FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, TELECOMUNICAÇÃO E CULTURA EGBERTO TAVARES COSTA

Nova atividade inserida na Sessão de Férias tem resultados positivos

20/1/2020, 16:51h

O Museu Parque do Saber, equipamento da Prefeitura de Feira de Santana, mantido pela Fundação Egberto Costa, desenvolve há exatamente cinco anos consecutivos uma programação especial no mês de janeiro, a “Sessão de Férias”, quando são exibidos filmes sobre o universo no planetário.

Este ano, 5ª edição da iniciativa, as atividades estão sendo realizadas nas quartas, quintas e sextas-feiras, pontualmente às 15:00h, prevalecendo durante todo o mês de Janeiro. 

O propósito desta vasta programação é fazer com que as famílias passem esse tempo de lazer juntas, se divertindo e adquirindo aprendizados sobre o universo.

Pensando no entretenimento, inovação e no caráter educativo, a Sessão de Férias passa a contar com uma atividade extra, de pintura de percepção das escalas dos planetas. Voltada para o público infantil, a atividade tem o intuito de ajudar no aprendizado, reforçando o que foi visto no planetário, de forma descontraída e divertida. 

O diretor do Museu Parque do Saber, Basílio Fernandez, explica sobre a necessidade de implantar atividades dinâmicas em consideração ao público infantil

“Temos um público vasto de diversas faixas etárias, entre elas o público infantil, que necessita de uma linguagem adaptada e atividades diferenciadas. Desta forma vimos a necessidade de criar um espaço de brincadeiras, com pinturas, massa de modelar, alguns modelos de escalar para explicar mais sobre o sistema solar, movimentos”, relata

Sobre a análise da receptividade do público a nova atividade, o diretor declara estar sendo positiva e que já tinha expectativas da participação dos mesmos.

“As pessoas estão abraçando essa interação de forma natural. A partir deste retorno bem positivo, já estamos buscando acrescentar mais dinâmicas nas próximas sessões”, conclui.

Daniela Oliveira, 20 anos, professora e mãe do pequeno Gustavo Oliveira, não esconde a emoção e o orgulho em ver seu filho colorindo imagens do universo e querendo saber mais sobre o tema. 

“A criança fica fascinada, traz felicidade, empolgação para eles. Você olha para essas crianças e percebe a sede de querer saber mais, igual meu filho me perguntou, se ele poderia pegar a estrela ou algum planeta” Comenta

A professora ainda diz que é muito sábia e importante a iniciativa do equipamento está trazendo essa novidade na programação, enriquecendo o conhecimento das crianças.

“E no final ele ainda poder pintar essas imagens, reconhecendo todos esses elementos de forma tão rápida, todo feliz vim me apresentando a distinção do planeta, da lua, é muito fascinante”, completa.

  •  

Sessão de Férias do Museu Parque do Saber conta este ano com atividade específica para público infantil

13/1/2020, 10:3h

Foi iniciada na semana passada a quinta edição da Sessão de Férias promovida pela Prefeitura no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo. A programação, que é gratuita e acontece às quartas, quintas e sextas-feiras,  atraiu várias pessoas com uma programação direcionada ao público em geral.

Além da exibição dos filmes que compõem o catálogo do planetário, a Sessão de Férias este ano contará com outras atividades direcionadas especialmente ao público infantil. “Pelo fato de muitas crianças não participarem efetivamente da programação, a partir de agora teremos atividades de desenho, pintura, todas relacionadas à astronomia, de maneira inclusiva", ressalta o diretor do Museu, Basílio Fernandez.

Ele acrescenta que a expectativa é de um crescimento considerável de público. "No ano anterior tivemos em média um público de 2.100 pessoas durante o mês, e a expectativa é que este ano conseguiremos superar, mesmo que seja preciso até fazer sessões extras”, explica.

A sessão foi iniciada às 15 horas da última quarta-feira, 08, com a exibição da Sessão Surpresa. Iran Edson, que veio da cidade de Ji-Paraná - Rondônia, aproveitou a oportunidade para conhecer mais o equipamento. Acompanhado da família, ele afirmou que conhece o Museu desde 2010 e acompanha por fotos na internet, mas não conhecia a Sessão de Férias e ao ser informado ficou muito empolgado e parou para acompanhar a estréia. 

“Eu já conhecia o Museu, desde 2010, mas sou pastor e fui transferido, desde então acompanho o trabalho pelas fotos. Aproveitei as férias para voltar a Feira de Santana e fiquei sabendo da programação, e com a oportunidade rever pessoalmente o museu e conhecer a Sessão de Férias”, comenta.

Acomoanhada do filho, Adelane Baliza participou pela primeira vez e aprovou a Sessão. “Foi tudo maravilhoso, é uma forma lúdica, dinâmica e interativa de conhecer as coisas em outro ambiente, e que não tem como tirar os olhos da tela. Só acompanhei uma exibição de domingo, mas gostei tanto dessa iniciativa que retornarei”, afirma.

O Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo é um equipamento da Prefeitura de Feira de Santana, mantido através da Fundação Cultural Egberto Costa e que oferece gratuitamente atividades como a Sessão de Férias ao público. Para acompanhar a programação e conhecer o roteiro dos filmes exibidos, basta acessar as redes sociais do Museu Parque do Saber: @parquedosaber (Instagram) e @museuparquedosaber (Facebook).

  •  

Durante reforma, biblioteca vai funcionar em prédio na Geminiano Costa

8/1/2020, 16:45h

A Biblioteca Municipal Arnold Ferreira da Silva, equipamento da Prefeitura de Feira de Santana, vai passar por reforma na sua estrutura e provisoriamente vai funcionar no térreo do prédio número 212, da rua Geminiano Costa – em frente ao equipamento público.

Livros e equipamentos já estão sendo encaixados para serem levados para o novo espaço onde a biblioteca vai funcionar durante a intervenção, prevista parta ser finalizada em quatro meses.

O novo espaço vai oferecer condições ideais para que os frequentadores da biblioteca – estudantes e leitores, se sintam confortáveis no local provisório. A primeira medida foi transferir acervo e equipamentos para um prédio próximo e de fácil acesso.

A ordem de serviço será assinada pelo prefeito Colbert Filho quando o prédio do município estiver totalmente desocupado. A biblioteca é administrada pela Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Cultura Egberto Tavares Costa.

  •  

Divulgada programação da Sessão de Férias no Museu Parque do Saber

6/1/2020, 17:47h

Pela quinta vez consecutiva, a Prefeitura de Feira de Santana, através do Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo, realiza uma programação especial para o mês de janeiro. Considerando o período de férias, o equipamento da Fundação Cultural Egberto Costa incentiva as famílias à curtirem esse tempo juntos, apreciando filmes sobre o universo.

A sessão de férias terá início a partir do dia 08 e segue até 31 de janeiro, sempre nas quartas, quintas e sextas-feiras, iniciando todas as sessões, pontualmente às 15h.

Os filmes exibidos trazem conhecimentos gerais de forma educativa, dinâmica e divertida sobre o sistema solar, universo, primórdios da exploração espacial, sistema solar e planetas, adaptados para uma tarde de completa diversão para todas as idades, com entrada gratuita. Além disso a programação da 5ª edição conta com Sessão Surpresa e Sessões de Astronomia Infantil.

O Museu Parque do Saber é mantido pela Prefeitura, através da Fundação Egberto Costa, e fica localizado na rua dos Tupinambás, nº 275, no bairro São João, na rua de acesso ao fundo do Shopping Boulevard.

Para acompanhar a programação e não perder o filme favorito, é possível acessar as sinopses através do link (http://www.feiradesantana.ba.gov.br/servicos.asp?id=30&link=museuparquedosaber/planetario14.asp).


Confira a programação: 

08/01 - Quarta-feira - Sessão Surpresa | 15h

09/01 - Quinta-feira - O código do Corpo | 15h

10/01 - Sexta-feira - O Aniversário do Pingo | 15h

15/01 - Quarta-feira - As Figuras no Céu - Sessão de Astronomia infantil | 15h

16/01 - Quinta-feira - ABC das Estrelas  | 15h

17/01 - Sexta-feira - De Volta a Lua Para Ficar  | 15h

22/01 - Quarta-feira - O Aniversário do Pingo | 15h

23/01 - Quinta-feira - As Figuras no Céu - Sessão de Astronomia infantil | 15h

24/01 - Sexta-feira - Explorando o Universo com Galileu | 15h

29/01 - Quarta-feira - Larry Cat | 15h

30/01 - Quinta-feira - Dois pedacinhos de vidro | 15h

31/01 - Sexta-feira - ABC das Estrelas  | 15h

  •  

Chuvas e raios queimam equipamento e resultam em queda de sinal de internet nos distritos de Feira

3/1/2020, 16:56h

As chuvas torrenciais, acompanhadas de raios, que caíram na região de Feira de Santana na noite do dia 1º de janeiro resultaram na danificação do inversor de energia solar que alimenta a ERB (Estação Rádio Base), principal equipamento do Sistema Feira Digital, situado no morro de São José, no distrito Maria Quitéria. Desde então o sinal de internet não está sendo disponibilizado nos distritos de Feira de Santana.

O inversor fica instalado próximo aos equipamentos que transmitem a internet. No morro de São José não possui rede de energia elétrica - que é suprida por sistema solar, através do inversor. 

Todas os equipamentos públicos situados nos distritos, como policlínicas, Unidades de Saúde da Família, escolas, entre outros, estão sendo afetados. 

Segundo Ícaro Grimaldi, diretor de Projetos e Sistemas da Fundação Municipal de Tecnologia da Informação, Telecomunicações e Cultura, Egberto Tavares Costa, o fornecimento de internet será normalizado em curto prazo. Um novo equipamento, para substituir o que foi danificado, está vindo da cidade de Ipiaú. 

“Nós já solicitamos desde esta quinta-feira um novo equipamento, que chegará hoje à cidade. Esperamos que até o final do dia já estejamos com o sistema no ar, ou no mais tardar amanhã pela manhã, a depender da hora que chegue, porque ainda dependemos da condição do tempo também e dos profissionais que têm que subir no morro. O acesso é ruim, é muita lama, e o pessoal sobe andando”, explica.

O programa Feira Digital, mantido pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho, disponibiliza internet gratuita na cidade e zona rural. Já é utilizada por aproximadamente 30 mil usuários autenticados.

  •  

Resultado de oficinas do Arte de Viver é apresentado no ECC da Cidade Nova

27/12/2019, 11:50h

Na terceira e última noite de apresentação das atividades da Fundação Cultural Egberto Costa e do Neojiba Feira de Santana, os alunos de ambos equipamentos mostraram o talento e o que aprenderam durante o ano. As atividades foram realizadas na Estação Cidadania Cultura da Cidade Nova.

Segundo a coordenadora da ECC, Lay Ribeiro, a inserção de jovens e crianças em programas culturais, como as oficinas do Programa Arte de Viver, além de estimular o gosto pela cultura, abre-se uma importante janela para o desenvolvimento de talentos para a arte.

As atividades também contribuem decisivamente para transformar a realidade da comunidade “A proposta é sair da situação precária e levar cultura, arte, e principalmente a educação musical para as pessoas” afirmou a coordenadora.

Vários nomes que se destacam no cenário cultural local, deram os primeiros passos no Arte de Viver, iniciativa fomentada pela Fundação Cultura Egberto Costa, como Ângelo Máximo, diretor de peças teatrais, que participou das primeiras turmas de teatro no projeto, Lion Guimarães, também diretor de espetáculos de sucesso de público.

“É uma proposta muito bonita e que tira as crianças e jovens dessa inércia. Às vezes da ideia de fazer algo que não seja próspero para ela e dá uma motivação à indicação de que sim, é possível a gente aprender, desenvolver uma atividade a partir do campo musical e até buscar novos horizontes no campo profissional”, diz a coordenadora.

  •  

Atividades do Arte de Viver são descentralizadas e atendem milhares de pessoas

27/12/2019, 11:46h

As atividades desenvolvidas no Centro de Cultura Maestro Miro, Núcleo Territorial NEOJIBA Feira, bem como nas Estações Cidadania, além do localizado na Cidade Nova, estão presentes no Aviário e no Jardim Acácia, associações e escolas parceiras da Funtitec desempenham papel fundamentais na rotina de quem sonha viver no meio artístico, por didaticamente estimular a independência e o desenvolvimento do aluno.

A professora de balé do Arte de Viver, Thaise Ribeiro, destacou a importância de incluir músicas que mesmo gravadas há décadas ainda fazem sucesso, inclusive, agitou o público. “Pensamos em trazer esse repertório para resgatar a infância, e mostrar um pouquinho daquele tempo”, explica.

As músicas apresentadas pelo balé Arte de Viver variam entre “Emília (A boneca gente)”, “Trem da Alegria (Uni duni tê)”, e ainda tiveram as tocadas pela orquestra – as bailarinas dançaram ao som de “Aquarela”.

Thaise Ribeiro disse que ficou impressionada com a apresentação das garotas, pois a orquestra tocou um pouco mais lento. “Estava confiante que as garotas fariam uma linda apresentação, pois, além das aulas de ballet, a gente incentiva e da autonomia para que as garotas se sintam seguras”.

Comentou que sempre ensaia com suas alunas e nestes momentos não podem faltar dança livre. “É algo que tira o medo de ousar, de incrementar passos quando outros são esquecidos. Isso é positivo porque elas vão levar para vida. Isso é um preparo para a carreira delas”.

A bailarina Maria Elise, 9 anos fez uma apresentação no improviso e em momento algum fez o público pensar que não sabia o passo seguinte que seria dado. O público aplaudiu por muito tempo. E de pé.

“Eu misturei alguns passos que já conhecia e fui fazendo eles no ritmo da orquestra. Não foi difícil porque já danço”.

A mistura cultural entre orquestra e balé emocionou o público e as músicas, mesmo a maioria ser orquestrada, as pessoas identificaram cada uma delas e, num grande e emocionante coro, acompanharam a orquestra.

  •  

Aluna de oficina destaca benefícios ao participar de atividades

27/12/2019, 11:39h

A aluna das oficinas de funcional e swing baiano, Joelma Santos, 38 anos, afirma que participar das atividades é ótimo, além de lhe proporcionar benefícios desde quando começou.

“Cheguei aqui três meses depois de operada no joelho. Logo me encantei com a funcional e, em seguida veio o swing baiano. Agradeço a toda equipe envolvida porque aqui sou muito bem atendida, e o acompanhamento é sensacional”.

Joelma conta que trouxe sua filha, Catarina Santana, 7, para a oficina de funcional kids, e já vê bons resultados. “A trouxe para não deixa-la sozinha em casa, sedentária. Ela se adaptou muito bem, está muito feliz e saudável  fazendo todos os exercícios”.

Oficineiro de street dance, Itamar Silva expressou a felicidade observar evolução nas suas alunas, neste semestre. “De todos os semestres, esse foi o mais fantástico, porque foram tantas expectativas, correrias e culminou em um espetáculo tão bonito”, afirma.

O segundo dia de comemoração apresentou as ações desenvolvidas diariamente na praça do primeiro semestre, na Estação Cidadania-Cultura da Cidade Nova.

A coordenadora do equipamento, Lay Ribeiro, comentou sobre as formas de artes apresentadas. “São diversas, mas que estão se completando hoje, para mostrar que a comunidade interage, prestigia, e se apossa do equipamento".

Ela também informou que as matrículas para o próximo semestre já estão sendo feitas nos equipamentos da Fundação. "Temos uma aceitação de quase 100%. Algumas oficinas já não tem mais vagas, porque a comunidade já abraçou e tem o desejo de continuar, prestigiando e desenvolvendo essas atividades”.

As atividades do Programa Arte de Viver é uma iniciativa da Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Egberto Costa. A Neojiba-Feira é mantido pelo governo do estado e também oferece oficinas gratuitas.

  •  

Teatro Margarida Ribeiro suspende programação de janeiro para manutenção

27/12/2019, 9:35h

Em virtude da manutenção programada para o mês de janeiro, a direção do Teatro Municipal Margarida Ribeiro informa que o local funcionará apenas para a marcação de pautas para o mês seguinte, não sendo possível realizar eventos durante o período de manutenção.

O presidente da Fundação Egberto Costa, Antônio Carlos Daltro Coelho, informa que a manutenção faz parte de um cronograma do teatro, e tem como objetivo garantir o funcionamento de todos os equipamentos, e também melhorias e limpeza da estrutura. 

  •  

Fundação Egberto Costa proporcionou espetáculos teatrais com mensagens natalinas na cidade e zona rural

26/12/2019, 10:19h

Durante todo o mês de dezembro, o Governo do prefeito Colbert Martins Filho, através da Fundação Egberto Costa, levou para o público feirense, em vários pontos da cidade e da zona rural, espetáculos teatrais que proporcionaram a mensagem natalina de forma simples e especial, além de fomentar a arte e a cultura nestes locais. 

A peça teatral “A luz do Natal clareou no meu quintal” foi encenada nos distritos de Jaíba, Bonfim de Feira, Maria Quitéria e no residencial Ponto Verde, empreendimento do Programa Minha Casa Minha Vida. 

Sonnycleibe Guedes, autor da peça, conta que o intuito de criar a peça é trazer novidades e principalmente passar para o público a mensagem natalina de forma simples, para que todos compreendam.

O autor destaca a felicidade em cada final de apresentação. “É gratificante, me sinto tão realizado. Uma coisa fantástica e principalmente quando sinto que o público gostou, deixando ali um gostinho de quero mais em cada olhar do público”, relata.

Estimular o gosto pelo teatro

Cristiane Sobral, 38 anos, dona de casa, assistiu ao espetáculo apresentado no distrito de Jaíba, no último dia 18, acompanhada de sua filha de 3 anos de idade. “Eu acho muito importante trazer minha filha para essas apresentações de final de ano, pois assim ela consegue aprender mais sobre a história do menino Jesus, e também a tomar gosto pelo teatro, que é uma bela arte”, comenta.

  •