Prevenção: levantamento busca locais de risco de incêndio no centro da cidade

11/9/2018, 11:53h

A Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Defesa Civil, iniciou, na manhã de segunda-feira, 10, no calçadão da rua Sales Barbosa, um levantamento de situações de risco que podem resultar em incêndio. A medida visa preservar a segurança dos comerciantes e transeuntes, na área comercial da cidade.

O mapeamento, que deverá ficar pronto dentro de duas semanas, será encaminhado para o Ministério Público e Corpo de Bombeiros. O trabalho vai se concentrar em locais com maior número de lojas e do comércio informal, contemplando também a avenida Senhor dos Passos, Marechal Deodoro e vias de acesso.

Vários itens de segurança verificados

O coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil, Pedro Américo, afirma que é observada a presença de hidrantes, se estão obstruídos e se estão em área de livre acesso para o Corpo de Bombeiros, bem como as estruturas dos imóveis e se há ligações clandestinas de energia. Na ação também é observada a presença de extintores nas lojas, além de identificar os ambulantes que trabalham com gás de cozinha.

“Em 2014 a Secretaria fez esse mesmo levantamento – Análise Preliminar de Risco, que foi encaminhado para o Corpo de Bombeiros.

Definida a necessidade

Diante das últimas reuniões sobre o centro comercial e em razão dos incêndios que ocorreram nessa região ficou definida a necessidade de atualizá-lo”, acrescenta o chefe da Divisão de Feira Livres, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Cristiano Gonçalves



  •  

Fisioterapeutas e educadores físicos do NASF aprendem técnicas de primeiros socorros

11/9/2018, 11:48h

Traumas, convulsões, desmaios, quedas são algumas ocorrências que podem acontecer durante a realização de atividades físicas. Para que os profissionais do NASF saibam agir diante dessas situações, a Atenção Básica, em parceria com o Corpo de Bombeiros, ministrou técnicas de Suporte Básico de Vida e Reanimação Cardiopulmonar (RCP), nesta segunda-feira, 10.

O evento aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Saúde e teve como palestrante a soldado do Corpo de Bombeiros, Jéssyka Cerqueira. De acordo com a profissional “se a vítima não responde a estímulos, de imediato temos que verificar os movimentos respiratórios e também checar o pulso para confirmar os sinais vitais”, explica.

Tornar o trajeto mais rápido

Em casos como esse, a palestrante também orienta ligar para o SAMU e passar as informações de forma precisa sobre o estado do paciente. “A informação correta dos pontos de referência pode tornar o trajeto da equipe mais rápido”, afirma Jéssyka Cerqueira (foto).

Garantir uma assistência melhor

“Essa capacitação é importante para deixar os profissionais preparados para qualquer situação durante as práticas, e que possam aplicar os primeiros socorros para garantir uma assistência melhor ao usuário até a chegada do socorro médico”, explica a referência técnica das equipes NASF, Jamiley Dias (foto).



  •  

Aumento no Ideb é reflexo do fortalecimento pedagógico da Rede Municipal de Educação

11/9/2018, 9:38h

Com o foco voltado para o ensino e aprendizagem das crianças, as ações e atividades pedagógicas são a principal estratégia para o avanço da Rede Municipal de Educação. Esta semana, a Rede conheceu o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, Ideb, com base na avaliação de 2017. Na análise, as escolas municipais ficaram com nota 4,4 nas séries iniciais do Ensino Fundamental – do 1º ao 5º ano, faltando apenas um décimo para atingir a meta projetada pelo Ministério da Educação, 4,5.

Nos últimos cinco anos, o Ideb da Rede Municipal subiu de 3,4, em 2013, para 4,0, em 2015; e deste para 4,4, nesta última análise. Isto garante ao conjunto das escolas um avanço sempre superior ao índice médio esperado para cada biênio – que é de 0,3.

“Obviamente esperamos crescer ainda mais, no entanto, o resultado mostra que estamos acima da média”, avalia a secretária de Educação, professora Jayana Ribeiro.

Nesta última análise, 80 escolas da Rede foram avaliadas - destas, 66 tiveram aumento em comparação ao índice anterior; 40 ficaram acima da meta esperada e três atingiram a nota esperada. Oito ficaram com o mesmo índice e seis escolas regrediram.

O Ideb é o principal indicador da qualidade da educação básica no Brasil. É calculado com base nos resultados das provas de português e matemática aplicadas a cada dois anos e no fluxo escolar – taxa de aprovação, reprovação e ainda abandono dos estudantes.

Conjunto de estratégias

Diversas ações foram elaboradas para promover o fortalecimento do trabalho pedagógico nas escolas municipais de Feira de Santana. Os professores – peça fundamental para a melhoria e implementação de ações voltadas à aprendizagem das crianças – participam periodicamente de encontros de formação continuada. Este ano, parte da reserva de carga horária atribuída ao trabalho destes profissionais é dedicada às formações.

“A Seduc promove diversos encontros de formação para professores que atuam desde a Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e ainda na Educação de Jovens e Adultos. Cerca de 8h por mês são dedicadas para reunirmos estes profissionais e discutirmos juntos temáticas importantes, mantendo sempre o foco para o trabalho em sala de aula”, defende a professora Jozelia Araujo, diretora do Departamento de Ensino da Secretaria.

Segundo a professora, as orientações também são voltadas aos diretores, agora mais comumente chamados de gestores escolares – aos quais compete a administração da escola – e ainda aos coordenadores pedagógicos. “Sabemos a importância do trabalho em equipe bem articulado dentro das unidades de ensino, então os gestores são parte fundamental”, defende.

O trabalho realizado com os diretores visa favorecer a implantação de uma gestão democrática. “Buscamos o fortalecimento dos conselhos escolares para que as tomadas de decisões sejam de forma coletiva, contando com representantes de todos os segmentos da comunidade escolar”, explica a diretora Jozelia.

A secretária Jayana Ribeiro destaca a sistematização das ações. “Valorizamos as formações dos profissionais de Educação, mesmo considerando que todo o quadro da nossa Rede tenha graduação ou pós-graduação. Visamos o aperfeiçoamento destes profissionais sempre pensando na aprendizagem dos alunos”, argumenta.

Combate à distorção idade x ano

Nos últimos dois anos, a Rede Municipal investiu em dois programas que têm sido fundamentais para diminuir a distorção idade X ano, diretamente ligada aos baixos índices de aprendizagem. Em parceria com o Instituto Ayrton Senna, a Seduc implantou os programas Se Liga e Acelera Brasil, cujas ações visam garantir o rendimento das crianças que estão atrasadas ou que estão em processo de alfabetização.  

A equipe da Seduc estimula ainda o constante monitoramento da aprendizagem. O sistema digital implantado nas escolas colabora para facilitar a análise pelos professores e gestores. “Após cada trimestre, procuramos dialogar com os diretores e professores para analisarem seus resultados e pensarem em ações estratégicas, que contem também com o apoio da equipe pedagógica da Secretaria”, ressalta Jozelia.

No âmbito pedagógico, a Rede Municipal busca também o fortalecimento das estratégias de alfabetização. O programa Mais Alfabetização é uma delas, que procura para fortalecer e apoiar as escolas no processo de alfabetização dos estudantes regularmente matriculados no 1º ano e no 2º ano do Ensino Fundamental. É desenvolvido em parceria com o Ministério da Educação.

No que se refere à infraestrutura, a Secretaria de Educação investiu nos últimos cinco anos na construção de 32 Centros Municipais de Educação – CMEI´s – e escolas de Ensino Fundamental; ampliação e reforma de 80 por cento das 217 escolas já existentes. Além da aquisição de fardamento, diversos itens de mobiliário, equipamentos diversos e eletrônicos, específicos para a cozinha e preparo dos alimentos.

O objetivo é promover espaços mais agradáveis e adequados para alunos e professores.  “Se o pedagógico é imprescindível, acreditamos também que escolas com ambientes mais favoráveis colaboram muito para que os estudantes e profissionais se sintam estimulados e continuem se desenvolvendo”, defende a secretária.



  •  

Técnicos estão trabalhando para normalizar sinal de internet do Feira Digital nos distritos

10/9/2018, 18:7h

A chuva forte que caiu na região neste final de semana comprometeu o sinal da rede de distribuição do Programa Feira Digital, oriunda da torre do distrito de Maria Quitéria. Por conta disso o sinal de internet está apresentando falhas em todos os distritos do município. 

Uma equipe de técnicos está trabalhando desde sábado, 8,  para estabelecer o sinal, e a previsão para normalização é até o final da tarde de terça-feira, 11.



  •  

Expofeira 2018: Em uma semana, empresa movimenta R$ 250 mil em negócios

10/9/2018, 17:6h

A Expofeira tem como principal objetivo fomentar o agronegócio na região. E a edição de 2018 da mostra deixou boas recordações para empresários e comerciantes. Um exemplo foi a empresa Balanças Argos, que esteve presente durante todo o evento com um stand de vendas.

A empresa comercializa, entre outros produtos, balanças, bretes, ordenhadeiras e eucalipto para cercas. Entre negócios fechados e acordos encaminhados, o volume de negócios girou em torno de R$ 250 mil.

De acordo com Josafá Barreto, consultor de vendas da empresa, o resultado, considerado muito bom, já era esperado por conta da dimensão da Expofeira e também devido às mudanças promovidas nesta edição da feira. "Foi uma participação muito maior, do ponto de vista comercial. Para a gente do agronegócio, show é prejuízo", afirma. 

Não vemos em outras exposições

Além da oportunidade de fechar negócios, a estrutura e, principalmente, a recepção da empresa foram aspectos que cativaram os expositores e garantiram novas parcerias para a próxima edição. "Tenho que parabenizar a Prefeitura e a Secretaria de Agricultura pelo evento. Recebemos a visita da organização da feira, sempre perguntando se estava tudo bem e se estávamos precisando de alguma coisa. Isso nós não vemos em outras exposições", compara.



  •  

Alunos da Escola João Paulo I visitam o prefeito Colbert Martins Filho

10/9/2018, 15:10h

Alunos do Projeto “Vivendo Feira, Ontem Hoje e Sempre”, da Escola João Paulo I, acompanhados de diretores e professores do educandário, visitaram o prefeito Colbert Martins Filho, na manhã desta segunda-feira, 10, no Paço Municipal Maria Quitéria.

Conhecer a origem, a cultura e os fatores que propiciaram o desenvolvimento socioeconômico de Feira de Santana, são os principais objetivos do Projeto, que inclui, ainda, visitas aos distritos, cujo périplo foi iniciado por Tiquaruçú e Humildes.

Homenagem no dia 18 de setembro

Caracterizados do casal Domingos Barbosa de Araújo e Ana Brandoa (fundadores do Município), os alunos Gabriel Barreto e Ana Beatriz convidaram o prefeito Colbert Martins Filho para uma performance que farão nas escadarias do saguão da Prefeitura, no dia 18 de setembro, às 15h.

A data celebra o aniversário de 185 anos da elevação do povoado à categoria de cidade, em 1873. Os alunos da João Paulo I, incorporando-se às comemorações cívicas, vão homenagear a cidade com uma cantata que inclui a execução do Hino à Feira, de autoria da maestrina feirense Georgina Erisman.  



  •  

Congresso Internacional de Desastres | Web TV

10/9/2018


Compartilhar no Facebook    
  •  

Volume de vendas diretas na Expofeira 2018 passa de R$ 5 milhões

10/9/2018, 15:4h

A 43ª edição da Exposição Agropecuária de Feira de Santana (Expofeira) superou a expectativa da organização em relação ao volume de negócios. De acordo com o secretário municipal de Agricultura, Joedilson Freitas foram mais de R$ 5 milhões em vendas diretas no Parque.

E esse número deverá aumentar. "Ainda temos alguns leilões a computar, além das vendas concretizados após o evento, mas que as negociações começaram na Expofeira, o que chamamos de venda futura", explica o secretário.

Joedilson destaca alguns aspectos positivos durante a 43ª edição. "Algumas raças, como a mangalarga marchador, alcançaram excelente resultado. Os pôneis, por exemplo, registraram cerca de R$ 300 mil em volume de negócios, o que é ótimo", destaca.

Reserva para a Expofeira 2019

Outro ponto destacado por Joedilson como positivo foi a volta dos leilões do gado nelore. Expositores também ficaram satisfeitos, segundo Joedilson. "Tem expositores que registraram volume de negócios tão bom, que já solicitaram reserva de espaço para a Expofeira do ano que vem", revela.

Sobre a próxima edição, em 2019, Joedilson pretende promover algumas melhorias. "Uma delas é montar uma estrutura exclusiva para os tratadores dos animais aqui no Parque", salienta o secretário municipal de Agricultura.



  •  

Expofeira não registrou nenhuma ocorrência policial

10/9/2018, 14:58h

Além de ultrapassar R$ 5 milhões em volume de negócios, a 43ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana foi tranquila em relação a ocorrências policiais. Segundo o comando da Polícia Militar, nenhum assalto ou agressão foi registrado nesta edição da mostra.

Sem shows e com o policiamento reforçado no feriado e nos fins de semana, o índice de furtos, detenções e confusões dentro do circuito da Expofeira foi reduzido, de forma impressionante, em 100%. 

Para o capitão Márvio Costa, sub-comandante da 66ª Companhia Independente da Polícia Militar, a tranquilidade da festa é atribuída à ausência de shows musicais de grande porte. "A ocorrência de brigas e de furto estava relacionada àquele período da noite onde ocorriam os shows", explica Márvio.

Ambiente mais familiar

Sem os shows, o ambiente se tornou mais familiar e voltado exclusivamente para os negócios e lazer de famílias. "A gente percebeu que é um público que tem apenas a intenção de prestigiar o evento", observa o capitão. 

Este ano, a segurança do Parque contou com a presença de 70 policias militares, durante os dias da semana, e 100 PMs nos fins de semana e no feriado do 7 de Setembro, incluindo aí cavalaria, RONDESP e pelotão de motocicletas Asa Branca.



  •  

Prefeito vai criar comissão para antecipar organização da próxima Expofeira

10/9/2018, 12:7h

A 43ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana terminou nesse domingo, 9, com avaliação positiva do governo municipal, organizador do evento. De acordo com o prefeito Colbert Martins Filho, será criada uma comissão para iniciar, imediatamente, a organização da próxima edição da mostra, em 2019.

Colbert ficou satisfeito com a Expofeira 2018, sua primeira como prefeito de Feira de Santana. "Muita gente no Parque. Tivemos quantidade e qualidade dos animais expostos. O volume de negócios, já soubemos, foi amplamente satisfatório, com bons leilões, apesar de o país ainda estar sofrendo os efeitos da crise econômica", destaca o prefeito.

Outro fator destacado pelo prefeito, que estave visitando o Parque no final da manhã desse domingo, foi que a Expofeira saiu dos muros do Parque de Exposição. "Técnicos e profissionais que estavam na Expofeira foram até a Faculdade Anisio teixeira (FAT), palestrar e levar conhecimento. Isso qualifica ainda mais nosso evento", avalia.

Ampliar oferta de tecnologia na Expofeira

O prefeito adianta que em relação à edição de 2019, uma das metas é trazer ainda mais tecnologia para a Expofeira. "Teconologia é a porta de entrada para o desenvolvimento. Então, pretendemos ampliar a oferta de tecnologia, seja na saúde dos animais, no manejo, e nas outras atividades", explica, acrescentando que também serão discutidas melhorias para o acesso ao Parque e ao estacionamento.

Colbert Martins Filho também comentou sobre a decisão de não programar grandes shows musicais nesta edição da mostra. "A Expofeira teve seu objetivo alcançado, que é proporcionar negócios, mas sem deixar de ser uma boa opção de lazer. Acredito que mais famílias vieram este ano. O Caminho da Roça, com sua programação, proporcionou que nossa cultura fosse mostrada. Não foi um espaço para shows. Foi um espaço para valorizar a cultura", acentua o chefe do Executivo municipal.



  •