SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Construção do Instituto do Autismo chega a metade do cronograma

12/8/2019, 9:48h

Toda a estrutura de alvenaria do Instituto do Autismo, que está sendo construído pelo governo do prefeito Colbert Martins Filho, no bairro Muchila, já foi concluída.

Projetado para atender as necessidades dos portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA), o equipamento vai ofertar serviços multidisciplinar com o suporte das secretarias de Saúde, Desenvolvimento Social e de Educação.

Enquanto isso, as obras seguem a todo vapor. Os serviços estão concentrados nas primeiras camadas do reboco e no nivelamento do terreno. A medida que a laje for sendo concluída, cujo serviço terá início na próxima semana, o contrapiso será assentando.

O proprietário da empresa responsável pela obra, a JL Porto Construções, Jair Lima, afirma que tem trabalhado para finalizar a obra o quanto antes. Ele prevê que dentro de mais dois meses, a estrutura do equipamento vai estar pronta para receber as instalações elétrica e hidráulica.

O Instituto do Autismo vai funcionar ao lado do Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha Cerqueira, equipamento vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social, recentemente construído pela Prefeitura de Feira de Santana.

  •  

Feira de Saúde incentiva população atualizar rotina de saúde no Aviário

10/8/2019, 12:23h

Com serviços voltados à manutenção e bem estar dos moradores locais, A Feira de Saúde, em prol do Dia Nacional da Saúde, comemorado no último dia 05 deste mês, atraiu várias pessoas à Estação Cidadania - Cultura do bairro Aviário, na última quinta-feira, 08.  

A atualização de rotina de saúde da comunidade foi um dos principais objetivos. Mas também foram ofertados serviços variados, como: vacinação antitetânica, sarampo, tríplice viral, influenza, febre amarela - entre outras que são dadas nos postos de saúde, também teve atendimento médico, testes rápidos, verificação com bioimpedância e medidas antropométricas, educação sexual, e, além destes serviços, os moradores do bairro e circunvizinhos, também receberam massagens, tratamentos de beleza como manicure e pedicure, fizeram sobrancelhas, e receberam orientações jurídicas. 
  

A Feira de Saúde foi pensada há cinco meses pela coordenadora de Educação Física da Estação, Daiane Araújo, e a auxiliar administrativo, Ana Alice Vitório. O intuito da Feira, além de comemorar o Dia Nacional da Saúde, foi unir profissionais da área para orientar alunos das atividades desenvolvidas na ECC/ Aviário e proporcionar a oportunidade dos atendimentos. 

Para Maria José Evangelista, 60, dona de casa, que estava atenta a todos os serviços da Feira, foi a oportunidade de fazer o primeiro "cheku-up" de saúde do ano. “Moro aqui pertinho, e gosto quando tem essas atividades, porque normalmente a gente não procura cuidados, tem aquelas que também não tem condições de pagar, e ter profissionais assim, que podem ajudar de forma gratuita nessas áreas, é muito bom” afirma. 

No estande de orientações jurídicas, o advogado Matheus Bezerra conversava com os solicitantes sobre situações relacionadas a benefícios que eles não faziam idéia que tinham direito, e consagrou a Feira como imprescindível para aquele bairro. “Estamos aqui para levar a população à ideia do escritório itinerante. A gente pode trabalhar dessa forma, para que as pessoas saibam dos seus direitos, e a partir disso elas consigam, de uma forma mais fácil, mais ágil, ter acesso à esse conhecimento jurídico, e assim ter facilidade em procurar orientações jurídicas em geral. É importante demais este momento para elas”, explica Matheus. 

A assistente social do NASF, Alyxi Veloso, auxiliou nas orientações. “Algumas pessoas que estão com alguém em casa acamado, e que não tem benefício, que vai receber benefício, como dar entrada para receber o benefício, de acordo às leis. Então a gente acaba dando esse suporte, para que as pessoas possam ver como se faz para adquirir seu direito, se tem direito ou não, porque vai depender se tem aposentadoria em casa, se tem renda em casa. Daí acaba que eu, tanto quanto as assistentes sociais damos suporte em todas as áreas que estão sendo disponibilizadas na Feira”, conta Alyxi. 

O Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) também estava em estande explicativo para a comunidade, dando orientações ao trabalhador acerca de problemas causados em ambientes de trabalho. “O Aviário como sabemos que o nível social é baixo, então aqui temos muitos trabalhadores informais. O que a gente vem trazendo para eles é que o CEREST acolhe o trabalhador em geral, independente se ele é carteira assinada ou não, se ele é formal ou informal, autônomo ou não”, afirma Daiane de Melo Lopes, enfermeira do CEREST.

A enfermeira da Unidade de Saúde da Família Aviário III, Fernanda Carvalho, reafirmou a importância do evento para a comunidade. “Quando acontecem esses eventos, cresce o número de buscas de serviços nos PSF’s, nos pontos de atendimento, pois eles têm a noção dos serviços que oferecemos, porque a partir do momento que fazemos essa exposição, eles têm essa noção e já aderem mais ao serviço. É uma troca entre comunidade e entidades”, considera.

O Corpo de Bombeiros também teve participação importante no evento, através de palestras com técnicas de primeiros socorros para eventualidades que possam acontecer dentro das casas. Teve dinâmica com tipos de salvamentos e a explicação do quanto isso é importante para o dia-a-dia.

O coordenador da Estação Aviário, Ruy Contreras, falou sobre a importância de eventos como estes em uma comunidade  carente de informações e que, por vezes, não tem condições nem mesmo de se deslocar e pagar consultas para avaliar a saúde. “Essas pessoas que enchem o espaço nos revelam as suas necessidades de terem essa atenção”, afirma. 

Iniciativa da Prefeitura Municipal, através da Fundação Cultural Egberto Costa, o evento foi organizado pela Estação Aviário, em parceria com CRAS/Aviário; USF/Aviário I II III IV; NASF XIII;CEREST; Ronda Escolar; e Corpo de Bombeiros.

  •  

Hoje é Dia "D" de vacina contra sarampo em Feira

10/8/2019, 11:51h

O Governo do prefeito Colbert Martins Filho mobilizou todos equipamentos da rede basica de saúde, neste sábado, 10, para imunizar a população feirense contra o sarampo. A vacinação está sendo oferecida gratuitamente na Secretaria Municipal de Saúde, na avenida João Durval Carneiro, e em todos os postos de saúde, fazendo parte do calendário rotineiro de imunizações.

A doença está ressurgindo no Brasil, com foco em algumas capitais, e a prevenção, com a imunização através de vacina, conforme explica o prefeito Colbert Martins Filho,  que é médico por formação, é a única forma de evitar o contágio. 

"Fiz isto (vacinado) quando era criança E Estou fazendo novamente. O sarampo está ressurgindo porque o Brasil está recebendo muita gente de fora. E o sarampo agora está com o vírus mais forte. Tem muita gente que precisa se vacinar, então não deixem de comparecer às unidades de saúde durante toda a aemana", frisou o prefeito, que também  foi se imunizar, juntamente com a esposa, a médica Ademildes Martins, na Secretaria de Saúde.

No Dia "D", o prefeito percorreu unidades de saúde ao lado da secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, e do vereador Cadmiel Pereira.

A supervisora da Vigilância, Neuza Santos, destaca o público alvo da campanha. "Todas as pessoas com idade entre 1 a 49 anos devem ser vacinadas. E crianças a partir dos seis meses, desde que os pais vão viajar para localidades onde tem surto, como Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Pará, também devem ser vacinadas", afirmou.

  •  

Dia de intensificação da vacinação contra o sarampo acontece neste sábado

10/8/2019, 10:11h

A Prefeitura de Feira de Santana promove o dia de intensificação da vacinação contra o sarampo neste sábado, 10, em todas as unidades de saúde e na Secretaria de Saúde, das 8h às 17h.

As unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família estarão abertas ininterruptamente aplicando doses da vacina contra o sarampo (tríplice viral) e realizando também a atualização da caderneta de vacinação. Já a Secretaria de Saúde estará ofertando doses da tríplice viral e da vacina contra influenza.

Nesta mobilização podem comparecer crianças a partir dos 12 meses a adultos de até 49 anos, que nunca foram vacinados ou necessitam receber reforço da vacina.

Gestantes, crianças menores de seis meses e pessoas com sintomas de sarampo não podem ser vacinados. “É contraindicado para esses grupos”, enfatizou coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Oliveira.

Ainda de acordo com ela, as pessoas que irão viajar para as áreas com surto de sarampo devem comparecer aos locais de vacinação para ser imunizado. “Nessa ocasião, crianças a partir dos seis meses deverão receber a dose da vacina”, explica.

A iniciativa do Governo do prefeito Colbert Filho visa evitar que o sarampo seja reintroduzido no município. Não há registro de casos confirmados de sarampo há 21 anos em Feira de Santana.

Confira abaixo o público apto a receber a dose da vacina:

12 meses a 4 anos – uma dose da tríplice viral e uma da tetra viral;

5 a 29 anos – duas doses da tríplice viral;

30 a 49 anos – uma dose da tríplice viral.

  •  

Enfermeiros das unidades básicas de saúde recebem capacitação sobre sarampo

9/8/2019, 17:41h

“Não existe sarampo sem febre e exantema”, ressaltou a enfermeira Ana Carolina, referência técnica em sarampo da Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana durante capacitação sobre sarampo promovida pela Prefeitura nesta sexta-feira, 09.

Enfermeiras e técnicas de enfermagem das unidades básicas de saúde participaram da capacitação. O intuito é reforçar a atenção da rede municipal de saúde sobre os cuidados e notificações de sarampo.

O treinamento teve como palestrante a enfermeira técnica em sarampo do Núcleo Regional de Saúde Centro Leste, Iraildes Rios, que abordou sobre sintomatologia e notificação do sarampo na Bahia.

“Diante da eminência de surto ativo do sarampo em alguns estados, é preciso atualizar os profissionais de saúde para se manter em alerta e realizar uma busca ativa de novos casos”, explica Iraildes Rios. Ainda de acordo com ela, a vacinação é a melhor forma de prevenir a doença.

Neste sábado (10), todas as unidades de saúde e Secretaria de Saúde estarão realizando a vacinação contra o sarampo das 8h às 17h.

Sarampo

Febre, manchas vermelhas no corpo, tosse, coriza, olhos inflamados e dor de garganta são sintomas do sarampo.

Em Feira de Santana não há registros de casos positivos de sarampo há 21 anos. A Vigilância Epidemiológica do município se mantem em alerta para as notificações e casos suspeitos da doença.

  •  

ProAr registra aumento no atendimento durante inverno

9/8/2019, 16:6h

De maio a agosto, meses que registram baixas temperaturas, naturalmente cresce a demanda no ProAr, Programa de Controle do Asma e da Rinite Alérgica, que atende pacientes com asma grave, que é a inflamação crônica das vias aéreas.

O atendimento é oferecido pela Prefeitura de Feira de Santana, no Centro de Saúde Especializado Dr. Leone Leda, início da rua Geminiano Costa – em frente ao prédio onde funcionou o Feira Tênis Clube.

Para ser atendido na unidade, o paciente deve ser encaminhado por um clínico geral dos postos de saúde para a Central de Regulação do Município, que comunica o dia da consulta à pessoa.

Nestes três meses mais frios é comum as pessoas ficarem mais próximas uma das outras, não abrir as portas das suas casas, condições que aumentam a possibilidade de pegarem resfriado ou gripe.

Ao ProAr, diz o pneumologista Ivan Silva Júnior, são encaminhados os pacientes com casos graves que necessitam de tratamento de longo prazo e não apenas o controle da crise – que é feito numa emergência.

A partir do atendimento feito no ProAr, diz o médico, houve uma significativa queda nas idas às emergências. “Se fizer o tratamento adequado, o paciente não entra em crise grave”.

Devidamente medicado e orientado, as idas aos hospitais caem a 10% dos casos, estima ele. “As crises são resolvidas na casa dos pacientes, mesmo”. O tratamento controla a ida à emergência.

No ProAr o paciente recebe gratuitamente medicamentos e a bombinha, que é um spray ou um inalador dosimetrado, ou seja, que quando acionado, libera uma pequena dose da substância presente em seu interior.  

Ele informa que, com base em estatística médicas, 30% da população tem asma – em Feira de Santana as projeções indicam a possibilidade de que 180 mil pessoas tenham a doença, que não tem cura, mas é possível controlar as crises com as medicações corretas.

São mais de sete mil cadastrados no ProAr – justamente aqueles que desenvolvem crises mais fortes da doença, que são atendidos por dois pneumologista e por uma pneumopediatra.

Ivan Silva Júnior também destaca o trabalho realizado pelas enfermeiras do programa, que considera eficientes quando da orientação dos pacientes.

  •  

Ação da Prefeitura ameniza dor e frio de quem vive nas ruas

9/8/2019, 8:16h

Viver nas ruas fica ainda mais difícil nos meses mais frios do ano. Devido a isso, a Prefeitura de Feira de Santana, por meio da equipe do Consultório na Rua, da Secretaria de Saúde, tem levado assistência a quem vive nesta situação e doado cobertores e agasalhos a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Ofertam mais do que cuidado: transmitem amor.

Desde junho, a equipe tem distribuído roupas para amenizar o frio. A ação foi resultado de uma campanha coordenada pela Atenção Básica, que contou com a solidariedade da comunidade e da própria rede de saúde.

“Ofertamos o atendimento clínico, psicológico e social”, afirma a enfermeira técnica do programa, Darlene Santos.  Durante as ações noturnas os pacientes em situação de rua também recebem alimentos.

Médico do programa, Ritze Viegas ressalta que a assistência prestada nesse período é intensificada. As baixas temperaturas para quem já possui uma patologia podem ser um agravante à saúde, a exemplo de quem já possui um quadro de tuberculose. “Problemas respiratórios podem levar a um quadro de pneumonia”.

“Asseguramos a assistência ao paciente para reduzir os danos e que ele não venha a ter complicações”, afirma. No entanto, nem sempre aderem ao tratamento. Deixam de seguir as orientações e de tomar as medicações que são fornecidas gratuitamente. “Há também casos de pacientes que deixam a cidade, que estão de passagem. São aqueles itinerantes”, acrescenta.

Busca ativa

Estão cadastrados 424 pacientes no programa, que foi implantado há cinco anos pela Prefeitura. “A média mensal de pessoas atendidas é de 320. No entanto, nem sempre aquele que recebe o acompanhamento está cadastrado”, diz a enfermeira Darlene Santos.

Nas ações, que também ocorrem durante o dia, os profissionais de saúde percorreram os principais pontos de concentração dos moradores de rua, como os bairros Cidade Nova e Kalilândia, Praça da Matriz e as avenidas Presidente Dutra e Getúlio Vargas.

“Geralmente vão conviver nas ruas por questões de conflito familiar, por achar que nas ruas encontrarão a liberdade, também devido a transtornos mentais e o uso de drogas”, afirma a enfermeira.

Segundo ela, nem sempre aceitam ir para a casa de passagem ou quando resolvem ir, ficam por pouco tempo. “A convivência nas ruas e a dependência das drogas tiram a autoestima e também a autoimagem, até de maneira inconsciente”, observa o psicólogo João Cardoso.

Quem não tem documentos ou os perdeu, são encaminhados para órgãos que os emitem. O serviço é viabilizado por meio de parceria entre a Prefeitura, cartórios, SAC e Defensoria Pública.

  •  

Profissionais de saúde encerram curso para implementação da linha de cuidados a saúde da pessoa idosa

8/8/2019, 15:11h

Um total de 120 profissionais de saúde da Prefeitura, que atuam na Atenção Básica de Feira de Santana, encerraram o curso de implementação da linha de cuidados a saúde da pessoa idosa nesta quarta-feira, 07.

O curso de aprimoramento faz parte do projeto promovido pelo Hospital Albert Einstein, através do Ministério da Saúde, que visa implementar atenção integral a saúde do idoso. A iniciativa é considerada positiva pelo prefeito Colbert Martins Filho.

Enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais, educadores físicos e nutricionistas tornaram-se responsáveis por multiplicar os ensinamentos aprendidos durante o curso para a sua equipe.

“A partir de agora os idosos do município passam a contar com uma avaliação multidimensional”, afirma a referência técnica em saúde da pessoa idosa, Isabela Machado.

A caderneta da pessoa idosa é um dos instrumentos de avaliação multidimensional e qualificação da assistência, onde são observadas as complicações de saúde, histórico de queda, polifarmácia (pessoas que utilizam quatro ou mais medicamentos ao mesmo tempo), e entre outros.

Até fevereiro de 2020 os profissionais estarão recebendo consultoria a distância da equipe do Hospital Albert Einstein, apoiando todo o processo de implementação.

  •  

Prefeitura promove dia de intensificação da vacinação contra sarampo no próximo sábado

5/8/2019, 19:13h

A Prefeitura de Feira de Santana promove o dia de intensificação da vacinação contra o sarampo no próximo sábado, 10, em todas as unidades de saúde e na Secretaria de Saúde, das 8h às 17h.

As unidades básicas de saúde e unidades de saúde da família estarão abertas ininterruptamente aplicando doses da vacina contra o sarampo (tríplice viral) e realizando também a atualização da caderneta de vacinação. Já a Secretaria de Saúde estará ofertando doses da tríplice viral e da vacina contra influenza.

Nesta mobilização podem comparecer crianças a partir dos 12 meses a adultos de até 49 anos, que nunca foram vacinados ou necessitam receber reforço da vacina.

Gestantes, crianças menores de seis meses e pessoas com sintomas de sarampo não podem ser vacinados. “É contraindicado para esses grupos”, enfatizou coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Oliveira.

Ainda de acordo com ela, as pessoas que irão viajar para as áreas com surto de sarampo devem comparecer aos locais de vacinação para ser imunizado. “Nessa ocasião, crianças a partir dos seis meses deverão receber a dose da vacina”, explica.

A iniciativa do Governo do prefeito Colbert Filho visa evitar que o sarampo seja reintroduzido no município. Não há registro de casos confirmados de sarampo há 21 anos em Feira de Santana.

Confira abaixo o público apto a receber a dose da vacina:

12 meses a 4 anos – uma dose da tríplice viral e uma da tetra viral;

5 a 29 anos – duas doses da tríplice viral;

30 a 49 anos – uma dose da tríplice viral.

  •  

Centenas de pessoas participam de ação de saúde no Alto do Papagaio

3/8/2019, 23:49h

Centenas de adultos e crianças foram atendidos na Ação de Saúde Global realizada no Residencial Alto do Papagaio, no bairro de mesmo nome, na manhã deste sábado, 3. A iniciativa foi promovida pela Prefeitura, através da Secretaria de Saúde e parceiros.

Foram oferecidos vários serviços, como verificação da pressão arterial, índice glicêmico, corte de cabelo, avaliação odontológica, massagens, orientação nutricional e informações sobre alimentação saudável.

A aposentada Maria do Carmo Santos, mesmo periodicamente realizando exames, não sabia que a sua glicemia, verificada em 365, estava descontrolada. “Nem sempre tomo remédio corretamente”, admitiu.

Numa conversa com nutricionistas, foi informada sobre o que e quando comer para manter a glicemia sob controle e as consequências à saúde se o problema persistir. “Vou seguir direitinho”.

A dona de casa Valdelice Garcia disse que respirou aliviada ao vir que a sua glicemia, com menos de cem no visor do aparelho, esta dentro do nível considerado normal. “Estou me cuidando para não desenvolver diabetes”.

Várias crianças foram orientadas como escovar seus dentes corretamente. Ganharam um kit com escova e creme dental. 

  •