SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Escola Municipal Geraldo Dias promove Festival da Cultura Corporal

13/9/2017, 9:46h

Cuidar do corpo e levar a sério a prática de esportes como recurso que proporciona melhor funcionamento integral do organismo - corpo e mente. É este o conceito de cultura corporal a partir das aulas de Educação Física. A partir desta concepção, a Escola Municipal Geraldo Dias de Souza, localizada no distrito de Humildes, promove a partir desta quarta-feira, 13, duas atividades - o “Festival da Cultura Corporal” e o “II Desafio de Atletismo de Humildes”.

A programação segue até sábado, 16. A iniciativa surgiu em 2016 como forma de comemorar o Dia do Estudante, mas, graças à participação e envolvimento significativos de toda a comunidade escolar, os eventos ganharam força. O tema da edição de 2017 do Festival é “Lutar e construir: uma defesa do acesso à cultura corporal em nossa escola”.

O evento segue até sexta-feira, 15, com uma programação que envolve jogos de diversas modalidades como voley, baleado, lançamento de dardos, futsal, handebol, salto em distância, bocha e apresentações de dança, como frevo, maracatu, samba de roda, forró, xaxado, baião, reggae, danças afro e indígena.

Além das competições, o Festival da Cultura Corporal também exige dos estudantes o cumprimento de tarefas e demonstrações pedagógicas. No sábado, 16, os estudantes participam do II Desafio de Atletismo. A iniciativa prevê uma grande corrida pelas ruas do distrito, apresentações culturais, a divulgação dos resultados e premiação.

  •  

Festeiras do Bem levam alegria a crianças em escola municipal

8/9/2017, 10:20h

As Festeiras do Bem levaram muita alegria para as crianças que estudam no CMEI Eduarda França, localizado na Conceição II, que comemorou na quarta-feira, 6, o seu terceiro aniversário. Tiveram direito a super-heróis e outros personagens participaram dos festejos, mais bolo, balas, doces e DJ.

“Estas jovens fazem um trabalho muito especial, que é levar alegria para as nossas crianças, para que elas tenham um dia especial, para ficar guardado para sempre”, afirmou o prefeito José Ronaldo de Carvalho, que esteve na unidade de ensino.

Moara Calmon, uma das idealizadoras do projeto, diz que o grupo escolhe, preferencialmente, as escolas localizadas na periferia e que este foi o segundo evento que animaram. “Somos um grupo de amigas que trabalha no setor de eventos e que se reuniu para oferecer um dia de festa para estas crianças”.

Ainda de acordo com ela, cada uma participa no projeto de acordo com sua área de atuação. “Quem faz bolo traz bolo, que faz doce traz doce. E assim a gente realiza o sonho destas crianças”. As próximas escolas que serão visitadas ficam na comunidade de Três Riachos, Candeal, Alecrim Miúdo. “Nos realizamos a fazer a festa”.

A diretora Ana Karine Alves disse que ficou muito feliz com a festa e que atualmente a escola não tinha condições financeiras para bancar os custos. “Foi um dia muito especial para todos”. Na unidade estão matriculadas 134 crianças – destas, 14 são especiais.

Acompanharam o prefeito os secretários de Educação, Jayana Ribeiro e o de Serviços Públicos, Justiniano França, que é filho da patronesse do CMEI.

  •  

Fanfarra de Bonfim de Feira mantém viva tradição do 7 de Setembro

8/9/2017, 9:45h

Uma tradição que passa dos 20 anos, a comemoração pela Independência do Brasil movimentou o distrito de Bonfim de Feira nessa quinta-feira, 7, à tarde. Mais uma vez a Fanfarra Amor por Bomfim (FAMAB) comandou o desfile cívico.

Fundada em 1994, a fanfarra atua em eventos culturais e educacionais da região, e conta com 70 integrantes. A fanfarra faz parte do Projeto Escola na Avenida, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Esse ano o desfile foi de fardamento novo, entregue pela prefeitura.

Para a dona de casa Maria Rita Nascimento participar das comemorações pela Independência é emocionante. “Desde criança venho pra rua ver essa festa linda. Fico emocionada porque lembro quantas pessoas perderam a vida pra nosso país ser livre”, relembra.

A estudante Patrícia Souza Costa vai à comemoração por dois motivos. “É importante manter essa tradição de nosso distrito e também prestigiar a fanfarra que faz um trabalho lindo”, avalia.

  •  

Novo conselho de Alimentação Escolar é empossado

6/9/2017, 21:35h

Os novos membros do Conselho Municipal de Alimentação Escolar (CAE) foram empossados na última segunda-feira, 4, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. Após a cerimônia, que aconteceu no Paço Municipal Maria Quitéria, foi eleito presidente João Baptista Ferreira, que é representante da sociedade civil; e Débora Nascimento Silva, como vice-presidente. Débora é a representante dos pais de alunos.

O CAE é composto por 14 membros, dos quais sete são titulares e sete suplentes. O decreto de nº 10.382, de 1º de setembro de 2017, institui a nova formação do Conselho Municipal de Alimentação Escolar:

I - REPRESENTANTES DO PODER EXECUTIVO
TITULAR: Mário Costa Borges
SUPLENTE: Eliedson Ferreira da Silva
 
II - REPRESENTANTES DE PROFESSORES
TITULAR: Lucimeire dos Santos
SUPLENTE: Adriana Rodrigues  dos Santos Simas
TITULAR: Jussara Oliveira Pinho
SUPLENTE: Ana Carolina  Santos Carneiro
 
III - REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL
 
TITULAR: Antonio Sérgio Aras de Almeida
SUPLENTE: Arivaldo Vieira de Santana
TITULAR: João Baptista Ferreira
SUPLENTE: Roberto Santos Passos
 
IV - REPRESENTANTES DE PAIS DE ALUNOS
TITULAR: Débora Nascimento Silva
SUPLENTE: Maria Adanilza Dantas Pereira
TITULAR: Julieta de Souza Bispo 
SUPLENTE: Gilson dos Santos Dias Júnior

  •  

Única fanfarra da zona rural de Feira ganha uniforme novo

6/9/2017, 14:35h

Os 60 componentes da Famab (Fanfarra Municipal Amor por Bonfim de Feira), fundada em 2013, receberam novos uniformes. Foram entregues pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, na manhã desta quarta-feira, 6, na Escola Municipal Álvaro Boaventura.

O prefeito disse aos estudantes que se dedicassem nas apresentações e que cuidassem bem dos instrumentos, lembrando que Bonfim de Feira é o único distrito que tem fanfarra. “E que todos saibam que é apenas por meio da educação, dos estudos, que se vence na vida”.

Disse estar animado com a renovação que constatou na formação da fanfarra, que faz parte do Programa Música na Escola, que vem sendo desenvolvido pela Secretaria de Educação em várias unidades. “Os jovens são garantias de continuidade”.

Para a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, a fanfarra motiva o aprendizado. “A Prefeitura possibilitou o resgate no distrito”. Destacou o empenho do coordenador Gilson Reis.

De acordo com ela, outras fanfarras serão criadas nas escolas Geraldo Dias, no distrito de Humildes, e na José Tavares, localizada no distrito de Maria Quitéria. Neste dia 7 de Setembro, a Famab vai se apresentar no desfile cívico na avenida Presidente Dutra, pela manhã, e à tarde em Bonfim de Feira.

Estiveram presentes o secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, e os vereadores João Bililiu e Luiz da Feira, mais diretores da Secretaria de Educação.

  •  

Estudantes fazem primeira edição do jornal "Jovens em Ação"

31/8/2017, 9:27h

O orgulho e gratificação marcaram o lançamento do primeiro jornal da turma do projeto “Acelera” da Escola Municipal João Marinho Falcão, do bairro Olhos D´água, na manhã desta quarta-feira, 30. A iniciativa faz parte da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Instituto Ayrton Senna, que visa promover a correção do fluxo escolar dos alunos da Rede Municipal de Ensino. 

Pais, responsáveis, professores e alunos se reuniram para comemorar a entrega do jornal “Jovens em Ação”, que contou com a produção dos estudantes de diversos textos com intuito de estimular a leitura e a escrita. A primeira experiência trouxe resultados positivos que agradaram os presentes.

“Foi muito gratificante ver o poema com o nome da minha filha impresso no jornal”, comemorou a dona de casa Lívia dos Santos Silva, mãe de Rebeca dos Santos Lima Silva, do 5º ano. “Percebi que minha filha tinha o dom da escrita, que nem ela sabia que tinha. Tem sido uma experiência muito boa para o desenvolvimento dela como aluna”, relata.

Para Rebeca, foi uma oportunidade de colocar em prática o gosto pela escrita. “Tenho aprendido muitas coisas importantes e como tenho muita vontade de escrever, esta tem sido uma boa experiência para mim. Quero continuar escrevendo muito”, afirma a aluna. 

A Seduc também realiza em parceria com o Instituto Ayrton Senna o projeto “Se liga”, que visa melhorar os índices de aprendizagem nas escolas municipais.

A secretária de Educação, Jayana Ribeiro, prestigiou o lançamento e elogiou o trabalho feito pelos alunos. “Fico muito satisfeita quando vejo bons resultados nas nossas ações. Nosso objetivo é que com os projetos em parceria com Instituto Ayrton Senna, possamos corrigir o fluxo escolar e alfabetizar todos os alunos da rede. Ver que estamos indo bem neste caminho é bastante positivo”, garante. 

O lançamento também contou com a presença do jornalista Adilson Muritiba, que compartilhou com os estudantes a experiência como repórter na TV Subaé. “É importante que as crianças que tenham interesse pelo jornalismo possam conhecer os diversos segmentos da profissão. É uma área muito ampla e cheia de oportunidades”, acredita. 

A professora da turma, Alessandra Alves da Silva Sobral, pretende aprimorar o jornal na próxima edição. “Quis que os alunos tivessem contato com alguém da área de jornalismo para que possamos, a partir de agora, trabalhar o nosso jornal com outro olhar, instigar a pesquisa, as entrevistas, o estudo do que será dito nos textos”, relata.

  •  

Chapas indeferidas para gestor escolar podem corrigir irregularidades

29/8/2017, 22:37h

Das 144 chapas inscritas para as eleições de gestores escolares da Rede Municipal de Ensino, prevista para acontecer em 29 de setembro, 44 foram indeferidas pela Comissão Eleitoral Central, mas boa parte delas ainda pode rever as irregularidades.

Concluído o período de inscrição de chapas, no último dia 22 de agosto, a Comissão Eleitoral concluiu nesta terça-feira, 29, a análise dos critérios exigidos para composição das chapas pelos professores ou especialistas em Educação, conforme orienta a lei municipal de nº 3.392/2013.

Das 44 chapas indeferidas, pelo menos 26 devem ter facilidade na correção dos erros, uma vez que estes se referem a pequenos detalhes previstos na legislação, explica o professor Marcos da Silva Rosa, membro da Comissão Eleitoral Central.

De acordo com ele, a correção mais simples, com um número significativo de inscrições, é a retirada do vice-diretor da chapa nos casos em que a escola não comporta este cargo; pelo menos 17 chapas apresentaram membros para ocupar o cargo e, de acordo com o porte da escola, considerado pequeno, a gestão da escola está a cargo do diretor e coordenador pedagógico. Ou seja, não há indicação para vice-diretor.

Segundo o regimento da Rede Municipal de Ensino, as escolas devem ter pelo menos um vice-diretor quando o número de alunos é superior a 250. Quando atende a 501 estudantes matriculados, dois vice-diretores; e 1.001 alunos, 3 vice-diretores.

Outras irregularidades que devem ser facilmente verificadas são: documentos sem assinatura dos membros que compõem a chapa; documentos ilegíveis e a ausência de diploma de graduação, considerando que todos os professores têm nível superior.

Já duas das irregularidades provavelmente só poderão ser sanadas com a substituição de um dos membros da chapa: ausência de curso de pós-graduação na área de Gestão Escolar, exigência para os professores formados em licenciaturas; e a comprovação da experiência mínima de três anos no magistério - não necessariamente na área pública.

Para adequar-se às exigências legais, os professores e especialistas devem apresentar recurso à Comissão Eleitoral Central até o dia 1º de setembro.  "Corrigida a irregularidade, a chapa poderá ser homologada e os professores têm sua candidatura mantida", explica Marcos.

A lista de chapas deferidas e indeferidas pode ser consultada no site da Prefeitura, na aba Seduc, no endereço eletrônico: www.feiradesantana.ba.gov.br.

A Comissão Eleitoral é presidida pela secretária de Educação e formada por três servidores da Seduc; um representante da APLB/Sindicato; dois representantes do Conselho Municipal de Educação e um da Procuradoria Geral do Município.

  •  

Após superar recursos em licitação, Secretaria entrega fardamento escolar

29/8/2017, 14:18h

Estudantes da Rede Municipal de Ensino estão recebendo uma nova farda. A essa altura, mais de 50 por cento das unidades de ensino receberam os itens do uniforme. A distribuição será concluída até a primeira quinzena de setembro. Os chamados "alunos da casa" já contavam com o fardamento. O investimento do município com a aquisição dos diversos itens é de R$ 893.445,00. A aquisição dos itens, via licitação pública iniciada em dezembro de 2016, sofreu um atraso considerável por conta de diversos recursos impetrados pelas empresas participantes do próprio certame. 

Somente uma das empresas participantes da licitação apresentou nada menos que 40 questionamentos a respeito das características dos tecidos e modelos das peças. "Infelizmente a aquisição de materiais por órgãos públicos está sujeita às normas específicas da licitação pública, o que permite às empresas participantes fazerem questionamentos e impugnações que na maioria das vezes só atrasam o processo de compra", lamenta a secretária de Educação, Jayana Ribeiro.

Conforme a secretária, a maioria dos alunos já tinha farda. “Obviamente precisamos contar com o apoio das famílias no sentido de compreender um problema que às vezes foge à nossa capacidade de resolver num curto espaço de tempo", explica Jayana.

Para as crianças da Educação Infantil, o uniforme completo é composto por short saia (para meninas), short (para os meninos) e camisa de manga; no caso das crianças e adolescentes do Ensino Fundamental I e II, os shorts são substituídos por calça de tactel (para os meninos) e calça de elanca (para as meninas), além da camisa de manga.

  •  

Público se emociona com o 1º Festival Música na Escola

26/8/2017, 12:51h

Num espetáculo que reuniu muitas cores, vibração e alegria, a comunidade feirense cantou e dançou com os alunos da Rede Municipal de Ensino nesta sexta-feira, 25, na Praça Monsenhor Renato Galvão, a Praça da Matriz. O público foi contagiado pela emoção do 1º Festival Música na Escola, que contou com a participação de aproximadamente 1.200 alunos desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental II.

Os estudantes apresentaram diversas modalidades musicais para pais, responsáveis, professores e transeuntes.

Corais, fanfarra, diferentes instrumentos como violão, acordeom, teclado e violino e a Orquestra Sinfônica Infantojuvenil Princesa do Sertão levantaram o público. Os alunos subiram ao palco para apresentar o que aprenderam durante os dois anos do Programa Música na Escola, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação.

Para a dona de casa Márcia Menezes da Silva, a emoção foi dobrada. Com dois filhos estudando em diferentes escolas Rede Municipal, ambos foram beneficiados pelo Música na Escola. “Eles chegam em casa cantando e não veem a hora de voltar para a escola, estão cada vez mais interessados depois que começaram a participar das aulas de música”, relata Marcia.

A filha de Márcia, Diainy Luanny Menezes, é do grupo 4 do Centro Municipal de Educação Infantil Manoel Anchieta Nery de Souza, localizado no bairro Mangabeira, e o filho, Davidson Kauã Menezes, é 9º ano do Centro de Educação Municipal Joselito Falcão de Amorim, da Queimadinha, que toca violão.  “Nunca imaginei que teria dois filhos músicos. Poder prestigia-los é muito bom”, comemora Márcia.

Os alunos do CMEI Anchieta Nery mostraram ao público que nunca é cedo demais para começar a aprender música e animar a plateia. Já os estudantes que fazem parte da modalidade Cantando na Escola fizeram todos os presentes cantarem juntos canções regionais e populares.

Quem passou pela Praça Monsenhor Renato Galvão não resistiu em acompanhar o festival. “Estava passando e resolvi parar com o meu filho para que pudéssemos assistir as apresentações. Acho que é muito importante incentivar crianças a trabalharem com música, artes, esportes, para que eles ocupem a mente com coisas positivas e produtivas. Gostei muito da iniciativa”, conta a dona de casa, Juliana Oliveira.

Os alunos da modalidade Instrumenta mostraram talento no palco. Provaram que com dedicação, é possível aprender a tocar instrumentos, mesmo aqueles que nunca haviam tido contato com a música antes. “Não tinha vontade de aprender, mas quando comecei, não quis mais parar. Hoje sei tocar flauta e achei uma experiência muito boa, pretendo continuar estudando”, garante Kethelyn Lorraine Vitória, 5º ano da Escola Municipal Elizabeth Johnson, do bairro Baraúnas.

Os pais e responsáveis fizeram questão de fotografar e gravar os filhos bem de perto do palco. “Não imaginava que minha filha pudesse participar de algo tão bonito. Acho importante que os pais acompanhem as crianças e mostrem interesse no que eles fazem, eu não poderia perder”, afirma a mãe de Kethelyn, a dona de casa Isabel Cristina Vitória.

O festival também contou com a presença da fanfarra do Música em Ação - os alunos tocaram e dançaram músicas populares. 

Ao cair da tarde, 70 crianças e jovens voltaram a emocionar o público durante a apresentação da Orquestra Sinfônica Infantojuvenil Princesa do Sertão.

Prestigiaram o evento o prefeito José Ronaldo de Carvalho; a secretária de Educação, Jayana Ribeiro; o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Felloni Borges; da ex-secretária de Educação, Ana Rita de Almeida Neves, e vereadores.

  •  

Escolas municipais fazem apresentações culturais na Feira do Livro

25/8/2017, 9:59h

Na próxima segunda-feira, 28, a Secretaria Municipal de Educação irá divulgar a relação das escolas inscritas para apresentações culturais na 10ª Feira do Livro, cujo lançamento aconteceu na manhã desta quinta-feira, 24. O lançamento, que aconteceu no auditório do Sesc, reuniu autoridades e personalidades da cultura feirense.

A Feira do Livro - Festival Literário e Cultural de Feira de Santana acontece tradicionalmente acontece na Praça João Barbosa de Carvalho, a Praça do Fórum. Este ano, será entre os dias 26 de setembro e 1º de outubro próximos.

Durante o evento, o público assistiu às apresentações do tenor Cláudio Cerqueira Mendes e dos estudantes de música da UEFS, que levaram ao palco uma Camerata de Sopro. O secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Edson Felloni Borges, representou o prefeito José Ronaldo de Carvalho, enquanto a diretora de Ensino, Jozelia Araujo, esteve pela Secretaria de Educação.

Na Rede Municipal, as inscrições para participação dos alunos - com transporte e distribuição de vales-livros no valor de R$ 28,00 - foram feitas até o último dia 18. Dezenas de escolas também levam apresentações artístico-culturais ao evento.

O Festival Literário é promovido pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) com o apoio de várias instituições, dentre as quais, a Prefeitura, através das secretarias de Educação e Cultura, Esporte e Lazer, além de outras entidades como o Serviço Social do Comércio (SESC) e a Arquidiocese de Feira de Santana.

Como incentivo à leitura, a Seduc investe R$ 100 mil na compra de vales-livros que são distribuídos, além dos alunos, também para os professores da Rede Municipal, no valor de R$ 50,00.

  •