Prefeitura esclarece que não há ilegalidade em gratificação de servidora 

29/6/2021, 14:11 |
São valores que já foram incorporados

A Prefeitura de Feira, por meio da Secretaria Municipal de Administração (Seadm), afirma que não há ilegalidade em gratificações da servidora Claudia Oliveira Vilas Boas - integrante do quadro efetivo do Município. 

O órgão municipal esclarece que neste ano ela recebeu o valor bruto [R$ 71.380,96] dos meses de janeiro a maio, sendo que em janeiro foi pago em gratificação R$ 21.059,84 devido licença prêmio convertida em abono pecuniário. 

Diferente à acusação, a servidora recebeu neste ano o total de R$ 71.380,96 e não R$ 136.930,21 como foi anunciado pelo site "O Protagonista". Em 2020, o rendimento anual da servidora foi de R$ 131.321,05. Sendo a média mensal, incluindo o décimo terceiro salário, o valor de R$ 10.943,42. 

Vale ressaltar que Claudia Vilas Boas possui gratificações inerentes ao cargo, que já foram incorporados, independentemente de está exercendo ou não o cargo em comissão. Atualmente está na função de diretora do Departamento Gestão de Pessoas da Seadm.


  •