SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Violinista de oito anos encanta público no II Festival Música na Escola

26/10/2018, 15:17h

Com apenas oito anos de idade, uma vontade enorme de aprender música e um grande sonho já realizado. Assim foi a trajetória de Geovanna Ventin, aluna do 3º ano da Escola Municipal Elizabeth Johnson, que fica no bairro Baraúnas, que ingressou este ano no Programa Música na Escola. Na tarde desta quinta-feira, 25, a estudante foi uma das participantes do II Festival Música na Escola, que aconteceu na Praça Padre Ovídio.

Geovanna integra o grupo de 50 estudantes que compõem a Orquestra Sinfônica do programa. A aluna, que aprendeu a tocar violino e hoje se destaca, sempre esperou pelo momento em que teria a oportunidade de tocar um instrumento musical.

“Desde muito pequena tenho amor pela música; quando entrei na escola e soube do programa, sabia que seria o meu momento. Me sinto muito bem e, em menos de um ano, já aprendi muita coisa. Quando toco tenho a sensação de felicidade. Espero continuar no caminho da música por muitos anos”, comemora a aluna.

Ela mudou muito e para melhor, diz avó de Geovanna

Orgulhosa, Milene Ventin Costa (foto), avó de Geovanna, prestigiou a apresentação da neta e comemorou a participação na orquestra. “Ela mudou muito e para melhor. Hoje conversa mais, brinca mais, tem facilidade para se desenvolver na escola e em casa. Todos ficamos muito felizes por ver como ela está se saindo bem”, conta.

Cerca de 2.500 alunos participaram do II Festival Música na Escola

Iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, a segunda edição do festival reuniu aproximadamente 2.500 alunos que integram o programa – mais que o dobro dos participantes em 2017. No palco principal, crianças dos Centros Municipais de Educação Infantil, alunos do Ensino Fundamental que formam os diversos corais do Projeto Cantando na Escola, do Instrumenta – tocando flauta doce, teclado, violão, entre outros – das fanfarras e da Orquestra Sinfônica Infantojuvenil Princesa do Sertão encheram de acordes e deram um colorido todo especial à Praça da Matriz.

O Festival é uma das oportunidades de mostrar para a comunidade feirense o trabalho realizado com os alunos. Durante todo o ano letivo, os estudantes participam de aulas e ensaiam. O Música na Escola vem, desde 2015, promovendo o desenvolvimento musical e integral das crianças e adolescentes da Rede Municipal de Educação.

Estímulo para frequentar a escola

“É importante frisar que não apenas ensinamos música, mas realizamos um trabalho interdisciplinar, buscamos melhorar a autoestima destas crianças e jovens como estudantes; desta forma, eles têm mais estímulo para aprender e frequentar a escola”, destaca o coordenador da orquestra, Wellington Souza.

“Já tivemos muitos talentos no programa, alunos que saíram para tocar com outros grupos; e há até mesmo o exemplo daqueles que já atuam como monitores do Programa Música na Escola, auxiliando os mais inexperientes. É satisfatório perceber o desenvolvimento destes alunos”, comemora Wellington.

  •  

CMEI Antônio Carlos Machado trata de empoderamento em exposição sobre a África

26/10/2018, 14:41h

Luta contra o racismo e pela aceitação, representatividade e empoderamento. Estas foram algumas das bandeiras que marcam a realização da II Mostra de Artes do Centro Municipal de Educação Infantil Antônio Carlos Machado, do bairro Feira VII, nesta quinta-feira, 25. As crianças dos grupo 2 e 3 produziram obras de arte baseadas em livros infantis.

“Nosso objetivo este ano foi abordar as relações étnico-raciais”, destaca a coordenadora pedagógica Ana Carolina Carneiro. “Nossas crianças puderam se reconhecer em muitos aspectos, reconhecer suas famílias e o nosso povo brasileiro. Trabalhamos com livros como O Cabelo de Lelê e Menina Bonita do Laço de Fita, que trazem fortemente questões do empoderamento do povo negro”, ressalta Ana Carolina.

As obras foram expostas nas salas de aula, que estiveram especialmente decoradas para receber pais, responsáveis e toda a comunidade durante o dia. Os pequenos demonstraram propriedade ao apresentarem comidas típicas, figuras importantes e aspectos culturais do povo africano.

Trabalhar a autoestima das crianças

Ana Carolina (foto) reforça a importância da atividade para cultivar a autoestima dos alunos. “Ainda tínhamos muitos casos de crianças que não aceitavam a própria cor ou o próprio cabelo, que se sentiam diferentes e negativavam essas características. Percebemos uma considerável melhora a partir desta abordagem”, avalia.

É importante darmos exemplo, diz mãe de aluno

Claudia Carvalho (foto), mãe de Levi de Oliveira, de três aninhos, visitou a exposição utilizando um turbante para reforçar ainda mais a temática. “Me preparei hoje para vir no ‘mesmo clima da temática’, é importante darmos o exemplo. Meu filho adorou participar, chegou em casa feliz e contando tudo que aprendeu. Esta experiência é muito positiva”, relata.

  •  

Gincana Solidária da Escola Faustino Dias arrecada quase uma tonelada de alimentos

26/10/2018, 11:29h

Quase uma tonelada de alimentos foi arrecadada durante a Gincana Solidária da Escola Municipal Faustino Dias Lima, do bairro Feira VII. O encerramento das atividades foi nesta quarta-feira, 24, e contou com gritos de guerra, animação e muita garra para ajudar o próximo.

Esta foi a primeira edição da gincana que aliou a solidariedade às diversas atividades promovidas, como produção de cartazes, provas e competições. Cada equipe, separada por cor, abordou como tema principal valores como amor, amizade, generosidade e respeito, entre outros.

Cada equipe irá escolher uma família para fazer a doação

“Neste ano, nossa intenção foi reforçar valores relevantes para os nossos alunos, lembrá-los da importância de serem solidários. Tivemos um ótimo resultado com a arrecadação. Cada equipe irá escolher uma família para fazer a doação. Iremos dividir os alimentos igualmente”, define a diretora da escola, Bárbara Borges de Santana Lobo (foto).

“Além dos valores, os alunos conheceram diversos aspectos de Feira de Santana, dentre os quais, personalidades importantes, economia e cultura; eles produziram maquetes e participaram de jogos de perguntas e respostas sobre o município”, destaca Bárbara.

“Fico muito feliz por poder ajudar as pessoas e ter aprendido mais sobre solidariedade”, conta o estudante Ney Fernandes Moraes (foto), do 6º ano. “Conseguimos uma quantidade considerável de alimentos, isso foi muito bom, além da gincana ter sido muito divertida”, comemora.

  •  

Prefeito e secretária se solidarizam com família de aluno que faleceu durante atividade extra-classe

26/10/2018, 9:5h

Um aluno da Escola Municipal Eurides Franco de Lacerda faleceu nesta quinta-feira, 25, em razão de acidente ocorrido na piscina de um sítio no bairro Conceição, próximo à unidade de ensino. O menor Allanderson Souza Santana, de 10 anos, e seus colegas participavam de uma atividade extra-classe referente às comemorações pelo Mês da Criança, sob acompanhamento da equipe de professores da escola.

A criança foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento - UPA da Mangabeira, onde foram feitos todos os protocolos de atendimento de urgência. A equipe médica adotou, infelizmente sem sucesso, as técnicas de cardioressuscitacão.

O prefeito Colbert Martins Filho e a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, lamentaram o ocorrido. Ambos compareceram  à UPA, onde encontraram os pais de Allanderson, Agnaldo Santana e Ariana Oliveira de Souza e a diretora da escola, Gleice de Souza Assis.

"Apresentamos nossa solidariedade e da parte da Prefeitura, faremos o que for necessário para apoiar esta família em um momento de dor tão profunda", disse o prefeito.

As aulas foram suspensas na escola nesta sexta-feira e a Prefeitura decretará luto oficial no mesmo dia, quando acontecerá o sepultamento do estudante da Rede Municipal de Educação.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social está tomando todas as providências para o sepultamento da criança.

  •  

Alunos de oitenta escolas municipais participam do II Festival Música na Escola

25/10/2018, 17:39h

Interpretando clássicos do repertório de Dorival Caymmi, um coral de crianças da Creche Dalva Suzart abriu o II Festival Música na Escola, na Praça Padre Ovídio, na tarde desta quinta-feira, 25.

Em sua segunda edição, o festival reuniu mais de 2.500 crianças e adolescentes oriundos de 80 escolas da Rede Municipal de Educação.

Corais, fanfarras, orquestras sinfônicas infantojuvenis, e aprestação de grupos instrumentais revelados pelo Programa Música na Escola se revezaram no palco da Praça da Matriz.

O evento reúne alunos dos Centros Municipais de Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e II. O Programa Música na Escola, além de trabalhar a autoestima dos alunos, incentiva o desenvolvimento cognitivo.

É uma atividade pedagógica e de conhecimento

Ao abrir oficialmente o II Festival Música na Escola, o prefeito Colbert Martins Filho (foto), acompanhado da secretária de Educação, Jayana Ribeiro, salientou o aspecto pedagógico da música no aprendizado escolar.

"Todos estão aqui participando de uma atividade pedagógica e de conhecimento, porque a música é mais do que aprender a tocar um instrumento", pontuou o prefeito.

  •  

Adolescentes levam brincadeiras que marcaram sua infância ao CMEI Luzia de Almeida

25/10/2018, 11:6h

Um diálogo divertido entre diferentes gerações. Esta foi a proposta do encontro realizado entre as crianças do Centro Municipal de Educação Infantil Luzia de Almeida Souza, do bairro Irmã Dulce, e os alunos da Escola Estadual da Obra Promocional Santana, na manhã desta quarta-feira, 24. A atividade foi uma extensão da Semana da Criança no CMEI.

Estudantes da disciplina de Artes do 8º ano da escola estadual puseram suas roupas de palhaço e foram para o pátio do CMEI, com o objetivo de levar às crianças as brincadeiras que marcaram a infância. A iniciativa integra a prática pedagógica da escola há pelo menos 10 anos, segundo Iracene Almeida, professora da Obra Promocional.

“Sempre tivemos essa proposta de levar as brincadeiras a orfanatos e creches. E isso é cada vez mais importante por que a geração atual é muito ligada à tecnologia. Alguns aqui não sabem o que é um ioiô, uma peteca. Então, buscamos resgatar brincadeiras mais antigas, manter vivas essas tradições”, defende Iracene.

A interpretação teatral da obra Sítio do Pica-Pau Amarelo foi um exemplo dessa troca de experiências entre as gerações. Além disso, contação de história, apresentações de palhaços, pintura, dança, música e muito mais animaram a programação.

Trabalhar com criança é rejuvenescer a cada dia

Para a professora Adelaide Brandão (foto), diretora do CMEI Luzia de Almeida, esse momento de socialização é muito importante para todos os alunos envolvidos. “As crianças estavam brincando e os jovens começaram a rir. Então, é como se eles estivessem se vendo ali, naquela brincadeira também. E trabalhar com criança é isso: rejuvenescer a cada dia.”

Ideojane Melo, vice-diretora e professora do grupo 5 – que atende alunos com essa idade – afirma que o brincar já é algo naturalmente enfatizado no dia-a-dia do CMEI; na visão dela, essa oportunidade de troca entre crianças e jovens acrescenta mais coisas boas a essa vivência.

Thiago ficou surpreso com a receptividade das crianças

Thiago Oliveira (foto), estudante de 13 anos da Obra Promocional, participou da ação pela primeira vez; ele garante que gostava muito de jogar bola na rua e o que importa mesmo é se sujar. “O bom é isso”, conta aos risos. Ele diz que ficou surpreso com a resposta animada que recebeu das crianças nesta manhã.

Apresentações dos palhaços encantou a pequena Lara

Lara Andrade (foto), de 5 anos, é aluna do CMEI; conta que gosta muito quando a creche recebe visitas; ela garante que o que mais gostou foram as apresentações dos palhaços. 
 

  •  

Dia da Família promove integração entre comunidade e escola

25/10/2018, 10:54h

Realizado desde o primeiro ano de existência da Escola Municipal Eli Queiroz de Oliveira, do bairro Gabriela, o Dia da Família na Escola promoveu nesta quarta-feira, 24, a troca de experiências e a oferta de diversos serviços à comunidade. Com uma programação diversificada, o evento reuniu pais, responsáveis, familiares e estudantes em um dia de diversão e cuidados com a saúde.

O Dia da Família já é considerado tradição na escola. “Nos preparamos para abrir as portas para a comunidade a cada ano. Buscamos aproximar as famílias. Este é o nosso objetivo desde que inauguramos e tem dado muito certo. O bairro abraçou essa iniciativa e tentamos fortalecer a cidadania e sensação de pertencimento à escola”, destaca a diretora da Eli Queiroz, a professora Vânia Freire Rosa.

O Dia da Família ofereceu serviços diversos como: cadastro do cartão do SUS e de CPF, atendimento médico, prevenção odontológica para crianças, testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C; auxílio psicossocial com a Equipe Multidisciplinar da Secretaria de Educação; bazar e muita diversão com a equipe do FitDance.

Nos mostramos presentes, diz mãe de aluno

Mãe de duas crianças que estudam na escola, Hilária de Cintra (foto) reforça a importância do evento. “Temos a chance de interagir com toda a comunidade, socializar, ter acesso fácil a tantos serviços importantes e, ao mesmo tempo, nos mostramos presentes, acompanhando a educação dos nossos filhos”, conta.

"Ajudar o nosso bairro de alguma forma"

Isadora dos Santos Monteiro (foto), 14 anos, estudante do 9º ano, participa do Dia da Família pelo segundo ano consecutivo. “É importante que possamos ajudar o nosso bairro de alguma forma, aqui reunimos muita gente conhecida. Pra mim, a parte mais divertida foi o FitDance, todo mundo teve a oportunidade de aproveitar o evento de alguma forma”, avalia.

  •  

II Festival Música na Escola conta com mais que o dobro de alunos este ano

25/10/2018, 10:32h

O II Festival Música na Escola traz para o palco da Praça Padre Ovídio - a Praça da Matriz - este ano mais que o dobro de alunos que participaram da primeira edição em 2017. Serão aproximadamente 2.500 crianças e adolescentes contagiando todo o ambiente com muita música em diversas modalidades: corais, instrumental e ainda nas apresentações das fanfarras que vêm dos distritos e pela Orquestra Sinfônica Infantojuvenil Princesa do Sertão. O festival acontece esta quinta-feira, 25, das 14h às 19h. 

No primeiro horário, acontecem as apresentações das crianças da Educação Infantil e, logo em seguida, alunos do Ensino Fundamental I e II; às 18h, dos jovens e adultos que frequentam aulas no turno da noite; participam estudantes de 66 instituições de ensino da Rede Municipal de Educação. No ano passado, aproximadamente 1200 alunos se apresentaram ao público que é composto por familiares, professores e as pessoas que param para assistir aos números.

O evento é uma mostra dos talentos revelados pelo programa Música na Escola e compreende todas as suas modalidades; reúne apresentações das crianças dos CMEI’s – Centros Municipais de Educação Infantil; as fanfarras (Música em Ação); os corais (Cantando na Escola); os grupos de alunos que tocam instrumentos específicos como violão, acordeom, teclado (Instrumenta); e finalmente a Orquestra Sinfônica Infantojuvenil Princesa do Sertão. 

Além de apresentar a música aos alunos, o programa Música na Escola busca, a partir dela, incentivar o seu desenvolvimento, o gosto pela arte e a valorização da autoestima. Para participar do programa, eles devem cumprir algumas exigências, a exemplo de manter frequência regular nas aulas e atingir determinado rendimento. Essa fusão tem sido fundamental para transformar os espaços de aprendizagem e melhorar o comportamento dos alunos.

  •  

Secretaria lança campanha para os familiares acompanharem o rendimento escolar dos filhos

24/10/2018, 16:46h

Os alunos da rede municipal de ensino terão o seu desempenho escolar acompanhado pelas famílias, através de uma ferramenta online. O Projeto Sempre Juntos -  acompanhe seu filho na Escola - foi lançado na tarde desta terça-feira,24, no Paço Municipal Maria Quitéria, e tem como um dos pressupostos aproximar à família da escola.

A iniciativa visa a estimular nos pais dos alunos a consciência de que é necessário um maior envolvimento no processo de aprendizagem dos filhos, fortalecendo a pareceria entre a escola e a família.

De acordo com a diretora do Departamento de Ensino da Secretaria de Educação, Jozelina Araújo, “pais presentes incentivam um comportamento cooperativo nos filhos, que se sentem confortáveis com este comportamento, pois eleva a altoestima e gera um sentimento de corresponsabilidade”.

De uso restrito das famílias, o recurso possibilitará o acompanhamento das notas e da frequência dos alunos em sala de aula, o desempenho por disciplina e o fluxo das notas. Estas e uma gama de informações relacionadas ao comportamento dos alunos nas escolas, estarão no site Portal do Aluno, disponibilizado pela Secretaria de Educação no seu site oficial.

O importante é a qualidade da educação, afirma secretária

“É um serviço digital para que os pais acompanhem o desempenho escolar dos seus filhos, e isso dá um retorno muito importante para a própria escola, possibilitando aos professores melhorar e aperfeiçoar as suas práticas de ensino. O importante é a qualidade da educação e, principalmente, a qualidade dos nossos alunos”, ponderou a secretária de Educação, Jayana Ribeiro (foto - ao lado do prefeito).

Investimento para as crianças aprenderem mais

O prefeito Colbert Martins Filho (foto) enfatizou que “é importante, necessário e possível fazer o acompanhamento do aluno em tempo integral, o que já acontece em várias escolas públicas e privadas do país”. De acordo com o chefe do executivo, “este é um investimento para que as crianças possam aprender cada vez mais e melhor, além ser um ponto de ligação direta entre a escola e a família”.

Participaram do ato os familiares e alunos de algumas unidades escolares, os secretários Valdomiro Silva (Comunicação), Mário Borges (Chefe de Gabinete), Nau Vasconcelos (Relações Institucionais), os vereadores Luiz Augusto da Conceição, Gilmar Amorim, e Gerusa Sampaio.

  •  

Divulgado edital de retificação do concurso para professores

24/10/2018, 8:46h

Divulgado nesta terça-feira, 23, o edital de retificação do concurso público para professores da Rede Municipal de Educação. O documento retifica o resultado divulgado em 28 de setembro de 2018 e apresenta a lista de candidatos classificados na primeira etapa – prova objetiva – e que terão a prova de redação corrigida. A lista pode ser consultada no endereço eletrônico da empresa responsável pelo concurso: www.aocp.com.br.

A relação também pode ser consultada no Diário Oficial Eletrônico da Prefeitura de Feira de Santana, edição nº 846, desta quarta-feira, disponível através do link: http://www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br/.

A prova de redação, de caráter eliminatório e classificatório, será avaliada de acordo com as disposições do item 13 do edital de abertura nº 001/2018.

  •