Festival de Violeiros e a preocupação com a renovação

23/10/2017


Compartilhar no Facebook    
  •  

Carga horária de professor na rede municipal será acompanhada por órgão específico

23/10/2017, 18:1h

Com objetivo de manter a organização e o controle da programação de carga horária dos professores da Rede Municipal de Ensino, foi criado pela Secretaria Municipal de Educação o Setor de Programação, ligado ao Departamento de Apoio ao Desenvolvimento Educacional – DADE. Na manhã desta segunda-feira, 23, a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, esteve em reunião com os gestores das escolas de Ensino Fundamental II para explicar a proposta.

A carga horária dos professores será revisada e ajustada no sistema da Seduc para garantir um melhor funcionamento da prática pedagógica nas escolas municipais. A vida funcional dos profissionais será acompanhada pelo Setor de Programação para que assim, cada unidade de ensino tenha a quantidade necessária de professores para atender a demanda.

  •  

Torneio de Baleado é usado para conscientizar contra o câncer de mama e próstata

23/10/2017, 13:34h

Conciliando prevenção e saúde, a Secretaria Municipal de Saúde promoveu neste domingo, 22, a abertura do Iº Torneio Rosa and Azul de Baleado, em conscientização dos cânceres de mama e próstata. O evento que aconteceu no Ginásio Poliesportivo Oyama Pinto, é uma parceria entre a Atenção Básica da SMS e o Sapeca Bahia – organização de torneios de baleados.

A secretária de saúde, Denise Mascarenhas, destacou que o cuidado a saúde e bem-estar deve ser uma prática diária. “A união de homens e mulheres é fundamental para o combate dessas doenças”, ressalta.

A próxima rodada dos jogos acontece no dia 29, às 8h, na quadra poliesportiva do Sesc. A entrada é um quilo de alimento. Os alimentos arrecadados serão doados para o Programa Mesa Brasil – rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício.

O torneio segue até o dia 26 de novembro marcando o encerramento das campanhas Outubro Rosa e Novembro Azul, que pela primeira vez acontecem juntas.

PROGRAMAÇÃO

As unidades da Rede Municipal de Saúde estão empenhadas nas ações referente ao Outubro Rosa e Novembro Azul desde o dia 1º de outubro, onde foi dada a largada de abertura das campanhas com a Corrida Pink and Blue. Nesta segunda-feira, 23, a Unidade de Saúde da Família de Jaguara promoveu uma caminhada com mulheres da comunidade, vestidas de azul, convidando os homens através de um apitaço para a prevenção do câncer de próstata. Após a caminhada, foi feita uma busca ativa por mulheres que não fizeram a mamografia, como também, palestras educativas.

“Nós estamos mobilizando toda a comunidade através das Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde, afim de conscientizar a população e alcançar o maior número de homens e mulheres possíveis para a prevenção e diagnóstico precoce dessas doenças”, informa Valdenice Queiroz, chefe da Atenção Básica.

A programação prossegue em todas as unidades de saúde até o mês de novembro. Confira abaixo algumas das ações que irão acontecer essa semana.

24/10
USF PEDRA DO DESCANSO – 8h
Mutirão de preventivos, palestras, corte de cabelo, atividades lúdicas e confecção do cartão SUS.
25/10 
USF LIMOEIRO - 8h30
Caminhada, palestras e café da manhã.
UBS BARAÚNAS – 13h
Solicitação para exames de mamografia, realização de preventivos, sorteios de brindes, aferição de pressão arterial e glicemia capilar.
27/10
UBS MANGABEIRA – 8h
Palestras, teste de glicemia, aferição de pressão, aplicação de flúor, testes rápidos de DST, corte de cabelos e penteados, corte e pintura de unhas, solicitação de cartão SUS, etc.

  •  

As Normalistas e suas fardas, as mais bonitas do Brasil

23/10/2017, 13:22h

Em livro lançado pelo Instituto Histórico e Geográfico de Feira de Santana, em 2015, a professora aposentada e poeta Célia Lima Ferreira, casada com o escritor Antônio do Lajedinho, mãe de quatro filhos, tendo 10 netos e 6 bisnetos, faz uma viagem no tempo e lembra as “Normalistas na década de quarenta”.  Vale a pena ler de novo o seu texto (Adilson Simas).

NORMALISTAS NA DÉCADA DE QUARENTA
Célia Lima Ferreira

- A vida, depois que ultrapassamos os 80 anos, é repleta de recordações; destas, revivemos sempre as partes boas, que estão guardadas no velho baú da saudade.

Hoje, como diz Boldrin, “vou voltar ao passado”. Vou trazer de lá os velhos tempos da minha juventude, vendo-me aos quinze anos de idade, envergando a briosa farda de Normalista, subindo aquela escadaria que nos levava à entrada da Escola Normal, onde hoje funciona o Centro Universitário de Cultura e Arte. Parecia-me que estava subindo ao trono do mundo encantado das Normalistas.

A nossa farda era a mais bonita, a mais perfeita e mais conhecida em todo o Brasil: saia azul, blusa branca com mangas abaixo do cotovelo, meias brancas que iam acima do joelho (depois soquete e as mangas curtas). E sapato preto padronizado.

Para as aulas de Educação Física tínhamos uma farda com um calção especial, os galopins e um bastão de madeira. O destaque em galopins é que as gerações posteriores à década de 40 não conheceram esse tipo de calçado. Ele foi um sapato pobre que tem seus descendentes ricos. Foi o pai do atual tênis. Era de lona branca, com uma sola fininha de borracha e que se limpava com alvaiade.

A despeito de uma disciplina rígida, ainda fundamentada na filosofia do positivismo, o convívio era excelente com os colegas e dentro de uma disciplina amistosa com os Mestres. Tínhamos quinze Mestres para lecionar 18 matérias, além de duas censoras, Hermínia e Guiomar, e o porteiro Irineu.

É importante lembrar que não era só nas escolas primárias que cumpríamos o ritual do respeito ao Mestre. Na Escola Normal, logo que o sino soava anunciando o regresso às salas de aulas, todos os alunos entravam, sentavam-se e aguardavam a chegada do Mestre. Assim que ele aparecesse na entrada, todos ficavam em pé e em silêncio até que ele chegasse a sua mesa, cumprimentasse (bom dia ou boa tarde) e mandasse sentar.

Mesmo nas horas de folga que estivéssemos sentadas em qualquer lugar e viesse um Mestre passando, todos se levantavam até que ele passasse. Nós não sentíamos inferiorizados; ao contrário: sentíamos orgulhosas das “boas maneiras” que aprendíamos e praticávamos dentro e fora da Escola.

Ah! Quanta saudade... e as aulas de Literatura com Dr. Gastão Guimarães? Ninguém queria faltar. Era um show poético onde todos assistiam, assimilavam e jamais esqueciam.

Da também competente Professora Sidrônia Junqueira, lecionando História Universal, a cada parágrafo usava um “está”, talvez um “Transtorno Compulsivo ou Obsessivo” como dizem os Psiquiatras, mas não ficava satisfeita quando alguma aluna sorria... embora continuasse repetindo o “está”.

E a Profª Úrsula, que ao fim da sua aula de álgebra, recomendava ironicamente: “se não entenderam... estudem no livro”.

Dr. Lourival dava suas aulas teóricas de Agricultura na sala e depois levava todos para o Horto Agrícola (hoje Filinto Bastos), onde ministrava sua aula prática.

Trago vívidas na minha memória todas elas, mas o espaço é muito pequeno para descrever as maravilhosas aulas dos Professores: Esmeralda Brito – Geografia; Regina Vital – Português; Padre Mário – Francês; Judite Pedra – Trabalhos Manuais; Terezinha Gusmão – Desenho e Pintura: Leonice – Música; Dr. Hibelmon – Higiene e Puericultura; Dr. Péricles – Pedagogia e Didática; Violeta – Psicologia, Estatística e Administração Escolar; e Alda Marques – Ciências.

Tão lembrada a parte educacional, imaginem a parte social, o convívio entre todas, as brincadeira nos “recreios”, os “mexericos” e os segredinhos com as colegas mais íntimas! Meu Deus! Quantas lembranças e bendita saudade daquela época, há mais de 64 anos passados e que me parece ter sido ontem... era jovem, feliz e tinha o coração transbordante de amor por um jovem que hoje é bisavó dos meus bisnetos e que neste ano (2015) completaremos 65 anos de um feliz casamento, acontecido exatamente no dia da minha formatura.

Saí de uma felicidade que sentia e que hoje é uma imensa saudade, para outra felicidade que se fez eterna.

  •  

Obra no campo do Feira IX vai acabar com dor de cabeça de moradores

23/10/2017, 9:38h

Os finais de semana para dona Maria da Conceição Pereira são sinônimos de aborrecimento. O chute errado no baba, algumas vezes, vai parar direto no portão ou na parede da frente da residência da dona de casa. Problema compartilhado por boa parte das pessoas que moram ao lado do campo de futebol localizado na rua A, do conjunto Feira IX.

Uma dor de cabeça que está com os dias contados. Dentro de, no máximo, 90 dias o campo ganhará toda a estrutura necessária e vai ser transformado em uma praça esportiva, incluindo alambrado que vai impedir que as bolas cortada pelos zagueiros ou mal chutada pelos atacantes tomem o rumo das casas vizinhas.

A ordem de serviço para a obra foi assinada na manhã de domingo, 22, pelo prefeito José Ronaldo. “Agora vocês, desportistas, terão mais conforto para jogar o futebol e os moradores vão se livrar do incômodo das boladas”, destacou o prefeito. O campo vai ganhar o alambrado, vestiários e uma praça será construída ao lado.

Estiveram presentes além do prefeito José Ronaldo, o deputado estadual Carlos Geilson, o suplente de deputado federal Zé Chico, os vereadores Marcos Lima, Fabiano da Van, Luiz da Feira, Tom e o secretário municipal de Prevenção à Violência, Pablo Roberto.

  •  

Festival de Violeiros mantém tradição e levanta preocupação com a renovação

23/10/2017, 8:53h

O 43º Festival de Violeiros do Nordeste, realizado em Feira de Santana no sábado, 21, trouxe uma certeza: a tradição do repente e da viola na Bahia busca renovação. Mais uma vez sediado no Mercado de Arte Popular (MAP), o festival foi vencido pela dupla João Lourenço e Hipólito Moura, de Pernambuco.

Um dos maiores nomes do repente nordestino, Antônio Ribeiro da Conceição, o conhecidíssimo Bule Bule, acredita que a invasão de outras culturas entre os jovens é o principal fator para travar a renovação da arte principalmente nos estados da Bahia, Sergipe e Alagoas. “Na zona rural a juventude está mais interessada em festas com paredões e outros tipos de música”, avalia.

Para Bule Bule, o festival tem um papel fundamental para levar a tradição da viola e do repente a diante. “O festival cria um ambiente favorável em torno dessa nossa cultura e leva nossa arte para todos os cantos do estado”, acentua.

Preocupação igual tem João Ramos, presidente da Associação de Violeiros. “Temos, de fato, poucos jovens hoje no repente aqui na Bahia. Embora seja possível viver da arte, não gera grandes lucros. Tocar viola e ser repentista são paixões”, diz.

José Rodrigues Sobrinho, o Vem Vem do Nordeste, concorda com essa escassez de jovens no repente na Bahia, mas destaca que em alguns estados nordestinos essa preocupação é menor. “Pernambuco, Paraíba e Ceará já têm jovens talentosos se apresentando. É uma esperança de renovação”, explica.

DUPLAS

Sobre o 43º Festival de Violeiros do Nordeste, João Ramos, Caboquinho e Bule-Bule fizeram apresentações especiais na abertura.

O pernambucano Galego da Viola, cantou com o baiano Naldinho de Riachão e ficaram em segundo lugar; Vem-Vem do Nordeste formou dupla com o paraibano João Bezerra e ficaram na terceira colocação; os alagoanos Zenilde Batista e Noel Calisto ficaram em quarto e os baianos Antônio Queiroz e Leandro Tranquilino ficaram com a quinta colocação.  

O festival é realizado pela Associação dos Violeiros e Trovadores da Bahia, com apoio da Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico. O prefeito José Ronaldo foi representado pelo presidente do Instituto de Previdência de Feira de Santana, Alcione Cedraz.

  •  

Testada irrigação que está sendo implantada na avenida Getúlio Vargas e rua Olímpio Vital

22/10/2017, 10:10h

Os técnicos Naan, empresa responsável pela irrigação na avenida Getúlio Vargas e rua Olímpio Vital, consideraram positivos os testes realizados nesta sexta-feira, 20. A rede e aspersores modelo pop-up rotativo, que não ficarão à mostra, responderam bem às manobras realizadas.

O sistema será todo automatizado, o que permite o uso racional da água que será retirada de sete poços artesianos abertos ao longo da avenida e da rua, cujas laterais, com grama, e centro, lajotas por onde as pessoas caminharão, serão padronizados.

A automatização também permitirá a economia de energia elétrica pois os aspersores apenas serão ativados quando o gramado necessitar de água. Serão instalados 2.450 aspersores – a vazão varia de 300 a 700 litros por hora. Serão divididos em sete sistemas.

Os técnicos informaram que vários sensores de umidade de solo serão instalados no gramado para que detectem o momento exato no qual a grama precise ser irrigada e desligar automaticamente quando o nível de irrigação atingir o ideal. A expectativa é de que até o final de dezembro a instalação do sistema de irrigação seja concluída.

Todas as pedras portuguesas ao longo da Getúlio Vargas e da Olímpio Vital foram retiradas. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano serão reclassificadas e reaproveitadas em obras futuras.

  •  

Nomeados novos titulares do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa

22/10/2017, 9:51h

Os novos membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa de Feira de Santana foram nomeados pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. Eles não são remunerados e o serviço é considerado relevante para o município.

Oitos são representantes de entidades governamentais e sete de entidades da sociedade civil, que forma eleitos recentemente. O mandato será de dois anos, com possibilidade de recondução por igual período. O CMDPI é um órgão consultivo, permanente e vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social.

 

ENTIDADES GOVERNAMENTAIS

Secretaria de Desenvolvimento Social: Cacilda Miranda da Silva

Secretaria de Saúde: Isabela Machado Sampaio Costa Soares

Secretaria de Educação: Lúcia Oliveira da Silva

Secretaria de Prevenção à Violência: Arivaldo Rangel de Oliveira

Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer: Jose Francisco Sobrinho

Secretaria de Transportes e Trânsito: Matheus Moura Rocha dos Santos

Gabinete do Prefeito: Mário Costa Borges

Procuradoria Geral do Município: Wilson Freitas Suzart

 

ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL

Centro de Convivência Isa e Almerinda: Rita de Cassia Dias Maia

Instituições de Longa Permanência para Idosos: Associação Feirense e Assistência Social – AFAS: Janaina Cordeiro de Lima e Carvalho Santos

Pessoa Idosa residente no Município de Feira de Santana, participante de movimento ou grupo de idosos constituídos: Ana Angélica Vergne de Moraes

Sindicato/Associação de Aposentados/Associação de Moradores/ Clubes de Serviços, Grupos    ou Movimentos de Idosos com políticas e ações regulares: Serviço Social do Comércio – SESC: Ana Paula Barbosa Gonzaga e a Associação de Moradores do Caseb/Centro Social N. S. de Fátima: Tânia Regina Assis Motta.

Instituição de Ensino Superior: Centro Universitário Leonardo da Vinci – Grupo UNIASELVI: Danielly Gomes Silva Santoro

Instituições Religiosas com políticas explícitas e regulares de atendimento e promoção da Pessoa Idosa Arquidiocese de Feira de Santana – Pastoral da Pessoa Idosa: Zélia Nunes Barreto

Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Feira de Santana: Marisete Cerqueira Vitória

 

  •  

Mulheres de comunidade Quilombola aprendem a fazer pizza

21/10/2017


Compartilhar no Facebook    
  •  

Policlinica do Tomba não funciona na terça, véspera da reinauguração

21/10/2017, 9:19h

Visando proporcionar uma melhor estrutura aos usuários, a Policlínica Osvaldo Monteiro Pirajá, localizada no bairro Tomba, que estava funcionando de forma provisória na Rua do México, será reinaugurada nesta quarta-feira (25) a partir das 7h em seu endereço sede, na Rua Corijá. Para a realização da mudança, os atendimentos de urgência e emergência nesta terça-feira (24) serão realizados nas Policlínicas do Feira X e Rua Nova, que irão contar com equipe reforçada durante todo o dia.

A Sede da Policlínica do Tomba vem desde abril de 2016 passando por uma reforma geral com otimização dos espaços internos, retelhamento, pintura, revisão da rede elétrica e hidráulica, entre outros serviços.  A Unidade conta com três enfermarias, sala de reanimação, sala de exames de imagem, dois consultórios de urgência e emergência, dois consultórios ambulatoriais, gabinete odontológico, sala de medicação e um laboratório central.

Segundo a supervisora das policlínicas, Michelle Teixeira, a reforma também vai ampliar a capacidade de atendimento. “A população contará com um espaço mais dimensionado e com um melhor acolhimento”, ressalta.

  •  

Cineminha e nova pista de trânsito para a criançada movimentam o Rua Viva na Fraga Maia neste domingo, 22

21/10/2017, 9:10h

A alegria e união de amigos e famílias, através do esporte e lazer, em um espaço totalmente preparado, retorna neste domingo, 22, das 8h às 12h, com o projeto Rua Viva, mais uma vez na Avenida Fraga Maia.

Especialmente para esta edição, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana e a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) promovem uma série de novidades para adultos e, principalmente, a criançada. O Núcleo de Educação para o Trânsito da superintendência promove sessões de cineminha e pipoca com um menu variado de vídeos educativos. Em cartaz, a importância e respeito aos sinais de trânsito, atenção às placas, semáforos e faixas de segurança para travessia de pedestres (faixas de pedestres), bem como a importância do uso do cinto de segurança e da cadeirinha (poltrona de elevação).

“O objetivo é fomentar, no público infantil do Rua Viva, a consciência sobre obedecer as leis de trânsito e, também, serem multiplicadores na sociedade, principalmente no alerta aos pais”, explica Maurício Carvalho, superintendente municipal de Trânsito.

Como o uso de bicicleta pela garotada começa cada vez mais cedo nesta fase da vida repleta de brincadeiras, muitas vezes em ruas e avenidas, a SMT construiu uma nova pista de 12 metros de comprimento, em formato de circuito, com quatro faixas, sinalização horizontal, além de canteiro central, minisemáforos e miniplacas de sinalização que visam a experiência da turminha do Rua Viva pelas vias de tráfego com total segurança.

O novo espaço na Avenida Fraga Maia, entre as ruas Barra dos Bandeirantes e Casemiro de Abreu, continua com 80 metros de extensão e totalmente monitorado por prepostos da SMT, pela Guarda Municipal e Polícia Militar. Os condutores de veículos e motocicletas terão como opção de retorno a rua Batistão, no bairro Cidade Nova.

A partir de 9h, professores de Educação Física de diversas academias da cidade garantem os exercícios de aquecimento e as aulas alongamento. Em seguida, muita agito com aulas de swing baiano e zumba. Às 11horas, aulas de ginástica funcional encerrarão as atividades do dia.

“Sem causar nenhum transtorno ao trânsito local, proporcionaremos aos frequentadores do Rua Viva a oportunidade de interagir entre família, praticar esportes, passear de bike, andar de skate e de patins aproveitando mais um espaço da cidade”, explica Carvalho.

Livre da rotina do trânsito, moradores da região ainda poderão fazer caminhadas e piqueniques, passear com seu animal e relaxar. O evento terá o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com a oferta de aferição de pressão e testes de glicemia aos pais e comunidade em geral.

O Rua Viva passeia pela cidade e mobiliza o público com a campanha nas redes sociais (Facebook e Instagram) pela hashtag #ruavivafsa.

  •