Mulheres de comunidade Quilombola aprendem a fazer pizza

21/10/2017


Compartilhar no Facebook    
  •  

Testada irrigação que está sendo implantada na avenida Getúlio Vargas e rua Olímpio Vital

22/10/2017, 10:10h

Os técnicos Naan, empresa responsável pela irrigação na avenida Getúlio Vargas e rua Olímpio Vital, consideraram positivos os testes realizados nesta sexta-feira, 20. A rede e aspersores modelo pop-up rotativo, que não ficarão à mostra, responderam bem às manobras realizadas.

O sistema será todo automatizado, o que permite o uso racional da água que será retirada de sete poços artesianos abertos ao longo da avenida e da rua, cujas laterais, com grama, e centro, lajotas por onde as pessoas caminharão, serão padronizados.

A automatização também permitirá a economia de energia elétrica pois os aspersores apenas serão ativados quando o gramado necessitar de água. Serão instalados 2.450 aspersores – a vazão varia de 300 a 700 litros por hora. Serão divididos em sete sistemas.

Os técnicos informaram que vários sensores de umidade de solo serão instalados no gramado para que detectem o momento exato no qual a grama precise ser irrigada e desligar automaticamente quando o nível de irrigação atingir o ideal. A expectativa é de que até o final de dezembro a instalação do sistema de irrigação seja concluída.

Todas as pedras portuguesas ao longo da Getúlio Vargas e da Olímpio Vital foram retiradas. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano serão reclassificadas e reaproveitadas em obras futuras.

  •  

Nomeados novos titulares do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa

22/10/2017, 9:51h

Os novos membros titulares e suplentes do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa de Feira de Santana foram nomeados pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. Eles não são remunerados e o serviço é considerado relevante para o município.

Oitos são representantes de entidades governamentais e sete de entidades da sociedade civil, que forma eleitos recentemente. O mandato será de dois anos, com possibilidade de recondução por igual período. O CMDPI é um órgão consultivo, permanente e vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social.

 

ENTIDADES GOVERNAMENTAIS

Secretaria de Desenvolvimento Social: Cacilda Miranda da Silva

Secretaria de Saúde: Isabela Machado Sampaio Costa Soares

Secretaria de Educação: Lúcia Oliveira da Silva

Secretaria de Prevenção à Violência: Arivaldo Rangel de Oliveira

Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer: Jose Francisco Sobrinho

Secretaria de Transportes e Trânsito: Matheus Moura Rocha dos Santos

Gabinete do Prefeito: Mário Costa Borges

Procuradoria Geral do Município: Wilson Freitas Suzart

 

ENTIDADES DA SOCIEDADE CIVIL

Centro de Convivência Isa e Almerinda: Rita de Cassia Dias Maia

Instituições de Longa Permanência para Idosos: Associação Feirense e Assistência Social – AFAS: Janaina Cordeiro de Lima e Carvalho Santos

Pessoa Idosa residente no Município de Feira de Santana, participante de movimento ou grupo de idosos constituídos: Ana Angélica Vergne de Moraes

Sindicato/Associação de Aposentados/Associação de Moradores/ Clubes de Serviços, Grupos    ou Movimentos de Idosos com políticas e ações regulares: Serviço Social do Comércio – SESC: Ana Paula Barbosa Gonzaga e a Associação de Moradores do Caseb/Centro Social N. S. de Fátima: Tânia Regina Assis Motta.

Instituição de Ensino Superior: Centro Universitário Leonardo da Vinci – Grupo UNIASELVI: Danielly Gomes Silva Santoro

Instituições Religiosas com políticas explícitas e regulares de atendimento e promoção da Pessoa Idosa Arquidiocese de Feira de Santana – Pastoral da Pessoa Idosa: Zélia Nunes Barreto

Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção de Feira de Santana: Marisete Cerqueira Vitória

 

  •  

Policlinica do Tomba não funciona na terça, véspera da reinauguração

21/10/2017, 9:19h

Visando proporcionar uma melhor estrutura aos usuários, a Policlínica Osvaldo Monteiro Pirajá, localizada no bairro Tomba, que estava funcionando de forma provisória na Rua do México, será reinaugurada nesta quarta-feira (25) a partir das 7h em seu endereço sede, na Rua Corijá. Para a realização da mudança, os atendimentos de urgência e emergência nesta terça-feira (24) serão realizados nas Policlínicas do Feira X e Rua Nova, que irão contar com equipe reforçada durante todo o dia.

A Sede da Policlínica do Tomba vem desde abril de 2016 passando por uma reforma geral com otimização dos espaços internos, retelhamento, pintura, revisão da rede elétrica e hidráulica, entre outros serviços.  A Unidade conta com três enfermarias, sala de reanimação, sala de exames de imagem, dois consultórios de urgência e emergência, dois consultórios ambulatoriais, gabinete odontológico, sala de medicação e um laboratório central.

Segundo a supervisora das policlínicas, Michelle Teixeira, a reforma também vai ampliar a capacidade de atendimento. “A população contará com um espaço mais dimensionado e com um melhor acolhimento”, ressalta.

  •  

Cineminha e nova pista de trânsito para a criançada movimentam o Rua Viva na Fraga Maia neste domingo, 22

21/10/2017, 9:10h

A alegria e união de amigos e famílias, através do esporte e lazer, em um espaço totalmente preparado, retorna neste domingo, 22, das 8h às 12h, com o projeto Rua Viva, mais uma vez na Avenida Fraga Maia.

Especialmente para esta edição, a Prefeitura Municipal de Feira de Santana e a Superintendência Municipal de Trânsito (SMT) promovem uma série de novidades para adultos e, principalmente, a criançada. O Núcleo de Educação para o Trânsito da superintendência promove sessões de cineminha e pipoca com um menu variado de vídeos educativos. Em cartaz, a importância e respeito aos sinais de trânsito, atenção às placas, semáforos e faixas de segurança para travessia de pedestres (faixas de pedestres), bem como a importância do uso do cinto de segurança e da cadeirinha (poltrona de elevação).

“O objetivo é fomentar, no público infantil do Rua Viva, a consciência sobre obedecer as leis de trânsito e, também, serem multiplicadores na sociedade, principalmente no alerta aos pais”, explica Maurício Carvalho, superintendente municipal de Trânsito.

Como o uso de bicicleta pela garotada começa cada vez mais cedo nesta fase da vida repleta de brincadeiras, muitas vezes em ruas e avenidas, a SMT construiu uma nova pista de 12 metros de comprimento, em formato de circuito, com quatro faixas, sinalização horizontal, além de canteiro central, minisemáforos e miniplacas de sinalização que visam a experiência da turminha do Rua Viva pelas vias de tráfego com total segurança.

O novo espaço na Avenida Fraga Maia, entre as ruas Barra dos Bandeirantes e Casemiro de Abreu, continua com 80 metros de extensão e totalmente monitorado por prepostos da SMT, pela Guarda Municipal e Polícia Militar. Os condutores de veículos e motocicletas terão como opção de retorno a rua Batistão, no bairro Cidade Nova.

A partir de 9h, professores de Educação Física de diversas academias da cidade garantem os exercícios de aquecimento e as aulas alongamento. Em seguida, muita agito com aulas de swing baiano e zumba. Às 11horas, aulas de ginástica funcional encerrarão as atividades do dia.

“Sem causar nenhum transtorno ao trânsito local, proporcionaremos aos frequentadores do Rua Viva a oportunidade de interagir entre família, praticar esportes, passear de bike, andar de skate e de patins aproveitando mais um espaço da cidade”, explica Carvalho.

Livre da rotina do trânsito, moradores da região ainda poderão fazer caminhadas e piqueniques, passear com seu animal e relaxar. O evento terá o apoio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com a oferta de aferição de pressão e testes de glicemia aos pais e comunidade em geral.

O Rua Viva passeia pela cidade e mobiliza o público com a campanha nas redes sociais (Facebook e Instagram) pela hashtag #ruavivafsa.

  •  

Botequeiros tem mais dois dias para participar do Roda de Boteco

20/10/2017, 18:12h

Os “botequeiros” feirenses tem mais dois dias para participar da Roda de Boteco, festival que acontece em todo o país há mais de uma década, que abre canal para que a clientela eleja os melhores tira-gostos da cidade.

Neste ano, foram 20 os participantes locais que colocaram à disposição dos clientes 19 petiscos de alta qualidade gastronômica, com preço único de R$ 19,90. O sabor da comida é um dos itens a serem avaliados.

Mas existem outros quesitos a serem julgados: melhor garçom, higiene e temperatura da bebida. É comer e votar. As cédulas de votação deverão ser preenchidas e depositadas em urnas específicas. O voto é secreto.   

O cliente deverá observar a originalidade do prato, a sua apresentação e o sabor. É o conjunto que vai definir a sua nota. O voto consciente e com critérios, dizem os organizadores, ajuda a melhorar o atendimento e a qualidade no que é servido.

O festival da botecagem foi criado em Vitória (ES), mas já acontece em Recife, Caruaru, Brasília e Colatina (ES), além de Feira de Santana que tem o apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico – Departamento de Turismo.

  •  

Feira sedia 43º Festival de Violeiros do Nordeste

20/10/2017


Compartilhar no Facebook    
  •  

Produção de pizza gera trabalho e renda em comunidade quilombola de Feira

20/10/2017, 17:8h

A produção de pizza é o novo viés de geração de trabalho e renda para a comunidade quilombola de Lagoa Grande, no distrito de Maria Quitéria. Para enfrentar o desemprego, 19 mulheres desta localidade literalmente “arregaçaram as mangas” e botaram a mão na massa para fabricar o alimento, que tem muita aceitação dos feirenses e se tornou uma febre no empreendedorismo.

As mulheres fazem parte de um grupo da comunidade quilombola assistida pelo Centro de Referência em Assistência Social São José (CRAS), órgão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso). Diversos outros equipamentos vinculados a esta  pasta também estão promovendo transformações de vidas, elevado a autoestima e indicando caminhos para a geração alternativa de renda.

O secretário Ildes Ferreira diz que a iniciativa é transformadora pois ao invés de criar dependência, o projeto proporciona independência financeira, já que o Governo Municipal ensina os moradores da comunidade a produzirem e buscarem suas rendas como autônomos, não só com a produção de pizza mas também de diversos outros produtos alimentícios de fácil produção e boa aceitação, além de artesanato.

A coordenadora do CRAS São José, Vânia Santos, revela que a produção de pizza faz parte do curso de doces e salgados, no qual as mulheres também aprendem a produzir biscoitos, pães, bolos, tortas e diversos outros produtos de custo baixo e alta rotatividade no mercado. Os cursos são ministrados uma vez por semana, sempre às quartas-feiras pela manhã. A cada aula, as participantes aprendem a fazer um produto diferente e de boa aceitação no mercado.

PERSONAGEM

“O produto foi escolhido para compor o leque de opções nas aulas de culinária devido ao baixo custo e a procura. A pizza vende fácil e gera bons lucros, além dos ingredientes custarem relativamente barato e de fácil produção”.

Rosane Laranjeira da Silva, instrutora do curso de pizza

 

Participantes estão entusiasmadas



Márcia de Jesus Campos, residente na sede do município, mas que se deslocou até o distrito para acompanhar uma nova turma visando se aperfeiçoar. “Já estou produzindo e os resultados são maravilhosos. Agora estou me dedicando a área de panificação e pretendo me aperfeiçoar com pizza pois dá bons lucros”.

Joana Alves dos Santos, 56 anos, moradora da comunidade quilombola: “Eu não imaginava que fosse tão fácil produzir pizza assim. Estou aposentada e agora pretendo voltar a ativa, ensinando os filhos a produzirem também para não ficarem parados”.

Daniela Almeida Bispo, 28 anos, desempregada: “também estou na expectativa de garantir a independência financeira com a produção de pizza. Já consegui aprender e pretendo logo me tornar profissional".

  •  

Museu Parque do Saber também promove alegria da criançada

20/10/2017, 17:2h

Pipoca, algodão doce, bambolê, doces, e muita fantasia. Tudo isso faz parte do universo infantil e marca os sabores e as sensações da infância. Na de quinta-feira, 19, a Fundação Egberto Costa promoveu, no salão de exposições do Museu Parque do Saber, um momento de cultura, lazer, educação e muita festa, em comemoração ao mês das crianças.

No evento, foi apresentado o espetáculo com fantoches A Floresta de Mariquita, no qual a personagem principal tem sua floresta devastada pelo terrível Cristóvão Carambola. A peça fala sobre a importância de cuidar do meio ambiente. “Montamos esse espetáculo, há 10 anos, para falar sobre educação ambiental. E a gente reconhece que isso tem que ser propagado assim, desde cedo, para as crianças”, disse o ator e escritor da peça, José Arcanjo.

Além da peça, Tio Jean e sua turma agitaram a garotada com brincadeiras, danças e teatro. Luciana Melo, professora da Escola Municipal Dr. Celso Ribeiro Daltro afirmou que “esse momento, que trabalha com ludicidade, é muito importante porque também proporciona este momento de animação para essas crianças que muitas vezes estão imersas numa realidade difícil”, contou.

Tainá Santos, tem oito anos e estuda na Escola Municipal Dr. Celso Ribeiro Daltro. Com muita disposição, até no final, a pequena estudante contou um pouco da experiência que viveu no evento. “Eu dancei muito, brinquei e pulei. Mas o que eu mais gostei foi o lanche! Eu adoro cachorro quente e algodão doce”, comemorou.

Toda a festa aconteceu no Museu Parque do Saber. Segundo o chefe de Difusão Científica da Fundação Egberto Costa e também diretor do Museu, Basílio Fernandez, a escolha do local foi muito coerente. “O Museu é também um lugar de diversão, de lazer. Um lugar em que a gente pode apresentar conhecimento e cultura tendo espaço para a música, teatro, canto. Então, é  isso que oportuniza as crianças terem  lazer de uma forma cultural”, comemorou.

  •  

Alunos de escola em Humildes participam de seleção para o IFBA neste domingo

20/10/2017, 16:59h

Buscar por diferentes oportunidades para o futuro acadêmico foi o que motivou os alunos da Escola Municipal Doutor João Duarte Guimarães, do distrito de Humildes, a procurarem, com a colaboração dos professores, aulas voltadas para o processo seletivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA. Os alunos do 9ª ano participam da prova que será realizada neste domingo, 22.

Com oficinas realizadas no contraturno das aulas regulares, o professor da unidade de ensino, Marcio Anunciação, e o estudante de matemática da Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS -, Adailton da Conceição Silva, abraçaram a ideia dos alunos e criaram o projeto “Passaporte para IFBA”.

A proposta tem como objetivo fortalecer e estimular o aprendizado dos alunos com uma metodologia alternativa, visando estabelecer uma conexão dos conteúdos já assimilados nos anos anteriores com os novos.

“O projeto surgiu a partir da demanda dos próprios alunos, que me solicitaram e eu comprei esse sonho com eles. Quisemos fomentar práticas educativas que fossem significativas, através de uma metodologia alternativa”, relata Márcio.

O projeto aborda, além de questões voltadas às áreas de redação, história, geografia, português e matemática, o procedimento da prova e também trabalha com os alunos sobre quais os planos e projeções possuem para o futuro. “Esperamos estimular outros professores e outros jovens a pensar que existem outros caminhos possíveis e que os alunos são capazes”, declara Márcio.

O aluno Kawan Teixeira dos Santos, de apenas 13 anos, ficou satisfeito com o andamento do projeto. “É muito bom para nós, pois tínhamos muitas dúvidas. As rodas de conversa e as dicas que foram dadas pelos professores me fez sentir mais confiante para o dia da prova”, acredita.

“Este incentivo da escola, fez com que os meus filhos se sentissem mais estimulados para estudar, muito mais interessados”, conta a mãe de dois alunos que fazem parte do projeto, Dioneia Santos. “Mesmo que paguemos a inscrição com dificuldade, vejo que não estou sozinha na educação dos meus filhos”, comemora.

  •  

Dados da rede municipal de ensino ajudam na renovação de meia passagem estudantil

20/10/2017, 16:54h

Com o objetivo de agilizar o processo de recadastramento dos alunos da Rede Municipal de Ensino, que utilizam o cartão que garante meia passagem nos transportes coletivos de Feira de Santana, a Secretaria de Educação e a Via Feira, associação constituída pelas empresas de transporte da cidade, uniram forças. O cruzamento de dados das duas organizações proporcionará agilidade e reduzirá o impacto ambiental com a diminuição do uso de papel nos tramites.

A reunião para firmar a parceria e o inicio de cooperação entre as frentes, aconteceu na tarde desta quinta-feira, 19, e contou com a presença da secretária de Educação, Jayana Ribeiro, do secretário de Transporte e Trânsito, Saulo Figueiredo, de representantes da empresa Via Feira e técnicos da Seduc. Com a iniciativa, ao se matricular ou confirmar a matrícula na Rede Municipal de Ensino, o aluno automaticamente atualiza seus dados cadastrais que serão também disponibilizados para a Via Feira, agilizando o acesso aos cartões de meia passagem e reduzindo o tempo de espera do processo.

 “Atualmente, o aluno acessa o site http://www.viafeira.com.br/recadastramento e consegue realizar o seu recadastramento. Porém, depois de completar as informações virtualmente, ele ainda precisaria comparecer presencialmente para a comprovação dos documentos. Agora, com o cruzamento de dados da Via Feira com a Seduc, o aluno não precisará levar papéis e nem comparecer, pois tudo será feito virtualmente”, explica Ricardo Lucena, diretor da Via Feira.

Durante os meses de novembro e dezembro acontecerão as trocas de informações e a expectativa é que os alunos sejam beneficiados no começo do ano letivo de 2018. “Estamos agora fazendo as partes técnicas que permitirão que a agilidade aconteça, então, como estamos no final de um ano letivo, os alunos só terão acesso às facilidades no início do ano letivo de 2018”, comenta a secretária de Educação, Jayana Ribeiro.

  •