ESTRUTURA ATENÇÃO BÁSICA

Voltar
 
 

CHEFE DA DIVISÃO DA ATENÇÃO BÁSICA:

  • HELEN  NARA DE ALMEIDA COSTA VITAL .

ASSESSORAS DA GESTÃO DA DIVISÃO DA ATENÇÃO BÁSICA:

  • Andrea Oliveira M. Rocha
  • Ediliana Maciel Ramos .
  • Ana Carla  Barbosa

CHEFE  DA DIVISÃO DE ENFERMAGEM
Grasiela Lima Santos Dórea
MONITORES  INSTITUCIONAIS DAS USF:

  • Ana Rita Passos Paim.
  • Leila Magaly de Almeida Castro.
  • Monalisa Oliveira.
  • Andrea Carvalho
  • Andreza Albernaz
  • Danilo Rodrigues
  • Nancy Marcia Silva
  • Regicelia  Silva
  • Suzane Oliveira
  • Thayse de Cerqueira Castro
  • Janubia de Salles

REFERÊNCIAS TÉCNICAS DA ATENÇÃO BÁSICA:

  • Juridico – João Pedro Vasconcelos
  • Programa Mais Médicos para o Brasil Andrea Oliveira M. Rocha
  •  Programa e-SUS AB:Ediliana Maciel Ramos  
  • Saúde da Criança e Adolescentes / Triagem Neonatal / PSE : Vanessa de Souza Cajuí.
  •  Imunização : Joelma Galvão
  • Saúde Mental / Raça Negra / PET-SAÚDE: Cristiane Oliveira Lopes Bastos.
  • Saúde Bucal: BEATRICE PIETÁ
  • Saúde da Mulher / Postos de Coleta de Leite Humano: Alessandra Magalhães Souza do Amor Divino.
  • Saúde do Homem / Saúde do Idoso / HIPERDIA: Isabela Machado S. C. Soares.
  • Avaliação, Monitoramento, Planejamento e Projetos: Kariane Barbosa Almeida Freire e Mara Luiza Anunciação Rios Souza, Flavia Campos.
  • Agentes Comunitários de Saúde: .Fernanda Mercedes  Gazineu
  • Programa Bolsa Família /  Vitamina A /NUTRISUS: Katia Celeste Simões .
  • Assistência Social/ SAD  / Oxigenoterapia / Pessoa com Deficiência: Bruna  dos Santos.
  • Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) / População LGBTQ+: Jamiley Dias Santana Moreira Gomes.

CONTATOS DA ATENÇÃO BÁSICA:
Telefones:
 (75) 3616-1065 / 3612-6633 / 6632 / 6634
E-mail: atencaobasica.sms@pmfs.ba.gov.br

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA: 

  • Portaria nº 2.436, de 21 de setembro de 2017.

Conforme o Art. 2º da PNAB, a Atenção Básica consiste no conjunto de ações de saúde individuais, familiares e coletivas que envolvem promoção, prevenção, proteção, diagnóstico, tratamento, reabilitação, redução de danos, cuidados paliativos e vigilância em saúde, desenvolvida por meio de práticas de cuidado integrado e gestão qualificada, realizada com equipe multiprofissional e dirigida à população em território definido, sobre as quais as equipes assumem responsabilidade sanitária.
A Atenção Básica é estabelecida como a principal porta de entrada e centro de comunicação da RAS, coordenadora do cuidado e ordenadora das ações e serviços disponibilizados na rede.
A Atenção Básica deve ser ofertada integralmente e gratuitamente a todas as pessoas, de acordo com suas necessidades e demandas do território, considerando os determinantes e condicionantes de saúde. É proibida qualquer exclusão baseada em idade, gênero, raça/cor, etnia, crença, nacionalidade, orientação sexual, identidade de gênero, estado de saúde, condição socioeconômica, escolaridade, limitação física, intelectual, funcional e outras.
Para o cumprimento do acesso das pessoas, previsto acima, são adotadas estratégias que permitem minimizar desigualdades/iniquidades, de modo a evitar exclusão social de grupos que possam vir a sofrer estigmatização ou discriminação, de maneira que impacte na autonomia e na situação de saúde.
ESTRUTURA DA ATENÇÃO BÁSICA EM FEIRA DE SANTANA:

  • 96 Unidades de Saúde da Família (USF);
  • 07 Unidades Básicas de Saúde (UBS TRADICIONAIS);
  • 133 Equipes de Saúde da Família (eSF) com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente administrativo, serviços gerais e agentes comunitários de saúde;
  • 05 Unidades de Saúde na Hora, com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente administrativo, serviços gerais com atendimento até  as 21 horas.
  • 25 médicos do Programa Mais Médicos;
  • 44 Equipes de Saúde Bucal (eSB) com odontólogo e auxiliar de consultório dentário;
  • 35 odontólogos que atuam nas UBS tradicionais;
  • 22 Equipes de Núcleo Ampliado de Saúde da Família (eNASF): configuram-se como equipes multiprofissionais (fisioterapeuta, professor de educação física, nutricionista, psicólogo, assistente social, farmacêutico) que atuam de forma integrada com as equipes de Saúde da Família (eSF), assistindo as populações específicas das áreas de abrangência das USF e do Programa Academia da Saúde;
  • Equipe de Melhor em Casa: constitui uma nova modalidade de atenção à saúde, substitutiva ou complementar às já existentes, oferecida no domicílio e caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação, com garantia da continuidade do cuidado a nível domiciliar e integrado às Redes de Atenção à Saúde. Os pacientes elegíveis para essa modalidade de atenção, são definidos pelos Protocolos do Ministério da Saúde.
    • 01 Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar (EMAP) 
    • 01 Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAD)
  • 01 Equipe Consultório na Rua (eCR): equipe de saúde multiprofissional intinerante, voltada a assistir as pessoas em situação de rua. Visa ampliar o acesso da população de rua aos serviços de saúde, ofertando, de maneira mais oportuna, atenção integral à saúde para esse grupo populacional, o qual se encontra em condições de vulnerabilidade e com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados. 
  • 01 Academia da Saúde: Desde 2011, o Ministério da Saúde vem promovendo a implantação e implementação de polos da Academia da Saúde nos municípios brasileiros. Os polos são espaços físicos dotados de equipamentos, estrutura e profissionais qualificados, com o objetivo de contribuir para a promoção da saúde e produção do cuidado e de modos de vida saudáveis da população. A nossa Academia da Saúde está localizada no Parque da Lagoa, na Avenida José Falcão da Silva, funcionando todos os dias da semana, com suporte de profissionais de educação física e outros profissionais de saúde.

AÇÕES PROGRAMÁTICAS E ESTRATÉGICAS:
Algumas ações estratégicas realizadas são: Academia da Saúde; Amamenta e Alimenta Brasil; Saúde Bucal; Consultório na Rua; Programa Saúde da Família; e-SUS Atenção Básica; Melhor em Casa; NASF; NutriSUS; PMAQ; Prevenção e Controle dos Agravos Nutricionais; Programa Bolsa Família, Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A, Promoção da Saúde e da Alimentação Adequada e Saudável; Requalifica UBS; Rede Cegonha; Programa  Saúde na Escola (PSE);  Saúde Prisional; Telessaúde; Vigilância Alimentar e Nutricional; Núcleo de Educação Permanente da Atenção Básica (NEP-AB).
Para aprofundar as informações consulte nossos Boletins, legislação e manuais no ícone ao lado.

LINHAS DE CUIDADO:

  • Acolhimento com Classificação de Risco na Atenção Básica;
  • Saúde da Mulher;
  • Saúde da Criança e do Adolescente;
  • Saúde do Homem;
  • Saúde do Idoso;
  • Saúde da População Negra;
  • Saúde Mental;
  • Saúde da Pessoa com deficiências;
  • Saúde da População LGBTQ+;
  • Entre outras.

CARDÁPIO DE ATENDIMENTOS DAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA:
Descrição: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/sms/atencaobasica/estrutura_aten_bas_clip_image004.jpg

MAPA DIGITALIZADO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE DE FEIRA DE SANTANA
Descrição: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/sms/atencaobasica/estrutura_aten_bas_clip_image006.jpg
Neste mapa buscamos evidenciar a cobertura e a abrangência da Atenção Básica no município de Feira de Santana.
As áreas na cor verde são assistidas pelo Programa Saúde da Família, ou seja, possuem equipes de Saúde da Família (eSF), compostas por médicos, enfermeiras, técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde, assistente administrativo e serviços gerais; e equipes do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (eNASF), que conta com fisioterapeuta, professor de educação física, nutricionista, psicólogo, assistente social, farmacêutico.
As áreas em vermelho, são assistidas por equipes de saúde da Atenção Básica, lotadas em Unidades Básicas tradicionais. A tendência é que o Programa Saúde da Família seja implantado em todas essas áreas, gradativamente, após análises de vulnerabilidades e viabilidade.
A seguir segue o gráfico que mostra a evolução histórica da implantação do Programa Saúde da Família no município de Feira de Santana, desde o ano 2000 até os dias atuais.