Moradores de Humildes comemoram os 159 anos do distrito

13/7/2018, 15:12h

Com uma missa celebrada na Igreja Nossa Senhora dos Humildes pelo padre Manuel Francisco, os moradores do distrito de Humildes comemoram os 159 anos do surgimento da localidade. 

A programação festiva, desenvolvida durante toda esta sexta-feira, 13, contou com o desfile cívico de alunos das escolas públicas locais, acompanhadas de bandas marciais e fanfarras, e contou com as presenças de representantes de associações comunitárias, grupos culturais e esportivos.

Acompanhado do secretário Joedilson Freitas, o prefeito Colbert Martrins Filho, durante a homilia, externou a preocupação do Governo Municipal com a escalada da violência em Feira de Santana, lembrando os 235 homicídios registrados no município, até a última quinta-feira.

“Nós estamos pressionando fortemente o Governo do Estado para que promova ações objetivas com vistas a preservar o bem mais precioso que temos que são as nossas vidas, que infelizmente estão sendo ceifadas e nós não podemos nos acomodar com esta situação”, pontuo Colbert Filho.

Plantio de árvore marca a primeira comemoração do aniversário

Num ato simbólico para assinalar esta que foi a primeira comemoração do aniversário de Humildes, Colbert Filho e o secretário Joedilson Freitas, ao lado do ex-prefeito Clailton Mascarenhas, dos vereadores Zé Curuca, Fabiano da Van e Lulinha da Conceição plantaram duas palmeiras no largo à frente da Igreja.



  •  

Dia D de vacinação antirrábica neste sábado

13/7/2018, 11:46h

Donos de cães e gatos poderão vacinar seus animais neste sábado, 14, em 17 bairros de Feira de Santana. O dia D de mobilização da campanha antirrábica pretende imunizar seis mil animais, das 9h às 16h. A campanha segue até dia 04 de agosto.

A comunidade deve se dirigir com seus animais neste sábado a sede da Secretaria de Saúde ou a postos de saúde, associações de moradores e praças dos seguintes bairros: Queimadinha, Oyama Figueiredo, Panorama, Feira VI, Liberdade, Sitio Matias, Fraternidade, Francisco Pinto, Panorama, Irmã Dulce (Vietnã), Capuchinhos, Tomba, Feira X, Tanque da Nação, Kalilândia, Jussara e Estação Nova.

Animas agressivos devem ser levados com coleira e mordaça

A orientação para os donos de cães e gatos é que levem o cartão de vacina, se o animal tiver, e coleira para a segurança dos agentes de zoonoses e das pessoas ao redor. “Os animais mais agressivos é necessário que sejam levados com coleira e mordaça”, ressalta a coordenadora do CCZ, Mirza Cordeiro.

Tem direito a vacina cães e gatos a partir de três meses de vida e não tem contra indicação para animais castrados recentemente, além de fêmeas prenhas ou amamentando. “A vacina não é aconselhada para animais debilitados ou que estão fazendo tratamento com antibiótico e corticoide”, afirma a coordenadora.



  •  

Prefeitura inicia pavimentação de ruas no Novo Horizonte

13/7/2018, 10:15h

A Prefeitura de Feira de Santana iniciou a pavimentação de duas ruas e a complementação de outra, no Novo Horizonte, localizadas nas extremidades do bairro.

A Universitária fica ao sul – é a primeira rua do bairro. O serviço, que está sendo feito a paralelepípedos, é uma antiga reivindicação dos moradores.

Aposentado esperou pela pavimentação durante décadas

Como o servidor público aposentado Roselito da Silva (foto), que mora naquela rua há mais de duas décadas. “É um serviço importante que está sendo esperado por todos nós há muitos anos”.

A segunda rua que será pavimentada é a Lauro de Freitas. A rua Pitombeiras dá acesso à estrada que leva à sede do distrito de Maria Quitéria terá a pavimentação complementada.

A ordem de serviço foi autorizada pelo secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro, que representou o prefeito Colbert Filho.



  •  

Entrosamento entre forças de segurança é fundamental em situação de sinistro

13/7/2018, 9:54h

O SEI (Sistema de Comando de Incidentes) é um curso focado na integração e gestão das forças que agem numa situação de sinistro, explica o tenente-coronel Antônio Júlio Nascimento Silva, do Corpo de Bombeiros da Bahia e facilitador no evento que está sendo realizado na UEFS.

“As pessoas precisam estar entrosadas, se conhecer, se integrar e saber o que fazer numa situação destas”, diz o especialista. Sabendo onde como atuar, o participante não interfere em outros setores. “Se estarmos interagindo, o evento fica menor, por mais complexo que seja”.

O Sistema de Comando de Incidentes, ferramenta difundida em todo o mundo, foi criado pela Guarda Costeira dos Estados Unidos e mostra para as autoridades do setor como agir em caso de desastres – em qualquer situação. “Os acidentes são amorfos. Por isso, a integração é necessária para o sucesso”.

O curso, que acontece até o próximo sábado, é parte da preparação das forças de segurança que participarão do III III CIDEM (Curso Internacional de Desastres em Massa) vai ser realizado entre os dias 23 e 25 de agosto, em Feira de Santana.

O professor Gedson Marques, que coordena ambos os eventos, disse que no sábado, dia do encerramento do treinamento, será inaugurado o Centro de Treinamento da UEFS. Três aviões, doados pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), serão usados numa simulação de acidente.

As forças de segurança são os representantes do 35º BI, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, DPT (Departamento de Polícia Técnica), Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Inema, Secretaria de Meio Ambiente, Defesa Civil.

Além da parte teórica, os participantes serão orientados diretamente numa maquete da área da Fazenda do Menor, no Aviário, onde vai acontecer a parte prática do III CIDEM, com a simulação de um acidente. A maquete foi produzida no NEEPFON, da Unef.



  •  

Transexuais e travestis podem se inscrever com nome social em concurso

13/7/2018, 9:53h

Pela primeira vez no município, transexuais e travestis poderão usar seus nomes sociais na ficha de inscrição e disputar uma das cem vagas oferecidas pela Prefeitura de Feira de Santana para o cargo de professor da rede municipal. Está previsto no edital.

Entende-se como nome social aquele pelo qual transexuais e travestis se reconhecem e são identificados pela comunidade e em seu meio social. Para tanto, os interessados deverão informar o nome social por requerimento.

A informação deverá ser feita via o e-mail candidato@aocp.com.br até o dia 6 de agosto. Com a solicitação, o candidato deverá enviar cópia de documento oficial de identificação e cópia do registro do nome social.

A anotação do nome social de travestis e transexuais constará por escrito nos editais do concurso, entre parênteses, antes do respectivo nome civil. Estes candidatos deverão apresentar como identificação oficial, no dia de aplicação das provas, um dos documentos previstos no edital.

Ativista vê avanço

Fábio Ribeiro, ativista e chefe da Divisão de Minorias – órgão da Secretaria de Desenvolvimento Social, vê avanços para os segmentos, com a aplicação da Lei. “O município, assim procedendo, respeita a legislação pertinente e a opção de transexuais e travestis”.

A iniciativa, diz, respeita a identidade de gênero. “A pessoa se inscreve sabendo que a sua condição será devidamente respeitada e, assim, vai se sentir mais segura e à vontade para participar da seleção”. São oferecidas vagas para a educação infantil e para até o 5º ano da educação fundamental.



  •  

Artista visual Zé Andrade ministra oficina gratuita de modelagem em barro no MAC

12/7/2018, 17:43h

Em comemoração do aniversário de 22 anos do Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira- MAC, o renomado artista visual Zé Andrade estará ministrando uma oficina e curso prático “Técnicas e Maneiras de lidar com o Barro”. Serão trabalhadas a figura humana e a caricatura através da experiência e técnica adquirida pelo artista ao longo dos seus 40 anos de trajetória. A atividade é gratuita.

A oficina acontece de 16 a 21 de julho, das 19 às 21h, no Museu de Arte Contemporânea. As melhores obras criadas na oficina vão compor a exposição “40 Anos de um Artista da Terra” prevista para acontecer ainda este mês.

As vagas são limitadas e para se inscrever basta comparecer ao MAC, de 09 a 13 de julho, portando documento de identificação com foto. O Museu funciona das 08h às 17h.

O ARTISTA

Zé Andrade (foto) mora no Rio de Janeiro há 40 anos, e foi lá que desenvolveu sua carreira artística. Atuante como escultor, representa a Arte Popular com intuito de manter a memória do povo, sua cultura e sua arte. Criador de pequenas esculturas em cerâmica, retrata artistas e personalidades nacionais e internacionais de reconhecido valor cultural, entre elas: Fernando Pessoa, Van Gogh, Mário de Andrade, Nélson Rodrigues, José Saramago, Tom Jobim, entre outras personalidades. Sua obra conta atualmente com cerca de 140 personagens. Dentro de sua carreira artística, participou de inúmeras exposições no sul do país, além de ter conquistado várias premiações em salões de artes e bienais.



  •  

Transportadores de resíduos sólidos da construção civil que infringirem legislação serão penalizados

12/7/2018, 17:19h

A Prefeitura Municipal de Feira de Santana iniciará, no dia 23 deste mês, a operação para o cumprimento da Lei Municipal de n° 3.760/17, que disciplina a ação dos transportadores de resíduos sólidos da construção civil nas etapas de transporte, manejo e destinação no município.

De acordo com o secretário Justiniano França, a Lei supracitada entrou em vigor em 09 de outubro de 2017 e, desde a sua implantação, vários prazos foram dados e até prorrogados para que as pessoas físicas e jurídicas responsáveis por carroças, caçambas, caminhões, reboques, caixas coletoras, contêineres e assemelhados pudessem se regularizar junto ao setor de Cadastro de Transportador da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP).

121 pessoas realizaram o cadastro

“Porém, apesar de divulgarmos nos meios de comunicação matérias jornalísticas sobre o assunto, houve baixa procura pelo cadastramento dos transportadores de resíduos sólidos da construção civil e resíduos volumosos, apenas 121 pessoas se cadastraram, incluindo os responsáveis por caçambas, contêineres, poliguindastes e carroças”, informou.

Justiniano França disse que será coibida pelas ações de fiscalização a presença de transportadores não autorizados pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos e a utilização irregular das áreas de destinação e coleta.

“No cumprimento da fiscalização, os órgãos da SESP deverão inspecionar e orientar os transportadores e receptores de resíduos de construção e resíduos volumosos quanta às normas da Lei 3.760/17; vistoriar os veículos cadastrados para o transporte, o material transportado e as áreas receptoras de resíduos; expedir notificações, autos de infração, de retenção e de apreensão dos veículos em conjunto com a SMTT; e enviar aos órgãos competentes os autos que não tenham sido pagos, para fins de inscrição na Dívida Ativa”, ressaltou.

Ainda segundo o secretário, as pessoas que descumprirem as disposições estabelecidas pela Lei 3.760/17 sofrerão multa de R$ 1 mil na primeira vez em que for notificado; multa de R$ 2 mil na reincidência; na terceira infração receberão, além de multa de R$ 4 mil, cancelamento do alvará de funcionamento e do Cadastro de Transportador (CT).



  •  

Falha no sistema da CEF deixa Bolsa Família inativo

12/7/2018, 16:53h

Falha no sistema informatizado do programa Bolsa Família, operado pela Caixa Econômica Federal (CEF), está impossibilitando o acesso aos dados do benefício social a nível nacional. E em Feira de Santana está provocando transtornos aos usuários, que se dirigem diariamente à Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedeso) e à sede do Bolsa Família, em busca de informações mas retornam sem previsão de normalização do sistema.

O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, ressalta que os transtornos vêm ocorrendo desde o dia 9 deste mês. E, desde então, a Sedeso mantendo contatos com a CEF para obter informações sobre a normalização do sistema. “Ligamos diariamente para a Caixa Econômica que nos afirma que o sistema volta a operar a qualquer momento. Mas depois de tantos dias, o problema persiste sem solução”, explicou.

Em decorrência do sistema estar permanentemente fora do ar, o Governo Municipal de Feira de Santana, a exemplo de todos os demais, está impossibilitado de inserir novos beneficiários no programa Bolsa Família, assim como sem também poder atualizar os dados cadastrais das pessoas já contempladas com o benefício. “E sem atualizar os dados, alguns beneficiários podem ficar sem receber os recursos tendo o cartão bloqueado”, alertou o secretário.



  •  

Prefeitura Municipal e o SESC discutem parcerias em setores estratégicos

12/7/2018, 14:39h

A Prefeitura Municipal e o Serviço Social do Comércio (SESC) poderão estabelecer parcerias estratégicas em áreas como turismo, música, esporte, saúde e educação, conforme tratativas iniciadas na tarde desta quarta-feira, 11, no Parque do Saber.

O encontro contou com as presenças do prefeito Colbert Martins Filho, os secretários Ildes Ferreira (Desenvolvimento Social), Antônio Carlos Borges Júnior (Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico) e diretores do SESC/Salvador.

O SESC, uma empresa privada sem fins lucrativos, tem como filosofia promover ações sociais e educativas que contribuam para a qualidade de vida das pessoas, a exemplo de cursos de alfabetização, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio.

Atua também fortemente nas áreas de lazer e cultura. O “Sonora Brasil”, circuito musical que fomenta e revela a formação de bandas musicais é um dos programas que simbolizam às ações de integração entre o SESC e as comunidades localizadas nas suas áreas de abrangência.

Esta iniciativa é bem vista pelo secretário Ildes Ferreira, preocupado em estender as ações da sua pasta as 32 mil famílias do município cadastradas no programa Bolsa Família. 

Centro Cultural e Restaurante

Se referindo ao Centro Cultural e o Restaurante que serão entregues pelo SESC à população feirense, previsto para serem inaugurados em outubro, o prefeito Colbert Filho (foto) pontuou que “nós temos muito interesse na integração das ações da Prefeitura Municipal com o SESC, para que este equipamento funcione da melhor maneira possível, alinhando os nossos projetos aos que estão sendo oferecidos pelo SESC”.

O moderno e amplo complexo é dotado de infraestrutura para oferecer serviços e realizar atividades nas áreas de Assistência, Cultura, Educação e Saúde. O empreendimento foi construído pelo SESC numa área doada pela Prefeitura na Praça Carlos Bahia, onde funcionaram a Santa Casa de Misericórdia e, posteriormente, o I Batalhão da Polícia Militar.



  •  

Ex-aluno da Rede Municipal é aprovado em Medicina na UEFS e para outros seis cursos

12/7/2018, 11:25h

A vontade de estudar medicina surgiu depois de uma visita à área oncológica do Hospital Dom Pedro de Alcântara no ano passado. Desde então, Lucas Costa Lins, 20 anos, ex-aluno da Rede Municipal de Educação, focou no objetivo de ingressar na Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS. No último vestibular, Lucas foi aprovado em 2º lugar em Medicina.

O vestibular foi bastante concorrido. Mais de 7 mil estudantes tentaram este ano uma vaga em Medicina na UEFS, o que implica numa concorrência de 233 candidatos para cada vaga, uma das maiores da história da universidade.

O jovem se aventurou também por outras universidades, em seis cursos diferentes, o que só potencializou o seu desempenho: ficou em 1º lugar em Engenharia Florestal na Universidade de São Paulo – USP; foi aprovado em Odontologia e Direito na Universidade Federal da Bahia – UFBA; na UEFS, ele se classificou ainda para cursar Química; e na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, foi convocado para Enfermagem e para o bacharelado em Exatas.

As classificações de Lucas, obtidas na cota para alunos oriundos de escola pública, de maneira alguma desmerece o desempenho do estudante, explica a professora Amali Edeangelis Mussi, pró-reitora de Graduação da UEFS. “Estes estudantes enfrentam sua própria concorrência, já que aproximadamente 50% dos candidatos são oriundos da rede pública. Além disso, a nota de corte – nota mínima para a aprovação – é a mesma para todos, então, a aprovação não é fácil, ainda mais nos cursos tão concorridos, como é o caso de Medicina”, pondera Amali.

O professor Rubens Pereira, membro da Comissão Permanente de Acesso ao Ensino Superior, também da UEFS, diz que o ‘score’ – número de acertos na prova – de todos os candidatos aprovados em Medicina “é historicamente tão alto que permitiria o ingresso dele em qualquer outro curso da universidade, inclusive nos mais concorridos”, avalia.

Potencial da escola pública

Durante toda a vida, Lucas estudou em escolas da rede pública. Na infância, frequentou a Escola Municipal Amélia Dourado Neves, do bairro Santa Mônica II; o Ensino Fundamental foi cursado nas escolas municipais Santo Expedito e Professor Luciano Ribeiro Santos, no Parque Lagoa Subaé, e na Maria Antônia da Costa, Santa Mônica. Já o Ensino Médio, estudou no Instituto de Educação Gastão Guimarães, da Rede Estadual.

O caminho até a aprovação não foi fácil. Foi preciso muita dedicação, foco, estudo, algumas tentativas e muita força de vontade. “Durante o período que passei na escola, estudava cerca de quatro horas por dia, além do período em que estava na sala de aula. Porém não era suficiente. Quando terminei o ensino médio e fui para o cursinho, passei a estudar até 12 horas por dia”, conta Lucas.

Feirense, Lucas é filho de uma dona de casa e de um autônomo. Durante todo o seu percurso, aprendeu a valorizar a escola pública e os professores, aproveitando o máximo para sua formação. "Estudar em escola pública não dificulta o acesso à universidade. Tive professores excelentes e sempre contei com muito incentivo para estudar, uma professora certa vez chamou a minha atenção por ter tirado 7,0 em Matemática”, conta. “Os professores também me motivavam a ler, tive contato com muitos livros e revistas”, acrescenta.

“Se pudesse dar uma dica aos estudantes que pretendem fazer o vestibular seria esta: “tirem o melhor proveito enquanto estão na escola. Durante o ensino médio, percebia o quanto a biblioteca da minha escola não era aproveitada pelos meus colegas, muitos livros bons não eram lidos. Isso realmente pode mudar”, aposta o jovem. “Para nós, que viemos da rede pública, o caminho é mais difícil, mas também é sempre uma vitória quando alcançamos nossos objetivos”, comemora.



  •