SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Enfermeira apela às mulheres que digam a verdade, ao procurar atendimento na rede de saúde

8/3/2018, 10:18h

Um apelo à sinceridade, está sendo feito pelos profissionais no atendimento a mulheres, em unidades  de saúde da Prefeitura de Feira de Santana. A enfermeira Maria da Conceição Oliveira, da Secretaria  Municipal de Saúde, chama a atenção das mulheres que buscam atendimento na rede pública para a importância de prestar a informação correta, sobre a sua necessidade. Relatos imprecisos podem prejudicar a alguém que realmente precise de um atendimento de urgência, e que deve ter prioridade.

A advertência quanto a importância do atendimento prioritário foi feita durante uma Sala de Espera, evento realizado esta semana na Unidade de Saúde do Novo Horizonte. Maria da Conceição atuou  nesta ação junto com a médica Liliannis Rodriguez. Elas colocaram em prática as orientações recebidas na capacitação realizada para profissionais de saúde, em referência ao Mês da Mulher, realizada na segunda-feira.

"É importante que vocês não mintam para nós sobre a real situação de saúde. Uma vez tenhamos uma informação de quadro grave, sem que isto esteja efetivamente acontecendo, o fato estará prejudicando a quem realmente necessita dessa assistência imediata, colocando-a em uma segunda instância”, recomenda a enfermeira.

Médica pede diálogo dos pais com filhos adolescentes

Enquanto os usuários aguardavam atendimento, a médica Liliannis Rodriguez (foto) falou sobre a importância do uso de métodos contraceptivos, principalmente na adolescência. Para ela o diálogo entre pais e filhos é essencial. “A gravidez na adolescência é um algo muito sério. Tenham um diálogo com suas filhas e filhos; é importante alertar sobre o uso do preservativo, que além de prevenir doenças pode evitar a gravidez”, alerta Liliannis.

  •  

Feira de Santana tem serviço de coleta de pneu, o amigo do aedes aegipty, basta telefonar

7/3/2018, 22:23h

Conscientizar a população, que em sua maioria, desconhece a maneira correta de armazenar e descartar pneus (além de reaproveitar e reciclar esse material). Este foi um dos focos, talvez o principal, da I Feira de Ação e Saúde, realizada nesta quarta-feira, 7, no estacionamento da Prefeitura, centro da cidade. 

O evento foi iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde, através do Departamento de Vigilância Epidemiológica, em parceria com o Ecoponto (Local de entrega de produtos recicláveis). O pneu é um dos principais agentes de proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor de várias doenças.

“As pessoas costumam jogar pneus usados em terrenos baldios, borracharias, entre outros locais, de forma aleatória. Nós estamos aqui hoje para informar a população que é importante entrar em contato conosco (0800-286-6656) e solicitar o recolhimento”, diz o coordenador do Setor de Endemias, Edilson Matos. Segundo ele, diariamente, três carros da equipe de endemias percorrem ruas da cidade fazendo o recolhimento de pneus usados e abandonados. 

Em 2017, coletados 120 mil pneus; Exército usa material em estruturas de treinamento

Só no ano de 2017, foram coletados 120 mil pneus em Feira de Santana. O material é encaminhado inicialmente para o Ecoponto. Depois é disponibilizado para órgãos parceiros, a exemplo do Exército, que utiliza os pneus para construir pistas e estruturas de treinamento. "Nós temos essa parceria muito  importante. Construímos estruturas de pneus, nas quais simulamos pequenos ambientes confinados, para que a nossa tropa possa treinar e aumentar seu nível de adestramento", informa o sargento do 35º Batalhão de Infantaria, Samuel Lima (foto). Ele observa que a corporação dispõe de uma estrutura de 600 metros quadrados e 1,80 metro de altura, onde preenche os pneus com barrote e areia para evitar que água seja acumulada. 

Pneus são transformados em mesa, poltronas e outros objetos

Durante o evento, foram expostos em estandes algumas maneiras de reaproveitamento, os pneus ganham formas de mesa, poltrona e enfeites para jardim. Tudo feito artesanalmente. 

PERSONAGEM

Monica Santos (foto), 24 anos, estava passando pelo Centro da cidade e resolveu conferir o que acontecia no local. Além de conhecer os estandes e o trabalho realizado pelos agentes de endemias, ela aproveitou o momento para mudar o visual, através de serviços de beleza oferecidos no local. “Pude ter o conhecimento de como evitar essas doenças e ainda cuidar do cabelo e da unha. É bom que já economizo. Uma opção bem agradável”.

  •  

Anti-hipertensivo lidera entre remédios distribuídos pela Assistência Farmacêutica em Feira

7/3/2018, 8:48h

Os anti-hipertensivos são os medicamentos da Rede de Atenção Básica mais solicitados pela população carente de Feira de Santana, junto a Assistência Farmacêutica da Prefeitura, serviço vinculado a Secretaria Municipal de Saúde. A conclusão tem como parâmetro as estatísticas do órgão referentes ao ano 2017. Aparecem na frente da relação com uma média mensal de 817 mil unidades de comprimidos distribuídos. 

O relatório indica que os medicamentos para tratamento da diabetes, com 485 mil unidades de comprimidos entregues à população, aparece no segundo lugar do “ranking”. Foram distribuídos o total de 2.800 frascos de insulina e 800 outros de insulina regular para consumo mensal. Já para a saúde mental foram 410 mil unidades de comprimidos de vários remédios.

Assegurando uma assistência completa aos usuários, a Secretaria Municipal de Saúde, através da Assistência Farmacêutica, realizou apenas no mês de janeiro um investimento de mais de 941 mil reais na distribuição de medicamentos na Rede de Atenção Básica.

Ao todo são distribuídos pela Prefeitura Municipal 162 tipos de medicamentos que incluem: antibióticos, antitérmicos, analgésicos, antialérgicos, anti-hipertensivos, remédios de diabetes, fitoterápicos, entre outros.

Relação tem medicamentos não obrigatórios, diz secretária

“Dentro dessa relação constam medicamentos cujo fornecimento pelo Município não é obrigatório. Mas para atender demandas existentes na nossa população, a Secretaria os adquire, com recursos próprios, fornecendo assim um melhor controle e tratamento de agravos”, informa a secretária de saúde, Denise Lima Mascarenhas (foto).

Cidadão que busca o remédio deve ter receituário médico e cartão do SUS

Para adquirir algum medicamento, o cidadão após passar por atendimento numa unidade de saúde, precisa ter em mãos o receituário médico, o cartão SUS e documento de identidade com foto, informa Juraci Leite, coordenador da Assistência Farmacêutica do Município. Ele observa que, em determinado período, pode acontecer de um certo medicamento acabar. Quando isso ocorre remessas extras são enviadas, para evitar o desabastecimento. Os estoques das unidades de saúde, diz ele, são sempre reabastecidos conforme cronograma de distribuição. A medida visa manter um controle da dispensação e evitar desperdícios.

  •  

Profissionais de saúde que vão atuar na Micareta são imunizados contra hepatites

6/3/2018, 17:40h

Com foco na prevenção contra o vírus da hepatite B, o Programa Municipal de Hepatites Virais em parceria com a Rede de Frio realizou nesta terça-feira, 6, a imunização dos profissionais de saúde que irão trabalhar durante a Micareta de Feira de Santana. A ação aconteceu no auditório da Central Municipal de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde.

A coordenadora do programa municipal de hepatites, Telma Nandiara Barbosa, explica o objetivo da medida preventiva. “Como os profissionais de saúde, principalmente do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), realizam o transporte do paciente durante a micareta, nós vemos um risco de contaminação muito grande. Então imunizar os profissionais de saúde que estarão em serviço é a melhor forma que encontramos para um maior controle dessas doenças”, ressalta.

A prevenção é importante para quem tem contato com muitas pessoas

Anderson Pedra (foto), supervisor de sistemas do SAMU, recebeu vacina antitetânica e reforço contra a febre amarela. Para ele a prevenção é muito importante. “Meu cartão de vacinação está sempre em dia. É muito importante essa ação para quem vai prestar assistência ao público da micareta, pois acabamos tendo contato com varias pessoas em situações de contaminação diferentes”, afirma.

Outros serviços também foram oferecidos aos profissionais

Durante a ação foram realizados testes rápidos e vacinação contra hepatite B. Também houve esclarecimento de dúvidas sobre contaminação das hepatites. A hepatite B pode ser transmitida através da relação sexual desprotegida ou através da transmissão vertical – da mãe para o filho. “É importante ressaltar que a hepatite B não é transmitida somente pelo sexo, mas também por via sanguínea através de uma pessoa infectada”, explica Telma Nandiara Barbosa (foto). Já a hepatite C é transmitida quase exclusivamente em contato com o sangue contaminado de outra pessoa. A contaminação pelo tipo A está relacionada aos hábitos alimentares.

  •  

Agentes de endemias fazem feira de saúde nesta quarta

6/3/2018, 17:37h

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica (VIEP), irá realizar nesta quarta-feira, 7 a Iª Feira de de Ação e Saúde de Endemias. O evento irá iniciar às 9h, no Estacionamento da Prefeitura, localizado na Avenida Getúlio Vargas.

No local, a população irá poder conhecer um pouco mais do trabalho realizado pelos agentes, assim como a importância do controle de alguns vetores na comunidade, como leishmaniose e chagas. Também será feita a exposição da coleta de pneus e a produção de pneus artesanais. 

A ação vai contar com o apoio da Equipe de Educação em Saúde da Viep, e da disponibilização de animais para adoção pelo  Centro de Controle em Zoonozes (CCZ).

  •  

Médico defende uso do DIU como método anticoncepcional mais eficiente

5/3/2018, 17:24h

Quanto menos a mulher depender de lembrar de tomar um comprimido ou de utilizar algum método anticoncepcional, mais vamos evitar as chances de uma gravidez indesejada. A constatação é do ginecologista Ari Toledo, defendendo o uso do DIU como o método “que tem mais eficácia” no planejamento familiar.

Toledo foi palestrante em uma capacitação sobre Planejamento Familiar para profissionais da Secretaria Municipal de Saúde- nesta segunda-feira, 5, como parte da programação alusiva ao Mês da Mulher realizada pela pasta.  

Durante o evento, os profissionais foram atualizados acerca dos métodos anticoncepcionais, como pílulas, laqueadura tubária, vasectomia e inserção do DIU. “É importante para os profissionais de saúde desmitificar a expulsão voluntária do DIU. É o que tem mais eficácia e também dificulta a penetração de bactérias”, assinala o médico.

A capacitação terá continuidade na próxima segunda-feira, 12, com a enfermeira Ariane Cedraz, trazendo como tema “Mortalidade Materna”. A médica Rita Rocha discorrerá sobre  “Psiquismo no Pré-Natal”. A programação segue até o dia 19 de março, no auditório Dr. João Batista Cerqueira.

Gravidez não planejada traz “impactos sociais negativos” para o município

Segundo o médico ginecologista Ari Toledo (foto), uma gravidez não planejada, principalmente em adolescentes, traz impactos sociais negativos para o município. “Cerca de 30% das adolescentes que engravidam pela primeira vez, vão engravidar novamente no ano seguinte, são dados do IBGE, e isso traz problemas socioeconômicos para a cidade, porque causa uma diminuição na renda familiar e a vinda do outro filho dificulta a mulher se reestabelecer financeiramente”, explica.

  •  

Samu 192 não está sendo acionado pela operadora Tim

5/3/2018, 11:19h


A Secretaria Municipal de Saúde, através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Feira de Santana, informa que, mais uma vez, não está sendo possível fazer ligações para o número de emergência 192 com aparelhos de telefone celular da operadora TIM. O problema está no sistema da operadora de telefonia.

A coordenadora do SAMU, Maiza Macedo, informa que já abriu um protocolo na operadora. "Eles nos deram um prazo para resolução do problema entre 24h a cinco dias", relata.

Diante da situação, a orientação é que a população acione o serviço de um telefone fixo ou de outras operadoras de celulares. “Mais uma vez, pedimos a população para acionar o serviço de outras operadoras e assim não comprometer a assistência”, ressalta Maiza Macedo.

  •  

Teste rápido para detectar leishmaniose deve passar a ser feito também em policlínicas

1/3/2018, 13:31h

Para dar mais rapidez ao início do tratamento da leishmaniose, a Secretaria Municipal de Saúde irá descentralizar o trabalho de diagnóstico da doença, por meio das policlínicas. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 1º, durante capacitação sobre Controle e Manejo Clínico da doença no auditório Dr. João Batista Cerqueira (foto).

Segundo a referência técnica em leishmaniose no município, Thaís Peixoto, a expectativa é trabalhar a possibilidade de descentralização do teste rápido humano, cujo resultado é obtido em cerca de 20 minutos. “Vamos nos empenhar para conseguir um estoque mínimo e assim garantir a habilidade no diagnóstico da doença, através do conhecimento do profissional de saúde”, relata.

A Vigilância Epidemiológica tem dado toda atenção e cobertura para as pessoas em tratamento da doença, desde a notificação, investigação, análise e tratamento. O paciente só recebe o critério de cura com o mínimo de um ano após realização do tratamento ambulatorial.

“Se a pessoa tem mais de sete dias de febre, já é um motivo para começar a investigar tanto a leishmaniose, como também arboviroses”, ressalta Thaís Peixoto. O período de incubação da doença varia de 10 dias a 2 anos.

Durante o treinamento, os profissionais também foram orientados sobre a importância no preenchimento da ficha de notificação, considerada instrumento importante para identificar a ocorrência de caso humano, possibilitando o controle da doença nessas áreas.

Notificações aumentaram nos últimos 10 anos

Nos últimos 10 anos, de acordo com a referência em leishmaniose na Secretaria Municipal de Saúde, Thaís Peixoto (foto) houve um avanço de casos no município, partindo de quatro casos confirmados em 2007 para sete em 2017. Já nos primeiros dois meses foram diagnosticados cinco casos de leishmaniose. Para a referência técnica, esse aumento possui relação com a mudança do cenário da doença da zona rural para a área urbana. “Precisamos ter um maior cuidado com nossas residências, evitando o acúmulo de lixos, entulhos, folhas secas e restos de materiais de construção, que são os locais onde o mosquito se aloja durante o dia”, explica.

  •  

Agentes de saúde são os primeiros a perceber casos de violência doméstica, diz major da PM

28/2/2018, 18:2h

“Até a mulher ir a delegacia fazer uma denúncia, ela já foi violentada cerca de sete vezes anteriormente”. A afirmação é da major da Polícia Militar, Denice Santiago. Ela foi a palestrante do evento de abertura da programação do Mês da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, na manhã desta quarta-feira, 28. 

Com o tema “Violência contra a Mulher”, a idealizadora da Ronda Maria da Penha na Bahia retificou, em sua palestra, a importância do trabalho conjunto que tem sido feito entre a Polícia Militar e os agentes comunitários de saúde.

“Na maioria das vezes a mulher não vai a DEAM, mas comparece ao posto de saúde, daí a importância de estarmos interagindo com outros elementos da rede. Os profissionais de saúde, principalmente os agentes comunitários são os primeiros a perceber o abuso infantil e a violência doméstica, por estarem mais próximos a essas pessoas”, ressalta.

Segundo a major, os atos de violência não se sobrepõem. Geralmente começam com um grito, um xingamento, até chegar a um ponto, por exemplo, do feminicidio. “Só no ano de 2017 foram notificados 40 casos de feminicidio no estado. A gente precisa diminuir esse número”, relata.

Número de medidas preventivas aumentou desde implantação da Ronda Maria da Penha

Em Feira de Santana, o trabalho é comandado pela tenente Edlene Anjos, na base comunitária do George Américo. Segundo a tenente, desde quando foi implantada a Ronda Maria da Penha na cidade o número de medidas preventivas aumentou. “Isso nos faz perceber que estamos conseguindo chegar até essas mulheres que são agredidas fisicamente e psicologicamente”, afirma.

Homens também devem participar das atividades alusivas ao Mês da Mulher

A secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas, evidenciou as ações que serão realizadas nas unidades de saúde do município. “Durante todo o mês estarão sendo feitas atividades paralelas e ações voltadas para a mulher. É importante neste momento que os homens também participem, pois todo homem tem uma mulher em sua vida, seja mãe, filha ou namorada, e pode contribuir para o crescimento deste trabalho”, ressalta a secretária.

Jogo do Espelho

Após as palestras, foi realizado um jogo pela Policia Militar denominado "Jogo do Espelho", cujo nome leva a mulher se enxergar diante de inúmeras situações de violência que acabam sendo tratadas como atitudes normais por algumas pessoas. 

  •  

Secretaria de Saúde inicia a programação do Dia Internacional da Mulher

28/2/2018, 17:20h

Com as palestras da major Denice Santiago e da tenente Edlene Silva dos Anjos, idealizadora e comandante da Ronda Maria da Penha, na Bahia, a Secretaria Municipal de Saúde abriu, na manhã desta quarta-feira,  as comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, no Auditório Dr. João Batista de Cerqueira.

Presidida pela secretária de Saúde do Município, Denise Lima Mascarenhas, a abertura do evento foi marcada por um coffe break servido a convidados e servidores da Secretaria.

Programação

A programação do Dia Internacional da Mulher se estende até o dia 19 de março. No próximo dia 5, às 8H, o médico Ari Toledo proferirá uma palestra sobre Planejamento Familiar. Às 10H, haverá um “Treinamento Prático” de inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU).

A enfermeira Ariane Cedraz, no dia 12 de março, às 8H, falará sobre Mortalidade Materna, enquanto a médica Rita Rocha discorrerá sobre o tema “Psiquismo no Pré-Natal: o que precisamos saber?. Às 10H30, a enfermeira Janile apresentará o Protocolo de Assistência ao Pré-Natal de Alto Risco da Maternidade do Hospital Estadual da Criança.

Todas as palestras terão lugar no Auditório Dr. João Batista de Cerqueira. O encerramento, no dia 19, será marcado pela apresentação do Fluxograma de Atendimento da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON), às 8H; seguida de uma palestra sobre Câncer de Colo do Útero, proferida pelo médico Samuel Afonseca.

Histórico do Dia da Mulher

As celebrações do Dia Internacional da Mulher ocorreram a partir de 1909,  em diferentes dias de fevereiro e março, a depender do país.  A primeira celebração se deu em 28 de fevereiro de 1909 nos Estados Unidos, seguida de manifestações e marchas em outros países europeus nos anos seguintes.

As manifestações uniam o movimento socialista, e lutava por igualdade de direitos econômicos, sociais e trabalhistas, ao movimento sufragista que lutava por igualdade de direitos políticos.

Na década de 1970, o ano de 1975 foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e o dia 8 de março foi adotado como o Dia Internacional da Mulher pelas Nações Unidas, tendo como objetivo lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, independente de divisões nacionais, étnicas, linguísticas, culturais, econômicas ou políticas.

  •