SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Secretaria de Saúde conclui que técnica de enfermagem não contraiu a Covid-19 pela segunda vez

5/8/2020, 22:38h |

A investigação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Vigilância Epidemiológica (Viep), conclui que a técnica de enfermagem, residente em Feira de Santana, não contraiu a Covid-19 por duas vezes.

O estudo de caso identificou que é possível encontrar partículas do vírus em vias respiratórias por até oito semanas após o diagnóstico, sem apresentar risco de infecção ou transmissão. 

O exame que a técnica de enfermagem realizou para ser liberada do isolamento domiciliar, atestando estar recuperada, foi por meio de teste rápido por análise sanguínea, e após 37 dias realizou outro exame por amostra nasal que apresentou resultado positivo, por ainda possuir partículas do vírus nas vias respiratórias.

Este não é o primeiro caso avaliado pela Vigilância Epidemiológica, sendo que já ocorreram casos com resultado positivo por meio de análise de amostra nasal em quatro, seis e até oito semanas após o diagnóstico.

RELEMBRE O CASO

Uma técnica de enfermagem procurou a imprensa em anonimato afirmando ter sido diagnosticada com a Covid-19 pela segunda vez. Ela descreveu o histórico de exames realizados, relatando ter feito no dia 25 de maio um teste rápido, exame sanguíneo, com resultado positivo para infecção atual. Porém, este exame não determina isoladamente o diagnóstico e, por este motivo, realizou no dia 28 de maio o exame PCR, que coleta amostra nasal para análise laboratorial, com resultado também positivo confirmando a doença.

Após o período em isolamento, realizou um novo teste rápido no dia 09 de junho, com resultado reagente para infecção passada, ou seja, não estava mais com a doença podendo retomar às suas atividades.

Porém, 37 dias após este exame, no dia 16 de julho, realizou um novo exame PCR com resultado positivo. Este exame foi interpretado por ela como uma nova infecção em menos de dois meses. Após ter conhecimento da situação, a Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana realizou um novo exame PCR no dia 22/07, que apresentou resultado negativo, 58 dias após o primeiro diagnóstico. 

A conclusão da investigação é de que ela não foi infectada pela segunda vez, apenas possuía partículas do vírus em vias respiratórias.



  •