FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, TELECOMUNICAÇÃO E CULTURA EGBERTO TAVARES COSTA

Funtitec emite nota de pesar pelo falecimento de Caboquinho

21/5/2020, 16:11h

A Fundação Cultural Egberto Tavares Costa (Funtitec) lamenta a morte de Caboquinho, considerado o maior repentista da Bahia e um grande representante da cultura feirense.

José Crispim Ramos (seu nome de batismo) tinha 74 anos, usava o seu talento na música e tinha formação em Direito. Já exerceu a função de advogado. Caboquinho também foi organizador do Festival de Violeiros do Nordeste, realizado em Feira de Santana.

Caboquinho foi o fundador e presidente da Associação dos Violeiros, Trovadores e Repentistas da Bahia. Suas obras e contribuições para o desenvolvimento e expansão da cultura Repentista na região não será esquecida.

Neste momento de dor, a Funtitec se solidariza com a família, amigos e admiradores de José Crispim Ramos, o eterno Caboquinho.

  •  

Funtitec emite nota de pesar pela morte do comandante da Guarda Municipal de Feira, Antonio Élio

14/5/2020, 16:24h

A Fundação Cultural Egberto Tavares Costa (FUNTITEC), se solidariza com a família e amigos do comandante da Guarda Municipal de Feira de Santana, Antonio Élio Neris dos Santos, que faleceu nesta quarta-feira, 13, no Hospital Clériston Andrade.

Durante seus 14 anos de serviço, o comandante, zelou com muita eficiência e dedicação pela segurança nos equipamentos da Funtitec, assim como também, em todos os equipamentos públicos da cidade.

  •  

A tecnologia é grande aliada do conhecimento durante o isolamento social

11/5/2020, 14:7h

A tecnologia vem sendo uma parceira nesse momento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) para os alunos do Programa Arte de Viver. É porque, através dela, eles estão realizando periodicamente as atividades, para dar continuidade ao semestre, evitando atrasos e também criando uma forma de apoio e entretenimento aos que precisam continuar em casa.

O programa, oferecido gratuitamente pela Prefeitura Municipal através da Fundação Cultural Egberto Costa, está suspenso por tempo indeterminado de forma presencial, seguindo as recomendações das autoridades de saúde mundial e cumprindo os decretos publicados pelo prefeito Colbert Martins Filhos para combater a Covid-19.

A professora da oficina de Dança, Adrize Nogueira, falou sobre essa nova experiência. Ela afirma que utiliza o Whatsapp (aplicativo de conversas online para smartphones) para enviar vídeos didáticos aos alunos duas vezes por semana. Em relação à produtividade, os alunos enviam feedbacks sobre as atividades e relatam que sentem saudades das aulas presenciais.

“Fiz uma lista de transmissão no aplicativo para o envio dos vídeos didáticos, com ritmos variados e músicas para que eles exercitem em casa. Os alunos comentam sobre a execução das atividades propostas nos vídeos, comentam sobre a saudade da convivência em sala de aula. O mais importante é que eles compreendem que é necessário estar em casa neste momento”, relata Adrise.

O professor da oficina de Violino, Ismael Reis, adotou a plataforma Zoom, em que o professor - como um mediador - administra e interage com os alunos também conectados à plataforma. Ele relatou que também utiliza o Whatsapp para tirar dúvidas e que os resultados são positivos.

“Realizamos uma aula por semana, na plataforma Zoom. Por Whatsapp, os alunos podem tirar dúvidas comigo, e os feedbacks acontecem na sequência das aulas. O assunto trabalhado é de difícil aprendizado e mesmo online percebi que os alunos conseguiram até afinar os instrumentos”, comenta Ismael.

Júlia Santana, 16, aluna da oficina de Violino, elogiou a iniciativa das aulas online e o seu desenvolvimento, mas também citou os ’contras’. “Eu gostei muito da iniciativa do professor. As aulas online têm suas vantagens, mas também temos desvantagens”, avalia Júlia.

“Como vantagem, posso falar na locomoção. Moro longe do Maestro Miro e gasto bastante tempo para ir e voltar. outra vantagem é a facilidade para realizar exercícios de modo individual durante a aula. As desvantagens são a necessidade de conexão com a internet, já que infelizmente nem todos têm; e em relação a diferença da aula virtual para a presencial, já que somos alunos iniciantes e alguns erros que o professor corrigiria pessoalmente ele pode não perceber virtualmente”, comentou a aluna.

Tanto os professores quanto a aluna citaram um importante benefício da realização das atividades virtuais: a quebra da rotina. Por estarem em casa, muitos desde o início do isolamento social, ter uma atividade pode ajudar a relaxar e aliviar a tensão enfrentada por todos neste momento tão difícil.

As aulas online são uma maneira de evitar prejuízos na execução do calendário das aulas do projeto Arte de Viver. As presenciais só retornarão após aval das autoridades sanitárias. As medidas adotadas em acordo pela direção do Programa Arte de Viver e da Fundação Egberto Costa, mostram que mesmo em meio a crise é possível trabalhar pelo bem estar da população feirense.

  •  

Em meio aos desafios da pandemia, aulas do Arte de Viver acontecem online

27/4/2020, 14:29h

Em Feira de Santana, assim como várias cidades do Mundo, diversas medidas restritivas que auxiliam a prevenção da COVID-19 foram adotadas. Uma das medidas é a suspensão de todas as aulas do Programa Arte de Viver, realizadas no Centro de Cultura Maestro Miro e em outras localidades do município.

O Programa, realizado pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Egberto Costa, atende aproximadamente 5 mil alunos no semestre 2020.1, com atividades e oficinas gratuitas de teatro, música, dança, etc.

Com o intuito de minimizar os impactos causados pela suspensão, e evitar mais atrasos na execução do calendário de aulas programado no início do semestre, a direção da FUNTITEC, juntamente à direção e professores do Programa Arte de Viver, estabeleceu a continuidade das atividades de maneira remota, ou seja, através da internet.

A proposta do diretor do Arte de Viver e do CCMM, Luiz Augusto Oliveira, foi sugerida após o primeiro decreto publicado no Diário Oficial Eletrônico, no dia 16 de março, suspendendo as atividade do programa temporariamente. Posteriormente, outros decretos foram publicados, mas a suspensão das aulas segue por tempo indeterminado.

Para Luiz Augusto, é importante destacar a disponibilidade de todo o corpo administrativo do Projeto e da FUNTITEC, que abraçou e tornou realidade a causa em meio aos desafios e dificuldades enfrentadas no cenário do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Ele também comenta que os esforços têm alcançado resultados positivos.

“Todos nós, diretores, professores, apoiamos a idéia de utilizar a tecnologia em benefício dos alunos e dar continuidade ao projeto. Sabemos que os tempos são difíceis, esta é uma situação jamais vista e que exige a união de esforços para que tenhamos força para continuar. Rotineiramente, os professores enviam relatórios à direção mostrando que as atividades estão sendo realizadas em uma frequência e produtividade excelentes”, pondera Luiz Augusto.

De acordo com as autoridades sanitárias, a volta das atividades depende da diminuição do número de novos casos de coronavírus no município. Para que isto aconteça, é necessário que a população colabore e permaneça em casa, saindo apenas em casos extremamente necessários.

Tanto a  Fundação Egberto Costa quanto à Prefeitura de Feira de Santana, estão trabalhando sem medir esforços para conter os efeitos da pandemia no município.

  •  

Prefeitura mantém suspensão de atividades nos equipamentos da FUNTITEC

2/4/2020, 17:28h

Após reunião com os secretários municipais, o Prefeito Colbert Martins Filho anunciou na tarde do último sábado (28), uma série de medidas que visam o combate ao novo Coronavírus no município de Feira de Santana.

Dentre as medidas adotadas, foi anunciada a suspensão de atividades do Planetário Museu Parque do Saber, dos Teatros Municipais, das Bibliotecas Municipais, do Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira, Projeto Arte de Viver; ambas realizadas pela Fundação Cultural Egberto Tavares Costa

No Art. 7º do Decreto Nº 11.508, publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município no dia 28 de Março de 2020, informa que a suspensão ocorrerá por prazo indeterminado.

  •  

Festivais Gospel e Vozes da Terra são suspensos em decorrência de Estado de Calamidade Pública

25/3/2020, 10:4h

Em decorrência do Estado de Calamidade Pública decretado pelo prefeito Colbert Martins Filho, com o intuito de enfrentar a Pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), a diretora-presidente interina da Fundação Egberto Costa, Aline Miranda, solicitou a suspensão dos Festivais Vozes da Terra e Gospel, que seriam realizados em 2020.

Diante do Decreto Municipal n° 11.490, publicado no dia 16 de março de 2020, foi solicitado em caráter de urgência a suspensão dos concursos, que são referentes ao Festival Vozes da Terra e Festival Gospel.

Para Aline Miranda, a realização dos festivais no cenário atual é inviável, e a suspensão temporária se faz necessária como uma importante medida de saúde pública. 

“Em virtude da Pandemia do novo Coronavírus, acometendo todo o mundo, se tornou inviável realizar os festivais neste momento. Tanto por medidas de segurança e saúde pública, quanto por questões financeiras. Esperamos por uma melhora na situação atual, para que os festivais sejam realizados posteriormente e tudo retorne a sua normalidade”, informou a diretora.

A Fundação Egberto Costa reitera seu compromisso e comprometimento com a Cultura no município, mas o cenário atual requer de todos medidas que visam o controle da doença e a preservação da saúde pública.

  •  

Visitas e atividades suspensas no Museu Parque do Saber

23/3/2020, 17:16h

Diante da grave crise em que todo o mundo se encontra, mobilizados pelo combate ao Coronavírus, a direção do Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo vem a público informar que atendendo ao Decreto Municipal n° 11.490, assinado pelo prefeito Colbert Martins Filho e publicado no dia 16 de março de 2020, foi solicitada a suspensão de todas as atividades do planetário do Museu Parque do Saber.

No equipamento são realizadas diariamente visitas de grupos de alunos e professores de instituições de ensino vindas de diversas regiões do estado da Bahia; sessões públicas com exibições de filmes e documentários sobre astronomia; eventos e exposições dos mais variados temas, abertos ao público.

Todas estas atividades estão suspensas temporariamente, sendo mantida apenas as atividades internas, realizadas por funcionários e estagiários que trabalham no Museu. O decreto exige que estas atividades sejam suspensas no período entre 18 de março à 02 de abril.

Aline Miranda, Diretora-Presidente Interina da Fundação Egberto Costa (autarquia que administra o equipamento Museu Parque do Saber); e Basílio Fernandez, Diretor de Difusão Científica do Museu Parque do Saber, informam que este prazo poderá ser revogado, tendo em vista a situação atual do município.

A diretora reitera a importância de medidas que visam combater a proliferação do Coronavírus, e faz um apelo aos cidadãos para que cumpram as medidas impostas pela Prefeitura Municipal, por meio do prefeito Colbert Martins Filho.

  •  

Atividades suspensas em equipamentos da FUNTITEC

19/3/2020, 8:0h

As atividades nos equipamentos mantidos pela Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicação e Cultura Egberto Costa (FUNTITEC) estão suspensas desde quarta-feira, 18. A medida foi tomada pela Comissão Executiva devido a confirmação de casos do novo Coronavírus (COVID – 19) em Feira de Santana.

Segundo o presidente da FUNTITEC, Antônio Carlos Daltro Coelho, as sugestões, propostas por membros da Comissão, foram apreciadas e aprovadas por unanimidade, e logo após encaminhadas ao prefeito Colbert Martins Filho. “Foram acatadas e incluídas na edição extra do Decreto, publicado no Diário Oficial Eletrônico do Município na última segunda-feira, 16”, afirmou.

Fica suspensa os eventos, visitas diárias pré-agendadas e as sessões públicas realizadas aos domingos no planetário do Museu Parque do Saber Dival Pitombo. Os teatros municipais Margarida Ribeiro e o Ângela Oliveira também tiveram suas atividades suspensas.

O projeto Arte de Viver, que tem suas aulas ministradas no Centro de Cultura Maestro Miro e em outros locais da cidade está paralisado. O projeto atende, apenas nesse semestre, aproximadamente cinco mil alunos.

A Biblioteca Municipal Arnold Silva, localizada na sede do município mais as bibliotecas dos distritos -  a Manuel Pereira em Humildes e a Raquel Freitas, em Maria Quitéria – terão as visitas suspensas. O mesmo acontece com o Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira.

O Festival Vozes da Terra, o Festival Gospel e o projeto Teatro Vai aos Bairros, que ainda estão em fase de inscrição online estão mantidos. As inscrições para os festivais permanecem abertas, na internet, até o dia 22 de abril. Posteriormente, será decidido em reunião um novo cronograma para as demais fases.

A suspensão das atividades externas ou voltadas ao público em todos os equipamentos tem duração de 15 dias. A data prevista para o retorno das atividades voltadas ao público é dia 2 de abril, mas se houver a necessidade haverá prorrogação.

A administração dos equipamentos e também da Fundação manterão as atividades internas. Nos equipamentos onde ainda há a presença de público externo haverá possibilidade de rodízio entre os funcionários e estagiários.

A Fundação Egberto Costa reitera a sua função de fomentar a cultura na cidade de Feira de Santana, através da Prefeitura. Mas, situações como a enfrentada atualmente exigem esforços e sacrifícios em prol do bem comum.

  •  

Pré-seleção do Festival Gospel marcada para dia 28 de abril e inscrições estão abertas

12/3/2020, 15:0h

A pré-seleção do 11º Festival Metropolitano de Música Gospel será realizada no dia 28 de abril. Nesta etapa serão escolhidos 15 candidatos que se apresentarão na final, que vai acontecer no dia 27 de junho.

As inscrições para o festival, iniciadas no dia 6, serão encerradas às 17h do dia 22 de abril. Estão sendo feitas exclusivamente pelo site www.feiradesantana.ba.gov.br.

A final será realizada na Estação Cidadania/Cultura, na Cidade Nova – a votação pela internet acontecerá de 9 a 27 de junho. Os vencedores escolhidos pelo júri técnico e internautas dividirão prêmio de R$ 22 mil.

O primeiro lugar pelo júri técnico vai ganhar R$ 7 mil, o segundo R$ 5 mil e o terceiro R$ 3 mil. O escolhido como melhor pelos internautas vai ganhar R$ 5 mil e o melhor intérprete R$ 2 mil – sem os descontos previstos em Lei.

CALENDÁRIO

Período de inscrição - 6/03 a 22/04

Publicação das inscrições - 24/04

Pré-seleção - 28/04

 Divulgação do resultado da pré-seleção - 30/04

 Prazo de recurso da pré-seleção - 04/05 a 08/05

 Divulgação de Resultado após período recursal - 12/05

 Período de ensaios para gravação das músicas - 13/05 a 1º/06

 Período de votação na internet - 09/06 a 27/06

 Dia da Grande Final do Festival - 27/06

  •  

Miragens: primeira exposição de 2020 no MAC estreia dia 19

11/3/2020, 15:32h

A edição 2020 do projeto Exposições Temporárias do Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira (MAC) será iniciada no dia 19. A primeira exposição será com uma mostra de artes visuais “Miragens”.

A mostra terá obras dos artistas convidados Jorge Galeano, José Arcanjo, Phiton, Regina Costa, Rosalice Azevedo, Sidarta e Sônia Cardoso. As obras ficarão expostas para o público até o dia 13 de abril. A entrada é gratuita.

O trabalho é voltado para a cultura regional, como forma de fomento e incentivo a produção e consumo dessas obras.

O Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira é um equipamento cultural mantido pela Prefeitura através da Fundação Egberto Costa.

  •