dos nossos profissionais aptos e sem qualquer dúvida para orientar os pacientes", afirma Isabela.

A capacitação contou também com a palestra da farmacêutica Carla Benício, da empresa Roche Diagnostics, produtora dos glicosímetros e fitas para medir a glicemia.

Os pacientes que se enquadram nos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde deverão apresentar relatório médico. A faixa etária das pessoas que poderão receber os materiais são de 0 a 15 anos, e igual ou acima de 60 anos

“A aquisição dos materiais recebidos pela Prefeitura e Secretaria de Saúde foram baseados em dados epidemiológicos e populacionais”, informa Marcelo Soares, farmacêutico da Assistência Farmacêutica.

  •  

Abertas inscrições para II Mostra de Pesquisa do SAMU

16/9/2019, 11:46h

As inscrições para participar e apresentar trabalhos científicos durante a II Mostra de Pesquisa promovida pela Prefeitura, através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), estão abertas.

A atividade faz parte da programação em comemoração aos 15 anos do órgão. As inscrições para apresentar trabalho científico seguem até o dia 18 de setembro e para participar como ouvinte até o dia 22. As vagas são abertas a toda a comunidade e a inscrição é gratuita.

Para realizar a cadastro em quaisquer das duas modalidades é necessário acessar o site da Prefeitura através do link: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/samu192/IImostra/.

A II mostra de pesquisa do SAMU acontece no dia 27 de setembro no Centro de Cultura Maestro Miro, localizado na R. Itacarambi, s/n – Muchila.

  •  

Profissionais de saúde participam de curso sobre acidentes com animais peçonhentos

12/9/2019, 17:29h

Com o objetivo de melhor preparar os profissionais de saúde que atuam diretamente com a população, como agentes de endemias, comunitários, enfermeiras, entre outros, a Prefeitura deu início nesta quarta-feira (11) ao curso de capacitação “Formar Saúde”, iniciativa da Secretaria do Meio Ambiente. O curso pretende capacitar os profissionais sobre as medidas e orientações em casos de acidentes com animais peçonhentos. A capacitação segue por três meses com aulas práticas e teóricas.

De acordo com a pedagoga e coordenadora do departamento de educação ambiental da Universidade Aberta de Meio Ambiente e Cidadania Sustentável (Unamacs) da Secretaria de Meio Ambiente, Elisângela Lucena, muitas pessoas não possuem conhecimento de como proceder em casos de acidentes com animais peçonhentos.

“Pretendemos capacitar estes profissionais para que sejam multiplicadores destas informações, orientando a população quanto as medidas preventivas e onde procurar socorro. Acredito que com essa inciativa iremos fortalecer a rede de prevenção em relação a esses acidentes”, pontua.

O primeiro dia de capacitação contou com a orientação da bióloga docente da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Ilka Biondi, que esteve apresentando alguns quadros clínicos de acidentes por animais peçonhentos.

“É preciso entender o comportamento e habitat desses animais para eliminar as possibilidades de ser um animal peçonhento, ou não”, explica Ilka Biondi.

Durante o período da tarde, no auditório da Secretaria de Saúde, o treinamento seguiu com aula prática observando os animais peçonhentos e os não peçonhentos para identificar suas particularidades e diferenças.

A capacitação segue para os profissionais da rede municipal de saúde cadastrados através da Seção de Capacitação Permanente da Secretaria de Saúde e faz parte da programação do Educapacita. A atividade também foi articulada pela referência técnica em animais peçonhentos da Vigilância Epidemiológica, Juliana Andrade. Em breve uma nova turma será aberta.

"O Educapacita é um projeto desenvolvido para capacitar os profissionais da rede, estimulá-los e melhorar seu desempenho em suas funções. Frequentemente capacitações como essa são ofertadas", afirma a coordenadora da Seção de Capacitação Permanente, Priscilla Soares.

  •  

Enfermeiras da rede primária são atualizadas quanto a realização de punção venosa e cateterismo vesical

11/9/2019, 14:52h

Enfermeiras das unidades básicas de saúde e estratégias de saúde da família foram atualizadas quanto a realização de punção venosa e cateterismo vesical nesta terça-feira, 10. A ação promovida pela Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, tem o objetivo de melhor preparar as profissionais para as demandas que podem surgir nas unidades.

A capacitação tem o suporte ofertado pela Universidade de Salvador (Unifacs), promovendo aulas práticas, e faz parte da programação de capacitações e atualizações da Seção de Capacitação Permanente, chamada Educapacita.

Durante a atividade, a docente da universidade que esteve ministrando sobre cateterismo vesical, Gléssia Guimarães, abordou sobre o autocateterismo vesical que tem crescido bastante na área da saúde. “Em algumas situações é possível ensinar o paciente a realizar o próprio cateterismo, que pode também reduzir a demanda desses procedimentos nas unidades de saúde”, explica Gléssia.

Já Viviane Ferraz, também docente da universidade, ministrou sobre punção venosa. “Observem o resultado final, principalmente se está machucando. O que não queremos para nós, não devemos fazer com os nossos pacientes”, pontuou.

Nas próximas terças-feiras, até o dia 1º de outubro, a capacitação segue para outras enfermeiras das demais unidades de saúde e está sendo realizada de forma simultânea, atendendo os protocolos atuais.  

O que é punção venosa

Punção venosa consiste na introdução de uma agulha numa veia para injectar medicamentos ou para extrair sangue. Podem ser utilizadas agulhas rígidas ou flexíveis quando a veia deve permanecer alguns dias acessível para introdução de fármacos.

O que é cateterismo vesical

Sonda vesical ou cateter urinário é um tubo de látex, poliuretano ou silicone inserido na uretra até a bexiga para coletar urina para exames ou para injetar substâncias no tratamento de uma cistite.

  •  

Crianças podem se tornar agentes multiplicadores para evitar o mosquito Aedes Aegypti

6/9/2019, 9:9h

Atentas, as crianças ouvem os ensinamentos e observam a encenação da “mosquita da dengue” que explica com linguagem lúdica as formas de evitar a água parada e proliferação do mosquito Aedes Aegypti. A atividade faz parte da programação da equipe de Educação em Saúde da Vigilância Epidemiológica da Prefeitura, que está atuando na Expofeira 2019.

Na última terça-feira, 3, as profissionais percorreram as ruas e estandes do evento para alertar e orientar sobre os cuidados que devem ser seguidos, evitando assim a proliferação do mosquito.

De acordo com a coordenadora da equipe, Joselita Casaes, a Expofeira atrai muitas escolas e o objetivo é ensinar as crianças que podem se tornar agentes multiplicadores dos ensinamentos. “As crianças reproduzem o que se é ensinado, por este motivo, passando as informações necessárias para as crianças, podemos conseguir reduzir a quantidade de materiais jogados no chão e entre outras situações que podem ser evitadas”, explica.

O cronograma de atividades, iniciativa do Governo do prefeito Colbert Martins Filho, faz parte do projeto “o mosquito caiu do cavalo”, em alusão a Expofeira. Além da atividade com as crianças, a equipe possui um estande montado para ofertar orientações, entrega de panfletos, cartazes, sacos de lixo e entre outras ações.

Sacos de lixo para carro também estão sendo distribuídos em ações chamadas blitz da saúde. “Percebemos que os recipientes jogados no chão são potenciais criadouros, então cada cidadão deve fazer sua parte e colaborar não jogando lixo no chão”, explica Joselita Casaes.

  •