Em uma década, Feira se torna terceira no Nordeste em indicadores da saúde

21/9/2018, 17:52h

O desempenho na saúde é o grande destaque de Feira de Santana no ranking do Índice de Desafios da Gestão Municipal, o estudo da Macroplan envolvendo os 100 maiores municípios brasileiros entre os anos 2006 e 20116. A cidade foi a que mais avançou, no país, em indicadores como proporção de nascidos vivos e taxa de mortalidade infantil nesse período. Também cresceu no número de consultas pré-natal.

Segundo dados do IDGM, em 2006, primeiro ano da década em que o estudo foi realizado, o acesso de mães a sete ou mais consultas de pré-natal, em Feira de Santana, era de 35,8%. Naquela época, o município ocupava uma incômoda 90ª posição. De lá até 2016, avançou para o 9º lugar, chegando a em 2016 a proporção de 80,5%, sendo líder nesse quesito, em seu cluster. O destaque também veio para a redução da taxa de mortalidade infantil. A cada mil nascidos vivos o índice obtido em 20116 foi de 15,3. Em 2006 a taxa era 36,6. 

Com a classificação 37ª, dentre os 100 municípios avaliados, Feira ocupa a terceira melhor posição do Nordeste nesse segmento, ultrapassando 15 capitais do Brasil. No estudo, a cidade ainda é apontada com potencial para chegar em 3º do cluster (agrupamento dos municípios) em termos de complexidade de gestão e disponibilidade de recursos). A redução das taxas de mortalidade infantil e por doenças crônicas, e o crescente acesso da população a consultas de pré-natal, elevaram Feira de Santana em 63 posições.



  •  

Profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar participaram de Simpósio em Brasília

21/9/2018, 17:44h

Os profissionais do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) de Feira de Santana, participaram durante os dias 18 e 19 de setembro do I Simpósio Nacional para Gestores da Atenção Domiciliar no SUS, no Distrito Federal - Brasília.

O evento promovido pela Coordenação Geral de Atenção Domiciliar (CGAD) do Ministério da Saúde e Coordenação do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (HAOC), contou com discussões sobre temas relacionados aos desafios e perspectivas da Atenção Domiciliar no Brasil.

“Durante o simpósio tivemos contato com novos procedimentos que podem ser implantados no serviço, além de conhecer mais sobre logística, gestão do cuidado, monitoramento e avaliação dos indicadores”, afirma a enfermeira Mirella Ribeiro.

De acordo com a enfermeira, a troca de experiência proporciona um elo entre todos os serviços de atenção domiciliar do Brasil. “Evento gratificante, enriquecedor, construtivo e edificante. Vivenciamos o serviço de outros municípios, isso é importante”.



  •  

Melhor no Estado, Feira é 4ª do Nordeste em pesquisa sobre gestão municipal da Macroplan

21/9/2018, 17:40h

O Índice de Desafios da Gestão Municipal (IDGM),  estudo realizado pela Macroplan, uma das maiores empresas de consultoria do país, envolvendo os 100 maiores municípios brasileiros, indica Feira de Santana na liderança como a melhor classificação, na Bahia. No Nordeste, tem a quarta posição – está à frente de sete das nove capitais da região. O período da análise é de 2006 a 2016. Um “índice sintético” com 15 indicadores nas áreas de Educação, Saúde, Segurança e  Saneamento/Sustentabilidade balizam o ranking do IDGM, que varia de 0 a 1 - quanto mais próximo de 1, melhor o desempenho do município. 

De acordo com a Macroplan, são priorizados “indicadores finalísticos com dados atualizáveis de fontes oficiais de informação e disponíveis para todos os municípios brasileiros”. O objetivo é  fornecer uma visão comparativa e evolutiva da situação do município, sempre que possível, ao longo da última década. Os indicadores selecionados buscam captar serviços sob influência das prefeituras, mesmo que fornecidos por outros entes da federação e a iniciativa privada. 

Classificada na 66ª posição, dentre os 100 municípios avaliados, Feira de Santana supera, no ranking, as seguintes capitais nordestinas: Salvador (70ª), Recife (73ª), Teresina (79ª),  Aracaju (80ª), Natal (81ª), São Luiz (83ª) e Maceió (87ª). Na Bahia, tem um IDGM melhor que Salvador, Vitória da Conquista e Camaçari – os outros municípios considerados de grande porte, no Estado, e parte da pesquisa.

Divididos em grupos, chamados de “cluster”, os  100 maiores municípios do Brasil são assim distribuídos devido as suas peculiaridades, nas diversas regiões. Tais características, conforme a Macroplan, podem afetar a capacidade da gestão pública de “entregar resultados e melhorar indicadores”.  Agrupados de acordo com algumas de suas características, como disponibilidade de receita per capita, densidade populacional e desigualdade de renda, a análise por cluster permite à consultoria reduzir as diferenças e chegar a uma coleta de dados mais próxima da realidade.

Com essa organização dos municípios, agrupando-os de acordo com a similaridade de suas características, a Macroplan consegue avaliar a performance de cada um em sua complexidade de gestão e disponibilidade de recursos. Além de  comparar de forma mais adequada os resultados alcançados por cada município, assim é possível identificar o potencial de melhoria dos indicadores mais factível com a realidade de cada local. 

O cluster em que Feira de Santana se encontra  envolve os municípios de  Montes Claros (MG), Campina Grande (PB), Boa Vista (RR),  Petrolina (PE), Vitória da Conquista (BA),  Teresina (PI),  Campos dos Goytacazes (RJ), Mossoró (RN), Rio Branco (AC), Caruaru (PE), Santarém (PA), Jaboatão dos Guararapes (PE), Macapá (AP) e Ananindeua (PA). A maior cidade do interior da Bahia ocupa a 5ª posição neste grupo de 15 grandes cidades de diversas regiões do Brasil.



  •  

Exército abre as portas para estudantes plantarem mudas, em comemoração ao Dia da Árvore

21/9/2018, 17:24h

Uma solenidade no 35º Batalhão de Infantaria marcou as comemorações pelo Dia da Árvore, em Feira de Santana, nesta sexta-feira, 21. Alunos das escolas municipais Eurides Franco de Lacerda, localizada na Conceição I, e Celso Ribeiro Daltro, na Queimadinha, participaram do evento. 

A apresentação da banda militar interpretando “Canção do Expedicionário”, alusiva a Força Expedicionária Brasileira, que atuou na II Guerra Mundial, abriu a formação, que foi conduzida pelo tenente coronel Janilson Campos Teixeira, comandante do 35º BI. O evento foi realizado em parceria das secretarias municipais do Meio Ambiente e Recursos Naturais e de Educação.

Convivência harmoniosa com o meio ambiente

“A convivência harmoniosa com o meio ambiente é nossa preocupação constante. Esse é um tema de relevância não apenas para a geração atual, principalmente para as gerações futuras. Qualquer iniciativa que envolve a preservação do ambiente pode contar com a Sentinela do Sertão. Estaremos sempre juntos”, afirmou o comandante.

O secretário de Meio Ambiente, Arcênio Oliveira, ressaltou as atividades alusivas à data, desenvolvidas pelo órgão municipal, durante a semana, pontuando que o objetivo é fortalecer o trabalho que já é desenvolvido, através do Departamento de Educação Ambiental, em conscientizar a população em preservar o meio ambiente e não cometer agressões.

Sem árvores não existiria vida

“As árvores ajudam para que a biodiversidade do planeta exista. Sem elas não existiria vida. Além de produzir frutos, extrato para medicamentos e resina, despoluem o ar e absorvem o gás carbônico transformando-o em oxigênio. Também fornecem sombra e ajudam a manter os microorganismos no solo e facilitam a infiltração da água da chuva para o lençol freático”, afirmou o chefe do Departamento de Educação Ambiental, João Dias, acrescentando o toque de beleza nas paisagens naturais e até mesmo nas cidades.

Alunos plantaram muda de "Pata de Vaca", árvore medicinal

Após a solenidade de abertura, os estudantes foram convidados a realizar o plantio de algumas mudas na praça da Vila de Sargentos. Planta medicinal, a “Pata de Vaca” foi plantada pelos alunos Paloma Lopes, 4º ano, e Erick Silva, 3º, da Escola Celso Ribeiro Daltro. Acompanharam a professora Odete Escolástico do Nascimento e a sargento Laiane Almeida.

O diretor do Departamento de Educação Ambiental, Hiram Freire, também esteve presente nas comemorações pelo Dia da Árvore, onde salientou a importância da parceria com o 35º. As comemorações pelo Dia da Árvore tiveram início na quarta-feira, 19, também no 35º BI, quando alunos da Escola Municipal Regina Vital, situada na Mangabeira, assistiram um vídeo educativo e participaram do plantio de mudas. A atividade prosseguiu na quinta-feira, 20, no distrito Governado João Durval Carneiro (antigo Ipuaçu), com a participação de alunos da localidade.



  •  

Primeira Base Descentralizada do SAMU | Web TV

21/9/2018


Compartilhar no Facebook    
  •  

Karatê, futsal e futebol movimentam o esporte em Feira no final de semana

21/9/2018, 14:11h

O final de semana será recheado de eventos esportivos em Feira de Santana. Na sexta-feira, 21, no Complexo Esportivo Oyama Pinto, que fica na Avenida Transnordestina, a partir das 19h, acontece a rodada do aberto de Futsal. No sábado o evento começa às 14h.

No domingo, 23, o Oyama Pinto, será palco do Campeonato Interiorano de Karatê. No evento, que começa às 8h, participarão atletas de 20 cidades.

No Estádio Alberto Oliveira, conhecido como Joia da Princesa, no sábado, das 14h às 18h será realizado o Campeonato baiano de futebol, categorias infantil e juvenil. No domingo, das 14h às 18h, entrarão em campo os atletas que disputam as finais dos jogos do Bahia Cup Futebol de Base, categorias Sub 10 e Sub 14. O Joia da Princesa fica situado no Alto do Cruzeiro.

E a Copa de Bairros de Futebol, acontece no domingo, a partir das 8h, nos campos dos seguintes bairros: Novo Horizonte, Sítio Matias, Rua Nova, Baraúnas, Queimadinha, Estação Nova e George Américo.



  •  

Feira Pede Paz: Milhares de balões brancos sobrevoam o céu da cidade

21/9/2018, 12:15h

O céu do centro da cidade foi tomado por centenas de balões brancos, na manhã desta sexta-feira, 21, em mais uma ação promovida pela campanha “Feira Pede Paz”, desenvolvida pela Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev), e que envolve as demais pastas do Governo Municipal, preocupado com a escalada da criminalidade em Feira de Santana.

Os balões foram soltos por alunos da rede municipal de educação, a partir  da “Casa da Paz”, um stand armado no canteiro central da Avenida Getúlio Vargas, utilizado como ponto de apoio da campanha. Num palco armado no local, os corais de estudantes das escolas Oyama Figueiredo e Carlos Alberto do Carmo se apresentaram com repertórios de músicas  alusivas à cultura da paz.

A ação, iniciada com orações de um pároco da Igreja Católica l conclamando a união de todas as crenças e religiões em torno da paz, foi coordenada pelo secretário Pablo Roberto Gonçalves (Seprev), e contou com a presença do secretário Valdomiro Silva (Comunicação).



  •  

33ª Festa do Vaqueiro de Jaguara acontece neste final de semana

21/9/2018, 9:6h

O distrito de Jaguara comemora neste sábado, 22, e domingo, 23, a 33ª Festa do Vaqueiro, uma das mais tradicionais de toda região.

No primeiro dia, a partir das 20h, vão se apresentar as bandas Simplesmente Paixão; Luziel, Lua Cheia, Pericles e Leonardo.  

No domingo a festa começa mais cedo. Às 15h vai subir ao palco o cantor Márcio Alves, seguido de Lucas Queiroz; Pé de Cerka e Tio Barnabé. Já Martinha e Lú encerram a programação.

A Festa do Vaqueiro de Jaguara tem o apoio do Governo Municipal, através das secretarias municipais de Agricultura e Recursos Hídricos, e Cultura, Esporte e Lazer.



  •  

Ações educativas e palestras da Semana Nacional de Trânsito alcançam mais de 1.200 pessoas

20/9/2018, 17:17h


Mais de 1200 pessoas entre crianças e jovens devem passar por palestras e ações educativas durante os dias de atividades da Semana Nacional do Trânsito de Feira de Santana, no estande montado pela Superintendência Municipal de Trânsito-SMT, que segue até está sexta-feira, 21. 

"O nosso trabalho tem sido Levar o conhecimento e reflexões para os jovens fazerem as escolhas corretas. E para as crianças o conteúdo já trabalha na formação e educação de futuros condutores de forma ludica e bastante pedagógica", comenta a agente de trânsito e integrante do núcleo de educação para o trânsito da SMT, Mayana Barreto.

Sete agentes trabalham diretamente nas ações educativas. Além de toda a equipe de apoio a este trabalho, envolvendo os 117 agentes ativos na SMT. 

Para Maria Lúcia de Carvalho vice diretora da escola Municipal Dr. Nilton Bellas Vieira, para prevenir nada melhor do que ter consciência cidadã sobre o trânsito. "Assim eles se tornarão adultos responsáveis, serão multiplicadores das informações aqui ensinadas para suas famílias e comunidade", reflete.

Blitz Educativa

As blitzes educativas estão sendo realizadas dentro da Semana Nacional do Trânsito, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e a Guarda Municipal, proporcionando momentos de conscientização focando os motociclistas, considerada a maior frota do interior da Bahia e uma das maiores do Nordeste. De acordo com os dados do Serviço de Atendimento móvel (Samu) de Feira são atendidos todos os dias pelo menos 6 casos de acidentes envolvendo motocicletas.

Para o Agente de Trânsito Wellington Santana a imprudência dos motociclistas e a falta de habilidade são os principais fatores causadores de acidentes. "Também não utilizar vestimenta adequada. Isso evita gravidade no possível acidente. Este trabalho propõe educar os condutores não somente durante a Semana Nacional, mas rotineiramente para melhorar a sua conduta no trânsito e proporcionar segurança a todos", afirma.

Frota flutuante de mais de 30 mil veículos

Atualmente em Feira de Santana existe uma frota flutuante que supera 30 mil veículos. 104 mil somente de motocicletas. Por ser um grande polo comercial e de serviço, mais de 1.100 veículos transportes de outras cidades circulam por Feira de Santana diariamente, de acordo com a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito.

Com um fluxo de veículos cada dia maior, ao promover essas interações, a cidade gera melhor qualidade de vida e um trânsito mais seguro e organizado.



  •  

Dona Zazinha leva samba-de-roda ao Aberto do Cuca 2018

20/9/2018, 17:11h

Experientes alimentadoras da cultura regional, mulheres na terceira idade do Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha Cerqueira, equipamento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), deram verdadeira “aula” de dança e de muita animação no Aberto do Cuca (Centro Universitário de Cultura e Arte) 2018. Apresentaram, na manhã desta quinta-feira, 20, o samba-de-roda com o grupo de percussão formado por idosas e o músico Zé das Congas.

O Aberto do Cuca 2018 é realizado durante todo o dia desta quinta-feira e reúne artistas das áreas de música, dança, teatro, artes visuais, cultura popular e literatura para apresentação gratuita aberta ao público. Ao todo foram 106 apresentações/exposições.

A coordenadora do Dona Zazinha, Tilda Brasileiro, informa que este ano cerca de 120 idosas participaram da abertura do evento apresentando o samba-de-roda. “Elas deram show mostrando que estão com toda a disposição e muito o que ensinar a todos pelas suas experiências”, frisou.

Já a diretora do Cuca, Rosa Eugenia Villas Boas, destacou a importância do evento visando fomentar a cultura na região. “Aqui temos espaço para teatro, apresentação musical, exposições, dança, cultura popular e literatura e todos os anos a comunidade vem e faz do Cuca sua casa, seu palco”, observou.

Oficina de mosaico transforma em arte cacos de piso

Dentre as mais diversas expressões culturais vistas durante o Aberto do Cuca 2018, a oficina de confecção de mosaicos chamou a atenção pelo emprego de uma técnica de fácil assimilação e que transforma em luxo o que iria para o lixo. A arte é desenvolvida a partir do aproveitamento de pedaços de revestimentos cerâmicos formando painéis, placas e pequenas peças, com diversas finalidades.

A técnica é ensinada pelo instrutor e artista Geisiel Ramos, que ministra oficina no Cuca todas as semanas. E atrai jovens e idosos, que logo dominam a arte de produzir a arte personalizada, que pode ser utilizada como quadros, revestimentos de mesas e bancos, painéis em paredes, a exemplo de muros, e para revestir diversos outros produtos. O professor explica que tudo depende do desejo e da imaginação de quem está criando a peça.

Além do mosaico, também está sendo realizada oficina de confecção de peças em cerâmica. A técnica milenar é empregada para a confecção de vasos, ornamentos, pratos e diversos outros artefatos, inclusive utensílios de uso pessoal, adereços e diversos outros produtos.



  •