Professora que teve filho morto por envenenamento recebe solidariedade

17/10/2017, 19:26h

A dor de uma mãe, professora, foi alvo de homenagem durante sessão solene da Câmara Municipal pela passagem do dia dedicado a categoria de educadores, em Feira de Santana. Janete Moura, que atua na rede municipal de ensino, perdeu o filho Luis Felipe Moura Teixeira, de seis anos, de forma trágica. A tia-avó do menino, que era aluno do Centro de Educação Básica (localizado na UEFS, mas pertencente ao Município), o envenenou com chumbinho, colocado em um bolo.

A secretária de Educação, Jayana Ribeiro, pediu ao público um momento de solidariedade pela família. “Peço que voltem suas orações para a nossa colega Janete, que está lidando com uma perda incomparável. Que os nossos melhores pensamentos estejam com ela”, apelou. 

A sessão solene foi promovida a partir de requerimento do vereador Luiz Augusto de Jesus, o Lulinha. Durante o evento, 13 gestoras de escolas e creches municipais foram homenageadas pela excelência no trabalho à frente das unidades de ensino. A galeria estava lotada, com a presença de autoridades e professores - a solenidade contou com a presença do reitor da UEFS, Evandro do Nascimento Silva; do deputado estadual Ângelo Almeida; do ex-prefeito José Raimundo Azevedo; e da ex-secretária de Educação, Lélia Vítor Fernandes.

Jayana destacou a atuação dos professores da Rede Municipal de Ensino que "superam dificuldades e se esmeram por realizar um trabalho de qualidade, nas escolas, distribuídas por toda a cidade e zona rural". Autor da proposição, o vereador Luiz Augusto disse que é preciso valorizar os professores, “que dignificam todas as profissões”. 

Anaci Paim: “A sala é um espaço para a formação continuada do professor”

A sala de aula é “um espaço privilegiado para a formação continuada do professor”, disse a ex-secretária estadual e municipal de educação, Anaci Paim, na sessão solene realizada pela Câmara de Feira de Santana em homenagem ao Dia do Professor. Ex-reitora da UEFS, ela disse ainda que o ambiente da escola é “nobre e, como tal, deve ser resguardado”.

Para Anaci, em sua vasta experiência com a educação, o papel do professor é desafiador, “mas também, encantador”. No universo da Educação, assinala a ex-secretária, “único caminho pelo qual podemos mudar o mundo”, ele (o professor) é um elemento fundamental. 

Momento Cultural

A sessão solene em homenagem ao Dia do Professor foi aberta pelas estudantes Kelly Kauane de Souza Oliveira e Graziele Almeida Santana, da Escola Municipal Jonathas Telles de Carvalho e integrantes do Programa Música na Escola. Poesia e um pouco de magia marcaram a apresentação quando as estudantes entoaram a versão em português da eterna canção “Ao mestre com carinho” e o recente sucesso “Trem bala”, da cantora Ana Vilela. 

Personagem

Um “chamado divino”. Assim a professora Livya Moura, gestora do Centro Municipal de Educação Infantil Manuel Anchieta Neri de Souza e uma das homenageadas na sessão solene realizada pela Câmara de Vereadores, enxerga a profissão. “Trouxe ao meu coração o melhor incentivo possível, pois, diante de tantas dificuldades enfrentadas na nossa profissão, o reconhecimento da sociedade renova nossas forças e ratifica a certeza do valor que temos”, disse ela, sobre ser reconhecida em um evento na Casa da Cidadania. 

A relação de homenageados

 

 

 

Foram homenageadas no plenário as professoras e gestoras de escolas municipais: Ana Claudia Carneiro Oliveira (Escola Municipal Antônio Alves Lopes); Ana Karine Passos Alves (Centro Municipal de Educação Infantil Eduarda Oliveira França); Andreia Cristina Barbosa Alves Bastos (Centro Municipal de Educação Infantil Antonio Carlos Machado); Flavia Carneiro Santos Morais (Escola Municipal Lídice Antunes); Girlene Do Nascimento Sena De Andrade (Escola Municipal João Marinho Falcão); Jucicleide Mascarenhas Serra Costa (Centro Municipal de Educação Infantil Honorina Oliveira De Amorim); Livya Layanse Cruz Moura Almeida (Centro Municipal de Educação Infantil Manuel Anchieta Neri de Souza); Maria Gorete Cerqueira Silva (Escola Municipal Colbert Martins); Marina Guimarães dos Santos (Escola Municipal Dalva Suzart de Assis); Plácida Emília Silva (Centro Municipal de Educação Infantil Irma Rosa de Lima Caribé Amorim); Roza Angélica Queiroz Ribeiro (Escola Municipal Mãe dos Humildes); Selma Aparecida Santos Silva (Centro Municipal de Educação Infantil Professor José Raimundo de Azevedo); e Suzana Alves De Almeida (Escola Municipal Nossa Senhora das Candeias).

  •  

Aos 82, Maria São Pedro não abre mão de fazer os exames contra o câncer

17/10/2017, 17:21h

Dona Maria São Pedro não se recorda a quantidade de vezes que foi ao consultório médico para fazer os exames preventivos contra os cânceres de mama e de útero. Aos 82 anos de idade, ela era uma das participantes da programação desta terça-feira, 16, alusiva ao Outubro Rosa e Novembro Azul, na unidade 2 do Programa Saúde da Família localizado no Feira VI. 

Houve palestra, caminhada e café da manhã. As pessoas receberam guia e requisição para fazer, até o final deste mês, mamografias nas unidades autorizadas, sem que haja necessidade de solicitar à regulação. O público alvo foram moradores da região da Adelba.

Acompanhada por familiares, a idosa diz que não abre mão de se submeter, anualmente, à mamografia e ao papanicolau, exames que detectam, em fase inicial, essas que são as enfermidades que mais matam mulheres em todo o mundo. “É mais uma segurança para a gente. É bom que todas façam estes exames”, aconselha. 

Aproveitou também para aferir a pressão arterial – estava normal, e verificar o índice de açúcar no sangue – não é diabética. Para a enfermeira Tatiane Lobo, a caminhada é uma maneira de as pessoas que são atendidas na unidade se integrem e que se conscientizem sobre a prevenção. “Também fortalecem os laços entre a comunidade e as unidades de saúde”.

  •  

Túnel Liner vai acabar com alagamentos no centro de Feira

17/10/2017


Compartilhar no Facebook    
  •  

Sudene vai investir R$ 709 mil em planejamento estratégico para o Feira 2030

17/10/2017, 13:28h

O Planejamento estratégico da cidade para fazer frente aos desafios decorrentes das demandas que serão impostas ao Poder Público foi a tônica da reunião realizada, nesta segunda-feira,16, pelo Grupo de Trabalho Projeto Feira 2030, criado pela Prefeitura de Feira de Santana, por meio do Decreto 10.219, de 20 de março de 2017.

Presidido pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, o encontro teve a participação do superintendente regional da Sudene, Marcelo Neves, que anunciou o investimento de R$ 709 mil para a realização de uma consultoria especializada para diagnosticar as variantes econômicas e sociais do município.

De forma abrangente, a consultoria proposta pela Sudene fará o levantamento dos atuais índices sociais e econômicos da cidade, estabelecendo o ano de 2030 como prazo para apresentar resultados positivos.

Com prazo para ser concluída entre dez meses a um ano, este trabalho envolverá a realização de oficinas e reuniões setoriais, que serão coordenados por um comitê gestor.

A estruturação e implementação do Plano serão arcados pela Sudene, que também se incumbirá dos projetos executivos definidos e desenhados. Este processo também vai incluir os vários planos que vêm sendo desenvolvidos na cidade pela sociedade civil, a exemplo do Grupo Pensar Feira.

Realizado em duas etapas, o encontro iniciou-se no Gabinete do Prefeito, pela manhã, e se estendeu pela tarde, na Secretaria de Planejamento.

Dele também fizeram parte o vice-prefeito Colbert Martins, coordenador do Feira 2030, os secretários do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior; Carlos Brito, de Planejamento; Sérgio Carneiro, de Meio Ambiente, Claudenir Moreira Machado, do Instituto Pensar Feira; João Batista Ferreira, diretor da FIEB. 

Entre os técnicos da Sudene o economista José Freie, o geógrafo Robson Brandão, e Eduardo Machado.

  •  

Café Dramático é nesta quarta no Museu de Arte Contemporânea

17/10/2017, 13:14h

O Museu de Arte Contemporânea, equipamento da Fundação Egberto Costa, vai sediar na próxima quarta-feira, 18, às 20h, a primeira edição do Café Dramático, projeto que visa valorizar textos da dramaturgia nacional através de leituras com atores e atrizes feirenses.

A primeira fase do projeto explora textos dos anos 60, ligados aos movimentos da contracultura. O primeiro clássico a ser lido é Roda-Viva, de Chico Buarque de Hollanda, escrito em 1968, encenado, e logo depois, censurado, em 1969.

No elenco da leitura de Roda-Viva, estão os atores Welber Oliveira (Anjo da Guarda), Cláudio Galizas (Mané), Márcio Nunes (Capeta), a atriz Lene Costa (Juliana) e Tanny Brasil (Ben Silver).

A noite se encerrará ao som de músicas dos anos 60, relebrando movimentos musícais como Jovem Guarda, Tropicália e as Canções de Protesto. A entrada é gratuita.

  •  

Professores que atuam em Educação Especial participam de Formação Continuada

17/10/2017, 9:45h

Mais de 400 professores que atuam no apoio aos estudantes público alvo da Educação Especial participam a partir desta terça-feira, 17, da FORPRAE, Formação Continuada para Professores Auxiliares. O primeiro encontro vai ser marcado pela palestra da professora doutora Suzana Alves Nogueira, a partir 8:00, no Centro de Cultura Maestro Miro.

A palestrante vai abordar o tema “O currículo escolar e a inclusão de estudantes, público alvo da Educação Especial: a importância da mediação na promoção da aprendizagem”.

A formação é promovida Secretaria Municipal de Educação, através do Centro Interprofissional de Atendimento Educacional Professora Marliete Santana Bastos (InterEduc). O FORPRAE oferece carga horária de 30 horas, divididas entre encontros presenciais e atividades desenvolvidas no ambiente virtual de aprendizagem, o Moodle.

“Já realizávamos alguns encontros com os professores auxiliares, mas percebemos que é importante investir na formação mais sistemática para eles, a fim de discutirmos a função que eles desempenham na sala de aula, para que a atuação não tenha cunho assistencialista, mas sim inclusivo”, explica a professora doutora Márcia Torres Nery Soares, coordenadora pedagógica do InterEduc.

Os participantes serão divididos em turmas que se reunirão em quatro encontros presenciais, a partir desta terça-feira; a programação segue até dezembro.

  •  

Paraplégico recebe serviço odontológico público em seu domicílio

17/10/2017, 9:32h

Desde quando ficou paraplégico, há nove anos, Manoel de Almeida não tem realizado consultas odontológicas, devido dificuldades de mobilidade.  Mas nesta segunda-feira, 16, ele recebeu uma visita, em sua residência, diferenciada com direito a avaliação e orientação odontológica através do Serviço de Atenção Domiciliar e a Odontologia da Atenção Básica.

Ao ser atendido, Manoel relata sentir dor quando mastiga alimentos. A dentista imediatamente faz a análise e identifica um dente com a raiz quebrada, a solicitação de raio-X é feita no momento através do formulário do paciente. Com espelho na mão, Manoel aprende a realizar o autoexame bucal. “Puxando o lábio inferior para baixo, esticando e apalpando a bochecha na frente do espelho, você pode identificar se há alguma alteração na boca como feridas, manchas escuras ou vermelhas. Se identificada qualquer alteração você deve nos procurar e sinalizar o ocorrido”, explica a dentista Alcione Silva.

Durante o atendimento, o paciente ganha um kit dental para a escovação supervisionada. A dentista orienta “para não desgastar o esmalte dos dentes e evitar sensibilidade o ideal é não colocar muita força na escovação, movimentos circulares e de cima da gengiva para baixo”.

Assim como Manoel, 26 pacientes estão sendo beneficiados com a educação em saúde do Projeto Sorriso, que acontece entre os dias 16 e 20 de outubro. Uma equipe multidisciplinar com odontólogo, fonoaudiólogo, médico, enfermeiro, nutricionista, assistente social, apoiadora e técnica de enfermagem realizam as visitas.

A fonoaudióloga, Ana Gilza Soares, informa que a iniciativa surgiu ao perceber o grande número de pacientes com higienização precária. “A reabilitação de qualquer paciente começa pela boca e no caso dos acamados é necessário alguém específico para fazer a higiene oral”, ressalta.

“Através desse trabalho nós identificamos focos de infecção, fazemos o levantamento da necessidade do tratamento odontológico e encaminhamento desse paciente para a Unidade Básica de Saúde mais próxima a sua casa”, relata a referência técnica Mirella Ribeiro.

A solicitação do Serviço de Atenção Domiciliar pode ser feita por demanda espontânea na sede do SAD, localizada na Rua Barão do Rio Branco, 1.054, Centro. Ou através da desospitalização e encaminhamento das unidades de saúde.

  •  

Exame no Centro de Prevenção ao Câncer só é agendado via Central de Regulação

17/10/2017, 9:30h

A Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS) informa que os exames preventivos realizados pelo profissional de Enfermagem, através da campanha Outubro Rosa, no Centro Municipal de Prevenção ao Câncer (CMPC) Romilda Maltez, estão suspensos e somente poderão ser agendados pela Central de Regulação de Saúde para o profissional especializado, neste caso, o ginecologista.

A medida visa o cumprimento da determinação legal da Justiça Federal (em caráter liminar) que revoga a Portaria n° 2.488/2011 do Ministério da Saúde. A norma permitia aos profissionais de Enfermagem realizar alguns procedimentos como coleta de material para exames preventivos, conhecido como Papanicolau. O entendimento da Justiça é pelo cumprimento da Lei do Ato Médico (Lei nº 12.842/2013) que atribui o diagnóstico, a realização de exames e a prescrição de medicamentos, procedimentos da Atenção Básica de Saúde, de exclusividade do médico.

O CMPC reforça o seu desafio de atender sempre bem o cidadão e prestar um serviço de saúde com qualidade à população de Feira de Santana.

  •  

Uma mãe, duas filhas, e a nova vida da família, com o CEU Aviário

17/10/2017, 9:12h

Vanuza da Silva, 32 anos de idade, não era apenas uma das dezenas de mães que prestigiavam as comemorações pelo Dia da Criança no Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU do Aviário, realizadas de 9 a 11 deste mês. Alguns detalhes fazem dela uma presença bastante significativa no evento, que proporcionou momentos de lazer e solidariedade para a comunidade do bairro.

Há cinco anos morando no bairro, ela fez uma confissão: “não participava de nada, só ficava dentro de casa, e como dona de casa, minha atividade era cuidar do meu lar e ir levar e buscar meus filhos na escola”. Em seguida, relata a mudança que está transformando a vida dela e de sua família. “Me tornei aluna do programa Arte de Viver, desenvolvido aqui no CEU Aviário. Hoje faço aula de práticas corporais aqui na praça; minha filha de 10 anos faz aula de teclado e a de 7 anos faz recreação”.

Tem mais: além disso tudo, diz ela, com um belo sorriso estampado no rosto, “o CEU Aviário tem possibilitado que eu participe do Grupo de Convivência com as Mulheres. Inclusive hoje teve um passeio e a gente assistiu uma palestra sobre o Outubro Rosa, foi maravilhoso”, destacou.

Com a propriedade de quem é mãe de duas meninas, ela falou da “importância de momentos como esse para as crianças”. Criança, lembra Vanusa, “não liga pra valor, pra coisa de marca; qualquer coisa faz com que a criança seja feliz, mesmo que seja pouco, ela já sorri, fica feliz e é isso que está acontecendo hoje”.

Com doações, mais de 400 brinquedos foram distribuídos



O coordenador do Centro de Artes e Esportes Unificados –do Aviário, Ruy Contreiras, e a professora Daiane Araujo, reuniram, nas comemorações pelo Dia das Crianças, populares e empresários que doaram brinquedos novos e usados, além de doces e lanches para a garotada. Ao todo distribuímos mais de 400 brinquedos nesses três dias de atividade.

“Nós temos que agradecer a todos os parceiros, principalmente a comunidade que nos apoiou com as doações. Trazer isso hoje para essa comunidade foi de grande importância. Mostramos pra elas hoje que existem formas saudáveis de ser feliz e ser criança”, disse Daiane.

Contreiras, por sua vez destacou o papel da Fundação Egberto Costa  - FUNTITEC, para a realização das atividades desenvolvidas na praça. “Gostaria de agradecer a Fundação por proporcionar esse momento para as nossas crianças, ao presidente Antonio Carlos Coelho e a chefe de gabinete Aline Miranda por atender nossas demandas. Além disso, quero também registrar a minha gratidão à equipe de funcionários aqui do CEU que não apenas dispuseram o tempo, mas também se reuniram para fazer doações para as nossas crianças”.

  •  

Mudanças no horário e frequência dos ônibus na avenida Maria Quitéria

16/10/2017, 18:7h

A partir desta segunda-feira, 16, usuários que utilizam as linhas de transporte coletivo da Avenida Maria Quitéria serão beneficiados com a oferta de ônibus a cada 5 minutos a partir do aperfeiçoamento do serviço urbano de passageiros.

Seguindo estudos técnicos, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), em parceria com as empresas de transporte Rosa e São João, realiza a terceira reprogramação, desta vez na chamada Bacia da Maria Quitéria, adequando a oferta de horários e otimizando a frequência de ônibus nos pontos de embarque e desembarque em horários de pico. A expectativa dos técnicos de transporte da Prefeitura Municipal de Feira de Santana é garantir um incremento de até 10 por cento no conjunto de usuários atendidos neste corredor.

Segundo o secretário municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Saulo Figueiredo, as linhas 051 (Candeal), 072 (João Paulo), 076 (Loteamento Modelo), 078 (Alto do Papagaio via Maria Quitéria), 080 (Mangabeira – Agrovila via Maria Quitéria), 087 (UEFS via Maria Quitéria), 102 (Mirassol), 108 (Mangabeira – Condomínio Rio Santo Antônio via Maria Quitéria) foram totalmente reprogramadas para atender o usuário do Sistema Integrado de Transportes de Feira de Santana (SIT) com mais agilidade.

“Nosso foco é melhorar os horários de chegada de ônibus nos pontos para diminuir cada vez mais o tempo de embarque do passageiro, especialmente nos horários com alta demanda”, explica o secretário.

Diariamente são transportados na Bacia da Maria Quitéria uma média de até 3.850 pessoas que residem em bairros como: São João, Queimadinha, Coronel José Pinto, Kalilândia, Mangabeira, Loteamentos Mirasol e Modelo, Cidade Nova, Conder, Alto do Papagaio, João Paulo II, Universidade Católica, Alto do Rosário, além das comunidades de Santa Quitéria, Santa Rita e Mantiba.

O diretor da empresa de transporte público Rosa, Fausto de Oliveira Botelho, afirma que entre 6h e 8h30, 11h e 13h30 e de 16h30 às 19h a demanda de passageiros aumenta e, por isso, as empresas reordenam tecnicamente os horários para agilizar a frequência de ônibus.

“O nosso objetivo é sempre colocar ônibus no momento que o usuário mais precisa. Para isso, estamos fazendo as readequações necessárias sob orientação técnica de consultoria especializada e sempre alinhados com técnicos da SMTT. Esta ação resultará em maior satisfação dos usuários”, explica o gestor da Rosa.

SIU Mobile

Como opção, o usuário pode acompanhar o horário de chegada e de partida dos ônibus através do aplicativo SIU MOBILE, disponível para smartphones que utilizam recursos de GPS.

O App pode ser baixado gratuitamente pelo usuário do transporte coletivo em Feira de Santana através do Google Play, seja para as plataformas Android, Windows, e também IOS, ou ainda pelo sítio eletrônico www.viafeira.com.br.

A reprogramação horária se estenderá nos próximos meses para as demais linhas do Sistema Integrado de Transporte (SIT). Ainda, folders explicativos são distribuídos nos ônibus e orientações estão sendo repassadas por agentes-monitores alocados em todos os terminais de transbordo.

  •