SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Quem for à Feira do Livro deve conjugar "economizar" em todos os tempos

23/1/2019, 8:31h

O verbo economizar conjugado em todos os seus tempos e o substantivo feminino pechincha são companhias de quem vai à Feira do Livro à procura de volumes em boas condições de uso. Todos os dias centenas de pessoas apresentam as listas das escolas aos vendedores. Nem sempre levam para casa o que buscam. Mas quando encontram sabem que a economia é certa – em relação às livrarias.

Edson Araújo tem três filhos em idade escolar. Há alguns anos vai à feira procurar os livros indicados pela escola. “E a economia, em relação às livrarias, varia de 60% a 70%”, aponta. Ele também leva volumes usados no ano anterior para o escambo. Mas neste ano, com base na quantidade que levou para a casa dele, não teve muita sorte na troca. “As pediram edições mais recentes. Vão ficar lá, jogado, sem uso”.

Antes de ir à feira, os pais devem fazer uma pesquisa nas livrarias. Assim ficarão cientes da diferença de preços. Uma das regras da feira é pedir desconto, exercitar a arte da pechincha. Qualquer desconto, em relação ao primeiro valor apresentado, vale à pena. E, sem pressa, dar uma olhadinha nas bancas. Um dos segredos da boa compra é conversar com os vendedores. Comparar preços.

“Sabendo quais os preços, deve-se buscar os livros em melhores condições”, diz Karina Lima, outra frequentadora antiga da Feira do Livro. “E sempre economizo alguma coisa”. A “coisa” gira em torno de 40%, 50%, caso a compra fosse efetuada numa das livrarias. As vendas na avenida serão feitas até o início de março.

A comerciante Thaís Lopes disse que a possibilidade de diminuir os gastos escolares a levaram à feira. Apenas com um dos filhos – tem dois na escola – teria que desembolsar cerca de R$ 1,5 mil em livros. “Aqui espero comprar os livros dos dois e economizar algum dinheiro. Sempre compro aquelas que estão em boas condições”.

  •  

Rede Municipal de Educação tem capacidade para matricular 15 mil novos alunos

22/1/2019, 9:50h

Com disponibilidade de 15 mil vagas para novos alunos, a matrícula da Rede Municipal de Educação começou nesta segunda-feira, 21, e segue até esta sexta-feira, 25. Neste ano, a rede possui capacidade para atender 55 mil estudantes, sendo que destes, 40 mil são alunos da casa que já renovaram a matrícula. Conforme o calendário para 2019, o ano letivo inicia no dia 11 de fevereiro e encerra em 20 de dezembro.

Para realizar a matrícula, os pais ou responsáveis devem se dirigir até a escola escolhida e verificar a disponibilidade de vagas. Caso a unidade de ensino já tenha atingido o limite da capacidade de alunos, os responsáveis podem inserir o nome do estudante na lista de espera que será encaminhada para a Secretaria Municipal de Educação. A partir dela, os alunos serão redirecionados para escolas próximas que dispõem de vagas.

“Adotamos este novo processo da lista de espera em 2019 para facilitar a procura por vagas. Nem sempre é possível encontrar na escola desejada, mas a Seduc pretende acelerar o redirecionamento para outras unidades de ensino com base nestas listas”, explica Lenio Lins, chefe da Divisão de Informações Educacionais da Seduc.

Como nos anos anteriores, a matrícula para alunos de Educação Infantil segue a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), artigo 6º da Lei nº 12.796, que prioriza os alunos entre quatro e cinco anos, pois estes devem obrigatoriamente estar na escola. Para crianças entre um e três anos serão disponibilizadas caso sobrem vagas remanescentes nos Centros Municipais de Educação Infantil.

A escola municipal com maior capacidade - cerca de 3 mil alunos- , o Centro Integrado De Educação Municipal Professor Joselito Amorim, realizou mais de 200 matrículas apenas na manhã desta segunda-feira. “Começamos o atendimento antes do horário, organizamos a fila e distribuímos senhas. O processo está sendo tranquilo e temos vagas para todas as séries”, relata a diretora, Marta da Graça Lima.

Para Arielly Adorno, matricular a irmã mais nova, Railia Adorno, de 11 anos, foi uma experiência tranquila. “Ela passou do Ensino Fundamental I para o Ensino Fundamental II, precisamos trocá-la de escola e não precisamos esperar muito para conseguir garantir a matrícula no Joselito Amorim”, relata.

Para realizar o procedimento, precisam ser entregues os seguintes documentos: histórico escolar (original); cópia da certidão de registro civil ou da cédula de identidade, uma foto 3x4 recente; para o estudante beneficiário do programa Bolsa Família, cópia do cartão em nome do pai, mãe ou responsável legal; para estudantes da Educação Infantil, cópia do cartão de vacinação atualizado e cópia do comprovante de residência atualizado. Os documentos originais também devem ser apresentados no ato da matrícula para fins de conferência.

  •  

Matrícula na rede municipal para aluno novo será entre os dias 21 e 25

19/1/2019, 9:9h

As matrículas para alunos novos à rede municipal serão abertas na próxima segunda-feira, 21, e encerradas na sexta-feira, 25. Neste ano, o município está ofertando 50 mil vagas nas suas 217 unidades, divididas em todas as séries. Até o final da tarde desta sexta-feira, 18, se matriculou quem previamente se cadastrou no Sistema Integrado de Educação.

Considera-se nova matrícula o ingresso ou regresso de estudante à Rede Pública Municipal de Ensino, em qualquer etapa, ano ou estágio da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos.

Estas matrículas deverão ser efetuadas na unidade escolar onde o aluno pretende estudar. No ato da nova matrícula, os estudantes maiores de 18 anos, pais ou responsáveis deverão apresentar o Histórico Escolar (original), cópia da Certidão de Registro Civil ou da Cédula de Identidade, com o respectivo original, para fins de conferência e uma fotografia 3x4 recente.

Para o estudante beneficiário do Programa Bolsa Família: cópia do cartão em nome do pai, mãe ou responsável legal, com o respectivo original e para os estudantes da educação infantil, cópia do Cartão de Vacinação atualizado, com o respectivo original e cópia do comprovante de residência atualizado, com o respectivo original.

Estudantes com idade superior a 15 anos deverão ser matriculados na EJA (Educação de Jovens e Adultos), exceto os das unidades escolares localizadas na zona rural e que não ofereçam EJA e os que possuem deficiência, transtornos globais do desenvolvimento (TGD) e/ou altas habilidades/superdotação. Os menores de 15 anos não poderão ser matriculados em curso de EJA.

Maiores informações – como entrega de documentação – o interessado pode ver na edição do dia 1º de dezembro do www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br.

  •  

Chefe de Gabinete assume interinamente a Secretaria de Educação

17/1/2019, 8:57h

A Secretaria Municipal de Educação está sob novo comando nos próximos 13 dias. Assume interinamente a pasta a Chefe de Gabinete Ana Paula de Oliveira Moraes Soto. O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira, 17, no Diário Oficial.

A substituição temporária é por conta de férias da secretária Jayana Ribeiro, no período de 14 a 27 de janeiro. A Chefe de Gabinete vai acumular as duas funções neste intervalo de tempo.

  •  

Feira ocupa o terceiro lugar no ranking de crescimento em investimentos na educação na região nordeste

16/1/2019, 17:14h

Com um crescimento de 8% no investimento em educação no ano de 2017, Feira de Santana angariou a terceira posição no ranking de municípios nordestinos analisados pelo anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Do total de 25 municípios analisados, apenas oito apresentaram aumento no investimento em educação no respectivo período. 

Feira de Santana investiu R$ 273.841.478,36 na educação em 2017. Infraestrutura das escolas, remuneração de profissionais, programas, projetos, formações, fardamentos, merenda e transporte escolar estiveram entre os principais investimentos visando garantir um ano letivo de maior aprendizado e conforto para os estudantes.

O prefeito Colbert Martins Filho observa que este investimento tem sido prioridade para o Governo Municipal nos últimos anos. O Município mantém um histórico de crescimento. De 2013 para 2014, o aumento do investimento foi de 15%; em 2015, a porcentagem foi de 12%. Para 2019, a projeção é que cerca de R$ 290 milhões sejam destinados para a educação.

A chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Educação, Paula Soto, observa que o maior quantitativo de investimento foi em relação ao setor pessoal. Aumento do piso salarial dos professores, mudanças de referência, contratações e diversas formações voltadas para todos os profissionais que atuam na rede. “É o que mais movimenta os nossos investimentos. São estas pessoas que estarão com nossos alunos nas escolas e é um investimento muito importante”, relata.

O “Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil” foi disponibilizado com o apoio de Alphaville Urbanismo, APP 99, BRB, Comunitas, Guarupass, Hauwei, MRV, Prefeitura de Cariacica/ES, Prefeitura de Guarulhos/SP, Prefeitura de Ribeirão Preto/SP, Prefeitura de São Caetano do Sul/SP, Sabesp, Saesa e Sanasa. 

  •  

Matrículas de novos alunos da Rede Municipal Educação começam no dia 21 de janeiro

9/1/2019, 15:17h

Alunos que pretendem ingressar na Rede Municipal de Educação no ano letivo de 2019 têm entre o dia 21 de janeiro, segunda-feira, e o dia 25 de janeiro, sexta-feira, para realizar a matrícula nas escolas municipais. 

Os estudantes que já frequentavam aulas em unidades de ensino municipais em 2018 tiveram até o último dia 21 de dezembro para confirmar a permanência e assegurar a vaga. Entre os já confirmados e novos, a rede tem disponibilidade para atender até 50 mil alunos.

As datas e demais orientações sobre a matrícula foram divulgadas na portaria de nº 42/2018, publicada no dia 1º de dezembro, na edição nº 876, do Diário Oficial Eletrônico de Feira de Santana.

A Rede Municipal de Educação conta com 217 escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II, distribuídas pelos bairros e distritos de Feira de Santana.

Os concluintes do grupo 5 nos Centros Municipais de Educação Infantil terão asseguradas vagas em unidades escolares da Rede, no 1º ano do Ensino Fundamental.

Para efetuar a matrícula, os pais ou responsáveis devem se dirigir à escola onde pretendem conseguir a vaga. Para realizar o processo, precisam ser entregues os seguintes documentos: histórico escolar (original); cópia da certidão de registro civil ou da cédula de identidade, uma foto 3x4 recente; para o estudante beneficiário do programa Bolsa Família, cópia do cartão em nome do pai, mãe ou responsável legal; para estudantes da Educação Infantil, cópia do cartão de vacinação atualizado e cópia do comprovante de residência atualizado. Os documentos originais também devem ser apresentados no ato da matrícula para fins de conferência.

Conforme o calendário para 2019, o ano letivo inicia no dia 11 de fevereiro e encerra em 20 de dezembro. Não há sábados letivos previstos para o próximo período que, conforme orienta a legislação, terá 200 dias letivos. A jornada pedagógica– destinada aos professores – acontece entre os dias 4 e 8 de fevereiro.

Demais orientações sobre a realização da matrícula podem ser consultadas no link: https://www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br/abrir.asp?edi=876&p=1&fbclid=IwAR1Lj9SkOniWRvy-5lhPf6KWk0BjEKERqQ-xqY-V8NU4lom-OQOhI30L4-A, a partir da página 25.

  •  

Prefeitura convoca cem professores aprovados em concurso

7/1/2019, 9:53h

Cem candidatos aprovados no último concurso da Prefeitura de Feira de Santana para os cargos de professores de educação infantil e ensino fundamental foram convocados para nomeação. A lista com os nomes foi divulgada na edição de sábado, 5, do Diário Oficial (http://www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br).

Dos cem convocados para as vagas, 63 são para a área de Pedagogia, 13 para Educação Física, 5 de Língua Portuguesa, 5 de Artes, 4 de Ciências, 5 de Matemática, 4 de História e 4 de Geografia.

Os convocados deverão comparecer ao Departamento de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Administração, situada na avenida Sampaio, 344 – Centro, no prazo de 30 dias, contados da data da publicação da convocação.

Devem apresentar: CPF; Cartão PIS ou PASEP; Identidade; Carteira de Trabalho; Identidade Profissional; Comprovante de Registro expedido pelo Ministério do Trabalho; Certidão de nascimento, se solteiro; ou Certidão de casamento, se casado; Certificado Militar, se do sexo masculino; Título de Eleitor e a comprovação do cumprimento das obrigações eleitorais; uma foto colorida 3x4 recente; Registro Civil dos filhos, se houver; Diploma ou certificado de conclusão de curso, com histórico escolar; Comprovante de residência em nome do candidato; Atestado ou Certidão Negativa de antecedentes criminais;

Os convocados ainda devem declarar expressamente o exercício ou não de cargo, emprego ou função pública nos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, Federal ou Municipal, para fins de verificação do acúmulo de cargos; Declaração de bens e valores que integram o patrimônio ou última declaração de IR/PF (imposto de renda); Comprovante de vínculo como aluno oriundo da escola pública ou bolsista de escola particular, quando for o caso; Comprovação da condição afrodescendente ou indígena será verificada no momento da contratação, mediante a apresentação de documento oficial do candidato ou de parentes por consanguinidade, ascendentes ou colaterais, no qual conste a identificação e a indicação etnorracial; Demais documentos que a Prefeitura Municipal de Feira de Santana achar necessários, posteriormente informados.

De acordo com o edital de convocação, os convocados devem providenciar os exames laboratoriais e complementares. São eles: Exames comuns a todos os candidatos; hemograma completo, sumário de urina, acuidade visual, fundoscopia. Exame específico para todos os candidatos ao cargo de Professor; laringoscopia. Exames específicos para todas as candidatas do sexo Feminino; avaliação ginecológica, colposcopia, citologia, microflora. Exames específicos para candidatos convocados com mais de 40 anos; glicemia em jejum, tonometria, eletrocardiograma. Exame específico para candidatas convocadas, com mais de 40 anos, do sexo feminino; mamografia. Exames específicos para candidatos convocados, com mais de 40 anos, do sexo masculino; antígeno prostático específico (PSA).

  •  

Programa AABB Comunidade já ofereceu atividades socioeducativas a 1.800 crianças e adolescentes

28/12/2018, 8:29h

Aproximadamente 1.800 alunos foram atendidos pelo AABB Comunidade desde que o programa foi estabelecido em Feira de Santana, no ano 2000, em parceria com a Prefeitura. A iniciativa tem foco na integração entre a família, escola e a comunidade.

O programa atende a estudantes das redes municipal e estadual, dos 7 aos 17 anos; oferece atividades extracurriculares com foco na leitura, escrita e produções artísticas principalmente para aqueles que apresentem dificuldades no processo de aprendizagem.

Cerca de 70% dos alunos atendidos são da Rede Municipal de Educação. Neste ano, das sete escolas atendidas, cinco são municipais: Diva Matos Portela, Margarida Lisboa de Oliveira, Doutor Cícero Carvalho, Elizabeth Johnson e Luís Alberto da Associação União e Força.

Ao longo de todo o ano letivo, cerca de 100 alunos frequentaram as atividades na sede da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no contraturno das aulas regulares; eles participam ainda de diversas atividades pedagógicas e esportivas, como natação, capoeira, voleibol, futsal, recreação e dança.

Aprendem muito nas atividades

Para Liliane Sandes (foto), professora da Rede Municipal e coordenadora do programa, o impacto do Programa AABB Comunidade na vida dos alunos é muito positivo. “Além do reforço concentrado nas dificuldades de aprendizagem, eles aprendem muito também nas demais atividades”, avalia.

Ivamara Bastos, chefe da Divisão de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação, diz as ações do programa favorecem o incentivo à leitura e também à cidadania. “Por conta delas, muitos estudantes acabam descobrindo habilidades esportivas e também desenvolvem maior gosto e compromisso para com suas responsabilidades escolares”, aponta.

Felipe melhorou as notas e fez novos amigos

Felipe Clay Coelho Santos, de 8 anos, aluno do 2º ano da Escola Municipal Doutor Cícero Carvalho, do bairro Jardim Cruzeiro, conta que conseguiu mais do que melhorar suas notas a partir do programa. “Eu fiz muitos amigos. Na escola, eu me relaciono mais com o pessoal da minha turma, e aqui eu estudo com amigos maiores”, conta.

Sua mãe, Fernanda Santos, diz ter percebido mudanças no comportamento da criança pelo bom relacionamento com os demais. “Ele tem um irmão, mas que já está com 19 anos, e cursando faculdade. Então, ele acabava ficando só, era muito agitado; agora está mais calmo”, relata. Fernanda também está satisfeitas pelas notas de Felipe, cada vez melhores.

  •  

Divulgado resultado do sorteio de vagas para Escola Básica da UEFS

21/12/2018, 16:38h

Foi divulgado nesta sexta-feira, 21, o resultado do sorteio público de vagas para novos alunos do Centro de Educação Básica da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) para o ano letivo de 2019. O resultado pode ser conferido no site da Universidade – www.uefs.br.

As matrículas serão realizadas nos dias 8 e 9 de janeiro das 08:00 às 11:30 e das 13:30 às 17:00, no prédio da unidade de ensino, situado à Avenida Transnordestina, s/n, bairro Novo Horizonte.

Caso haja uma segunda convocação, o resultado desta será divulgado no dia 11 de janeiro de 2019. Ao todo, 136 vagas foram disponibilizadas para Educação Infantil (Grupos 4 e 5) e Ensino Fundamental I e II (1º ao 9º ano). 

  •  

InterEduc realizou 3526 atendimentos com alunos da Rede Municipal de Educação em 2018

21/12/2018, 7:40h

Foram 3526 atendimentos realizados pela equipe de profissionais que atuam no Centro Interprofissional de Apoio Educacional Marliete Santana Bastos (InterEduc), ao longo de 2018, com 306 estudantes da Rede Municipal de Educação. O equipamento oferece atendimentos pedagógicos, psicopedagógicos, oficinas de arte e música e também atendimento para alunos com deficiência auditiva e visual.

Cinquenta e três pais e/ou responsáveis também foram contemplados neste ano pelo projeto Escola de Família, que oferece atividades de música, artes, palestras com psicólogas e visa obter maior integração entre as instituições escolares e famílias, com vistas à ressignificação no processo da aprendizagem dos estudantes.

Na última sexta-feira, 14, pais, responsáveis, estudantes atendidos e a equipe do InterEduc participaram de uma confraternização marcando o encerramento das atividades deste ano.

Os Núcleos de Deficiência Visual e Surdez do equipamento começaram a funcionar neste ano. A coordenadora do InterEduc, Isabela Carvalho, ressalta a importância das gestoras das escolas encaminharem os alunos com essas deficiências ao órgão para que possam receber atendimento especializado.     

Avanços obtidos com os alunos em diversos aspectos

De forma geral, ela destaca os avanços obtidos com os alunos em diversos aspectos. “São nítidos os desenvolvimentos deles: motores, linguísticos, cognitivos, de memória e atenção, entre outros. Há uma melhora de postura no ambiente escolar e familiar também; maior motivação, elevação da autoestima e segurança diante dos desafios propostos”, explica.

Ao longo do ano, 320 professores auxiliares da Rede - que atendem alunos com deficiência – participaram da Formação Continuada para Professores Auxiliares da Educação Especial (Forprae), que trata de atribuições do professor auxiliar e conhecimentos acerca da fundamentação legal e teórica da Educação Inclusiva.

Também foram realizados 23 encontros do Programa de Formação de Professores para a Escola Inclusiva (Proei) com a participação de 15 professores de salas regulares da Rede Municipal de Educação e do InterEduc; seus principais objetivos são: a promoção do estudo sistematizado de temáticas acerca da Educação Especial; e a difusão do conhecimento e da troca de experiências pedagógicas, visando um olhar investigativo para desenvolver estratégias de atuação em sala de aula.

130 profissionais de educação da Rede, dentre professores regulares e de Salas de Recursos Multifuncionais, coordenadores pedagógicos e gestores, também receberam orientação e devolutivas pedagógicas da equipe do InterEduc acerca de seus alunos que recebem atendimento da instituição – sobre metodologias inclusivas a serem utilizadas, entre outros pontos.

  •