SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Programação especial marca o Dia Mundial do Diabetes em Feira de Santana

13/11/2018, 15:45h

O Dia Mundial de Diabetes é comemorado nesta quarta-feira, 14, e o Centro de Atendimento ao Hipertenso e Diabético (CADH) realizará uma programação especial, das 8h às 13h, no Ginásio de Esportes Joselito Amorim.

O evento Feira de Olho no Diabetes é aberto e gratuito. A população contará com atendimento médico, nutricional, psicológico, teste de glicemia, vacinação, atividade física, massoterapia, entre outras atividades.

Para a coordenadora do Cadh, Andreia Santos, a ação, que acontece anualmente, é uma oportunidade de reforçar sobre a importância da prevenção e tratamento da doença. “Hoje nós possuímos mais de 4 mil pessoas em tratamento no Centro, mas o número de pessoas que possuem a doença é muito maior. Então este é o momento para aproveitarmos a data e fazermos o alerta”, ressalta.

Além do evento para comunidade, os profissionais de saúde irão participar de uma capacitação com os temas ‘Diabete Mellitus’, ‘O Diabetes e o meus rins’ e ‘A família e o Diabetes’, nesta terça-feira, 13, às 19h, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde. 

  •  

"SUS precisa continuar avançando em conceitos e práticas", diz secretária de Saúde

8/11/2018, 14:48h

“O SUS não é simplesmente um serviço, é todo um conjunto de promoção, proteção, recuperação da saúde, que precisa continuar avançando em conceitos e práticas”. A afirmação foi da secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas, durante evento sobre os 30 anos do SUS, nesta quarta-feira, 07, na Faculdade Estácio.

De acordo com Denise Mascarenhas, o SUS segue a mesma doutrina e os mesmos princípios organizativos em todo o território nacional. Ela ressalta que ambas as esferas tanto federal, estadual e municipal, tem suas responsabilidades autônomas.

A secretária aproveitou o momento para abordar como esse direito é assegurado na organização através dos mais variados serviços da Secretaria Municipal de Saúde.

Cobertura de urgência em Feira é de 100%

Em Feira de Santana, avanços positivos são celebrados no crescente acesso da população a atendimentos na Atenção Básica; nas campanhas de vacinação, as quais o município esteve ultrapassando as últimas metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde; e na rede de urgência onde a cobertura já se estende a 100%.

Após a palestra, uma mesa redonda, que contou com representantes municipais da Vigilância Epidemiológica e do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), discutiu os avanços nos últimos 30 anos e os desafios diante de algumas diversidades enfrentadas.

  •  

Novembro Azul: Ação de saúde reúne 150 pessoas na Santa Mônica II

7/11/2018, 10:48h

Em alerta ao combate dos cânceres de mama e próstata, a Unidade de Saúde da Família da Santa Monica II realizou uma ação de impacto na manhã desta terça-feira, 6, em um campo de futebol do bairro. Cerca de 150 pessoas compareceram ao local. A comunidade teve acesso a variados serviços, entre esses a solicitação de exames e orientação quanto a prevenção das doenças.

De acordo com a enfermeira, Jéssica Fontes, os homens podem adquirir qualquer um dos cânceres, tanto o de mama, como o de próstata. “Da forma como a mulher faz o autoexame, o homem também precisa se tocar. Se nós não nos tocarmos, não temos como identificar se tem alguma coisa anormal”, informa.

Jéssica (foto) ainda ressalta que diferente do câncer de mama, onde o nódulo pode ser identificado a partir do toque com as mãos, o câncer de próstata requer inicialmente exames laboratoriais. “De início a gente solicita os exames de laboratório e PSA. Se ocorrer alguma alteração no resultado, esse paciente será encaminhado para acompanhamento do urologista e realização do toque. Caso o resultado laboratorial seja negativo, o homem deve continuar a realizar os exames anualmente”, ressalta.

"Bobagem do homen que não faz", diz Raimundo sobre exame de próstata

Raimundo de Souza (foto - camisa preta), 56 anos, esteve presente e já saiu com as solicitações em mãos. “Todos os anos faço os exames certinho. Tem que fazer, bobagem do homem que não faz, está se prejudicando”, relata.

Além do alerta para prevenção, outros serviços também foram oferecidos, como orientação nutricional, aferição de pressão e glicemia, testes rápidos, cortes de cabelo, design de barba, aula de dança e recreação para as crianças.

  •  

Tratamento à pessoa com úlcera venosa realizado no município foi apresentado no Rio de Janeiro

6/11/2018, 11:34h

O cuidado multiprofissional à pessoa com úlcera venosa recidivante, feito através do Centro de Referência Municipal à Pessoa com Doença Falciforme de Feira de Santana, foi apresentado na última sexta-feira, 2, no VII Congresso Brasileiro de Promoção e Tratamento de Feridas, realizado no Centro de Convenções SulAmérica na capital do Rio de Janeiro (RJ). A apresentação teve como objetivo mostrar a eficiência no cuidado a lesão venosa de um paciente de 68 anos, cuja cicatrização ocorreu em apenas 60 dias.

De acordo com a coordenadora e representante do serviço no congresso, Luciana Brito, o paciente R.F.A (abreviação do nome) de 68 anos possuía a ferida há 40 anos na perna esquerda. “Ele foi diagnosticado com insuficiência venosa. Sempre quando perguntávamos sobre a escala da dor, em um número de zero a 10, ele sempre correspondia ao número 10”, informa.

Acolhido pela equipe, R.F.A. seguiu acompanhado com enfermeiro, nutricionista, fisioterapeuta e médico clínico do serviço especializado. Orientações médicas, seguidas pelo paciente, fizeram toda a diferença no tratamento, como a hidratação da pele, uso de meia compressiva, elevação de membros inferiores quando edemaciados, ingestão de água e redução do tabagismo e alcoolismo.

Rápida evolução a partir da assistência multiprofissional

“A rápida evolução no quadro do paciente tem relação com a assistência multiprofissional que foi oferecida, além do uso das coberturas adequadas as alterações e as fases da cicatrização, assim como a amenização da causa da lesão, o que favoreceu a cicatrização”, ressalta.

Além do tratamento multidisciplinar, o Centro de Referência conta com uma sala de curativos cuja estrutura é diferenciada, serviços de musicoterapia e cromoterapia ajudam a relaxar o paciente mediante a dor, o que torna mais tranquilo o tratamento das feridas.

“Esse tratamento diferenciado é importante, pois essas lesões são dolorosas e altamente exsudativas, podendo acontecer de forma recorrente, como foi o caso do paciente”, informa.

O Centro de Referência a Pessoa com Doença Falciforme funciona de segunda a sexta-feira, na Unidade Básica de Saúde do CSU (Centro Social Urbano), no bairro Cidade Nova. Os atendimentos contam com profissionais médico especialista, enfermeiro, hematologista, neuropediatra, fisioterapeuta, nutricionista e serviço social.

  •  

Programação especial marca Dia Mundial de Diabetes em Feira de Santana

6/11/2018, 9:4h

Em Feira de Santana, mais de 4 mil pessoas fazem atualmente tratamento para diabetes no Centro de Atendimento ao Hipertenso e Diabético (CADH). Com o objetivo de conscientizar e alertar sobre a importância de prevenir a doença, a Secretaria Municipal de Saúde realiza no próximo dia 14 mais uma edição do evento “Feira de Olho no Diabetes”.

A programação começará às 8h, no Ginásio de Esportes Joselito Amorim. Entre os serviços estão: atendimento médico, nutricional, psicológico, teste de glicemia, vacinação, atividade física, massoterapia, entre outras atividades.

“Estamos contando com algumas clínicas e instituições parceiras na realização dessa ação. Nosso objetivo é incentivar a necessidade do cuidado, da prevenção e educação do diabetes”, informa Andreia Santos, coordenadora do CADH.

Prática de atividade física e dieta

De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (FID), 425 milhões de pessoas convivem com o diabetes em todo o mundo. A maioria desses casos é de diabetes tipo 2, que poderiam ser evitados com a prática de atividade física e uma dieta saudável. “Por isso temos feito o acompanhamento nas Unidades Básicas de Saúde com o apoio do NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família), onde a comunidade tem a disposição acompanhamento nutricional, psicológico e atividades físicas”, informa a enfermeira referência em diabetes, Isabela Machado.

Para um maior impacto da conscientização, as UBSs estarão trabalhando com atividades lúdicas, rodas de conversas educativas, caminhadas nos bairros, entre outras atividades que alertem para o controle do agravo. “Nosso objetivo é alertar sobre o impacto que o diabetes tem sobre a família e formar uma rede de apoio das pessoas afetadas”, ressalta a enfermeira.

  •  

Unidades de Saúde municipais oferecem exames de rotina e PSA para homens

5/11/2018, 15:56h

As Unidades Básicas de Saúde intensificam o acompanhamento à saúde do homem e as ações voltadas para prevenção do câncer de próstata, dentro da campanha Novembro Azul. O público com idade acima de 50 anos tem à disposição solicitação de exames de rotina e PSA (Antígeno Prostático Específico), com livre demanda a serem realizados em 15 laboratórios do Sistema Único de Saúde (SUS).

“As pessoas que possuem algum histórico familiar de câncer podem realizar o exame mais cedo, a partir dos 45 anos. Para tanto, a orientação é procurar a UBS mais próxima à residência”, informa a enfermeira referência em saúde do homem, Isabela Machado.

Câncer de próstata e pênis

Após os exames, os casos diagnosticados da doença serão encaminhados para acompanhamento com urologista na Rede Municipal de Saúde. Isabela alerta que só este ano, entre os meses de janeiro a agosto, foram registrados 127 casos de câncer de próstata e dois de câncer de pênis.

De acordo com a profissional, os homens tendem a procurar menos o serviço de atendimento de saúde e isso dificulta a prevenção de doenças graves, como o câncer. “É importante entender que quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances para cura”, ressalta.

Ação especial para os garis

As UBSs estão empenhadas em todo o município com ações estratégicas em bares, indústrias, postos de gasolina, entre outros locais, em busca de alcançar o público. Parcerias também estão sendo feitas com outras secretarias e instituições, com atividades educativas e preventivas. Entre as atividades programadas, uma ação especial para os garis acontece no próximo dia 14. “Iremos fornecer a realização de exames, atendimento com urologista, orientação nutricional, entre outros serviços voltados ao público”, informa.

  •  

Mais propensas ao AVC do que os homens, mulheres são alvo de ação de prevenção

5/11/2018, 10:4h

Em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Acidente Vascular Cerebral (AVC), comemorado em 29 de outubro, a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma manhã com atividades físicas, alongamento e zumba no Parque da Cidade Frei José Monteiro. A ação teve como objetivo alertar as mulheres sobre fatores que facilitam o desenvolvimento da doença.

De acordo com Isabella Machado, enfermeira da Atenção Básica, as mulheres são mais acometidas com o AVC do que os homens. “O motivo é o uso de anticoncepcional, reposição hormonal após a menopausa, pré-eclâmpsia e diabetes gestacional, entre outros fatores de risco como sedentarismo, hipertensão e diabetes. Por isso incentivamos a prática de atividade física que é a forma mais eficaz de prevenção”, informa.

Maria de Lurdes se exercita diariamente

Por ser hipertensa, a aposentada Maria de Lurdes Bispo (foto), 65 anos, faz parte do grupo de risco da doença. Ela diz se preocupar com a saúde e por isso se exercita diariamente. “Gosto muito de dançar, me faz feliz. Esse momento me proporciona alegria”, afirma.

Durante as atividades, as mulheres foram convocadas a incentivar amigas e vizinhas para participar de grupos com atividades similares a essa que acontecem nas Unidades, com o apoio do NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família). “Hoje vou propor um desafio: tragam alguém da comunidade para o grupo, assim podemos diminuir o risco dessa pessoa desenvolver hipertensão, diabetes e AVC, com atividades que proporcionam bem-estar”, ressaltou Isabella.

O evento contou com usuárias das Unidades de Saúde dos bairros Panorama, Liberdade, Fraternidade, Feira VII e Sítio Matias.

  •  

Idosa de 75 anos, que vivia na rua, é encaminhada para abrigo

26/10/2018, 8:55h

Otilia Maria de Melo, 75 anos, vivia há cinco anos nas ruas de Feira de Santana. Após várias tentativas, a equipe do Programa Consultório na Rua, da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu autorização do Ministério Público para encaminhar a idosa a um abrigo. A ação aconteceu nesta quinta-feira, 25, e contou com o apoio do Centro Pop e da Guarda Municipal. 

Por possuir confusão mental, a idosa foi conduzida para atendimento psiquiátrico no Hospital Especializado Lopes Rodrigues e posteriormente será encaminhada para a Associação Cristã Nacional, onde passará a ser o seu lar. 

Desde 2015, Otilia tem sido acompanhada recebendo atendimentos de saúde. “A paciente apresenta um quadro de confusão mental, por isso a condução foi de forma involuntária, já que a mesma não possui total capacidade”, informa a enfermeira Darlene Santos.

Profissionais não conseguem localizar família

Ela conta ainda que durante todo esse tempo os profissionais se empenharam em buscar os familiares de Otília, mas em todas as tentativas não tiveram êxito. “Realizamos a busca no quadro de desaparecidos em um telejornal e em todos os serviços da rede de atenção à pessoa em situação de rua”, relata.

Sobre o Programa Consultório na Rua

O programa Consultório na Rua atua com médico, enfermeiros, técnico de enfermagem, assistente social e psicólogo. Através do serviço e em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, pessoas que vivem em condições de vulnerabilidade tem acesso a atendimento e encaminhamentos no âmbito de saúde e assistência social no município.

  •  

Prefeitura suspende repasse à Policlínica Regional enquanto o Estado não compatibilizar o investimento com o atendimento prestado

24/10/2018, 15:23h

Com o objetivo de compatibilizar os recursos pagos pelo Município aos serviços prestados pela Policlínica Regional, o prefeito Colbert Martins Filho suspendeu o repasse de R$ 215 mil ao consórcio composto por 28 municípios.

O Governo do Estado arca com 40% dos custos de manutenção da Policlínica Regional e os 60% restantes são rateados entre os municípios consorciados, proporcionalmente à demanda populacional. A medida adotada pelo prefeito Colbert Filho visa equacionar os serviços previamente pactuados entre a Prefeitura e o equipamento, ou seja, 2.700 atendimentos/mês.

“Como a Policlínica não opera com toda a sua capacidade, ela só está entregando cerca de 800 atendimentos por mês, Feira de Santana está pagando, portanto, mais que o dobro em relação à quantidade de atendimento a que tem direito”, ponderou o prefeito, durante coletiva realizada na tarde desta terça-feira, 23, na Sala de Imprensa Jornalista Arnold Silva, no Centro de Atendimento ao Feirense (CEAF).

Visando obter um entendimento plausível quanto a essa discrepante diferença contábil, o prefeito Colbert Martins espera que a direção da Policlínica Regional  “estabeleça um valor compatível com os serviços que estão sendo entregues, salvaguardando o interesse do Município, e em respeito ao dinheiro do contribuinte”, disse.

  •  

Ato de se tocar é muito importante para diagnóstico precoce do câncer de mama, diz sexóloga

23/10/2018, 18:14h

“As mulheres foram ensinadas ao longo da história a não se tocar e isso repercutiu diretamente na saúde. Uma mulher que não tem o hábito de se tocar pode estar desenvolvendo o câncer de mama e nem sabe”. A afirmação é da sexóloga e fisioterapeuta pélvica, Bianca Herbe, durante palestra realizada nesta terça-feira, 23, com o tema "Outubro Rosa, sexualidade e empreendedorismo" na Unidade de Saúde da Família Campo Limpo I, V e VI.

Para a sexóloga o ato de se tocar é muito importante para o diagnóstico precoce do câncer de mama. “Até que essa mulher se dê conta de que algo está errado a doença já avançou. A mulher que se olha ou que se toca tem menos chances de ser acometidas por alguma doença”, afirma Bianca Herbe.

Câncer de mama pode acometer homens

Ainda que em menor proporção, o câncer de mama pode acometer também os homens e por conta disso a enfermeira Danielle Almeida (foto) alerta sobre a importância do autoexame. “É um número bem menor, mas se nós não nos preocuparmos hoje, lá na frente os homens vão estar no mesmo patamar do câncer de mama nas mulheres. Por isso, estimulem seus pais ou maridos a realizar o autoexame”, orienta.

Importância da prevenção

Paciente da unidade, Sileide Conceição (foto) conta que foi em uma palestra como essa no ano passado que se atentou sobre a importância da prevenção. “Percebi que eu nunca tinha me tocado na vida, mas a partir da palestra, no ano passado passei a realizar o autoexame e me tocar”, relata.

“Existe uma estatística que diz que de 2018 a 2019 serão acometidas mais de 200 mil mulheres. Precisamos ter a responsabilidade de ser multiplicadoras dessa luta mobilizando  mulheres e homens ao nosso redor”, ressalta Danielle Almeida.

  •