SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Governo Municipal renova por mais quatro anos Programa Social

26/9/2017, 19:53h

O prefeito José Ronaldo de Carvalho participou, nesta terça-feira, 26, na sede da Associação Atlética Banco do Brasil, da solenidade de renovação do Programa Integração AABB Comunidade, iniciativa que há 17 anos vem beneficiando alunos da Rede Municipal de Ensino residentes nos bairros Jardim Cruzeiro, Feira IX, Rua Nova, Gabriela I e II.

O programa social oferece aos alunos inscritos aulas de dança, letramento, esportes e atividades recreativas, iniciação à linguagem artística e noções na área de saúde, contribuindo para o desenvolvimento socioeducativo.

Celebrado por mais quatro anos entre a Secretaria de Educação e a Associação Atlética Banco do Brasil, o evento é coordenado pela professora Liliane Santos Sande, tendo como característica relevante a promoção do resgate de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Não às drogas

O prefeito José Ronaldo, recepcionado com uma apresentação de dança por um grupo de alunos, elogiou os resultados obtidos pelo programa, ao tempo em que aconselhou os estudantes a se afastarem das drogas e das más companhias, “dedicando o seu tempo aos estudos e a prática de hábitos saudáveis”.

Também prestigiaram a solenidade o vice-prefeito Colbert Martins, a secretaria de Educação, Jayana Ribeiro, o presidente da Associação Atlética Banco do Brasil, Amilton Vasconcelos, diretoras das escolas envolvidas, além dos familiares dos alunos.

  •  

10ª Feira do Livro de Feira de Santana será aberta na tarde desta terça-feira

25/9/2017, 16:42h

A 10ª edição da Feira do Livro – Festival Literário e Cultural de Feira de Santana será oficialmente aberta às 16h desta terça-feira, 26, e encerrada no dia 1º de outubro. Neste ano, 32 editoras participarão do evento, na praça João Barbosa de Carvalho, a praça do Fórum.

A programação é extensa e contará com atividades nos três turnos, como apresentações culturais em vários espaços, mesas redondas, contação de histórias nos mais diversos locais, apresentações musicais, exibição de filmes, oficinas, roda de conversa e lançamentos de livros.

A partir das 8h os visitantes serão acolhidos pelos animadores culturais para visitar os estandes, exibição de filme, contação de história, apresentação teatral, de dança e cultural. À tarde a Orquestra Infanto-Juvenil Princesa do Sertão, do Programa Música na Escola, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação.

Neste ano, o número de escritores que escolheu a Feira do Livro como local para lançar suas obras chegou a 66, como “Meu livro de histórias preferidas 2”, de Teila Lima, “A condução da guerra em Os Sertões”, de Wellington Freire, “A arte de brincar: brincando e falando sério”, de Luciano Ferreira.

A organização é da Prefeitura de Feira de Santana, por meio da Funtitec Egberto Costa, das secretarias municipais de Educação e de Cultura, Esporte e Lazer e da UEFS (Universidade Estadual de Feira de Santana), com apoio da iniciativa privada.

  •  

Escola conscientiza estudantes, em conferência, sobre valor da água

23/9/2017, 13:58h

Estudantes do Ensino Fundamental I e II da Escola Municipal Chico Mendes, do bairro Campo Limpo, realizaram nesta sexta-feira, 22, uma conferência sobre meio ambiente. Com o tema “Água que vem... Água que vai”, os estudantes compartilharam com os colegas o que aprenderam durante as aulas e visitas técnicas.

Os alunos do Ensino Fundamental I apresentaram stands com diferentes temas sobre os cuidados com o meio ambiente como energia renovável, efeito estufa e reciclagem. Já os estudantes do Ensino Fundamental II proferiram palestras sobre o desperdício de água, importância e cuidados com as lagoas da cidade e sustentabilidade, entre outros temas.

“Aprendemos muita coisa durante o ano, sabemos muito mais sobre como preservar nossa cidade e o meio ambiente, e principalmente hoje podemos alertar e ensinar outras pessoas sobre isso”, avalia a estudante Diana da Silva Gomes, do 7º ano. 

O projeto contou também com momentos práticos. Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa; o Parque Municipal Radialista Erivaldo Cerqueira (Parque da Lagoa) e a Lagoa da Tábua, localizada no Campo Limpo. 

“Nosso projeto pretende tornar a escola mais sustentável e os nossos alunos, mais conscientes; que eles não saibam apenas o que ocorre, mas os efeitos danosos que os homens causam ao meio ambiente. É importante que eles saibam multiplicar o que estão apreendendo”, orienta  a diretora da escola, Anna Virgínia Félix de Araújo.

Para acrescentar informações técnicas à discussão, foram convidados a bióloga Daniela dos Santos Alves, do controle de qualidade da Embasa; e o professor Marialvo Barreto, que abordou a história e importância das lagoas de Feira de Santana. 

“Quando pensamos na falta d'água, a primeira coisa que nos vêm a cabeça é a sede, é o nosso particular, mas não percebemos que sem água, a sociedade não funciona. Tudo que nos rodeia precisa em algum momento de água para funcionar, o mundo todo é afetado pela falta dela”, afirma Daniela.

  •  

Crianças devem começar a ler e escrever aos cinco anos

23/9/2017, 13:51h

A criança aos cinco anos de idade pode aprender a ler e a escrever, enriquecendo ainda mais sua formação na Educação Infantil. A orientação foi dada pela professora Elizabeth Bastos, da área de Língua Portuguesa, que atua no Grupo de Currículo do Ensino Fundamental – GCEF da Seduc.

O tema marcou as discussões do encontro de formação desta sexta-feira, 22, com a participação de professores que atuam em regência de classe nas turmas do grupo 5 dos Centros Municipais de Educação Infantil. O encontro aconteceu na Igreja do Avivamento Bíblico.

De acordo com a professora Elizabeth Bastos, é ideal que os alunos tenham desde cedo contato com o letramento, pois isto facilita o processo de alfabetização e da escrita.

“A leitura e a escrita no grupo 5 não são obrigatórias, mas quando incentivamos as crianças de forma correta, o interesse surge naturalmente a partir dos primeiros contatos. A curiosidade faz com que elas se desenvolvam cada vez mais rápido”, explica a professora.

“São questões complexas e muito importantes de serem discutidas, principalmente quando há um espaço para a troca de experiências”, garante a professora Francisca Figueiredo Mota, da Escola Municipal Álvaro Pereira Boaventura, do distrito de Bonfim de Feira. “É muito interessante discutir o letramento sem letras, que é feito através de atividades lúdicas”, observa.

O objetivo da formação é abordar as melhores formas de preparar os alunos da Educação Infantil para a transição ao Ensino Fundamental. Técnicas de letramento foram abordadas para que os profissionais tratem a leitura nos primeiros anos de forma lúdica e atrativa.

  •  

Alunos da rede municipal documentam a história de suas comunidades

22/9/2017, 8:59h

Personalidades marcantes, expressões e espaços culturais, pontos históricos, curiosidades, aspectos geográficos. Estudantes da rede municipal de ensino estão levantando as peculiaridades da localidade onde está situada a sua escola, para produção de vídeos, fotografias e e-books. Este é o objetivo da segunda edição do projeto “Feira Que Te Quero Ver”, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação. O trabalho conta com o envolvimento de 880 estudantes do Ensino Fundamental II, vinculados a 22 escolas municipais, com o apoio interdisciplinar dos professores. 

O "Feira Que Te Quero Ver" propõe a abordagem dos temas locais por diversas disciplinas, ampliando a discussão das temáticas escolhidas por cada escola. Professores de história, geografia, artes, entre outras matérias, colaboram com a composição das produções. Cada unidade busca, de forma criativa, destacar pontos importantes da cultura local. 

Os estudantes participam de oficinas com orientações para o desenvolvimento das produções, ensinando técnicas de edição de fotos e vídeos e produção de e-books. Eles visitam e conhecem melhor os ambientes e espaços localizados nos entornos da escola, entrevistando moradores e explorando os principais pontos históricos das localidades.

“O trabalho valoriza e mantem viva a história dos bairros onde estão situadas as escolas da Rede Municipal de Ensino de Feira de Santana”, diz Ivamara de Oliveira Bastos, chefe da Divisão de Ensino Fundamental da Seduc. “Orientamos a escolha de temas que priorizam aspectos locais e relevantes, principalmente o patrimônio social, histórico e cultural”, assinala. Os professores tiveram a oportunidade de inserir nas aulas regulares diversos assuntos importantes para a comunidade.

Neste período, os estudantes estão elaborando os trabalhos que, após a entrega, serão submetidos a um júri especializado. Serão também votados pela comunidade feirense no site do concurso, no período entre 9 e 13 de outubro. O o endereço eletrônico é: www.feiraquetequerover.com.br. No dia 9 de novembro, professores e estudantes irão participar da cerimônia de premiação das melhores produções.

  •  

Escola em comunidade quilombola será "modelo" e terá 10 salas de aula

19/9/2017, 14:32h

Os moradores da Lagoa Grande, no distrito de Maria Quitéria, passarão a contar com um moderno complexo escolar destinado a Educação Infantil e ao Ensino do Curso Fundamental I. O equipamento será dotado de dez salas de aula, refeitório, um ginásio de esporte coberto, auditório, biblioteca, sanitários, uma secretaria, além de salas de reunião e diretoria.

O educandário segue os padrões arquitetônicos adotados pela Secretaria de Educação em toda a rede municipal, priorizando a qualidade do mobiliário, áreas mais amplas e arejadas e revestidas com cores vibrantes. A nova escola está sendo construída numa comunidade predominantemente formada por descendentes de quilombolas e, de acordo com a construtora responsável pela execução da obra, será concluída no prazo de um ano.

Ao assinar a ordem de serviço, na manhã desta terça-feira, 19, o prefeito José Ronaldo de Carvalho enfatizou que a Prefeitura estava atendendo a uma reivindicação das lideranças comunitárias da Lagoa Grande, representada no ato por José Carlos Silva, presidente da Associação Comunitária de Maria Quitéria (ACOMAQ).

O ato contou ainda com as presenças do secretário de Serviços Públicos, Justiniano França, do diretor de Obras da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, José Braga Neto, lideranças políticas e comunitárias.

  •  

No aniversário de emancipação, Feira faz convênio com a União para três novas creches

18/9/2017, 13:30h

No aniversário da cidade, o prefeito José Ronaldo de Carvalho anunciou a construção de mais três creches em Feira de Santana, que serão instaladas nos bairros Aviário, Asa Branca e no conjunto Feira VII, atendendo a crescente demanda nestas localidades e bairros adjacentes. 

Os termos com o Ministério da Educação, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, foram assinados nesta segunda-feira, 18, pelo prefeito após a missa solene na Catedral Metropolitana de Senhora Sant’Ana. O município completou 184 anos de emancipação política.

Durante o ato, o chefe do Executivo Municipal convidou o arcebispo metropolitano dom Zanoni Demettino Castro e a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, também para assinar como testemunhas o contrato para construção das creches. Também presente o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro. 

José Ronaldo afirmou que essa obra vai resultar em um investimento de R$ 7 milhões e vai atender mais de 600 crianças, na faixa etária de 1 a 5 anos.

Desde o ano de 2013, o município ganhou 16 creches e duas ainda seguem em construção nos bairros Muchila e Irmã Dulce. Entre os bairros já contemplados com as novas unidades a Conceição, o Tomba, Alto do Cruzeiro, SIM, Santo Antônio dos Prazeres, Viveiros e o Liberdade.

  •  

Começa dia 21 recadastramento de servidores da educação

15/9/2017, 9:9h

Os servidores em atividade da Rede Municipal de Ensino têm entre os dias 21 de setembro e 21 de outubro deste ano para realizar o recadastramento de dados. A medida visa atualizar os dados cadastrais do pessoal em atividade, o que é feito periodicamente, e melhorar a distribuição dos recursos humanos nas escolas municipais.

Para fazer o recadastramento, os servidores devem acessar o endereço eletrônico: www.sagres.wimax.com.br/agendamento, e agendar dia e horário para comparecimento à Secretaria Municipal de Educação.

Na data e horário marcados para o procedimento, os servidores devem levar os documentos necessários: documento de identidade com foto (Registro Geral – RG, Cadastro Nacional de Habilitação - CNH, passaporte, etc.); Cadastro de Pessoa Física – CPF; uma fotografia 3x4; contracheque; comprovante de residência atualizado; diploma de graduação e, se houver, diploma de pós-graduação.

O servidor que, sem justificativa, deixar de se recadastrar no prazo estabelecido poderá ter bloqueado o pagamento dos seus vencimentos.

  •  

Merendeiras criam refrigerante de cenoura e bolo de casca de banana

15/9/2017, 9:1h

Ingerir refrigerantes não é benéfico à saúde. Mas, existem alternativas bem interessantes para saciar a curiosidade e o desejo das crianças. Simular o sabor dessa bebida através de um suco com cenouras, limões e água é a alternativa encontrada pelas nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação que apresentaram a receita de "Fanta de cenoura" às merendeiras que atuam nas escolas municipais.

Mais de 170 merendeiras participam do curso que foi iniciado na última segunda-feira, 11, e segue até esta sexta-feira, 15, no laboratório do curso de Engenharia de Alimentos, da Universidade Estadual de Feira de Santana, instituição que apoia e é parceira da iniciativa.

“O suco de cenoura e limão é rico em uma série de propriedades benéficas para a saúde dos estudantes como, por exemplo, vitamina C. No curso, as merendeiras aprendem a reaproveitar os resíduos, as sobras e a transformar os alimentos em pratos criativos e muitos saborosos”, destaca Taciara Santos, uma das nutricionistas da equipe da Seduc.

O curso é oferecido há 5 anos e, a cada edição, reforça conceitos importantes para as profissionais que se dedicam a preparar as refeições nas escolas municipais.

Com as nutricionistas as merendeiras aprendem, na prática, a como preparar os alimentos, receitas especiais e saudáveis e ainda formas de utilizar o mesmo alimento para criar vários pratos. Já com os alunos de engenharia, as profissionais aprendem dicas importantes que devem ser consideradas para a higienização e descarte dos alimentos de uma forma responsável.

“Já participei de diversas edições desse curso e sempre faço questão de vir. É um aprendizado muito importante, não só porque aprendemos a utilizar os alimentos que irão para as nossas escolas, como aprendemos também novas receitas. Além disso, trocamos experiências com as nossas colegas de outras escolas”, ressalta Elizabete Pires, merendeira da Escola Municipal Dr. Nilton Bellas Vieira.

A secretária de Educação, Jayana Ribeiro, visitou o curso nesta quinta-feira, 14, para conferir as aulas: “Esta é mais uma ação da Seduc desenvolvida com o objetivo de auxiliar o trabalho das merendeiras. Mas, vale lembrar que durante todo o ano as nossas nutricionistas estão à disposição delas para tirar dúvidas, sugerir cardápios e receitas. Somos todos parceiros para uma educação de qualidade”, defende a secretária.

Na ocasião, Jayana Ribeiro provou a receita de um bolo de casca de bananas produzido durante o curso: “Não conhecia e gostei muito. É mais uma forma de reaproveitar o que antes seria descartado”. Merendeira da Escola Municipal Florêncio Alves Bispo (distrito da Matinha), Cilene Vitório de Jesus, também aprovou a receita: “Meus alunos vão amar. Eles adoram os bolos que eu faço, de cenoura, beterraba, por isso, sei que o de banana também agradará muito”.

  •  

Estudante aprende, em festival, sobre cultura corporal

14/9/2017, 11:15h

Trabalhar em equipe pode ser um desafio enriquecedor. No II Festival da Cultura Corporal, promovido pela Escola Municipal Geraldo Dias dos Santos, do distrito de Humildes, mais de 800 estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, aprenderam a importância do trabalho em grupo em diversas atividades que exploraram o cuidado com o corpo. O evento, iniciado nesta quarta-feira, 13, segue até este sábado letivo, 16.

“Havia colegas com quem eu não falava ou não me dava bem, e durante o festival precisei trabalhar com eles. Então formamos novos laços de amizade. Achei uma ótima oportunidade para nos conhecermos melhor e aprendermos o que significa o trabalho em equipe de verdade”, relata a aluna do 9º ano, Weveslane Silva.

A gincana promoveu a interação entre as turmas de todas séries, que se dividiram em equipes para apresentar os conteúdos interdisciplinares aprendidos durante as aulas. 

Os alunos participam de uma programação que envolve jogos de diversas modalidades como vôlei, baleado, lançamento de dardos, futsal, handebol, salto em distância, bocha e apresentações de dança, como frevo, maracatu, samba de roda, forró, xaxado, baião, reggae, danças afro e indígena.

No encerramento do festival, os estudantes vão participar este sábado, 16, do Desafio de Atletismo de Humildes, que conta com um circuito que irá da escola até o centro do distrito. 

"Buscamos fazer tudo com cuidado e atenção para preservar a saúde dos nossos alunos. Acredito que experiências como esta os ensinem de forma lúdica não apenas questões pedagógicas, mas também valores importantes para a convivência”, avalia a diretora da escola, Mayra Pedra Branca Braga.

Os dois eventos esportivos mobilizaram toda a comunidade escolar, com a participação de vários professores e também da comunidade externa.

  •