SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Atendimentos do Posto de Saúde na Micareta dobram quantitativo neste sábado

28/4/2019, 19:17h

O comparativo apresentado na terceira reunião de avaliação da Micareta apontou um aumento de 58% nos atendimentos de saúde deste sábado em relação a sexta-feira, 26. Quatro transferências também foram registradas no terceiro dia da festa.

Os dados apresentados pelo coordenador, José Leal, foram coletados até as 00h de sábado. 255 atendimentos foram realizados no terceiro dia, sendo necessário encaminhar três pacientes para o Hospital Geral Clériston Andrade e um para o Hospital da Criança.

Ainda assim, os atendimentos do posto até o momento registram uma queda de 30% em comparação ao mesmo período da micareta 2018, somando 447 atendimentos este ano e 641 em 2018.

O programa de IST/HIV/AIDS diagnosticou um caso de HIV e outro de sífilis neste sábado. “Após esse diagnóstico, o paciente é encaminhado para iniciar o tratamento que começa nesta segunda-feira”, afirma José Leal.

A reunião contou com a presença do prefeito Colbert Martins Filho, que parabenizou todos os profissionais, instituições e órgãos que estão atuando na micareta. “Agradeço a participação de todos que melhoram a micareta com o seu trabalho”, ressalta o prefeito.

  •  

Ampla estrutura de Saúde é assegurada aos foliões na Micareta

28/4/2019, 9:36h

Uma unidade de pronto atendimento, montada na avenida Presidente Dutra, com o envolvimento de 500 profissionais, tem garantido a assistência dos foliões na Micareta, desde a quinta-feira, 25, quando teve início a folia momesca. Os trabalhos vão se estender até a madrugada desta segunda-feira, 29.  

A Prefeitura de Feira de Santana, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, também colocou à disposição durante a festa, três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que dão suporte em pontos estratégicos do Circuito Maneca Ferreira.

O posto de saúde conta com três médicos e dois bucomaxilofaciais, a cada plantão noturno, além de enfermeiros, técnicos de enfermagem, entre outros profissionais. Toda a equipe foi devidamente preparada para atender qualquer ocorrência de urgência e emergência.

O local possui sala de reanimação preparada para atender pacientes em parada cardiorrespiratória, recepção, 12 leitos, 12 poltronas para aplicação de medicamentos intravenoso, sala de conforto, almoxarifado, copa, laboratório, banheiros, e demais dependências.

Ao chegar ao posto, o folião passa por uma triagem. Caso tenha alguma  ocorrência com traumatismo, a pessoa será encaminhadas para o Hospital Geral Clériston Andrade e os demais casos, se necessário, para as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e Policlínicas da rede municipal.

Ambulâncias

Duas ambulâncias convencionais têm ficado à disposição próximo ao posto da Polícia Militar, no bairro Capuchinhos, nas imediações do ECASSA (Escola do Centro de Assistência Social Santo Antônio) e outra em frente ao Instituto de Educação Gastão Guimarães. As ambulâncias do SAMU estão em pontos estratégicos e, neste ano, uma ambulância convencional também está dando suporte no palco Jota Morbeck.

Testes Rápidos

Um anexo da Vigilância em Saúde foi montado ao lado da unidade de pronto atendimento. No local estão sendo ofertados os testes rápidos contra as doenças sexualmente transmissíveis – HIV, hepatites e sífilis, além da distribuição de preservativos.

Também comporta as equipes de Educação em Saúde, da Vigilância Epidemiológica; agentes de endemias; a equipe do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador; além de profissionais da Vigilância Sanitária. O anexo dispõe, ainda, da Central de Digitação, onde é feito a análise e computação de todos os dados e atendimentos.

  •  

155 litros de bebidas clandestinas foram apreendidos e descartados pela Vigilância Sanitária

27/4/2019, 22:2h

Durante os dois dias da micareta, a Divisão de Vigilância Sanitária (Divisa) apreendeu diversos materiais. Entre eles, 90 litros da bebida clandestina chamada “príncipe maluco” e 65 litros de “cravinho” que foram descartados no local da apreensão.

Ao avaliar as bebidas em laboratório oito anos atrás, a Vigilância identificou uma substância alucinógena que pode provocar também coma alcoólico. “Essas bebidas são muito perigosas. Geralmente estão expostas em garrafões de água mineral e não passam por nenhum tipo de inspeção para comercialização”, explica a coordenadora da Divisa, Kerssia Carneiro.

Além das bebidas, alguns alimentos que não podem ser comercializados de forma reutilizada foram descartados, como: molho de tomate, salsicha e pães para cachorro quente. Espetinhos de carne e frango, carne moída, queijo, presunto, batata palha, sachês de maionese, katchup e mostarda estragados  ou vencidos também foram descartados.

Nos dois dias da festa, 148 barracas, 32 trailers, 246 ambulantes e 15 comércios de hot dog e acarajé foram fiscalizados e orientados acerca da manipulação dos alimentos. A penalidade para as situações irregulares é a apreensão e descarte.

As inspeções sanitárias seguem caráter rigoroso para que as comidas não ofereçam risco à saúde do folião. Toucas e luvas são distribuídas a todos os profissionais que comercializam alimentos. As ações de inspeção são asseguradas pelo Governo do Prefeito Colbert Martins Filho, através da Secretaria de Saúde.

Fiscalização nos trios

Os trios também foram objetos da inspeção que apreendeu duas cartilhas de autorização dos motoristas que se recusaram a realizar o descarte dos resíduos (fezes e urina) nos pontos indicados. “Temos três pontos de descarte obrigatório ao longo do circuito em que o motorista deve parar e realizar o serviço, evitando o vazamento na avenida”, ressalta a coordenadora.

  •  

Atendimentos clínicos foram a maior demanda registrada na segunda noite

27/4/2019, 15:18h

Os dados da Saúde, apresentados na reunião de avaliação do segundo dia da Micareta 2019, apontam para um aumento da demanda de atendimentos clínicos na unidade  de saúde montada no circuito Maneca Ferreira. Ainda assim, o quantitativo de atendimentos na sexta-feira, 26, continua reduzido em comparação ao mesmo período do ano passado. As informações são do coordenador da SMS, José Pires Leal.  

Em 2018 foram 99 casos classificados como atendimentos clínicos, enquanto que neste ano foram 79. Uma redução de 20%. Os atendimentos clínicos oferecidos no posto de saúde estão sendo assegurados pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho. Incluem aferição de pressão arterial, teste de glicemia, entre outros.

Os atendimentos clínicos somados a outros serviços ofertados somaram 161, nesta sexta-feira - uma redução de 31% em comparação a sexta-feira de Micareta em 2018.

“Os dados continuam em queda. A Micareta está bastante tranquila em função do trabalho em conjunto das equipes de trabalho. Isso demonstra que estamos tendo êxito”, considera José Pires Leal.

Durante a avaliação do Corpo de Bombeiros, o tenente Thiago Moreira associou a queda de ocorrências no posto com o aumento de bombeiros no circuito, cobrindo assim uma área maior e finalizando as ocorrências no local, sem necessidade de encaminhar ao pronto atendimento.

“As ocorrências encontradas no circuito são muito voltadas para desmaios, embriaguez e alguns ferimentos em geral, sejam eles cortes ou escoriações que costumam ter uma frequência maior”, explica Thiago.

Nesta sexta-feira, o posto de saúde teve apenas uma ocorrência de transferência para o Hospital Geral Clériston Andrade. O anexo da Vigilância em Saúde realizou 52 testes para doenças sexualmente transmissíveis, sendo todos os resultados negativos.

 

 

 

 

  •  

Promotora de Justiça do Ministério Público elogia estrutura do Posto de Saúde

27/4/2019, 9:4h

“Nessa primeira visita fomos surpreendidos positivamente e encontramos todos os setores extremamente organizados”,  elogiou a promotora de Justiça, do Ministério Público da Bahia, Monia Ghignone, durante fiscalização realizada na noite desta sexta-feira, 26, no posto de saúde de pronto atendimento e no anexo da Vigilância em Saúde, montados pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho, no circuito da Micareta.

Segundo observou a promotora de Justiça todas as instalações preconizadas pelo Ministério da Saúde foram cumpridas. “Percebemos também que todos os acessos ao posto têm acessibilidade a deficientes, o que é muito bom para a promoção da saúde de todos”, afirmou.

Monia Ghignone foi recepcionada pelos coordenadores do Programa de IST/HIV/AIDS, Vigilância Sanitária e CEREST, que estão alocados no posto. Os profissionais da Saúde prestaram as devidas informações.

“Fui informada que existe uma integração da rede de atendimento, onde as vítimas de abuso sexual têm um socorro imediato com a profilaxia pré-exposição ao HIV. O caso é notificado para que a rede de atendimento seja solicitada e possa promover um tratamento mais integral possível. Isso também me chamou atenção positivamente”, comentou a promotora de Justiça.

 

  •  

Cerest atento à segurança do trabalhador na Micareta

27/4/2019, 7:16h

Fios de energia elétrica caídos, tábua com pregos em local de grande fluxo de pessoas e passarela de paletes instalados de forma inadequada foram algumas das situações irregulares encontradas pela equipe do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) durante fiscalização em barracas e camarotes do circuito Maneca Ferreira, nesta sexta-feira, 26.

As situações foram sinalizadas pelo órgão municipal e regularizadas no monmento. O Cerest realiza fiscalizações a fim de promover a segurança do trabalhador, orientando-os sobre o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e certificando que os direitos do funcionário sejam assegurados.

“Estamos sempre atentos à estrutura ofertada para evitar um acidente de trabalho”, ressalta a coordenadora do órgão, Verena Leal. O serviço ofertado pela Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, promove a sinalização de situações irregulares ao proprietário, que deve se ajustar o quanto antes.

“A equipe retorna ao local para averiguar, e caso o proprietário não se ajuste, devemos encaminhar a situação para o Ministério Público do Trabalho que tomará as medidas cabíveis”, explica.

A equipe esteve avaliando também as condições de trabalho dos profissionais e solicitando a carteira de identidade para verificar se havia menores de 18 anos trabalhando.

De acordo com coordenadora, já há alguns anos o Cerest não encontra crianças em situação de trabalho infantil na Micareta. “Em dez anos de atuação, ficamos muito felizes em alcançar esse objetivo, mas há muito ainda para ser feito”, pontua Verena.

  •  

Micareta: Posto de Saúde registra uma redução de 77 por cento dos atendimentos

26/4/2019, 16:28h

O posto de saúde, montado no circuito da Micareta, registrou 31 atendimentos nesta quinta-feira, 25, apresentando uma redução de 77% em comparação ao mesmo período do ano passado, onde o quantitativo chegou a 139. Os dados foram apresentados durante a reunião de avaliação da Micareta pelo coordenador, José Pires Leal. 

Para ele, essa redução significativa representa uma efetividade no esquema de policiamento. “A retirada dos festejos na quarta-feira também foi outro fator importante para a queda dos atendimentos. Seguimos na expectativa de continuar a micareta com êxito total”, explica.

Este ano, lesão por arma branca e bucomaxilo não tiveram registros. Além dessas ocorrências, pelo segundo ano consecutivo não houve atendimento de lesão por arma de fogo no primeiro dia. 

Já os atendimentos realizados por agressão física tiveram queda de 83%. “Esse ano foram duas pessoas que deram entrada por agressão. Enquanto que em 2018 foram 12”, afirma Leal.

A estratégia utilizada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é ofertar o serviço em pontos distribuídos do circuito, onde o socorro é imediato sem necessitar a solicitação através do 192.

No anexo da Vigilância Epidemiológica, 48 testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites foram realizados. Destes, dois casos de sífilis foram diagnosticados e tratados pelos profissionais com a primeira dose de penicilina. 

  •  

Divisa e Procon fiscalizam qualidade dos alimentos vendidos na avenida

26/4/2019, 12:51h

Equipes de fiscalização da Divisão de Vigilância Sanitária e do Procon de Feira de Santana trabalham em conjunto para garantir que os produtos vendidos nas barracas – principalmente de comida – instaladas no Circuito Maneca Ferreira respeitem a qualidade exigida pelos órgãos. As visitas serão realizadas durante toda festa.

O objetivo das observações, que está sendo rigorosa, é que a comida vendida não ofereça perigo para quem a consome. Muitas barracas oferecem aos foliões as chamadas fast foods,  comidas rápidas, como sanduíches e cachorros-quentes, sempre acompanhadas de muito molho e outros acompanhamentos que devem primar pela qualidade.

Os fiscais do Procon também estão verificando se enlatados e bebidas estão dentro do prazo recomendado pelo fabricante para ser consumido. Os produtos vencidos serão imediatamente descartados.

  •  

30 mil preservativos serão distribuídos durante a Micareta

26/4/2019, 10:34h

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, tem realizado uma ação de prevenção a Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) com a distribuição de preservativos, no Circuito Maneca Ferreira, durante a Micareta, que teve início na noite desta quinta-feira, 25, até domingo, 28. Ao todo serão distribuídas 30 mil unidades.

No entanto, antes mesmo da festa começar, a distribuição dos preservativos foi intensificada pela Vigilância Epidemiológica nas unidades de saúde e ONGs parceiras. A reposição do material na unidade de saúde montada no circuito será feira diariamente.

De acordo com a referência técnica em IST/HIV/AIDS, Jaqueline Cardoso, a prevenção é a melhor forma de evitar a IST ou a gravidez não planejada. “Nada melhor que a prevenção. Por isso, oriento a todos a usarem o preservativo, que é um método eficiente”, afirma.

Testes rápidos

Testes rápidos para HIV, sífilis e hepatite também estão sendo ofertados na unidade de saúde montada no circuito, das 19h até a meia-noite. “Dura em torno de 20 minutos para a entrega do resultado”, acrescenta a referência técnica. Os testes são feitos com segurança e privacidade.

Neste ano, o Governo do prefeito Colbert Martins Filho também incluiu como medida de prevenção de urgência para casos de violência sexual e acidente ocupacional, a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP), que consiste no uso de medicamentos para reduzir o risco de a pessoa desenvolver a infecção em contato recente com o vírus.

Equipes da Saúde também estão atuando com educação preventiva e entrega de panfletos no circuito da festa. A aplicação da primeira dose de penicilina para os casos diagnosticados de sífilis também faz parte da programação.

 

 

  •  

"Porta aberta" de unidade de saúde garante primeiros atendimentos aos foliões

26/4/2019, 7:38h

A unidade de saúde montada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, no Circuito Maneca Ferreira é definida como ‘porta aberta’ para prestar os primeiros atendimentos de urgência e emergência aos foliões que deles precisarem.

“Aqui o folião será atendido de uma dor de cabeça a uma agressão grave”, disse a diretora do Departamento de Rede Própria, Joana Queiroz. “Caso necessário, estamos equipados para estabilizar o paciente antes de encaminhá-lo para o hospital”.

No espaço denominado ‘sala vermelha’, os casos de urgência e emergência são atendidos e estabilizados – ter sinais vitais controlados. É dotada de duas macas e equipamentos com respiradores e desfibriladores.

A unidade dispõe de 12 macas, a mesma quantidade de poltronas e mais duas macas de emergência – a sala vermelha. Nos horários de pico, a equipe é formada por três médicos, dois cirurgiões bucomaxilares, três enfermeiros, seis técnicos em enfermagem, mais a coordenadora.

Na quinta-feira, 25, o plantão foi iniciado às 19h e encerrado às 5h de sexta-feira. No sábado e no domingo, o atendimento médico vai estar à disposição dos foliões durante 24h.

  •