Desativado há anos, antigo lixão pode virar fazenda fotovoltaica

10/6/2022, 10:10 | Foto: Izinaldo Barreto
Proposta é gerar energia limpa para os prédios públicos municipais

O antigo lixão, desativado há anos, poderá se transformar em uma fazenda fotovoltaica. A proposta é gerar energia limpa para manter o funcionamento dos prédios públicos municipais. A área está localizada ao lado do atual aterro sanitário, no bairro Nova Esperança, e possui aproximadamente 22 hectares.

O assunto foi tratado em reunião na tarde desta quinta-feira, 9, com a presença do secretário Nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, que abordou sobre a necessidade do fechamento oficial do lixão. Ele foi recebido no Paço Municipal Maria Quitéria pelo secretário municipal de Governo, Denilton Brito, que esteve representando o prefeito Colbert Filho.

“O chorume provoca danos ao solo que, a longo prazo, pode contaminar o lençol freático. Vamos fazer um acordo de cooperação técnica para encerrar o lixão da forma correta”, assegurou Pedro Maranhão.

Denilton Brito destacou que “é muito gratificante receber esta visita para fortalecer o município”.

Também estiveram presentes na reunião, os secretários municipais Carlos Brito (Planejamento), Sebastião Cunha (Desenvolvimento Econômico), João Vianey (superintendente de Operações e Manutenção), além do procurador do Município, Carlos Alberto Moura Pinho e o presidente da Sustentare, Adilson Martins.



  •