Prefeitura testa tecnologia que amplia contato com o cidadão

17/7/2018, 17:36h

Já funciona em período experimental na Prefeitura de Feira de Santana, uma tecnologia que proporciona contato direto entre o cidadão e o governo, com espaço para solicitação de demandas diretamente às diversas secretarias e autarquias municipais. É a plataforma 1DOC, um sistema que já funciona em várias grandes cidades e que chega a Feira de Santana de forma pioneira na Bahia.

Desde a última segunda-feira, 17, a plataforma 1DOC tem participado como piloto das rotinas da Fundação de Tecnologia da Informação Telecomunicações e Cultura Egberto Tavares Costa (FUNTITEC), escolhida por ser uma autarquia que promove inclusão à tecnologia e difusão de projetos científicos. Também na Secretaria de Serviços Públicos (SESP), que possui muita demanda externa.

Plataforma usada, inicialmente, internamente

Após período de seis meses para experiência e adaptação, a plataforma será usada em todas as secretarias e autarquias da prefeitura. Neste primeiro momento, a plataforma está sendo utilizada internamente, através de cadastro e adaptações. O objetivo é que logo seja liberado o acesso ao público, onde o cidadão já vai acessar as demandas.

O objetivo da 1DOC é reunir todos os documentos de forma rápida, eficiente, segura e acessível. A empresa operadora já tem o sistema instalado em cidades no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Paraíba, Pernambuco. Feira de Santana é a primeira da Bahia.

Katiuscia Gusmão, Chefe do Setor de Divisão Administrativa da Funtitec, acredita que a plataforma será uma boa aliada às demandas da autarquia, tendo em vista a praticidade e economia nas formas de produção.  “A ideia é otimizar o fluxo de informações dentro da Prefeitura. Inicialmente aqui na Fundação. Permitirá que a gente possa controlar, analisar essas informações e também facilitar a vida do cidadão, com demandas extras, além de economizar papel, tonner, combustível, carro, manter esse fluxo de informações”, explica.

Notificações através de sms ou e-mail

A plataforma tem o dinamismo e facilidades dos aplicativos utilizados no tablet ou celular. O solicitante receberá notificações através de sms ou e-mail.

“Hoje, o cidadão está habituado às tecnologias como whatsapp e facilidades de ter informações no celular. E ele gostaria de ter os serviços públicos com o mesmo dinamismo, com a mesma riqueza de informação que ele tem nos aplicativos”, compara Jéferson de Castilho, fundador da plataforma 1DOC.



  •  

Campanha de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite em agosto

17/7/2018, 16:45h

Entre os dias 6 e 31 de agosto, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde, desenvolve em Feira de Santana a Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo, tendo 18 de agosto como o dia D de mobilização nacional. Este ano a meta da Secretaria é imunizar 95% do público alvo, formado por crianças de um ano até quatro anos, 11 meses e 29 dias de vida.

“Estaremos orientando pais e responsáveis, através dos profissionais de saúde, sobre a importância de levar as crianças para serem imunizadas, minimizando as chances de adoecimento e ajudando a manter essas doenças sob controle”, informa a referência técnica em imunização, Carlos Henrique Valverde.

A campanha tem como foco o público infantil devido à baixa cobertura vacinal apontada pelo Ministério da Saúde. Mas as vacinas contra sarampo e poliomielite são distribuídas durante todo o ano nas Unidades de Saúde para crianças de um a três anos e pessoas com idade entre 12 e 49 anos que nunca foram vacinadas.

“Para o público de 12 a 29 anos são administradas duas doses com intervalo de 30 dias. Já os adultos de 30 a 49 anos necessitam apenas de uma dose. Lembrando que essas pessoas só recebem a vacina caso não tenham tomado durante a infância”, ressalta.

Transmissão através de via oral

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida. Sua principal característica é a flacidez muscular com sensibilidade. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa pela via oral (ao falar, tossir ou espirar), por objetos, alimentos e água contaminada com fezes de portadores da doença. Desde 1990 não são registrados casos no Brasil.

O último surto de sarampo foi registrado em 2015, tendo atualmente casos registrados em Roraima e Amazonas. A doença tem como sintomas: tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções respiratórias. A vacina é o meio mais eficaz para prevenção.



  •  

Agricultor espera chuva para garantir boa safra em Feira

17/7/2018, 16:6h

A chuva caiu bem no primeiro semestre e o plantio consorciado de feijão e milho tomaram conta das propriedades rurais de Feira de Santana. E os roçados se apresentam em vários estágios. A chegada de julho e a retração nos índices pluviométricos deixam os agricultores preocupados, mas a fé é bem maior e todos apostam que neste ano ganharão a safra.

A agricultora Antonieta Almeida Santos aponta com satisfação para um cantinho do seu terreno onde o feijão está amadurecendo. “Plantei um litro e vou colher uma saca”. Olha para o outro lado, onde está a maior parte da plantação e a sua feição muda. “Se não der um ‘sereninho’ de chuva nos próximos dias, a coisa desanda”.

Se não chover, as flores caem

E a preocupação é maior porque as primeiras flores do feijão, sinal que as vagens virão em seguida, começam a aparecer. “Se não chover, as flores caem e a gente perde tudo, mais uma vez”. Antonieta (foto) disse que a parte da roça que está florindo foi plantada no final de maio, quando deveria ter semeado o feijão no final de abril.

As chuvas deste ano foram melhores do que as que caíram em 2017. Mesmo assim, o medo de perder a roça – perder, para os agricultores, é não colher nada ou muito pouco, ronda as propriedades rurais. Uma das características de Feira são as pequenas áreas, onde se pratica a agricultura de subsistência.

O milho está alto e as folhas com um verde escuro, intenso, na propriedade de dona Cristina de Freitas Santos. Ao contrário do feijão, é uma cultura que resiste um tempo maior à falta de água. É outra que está de olho no céu na torcida por mais uma chuva. “Só assim a gente vai ganhar a safra por completo”.

Agricultor à espera das bonecas

As espigas, que são chamadas de bonecas, ainda não apareceram na sua plantação, e a florada do feijão enfeita a plantação rasteira. É outra agricultora que sofre com a falta de chuvas nos últimos anos. “Em 2017, quando o milho embonecou, o sol caiu pra dentro e perdemos tudo”, afirma dona Cristina (foto).

Entretanto, ambas dizem que a fé de que as chuvas aparecerão no momento exato é bem em maior do que a preocupação com a possibilidade da perda da plantação devido à falta de água.



  •  

Vendedores aceitam proposta da Prefeitura e deixam acostamento da BA 502

17/7/2018, 16:3h

Os vendedores de frutas que ocupavam área pública logo após o viaduto do Tomba, às margens da BA 502, próximo à caixa d´água, foram relocados pela Prefeitura de Feira de Santana.

Parte deles foi trabalhar na feirinha do bairro e outra levada para a feirinha da Estação Nova. Outros armarão suas barracas numa feirinha que será organizada nas imediações do conjunto Feira VII.

“Eles entenderam que não poderiam ficar naquele local. Oferecemos as opções, que foram aceitas”, explica o secretário municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Júnior.

Novo espaço vai passar por estruturação

Ele afirmou que a área onde a feirinha vai funcionar passará por estruturação para que se adeque às necessidades tanto dos vendedores quanto dos consumidores, como segurança e higiene.

Nos últimos meses a prefeitura vem estruturando feiras livres, como as que são realizadas nos bairros George Américo e Sobradinho, além do conjunto Feira X, e autorizando a criação destes espaços, como no bairro Conceição.



  •  

Moradores da Pampalona comemoram a pavimentação de mais cinco ruas

17/7/2018, 11:10h

Os moradores das ruas 2 de Julho, Bogotá, Verão, José Luiz e Travessa Frutal, no bairro Pampalona, comemoraram, na manhã desta terça-feura, 17, o início das obras de pavimentação a paralelepípedo destas importantes artérias.

As obras, orçadas em R$ 266.282,75, serão tocadas pela LS Construtora e, de acordo com o responsável técnico, deverão ser concluídas dentro de quatro meses. Serão implantados 4.770 metros quadrados de paralelepípedo, e 800 metros lineares de meio fio.

Moradora não escondeu a satisfação

A dona de casa Gislene dos Santos, mãe de quatro filhos, nascida e criada na Rua 2 de Julho, não escondia o sentimento de satisfação ao ouvir o prefeito Colbert Martins Filho dar a ordem de serviço deste pacote de obras que incluía a sua rua.

“Graças a Deus, agora a gente vai sair da buraqueira que enchia a casa da gente de poeira, e da lama que, quando chovia, infernizava a vida da gente, deixando esta rua completamente intransitável”, comemorou Gislene, com o caçula no colo.

O prefeito Colbert  Filho, acompanhado dos secretários José Pinheiro (Desenvolvimento Urbano) e Nau Santana (Relações Institucionais), ao solicitar aos moradores que fiscalizem o andamento das obras, afirmou que a Prefeitura “está cumprindo com os compromissos firmados com a comunidade e as suas lideranças comunitárias”.

O ato contou ainda com as presenças dos vereadores José Carneiro, presidente da Câmara Municipal, João Bililiu, Luiz da Feira, Gilmar Amorim e Ron do Povo.



  •  

Professor deve estimular crianças a se expressarem

17/7/2018, 11:7h

As crianças na faixa etária dos cinco anos devem ter acesso a diversas formas de expressão e até mesmo linguagens, como o teatro, dança, música ou suas brincadeiras. De acordo com a Base Nacional Curricular Comum (BNCC), documento normativo que orienta a aprendizagem dos alunos, este acesso permite um melhor desenvolvimento durante a infância.

O tema marcou o encontro de formação dos professores do Grupo 5, que atuam nas salas de aula da Rede Municipal de Ensino, com as crianças de cinco anos. Durante o evento, os profissionais discutem os objetivos da aprendizagem da Proposta Curricular de Educação de Feira de Santana. A abertura da formação aconteceu na sede da Igreja Evangélica Avivamento Bíblico, situada à avenida Senhor dos Passos, na segunda-feira, 16.

Os professores debateram o campo de experiência relacionado ao “corpo, gestos e movimentos”, segundo o qual, as crianças precisam ainda conhecer suas características físicas, seus gostos, interesses, suas sensações e frustrações.

Todo tipo de movimento devem ser estimulado

“A BNCC traz um novo olhar para o professor. Neste encontro, tentamos passar esse olhar interdisciplinar aos professores. Todo tipo de movimento deve ser observado e estimulado, não apenas se tratando de brincadeiras. Devemos enxergar o movimento da mesma forma que lidamos com a matemática e outras disciplinas”, explica a professora Elisa Carneiro, integrante da equipe técnica da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação.

Até a próxima sexta-feira, 20, dia de encerramento do ciclo de encontros, os professores de todos os grupos da Educação Infantil vão participar da formação.



  •  

Peça mostra como crianças podem se divertir sem brinquedos caros

17/7/2018, 11:0h

Lençóis pendurados, muita imaginação e brincadeiras infantis. O espetáculo do Circuito Cultural Belgo Bekaert, realizado no sábado, 14, transformou em um quintal a praça do Centro de Esportes Unificados (CEU) do bairro Cidade Nova. A apresentação intitulada “Meu Quintal” contou a história das crianças Juli, Bela, Poli, Dudu e Lino, que provaram que a felicidade e simplicidade também andam lado a lado.

A criatividade e imaginação dos integrantes da Companhia de Teatro Via Palco, de Salvador, encantaram e arrancaram sorrisos de crianças e adultos. A Cia completa 20 anos e há 18 apresenta a peça “Meu Quintal”.

Agamenon de Abreu interpreta o personagem Lino, e explica que a principal mensagem da apresentação é mostrar como as crianças podem se divertir sem precisar de brinquedos caros ou tablets e smartphones.

Brincar usando a criatividade

“No espetáculo, cinco crianças brincam no quintal, e a proposta é resgatar as brincadeiras de antigamente, que as crianças de hoje nem conheciam. Mostrar como é fácil brincar sem precisar de nada eletrônico e caro, e usar apenas a criatividade”, explica Agamenon (foto).

O projeto conta com o apoio da Fundação Cultural Egberto Costa e segue até o final do mês de novembro.



  •  

Prefeito recebe Bíblia Dignatária dos Gideões Internacionais

17/7/2018, 10:5h

O prefeito Colbert Martins Filho recebeu, na tarde desta segunda-feira, 16, a Bíblia Dignatária, entregue pelo grupo Os Gideões Internacionais no Brasil - Campo Feira de Santana Sul. Os representantes da entidade foram recebidos pelo prefeito em seu Gabinete.

A Bíblia Dignatária é entregue costumeiramente pelos Gideões Internacionais a pessoas que ocupam cargo de relevância social ou política. A escolha se deve por reconhecimento aos relevantes serviços prestados pela personalidade homenageada.

Durante o encontro com o prefeito, os gideões apresentaram um balanço dos trabalhos desenvolvidos na cidade, como a doação de exemplares do Novo Testamento, Salmos e Provérbios a diversas instituições como hotéis, presídios, escolas, universidades, hospitais e outros órgãos públicos. 

"O grupo é formado por cristãos evangélicos, todos profissionais liberais ou do ramo de negócios, e desde 1899 estamos conseguindo levar a palavra de Deus aos vários cantos do mundo", declarou o gideão Lourival de Souza Cunha, presidente do Campo Feira de Santana - Sul.

Também estiveram presentes ao encontro os gideões: Rosalvo Lima, Evandro Oliveira, Adilson Guimarães e o secretário de Comunicação Social, Valdomiro Silva.



  •  

Audiências públicas para elaboração da LOA serão iniciadas nesta terça-feira

17/7/2018, 9:56h

As audiências públicas com vistas à elaboração do projeto de lei da LOA (Lei Orçamentária Anual), relativas ao exercício de 2019, começam nesta terça-feira, 17.

A Secretaria de Planejamento convidou representantes de classe, de associações e de organizações não-governamentais para que participem das audiências, que é aberta a todos os cidadãos.

Estes encontros serão iniciados pelo distrito de Jaguara, na manhã desta terça-feira, na Casa da Prefeitura. À tarde, a audiência será realizada em Maria Quitéria, na sede do CRAS.

A LOA prevê todos os gastos, bem como a previsão de receitas, previstos para o governo estão previstos em detalhes na Lei. É dividido por temas, como educação, saúde e transporte.

A LOA é uma das três siglas que definem o orçamento do governo – as outras são o PPA (Plano Plurianual) e a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). E nas audiências são conhecidas as necessidades dos cidadãos.

 

CRONOGRAMA

Na quarta-feira, 17, às 15h, distrito de Matinha, na Unidade de Saúde

Quinta-feira, 18, às 9h, em Tiquaruçu, no Centro de Desenvolvimento Comunitário José Gregório e as 15h em Distrito de Governador João Durval Carneiro, na Creche Maria de Lourdes Almeida Machado

Sexta-feira, 19, às 9h, Bonfim de Feira, na Escola Municipal Álvaro Pereira Boaventura e às 15h será em Jaíba, na Associação Comunitária de Jaíba

Terça-feira, 24, às 8h30h, Regiões Administrativas I, II e III (Sede), no Auditório da Secretaria de Saúde, 14h30, Regiões Administrativas IV e V (Sede), no Auditório da Secretaria de Saúde

Quarta-feira, 25, às 9h, Humildes, na Biblioteca Municipal



  •  

Curso Gestão de Projetos para Captação de Recursos dias 19 e 20

17/7/2018, 9:11h

A Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cidadania Sustentável (Unamacs) dará continuidade às atividades com a realização do Curso Gestão de Projetos para Captação de Recursos, nos dias 19 (quinta-feira) e 20 (sexta-feira). A realização é em parceria com a Caixa Econômica Federal, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e a Secretaria Municipal de Gestão e Convênios. 

Nos dois dias, as atividades vão ocorrer no Sesc, bairro Tomba, das 8h às 12h e das 13h às 17h. O curso será ministrado por Luciana Flores Nascimento, da Secretaria de Convênio e Gestão, e Tiago Ferreira Gonçalves, da Caixa Econômica Federal.

A educadora ambiental e gestora da UNAMACS, Elizângela Lucena,  informa que o curso é aberto a toda comunidade. Contudo, diz que a participação será garantida mediante inscrição através do e-mail unamacs.semmam@pmfs.ba.gov.br, onde deve constar o nome e o número do CPF do interessado, ou através de  contato telefone (75) 3322 -9314.

"Já foram confirmadas as  participações de pessoas de outros municípios, como Ipecaetá, Conceição do Jacuípe, Antônio Cardoso, Santa Barbara e Santanópolis, que demonstram interesse pelo curso", informa Lucena.



  •