Prorrogado prazo para cadastramento dos transportadores de resíduos sólidos

18/5/2018, 16:25h

Em virtude da baixa procura pelo cadastramento dos transportadores de resíduos sólidos, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana prorrogou para o dia 30 deste mês o prazo para que as pessoas físicas e jurídicas responsáveis por carroças, caçambas, caminhões, reboques, caixas coletoras, contêineres e assemelhados possam se regularizar junto à Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP).

A medida atende à Lei Municipal de n° 3.760/17, que disciplina a ação dos transportadores de resíduos sólidos da construção civil nas etapas de transporte, manejo e destinação no município de Feira de Santana.

De acordo com o secretário da SESP, Justiniano França, a previsão era encerrar o cadastramento no dia 30 de abril, mas apenas 81 transportadores de resíduos sólidos se cadastraram no setor de Cadastro de Transportador da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP). 

“Por conta de alguns feriados, pontos facultativos e da baixa procura nos meses de março e abril, vamos estender o prazo do cadastramento para o dia 30 de maio. Porém, vale ressaltar que, a partir do dia 1° de junho, as pessoas que descumprirem as disposições estabelecidas pela Lei 3.760/17 sofrerão multa de R$ 1 mil na primeira vez em que for notificado; multa de R$ 2 mil na reincidência; na terceira infração receberão, além de multa de R$ 4 mil,  cancelamento do alvará de funcionamento e do Cadastro de Transportador (CT)”, alertou o secretário. 

Documentação exigida para o cadastramento 

No caso de transporte de caçambas, caminhões e reboques, para o cadastramento junto à SESP, as pessoas físicas ou jurídicas, encarregadas da coleta e ou do transporte dos resíduos entre as fontes geradoras e as áreas de destinação, precisam apresentar a xerox e o original dos seguintes documentos: cartão CNPJ, contrato social da empresa, documento do veículo, documento com foto RG/CPF e comprovante de residência. 

No que concerne a caixas coletoras e contêineres, são exigidos contrato social da empresa, cartão CNPJ, documento com foto RG/CPF e comprovante de residência. Já com relação a carroças, faz-se necessária a apresentação de documento com foto RG/CPF e comprovante de residência. 

O cadastramento - totalmente gratuito para os responsáveis por equipamentos usados em coleta e transporte de resíduos sólidos – é realizado de segunda a sexta-feira, no horário das 08 às 12 horas e das 14 às 17 horas, no setor de Cadastro de Transportador da SESP, localizado na rua dos Tupinambás, n° 275, bairro São João.  



  •  

Agora é lei: Micareta vira Patrimônio Cultural Imaterial de Feira de Santana

18/5/2018, 15:49h

Com mais de oito décadas de existência, a Micareta virou Patrimônio Cultural Imaterial de Feira de Santana. O projeto de Lei, autoria do vereador João Bililiu, foi sancionado na quinta-feira, 17/05, pelo prefeito Colbert Martins Filho.

Patrimônio Cultural Imaterial é um conjunto de práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas transmitidos de geração em geração e constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, de sua interação com a natureza e de sua história, gerando um sentimento de identidade e continuidade, de acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan).

Uma festa eterna, diz vereador

A Micareta é uma manifestação popular e coletiva enraizada na cultura de Feira de Santana há quase quatro gerações. E, mesmo não correndo o risco de desaparecer, diz o vereador Bililiu, “a condição de patrimônio imaterial a eterniza”.

“É uma festa que está muito, mas muito maior do que aquela imaginada por aqueles jovens pioneiros e idealizadores. Ultrapassou os nosso limites e ganhou o Brasil. Como se sabe, não são poucas as cidades que copiaram a nossa maior festa. Isto nos orgulha”, afirma o vereador.



  •  

Decretado luto municipal pela morte de Antonio Barreto, ex-chefe de Gabinete do Prefeito

18/5/2018, 12:44h

O prefeito Colbert Martins Filho decretou luto oficial de um dia em razão do falecimento do ex-secretário municipal Antônio Alves Barreto. O decreto Nº 10.711 foi publicado na edição desta quinta-feira, 17, no Diário Oficial Eletrônico do Município.

Barreto tinha 99 anos de idade. "Ele teve uma vida dedicada a Feira de Santana, com atuação destacada em vários segmentos", observa o gestor municipal.

Na esfera pública, foi Chefe de Gabinete do Prefeito Municipal, de 1983 a 1988, no Governo José Falcão da Silva; foi Assessor do Prefeito, de junho a novembro de 1977; também exerceu o cargo de Diretor do Museu Regional; além da militância política e da participação ativa na vida da comunidade feirense.

De acordo com o jornalista e historiador Adilson Simas, Barreto atuou ainda como bancário e comerciante. Foi membro do Aeroclube e irmão da Santa Casa da Misericórdia. Presidiu o primeiro clube do Rotary de Feira, entre 1977 e 1978.

Simas observa, em seu blog, que no segmento esportivo Barretinho, como era também conhecido, se destacou como um dos melhores jogadores de basquete da cidade, durante sua juventude. Também era adepto de várias outras modalidades esportivas.



  •  

Humildes terá casamento coletivo com 70 casais

17/5/2018, 23:45h

Cerca de 70 casais trocam o “sim”, na tarde desta sexta-feira, 18, durante a maior solenidade de casamento coletivo da história do distrito de Humildes. A iniciativa é do Centro de Referência em Assistência Social Nadja Suely Freitas de Araújo (CRAS) em parceria com o Cartório de Registro Civil da comunidade, marcando o Mês das Noivas com a união conjugal através do programa Família Cidadã. 

O evento também conta com apoio das agentes comunitárias e do Pólo das Associações do Distrito de Humildes. Será realizado a partir das 15h30, no Juca Eventos, na sede do distrito, próximo ao CRAS.

A previsão da coordenadora do CRAS de Humildes, Terezinha Alves Nascimento Macedo, é de que o evento reúna cerca de 500 pessoas, dentre nubentes, padrinhos, familiares e convidados dos noivos, que agora passam oficialmente para o rol dos casados.

Terezinha Nascimento ressalta ainda o empenho de todos para a promoção do casamento coletivo. “É a realização do sonho dos casais que estão inscritos no programa, que tem sua primeira edição este ano. E a oficialização do matrimônio, sem nenhum custo para os nubentes, representa a garantia de direitos”, frisou. 



  •  

Feirenses vão às ruas fortalecer combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

17/5/2018, 23:42h

Os feirenses têm um encontro marcado, nesta sexta-feira, 18, para participar da luta pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A mobilização tem início às 14h, na Praça Dom Pedro II (Nordestino), seguindo em caminhada pelo centro da cidade em direção ao Paço Municipal Maria Quitéria.

A iniciativa é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com o Programa de Ações Integradas e Referenciais de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil (PAIR), Ministério Público, Defensoria Pública, Conselhos Tutelares, Polícias Miliar e Civil, Polícia Rodoviária Federal e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, ressalta a importância de todos estarem engajados nesta luta contra a pedofilia infantil visando fortalecer as ações de prevenção e garantir a proteção de crianças e adolescentes. Ele lembra ainda que “exploração sexual infanto-juvenil é crime”. 

No ato em frente a Prefeitura, na avenida Getúlio Vargas, será realizado um ato com apresentações culturais e artísticas, com as presenças do prefeito Colbert Martins da Silva Filho e de representantes de toda a rede de proteção às crianças e adolescentes.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído pela Lei Federal 9.970/00, a ser comemorado em 18 de maio.



  •  

Calendário esportivo 2018 valoriza atleta amador

17/5/2018


Compartilhar no Facebook    
  •  

Vacina gratuita contra a gripe já imunizou 66 mil feirenses

17/5/2018, 17:9h

Mais de 66 mil pessoas já foram vacinados contra a gripe em Feira de Santana. Somente no dia “D” de mobilização nacional, realizado no último sábado, 12, 10 mil pessoas foram imunizadas. A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 90% do público alvo, que corresponde a 128 mil pessoas.

Seguindo o cronograma de vacinação por categoria, até esta sexta-feira, 18, a prioridade é para gestantes, puérperas – até 45 dias após o parto - e idosos. No momento, 34,82% das gestantes e 45,41% dos idosos foram imunizados. As puérperas representam um número maior, com 57,46% de mulheres vacinadas.

Idoso perdeu documentos, mas foi vacinado

O aposentado Renato Dias (foto), 81 anos, todo ano busca a Unidade Básica de Saúde do bairro Caseb para se vacinar. “Eu até fiquei preocupado, pois perdi meus documentos e pensei que não conseguiria ser vacinado, mas como sou paciente da unidade e todo ano tomo a vacina da gripe, meus dados estão cadastrados e não fiquei sem ser imunizado”, comemora.

Quem pode receber gratuitamente a vacina

A gestante Mirian Souza (foto) não esperou o cronograma de vacinação. “Eu procurei logo a unidade de saúde, porque eu gosto de manter o meu cartão de vacina em dia para me proteger”, afirma. Ela ainda levou a filha de 14 anos, que tem asma, para receber a vacina. “Eu trouxe o relatório médico que indica doença crônica e por isso ela pôde ser imunizada também”, relata.

Quem não procurou as unidades para imunização dentro das datas estabelecidas por categoria, têm até o dia 1º de junho para receber a vacina. Segundo o encarregado pela referência técnica de imunização, Carlos Henrique Valverde, também têm direito a vacina portadores de doenças crônicas, professores das redes pública e privada, indígenas, pessoas privadas de liberdade (presos) e funcionários do sistema prisional.



  •  

Professores aprendem Libras e Braile através do Proei

17/5/2018, 16:29h

A palestra “Educação Inclusiva: desafios à docência” abriu, na noite de terça-feira, 15, o Programa de Formação de Professores para a Escola Inclusiva (Proei). A formação inclui módulos voltados às noções básicas da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e também de Braile, para facilitar a comunicação com alunos especiais em sala de aula.

O encontro reuniu mais de 20 professores das diversas etapas e modalidades da Educação Básica, na sede da Secretaria Municipal de Educação.

Serão 22 encontros semanais até outubro, sempre às terças-feiras, além de atividades na plataforma virtual Moodle, totalizando a carga horária de 95h.

Educação Especial para aplicar em sala de aula

O Proei tem como principais objetivos promover o estudo de temáticas da Educação Especial, assim como conhecer e trocar experiências pedagógicas para aplicação em sala de aula a alunos com essas necessidades.

“A Educação Especial está presente em todas as etapas, desde a Educação Infantil até a Educação para Jovens e Adultos”, destaca Márcia Torres, representante do Centro Interprofissional de Atendimento Educacional Professora Marliete Santana Bastos (InterEduc).



  •  

Maquetes das lagoas de Feira vão ser expostas em escolas

17/5/2018, 15:7h

As lagoas existentes em Feira de Santana serão representadas em maquetes. Esta é a proposta do curso Maquetes Geoambietais, promovido pela Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cidadania Sustentável (Unamacs), iniciado nesta quinta-feira, 17, no Parque da Lagoa Radialista Erivaldo Cerqueira, no bairro Baraúnas, onde está localizada a Lagoa do Geladinho.

De acordo com a educadora ambiental e pedagoga Elisângela Lucena, a proposta do curso, além de ensinar a confeccionar maquetes através de materiais recicláveis, é realizar, posteriormente, uma exposição itinerante em escolas, espaços públicos e instituições para divulgar as lagoas visando a sua preservação.

“Uma maquete é o modelo simplificado da realidade. Neste caso, elas serão uma ferramenta de educação socioambiental”, afirma. Lagoas como a de Berreca, do Prato Raso, Salgada, Subaé, do Peixe, além da Lagoa do Geladinho, serão miniaturizadas em maquetes.

“É preciso entender um pouco de arte” 

Após um passeio às margens da lagoa, os participantes foram orientados pelo professor e mestre em Recursos Genéticos Vegetais pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Edmilson Silva (foto), sobre como confeccionar uma maquete. “Eles (alunos) precisam observar as características e componentes da lagoa, como vegetação, perfil topográfico, construções no entorno e altura das árvores”, explica o professor.

Ainda segundo Edmilson, para desenvolver uma maquete é necessário possuir habilidades laborais, entender um pouco de arte, de geografia, saber ler mapas e, sobretudo, ter sensibilidade visual.



  •  

Para limpar a cidade, garis percorrem até 20 km por dia

17/5/2018, 14:30h

Todos os dias, em média, eles correm cerca de 20 quilômetros atrás dos caminhões basculantes, quase a distância de uma meia maratona. Mas os garis, que desempenham trabalho importante nas cidades, nem sempre são vistos ou recebem a devida valorização da comunidade.

Há 11 anos na profissão, Adelson Neres Adorno é um dos mais de 500 garis que diariamente recolhem os resíduos gerados nas residências de Feira e distritos.

“Chego a me realizar nesta profissão. Saí uma vez e voltei”, disse o gari, que semanalmente percorre dois roteiros, às segundas e terças-feiras. “É pesado, mas a gente gosta do que faz”, acentua.

Relacionamento com a população

Colega de Adelson, Elias Santos (os dois colegas na foto) está há pouco mais de um ano na profissão. “Trabalho todos os dias contente. Chego e saio feliz. Não tenho problemas”, destaca.

Os dois garis dizem que, na maioria das vezes, é respeitoso o relacionamento com a população. Porém, algumas pessoas às vezes os destratam. “Mas a gente não se deixa abater por estas críticas e reclamações”, diz Adelson Neres.

Preocupação com acidentes de trabalho

A corrida atrás dos caminhões tem seu motivo: quanto mais cedo concluir o percurso, maior tempo de descanso eles terão. “E para aguentar o tranco a gente se alimenta bastante”, comenta Elias (foto).

Para ambos, a maior preocupação está nos acidentes de trabalho. “Nem sempre vidros e objetos com ponta são bem acondicionados antes de serem descartados”, reclama Elias.

“Já me furei com agulhas de injeção”

“Já me cortei e fui furado por agulhas de injeção”, diz Adelson Neres (foto), que recebeu a devida atenção após o acidente. Outro problema é areia ou entulhos dentro de sacos e caixas.

De acordo com os garis, o peso causa problemas de saúde, principalmente na coluna. “A gente está acostumado com volumes leves e o corpo imediatamente sente quando pegamos uma caixa de areia, sem a devida preparação. O peso prejudica”, relata.

Profissão digna, salienta dirigente

O presidente do Sindicato da Limpeza de Feira de Santana, Rosalvo Ferreira de Cerqueira, diz que os garis locais têm motivos para festejar o dia 16 de maio, quando nacionalmente é comemorado o dia dedicado à categoria.

Para Rosalvo, gari é uma profissão das mais dignas. “É claro que o preconceito existe, mas a gente não se importa com a discriminação”.

Ele enfatiza que vários colegas estudam e que alguns já terminaram o curso superior, como três mulheres que hoje são farmacêuticas. “Outro colega vai se formar em direito e uma filha de um dos nossos garis vai ser advogada. É uma vitória de todos nós”, destaca.

Para comemorar a data, o sindicato organizou dois cafés. Um pela manhã, para a turma do dia, e outro à noite, para os que fazem os percurso a partir das 18h.



  •