Feira de Santana pretende imunizar contra a Covid 56 mil crianças de 5 a 11 anos

18/1/2022, 11:2 | Foto: Izinaldo Barreto
Vacinação será ampliada para as escolas e zona rural

O primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos nesta segunda-feira, 17, resultou em 529 vacinados em Feira de Santana. O objetivo do município, segundo o prefeito Colbert Filho, é imunizar 56 mil crianças. Os dados foram apresentados em coletiva de imprensa realizada nesta manhã, 18.

Para dar início à vacinação foram recebidas 3.200 doses pediátrica da Pfizer. No entanto, a preocupação do Governo Municipal é com a falta de crianças aos postos.

"Precisamos de mais mobilização dos pais. A vacina é segura, não há o que temer, são doses pediátricas, feitas para as crianças", destacou o secretário de Saúde, Marcelo Britto.

Para engajar a vacinação e alcançar mais crianças, o prefeito também anunciou que, em breve, ampliará a vacinação para escolas através da Secretaria Municipal de Educação, e para a zona rural. Além disso, também será alinhada a vacinação no Centro de Referência Municipal da Pessoa Autista e outras instituições que ofereçam atendimento ao público-alvo da campanha.

Nesta terça-feira, 18, a vacinação segue para crianças de 5 a 10 anos (com comorbidade) e 11 anos (sem comorbidade) na UNIFTC, das 8h às 17h e nas seis unidades de Saúde da Família (USFs) vinculadas ao programa Saúde na Hora, das 8h às 21h.

Segundo a chefe da Atenção Primária à Saúde, Helen Costa, estes locais de vacinação foram escolhidos de forma estratégica, uma vez que ficam próximas às unidades de urgência e emergência, facilitando a prestação de socorro se houvesse reações adversas.

"Felizmente não temos registros de reações adversas, mas os protocolos devem ser seguidos. São seis unidades vinculadas ao programa Saúde na Hora, que oferece horário de atendimento ampliado até 21h. Isso também facilita para os pais que, devido à jornada de trabalho, tem dificuldades para levar os pequenos à imunização", explica.

Ainda, para reduzir os riscos de equívoco entre doses, uma vez que a vacinação das crianças requer doses pediátricas, estas unidades estão vacinando somente o público infantil. Também foram determinadas duas salas de vacina: uma específica para vacinar contra a Covid em crianças e outra para a vacinação de rotina.

VACINAÇÃO ADULTOS

O prefeito Colbert Martins Filho destacou que ainda faltam 30 mil pessoas tomarem a primeira dose contra Covid. Outras 120 mil não tomaram a segunda dose e a baixa procura pela terceira dose da vacina - que até o momento tem apenas 13% de vacinados.

"É importante que todos tomem. A segunda dose é o mínimo. Estamos vivenciando momentos em que famílias estão infectadas e temos vacinas para todos", pontuou.


  •