SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Unidade de Saúde da Família será inaugurada em Santo Antônio dos Prazeres nesta 3ª

2/4/2018, 15:42h

A comunidade do bairro Santo Antônio dos Prazeres será beneficiada com mais uma Unidade de Saúde da Família. O ato de inauguração será realizado nesta terça-feira, 3, às 8h.

Localizada na Rua Charleton, a nova estrutura é composta por ambulatório médico, enfermaria, triagem, sala de observação de pacientes, sala de vacina e procedimentos, como curativos e nebulização.

Com esta unidade, o município passará a contar com 114 Equipes de Saúde da Família na Atenção Básica. Outros equipamentos também estão em construção no bairro Campo Limpo e Candeal (Distrito de Matinha).

Nos próximos dias, a Secretaria Municipal de Saúde também irá inaugurar a Unidade de Pronto Atendimento da Queimadinha (UPA), prevista para ser entregue no próximo dia 04.

  •  

Profissionais aprendem sobre novas normas para aplicação e armazenamento da vacina BCG

27/3/2018, 16:45h

Técnicos de enfermagem das Unidades Básicas de Saúde passaram por uma capacitação sobre as novas adequações para aplicação e armazenamento da vacina BCG. O evento aconteceu na manhã desta terça-feira, 27, na Secretaria Municipal de Saúde.

A vacina que estava em desabastecimento, devido problemas na fabricação, já está sendo normalizada. O Ministério da saúde trocou o laboratório responsável pela fabricação, com isso, houve também alteração na dose do imunizante. “A dose que era 0,1 ml, passou a ser 0,05 ml. Continuando da maneira anterior (0,1 ml) apenas para crianças com idade superior a 1 ano”, informa o enfermeiro referência da Rede de Frio, Carlos Henrique Valverde.

Mães não podem interferir na reação da vacina

Outro alerta importante é sobre a lesão causada pela vacina BCG. Por ser uma reação normal, a lesão não pode sofrer interferência. “As mães não devem passar pomada ou cutucar, qualquer atitude dessas pode interromper o processo de cicatrização”, explica Carlos Henrique (foto).

Durante a capacitação, os profissionais foram orientados acerca das reações adversas que podem ocorrer após a aplicação da BCG ou de qualquer outra vacina. Segundo a referência técnica, é importante deixar o paciente consciente sobre o retorno a unidade para notificar qualquer ocorrência. ”Algumas pessoas apresentam manchas avermelhadas. Neste caso ou em casos mais graves, devemos seguir o protocolo”, ressalta.

Além do manejo, outro cuidado imprescindível é o armazenamento correto dos imunizantes. A temperatura do frio na geladeira da unidade deve ser observada com frequência e reiniciada no termômetro sempre que necessário. “Isto garante que o desperdício de doses seja evitado”, alerta.

  •  

Com um mês de tratamento contra tuberculose, paciente tem melhoras

26/3/2018, 8:26h

Com um mês de tratamento contra a tuberculose, o paciente Luciano Santana (foto - recebendo atendimento) compareceu na sexta-feira, 23, ao Centro Especializado Dr. Leone Coelho Lêda (CSE) para participar de um café da manhã oferecido para as pessoas em tratamento. Ele aproveitou o momento para pegar o resultado dos exames de rotina e fazer uma consulta.

Ao ser atendido pela enfermeira, ele relata não sentir mais alguns dos sintomas da doença, como febre, tosse, dores no peito e rins. Mas outros sintomas ainda persistem. “Sinto dores nos braços e nas pernas”, informa.

O que tem o ajudado no tratamento é a assistência social do Programa de Controle à Tuberculose, através da oferta mensal de uma cesta básica. Ele relata que conseguiu ganhar quase quatro quilos após a assistência. “Estou pesando 52 quilos. A alimentação no horário também me ajudou muito, antes eu não me alimentava bem”, afirma Luciano Santana, que se diz acolhido pelo programa.

Para um alcance mais rápido de cura, Luciano diz ter ciência que precisa abandonar o cigarro. “Eu ainda fumo três cigarros por dia, sei que não é saudável, mas mesmo assim eu tenho a esperança da cura”, relata.

Como a tuberculose é uma doença altamente contagiosa, a família do paciente também foi orientada a realizar o teste de baciloscopia. É uma orientação do programa para garantir maior controle do vetor.

Devemos quebrar o preconceito, afirma enferemeira

Segundo a enfermeira da SMS, Maria Yaná Freitas (foto), apesar dos altos índices de transmissão da doença, a tuberculose tem cura e para isso é necessário a colaboração tanto do paciente em tratamento quanto o incentivo do profissional. “O que não tem cura é o preconceito em relação a doença. Por isso, devemos nos integrar para combater a transmissão da doença”, afirma.

  •  

Cuidados com a saúde bucal devem iniciar na infância

23/3/2018, 8:45h

Pais devem ficar atentos para escovação dental adequada nas crianças, principalmente em regiões de difícil acesso, onde as crianças, pela coordenação motora ainda em desenvolvimento, não conseguem alcançar. A orientação foi dada nesta quinta-feira, 22, na I Ação de Saúde Bucal do Centro de Especialidades Odontológicas do Gastão (CEO), por Rafael D'Aguiar, bucomaxilofacial e gerente clínico da unidade.

A remoção da placa dentária previne evolução de doenças

Durante o evento, Rafael D'Aguiar (foto) ainda ressaltou que a escovação é de extrema importância para a manutenção e o desenvolvimento adequado do sistema estomatognático. Segundo ele, a remoção da placa dentária previne a evolução da doença da cárie, assim como da doença periodontal, que acomete os tecidos de sustentação dos dentes. “Fazendo a escovação correta evitamos a perda precoce dessas unidades que são imprescindíveis no desenvolvimento da mastigação, fala e crescimento facial”, informa.

Mãe entende importância de escovar os dentes três vezes ao dia

A estudante, Mirian Santana (foto), entendeu o recado. Em frente ao escovodromo, ela acompanhou a filha Sofia Evely, 3 anos, durante a escovação supervisionada. Os movimentos corretos e o manuseio da escova foram observados de perto. “Eu não sabia da importância de escovar o dente dela também durante a noite. Hoje estou saindo daqui consciente disso e da necessidade de realizar a escovação três vezes ao dia”, relata.

Temos que aprender a fazer certo, afirma avó

Quem ficou feliz também com as informações passadas, foi Valdete Vieira (foto), ela é avó do pequeno Isaque Moura, 2 anos. “A gente escova os dentes dele em casa, mas não é igual ao profissional. Temos que aprender a fazer certo para a escovação sair perfeita. É uma ação muito importante”, relata.

O evento foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão Odontológica, em parceria com a Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF).

Essas ações são importantes para incentivar o cuidado

Segundo Arilson Pereira (foto), coordenador da Divisão Odontológica, essas atividades são importantes para incentivar o cuidado com a saúde bucal. “Ficamos felizes em oferecer nosso melhor para a população carente, que é o conhecimento. E é isso que a comunidade precisa, além do atendimento odontológico, um pouco de carinho e atenção”, ressalta.

A secretária municipal de saúde, Denise Lima Mascarenhas, esteve acompanhando a ação. No local, ela anunciou que outras atividades já estão sendo planejados. “Daqui sairão outras ações, a próxima será com os dois CEO juntos, porque saúde pública é isso, acolhimento, amor e compromisso. Essa é a bandeira do governo municipal, levar saúde com qualidade para as pessoas”.

  •  

Dezenas de pessoas atendidas na primeira noite do mutirão de consultas médicas em Feira

22/3/2018, 19:44h

Cerca de 100 pessoas, devidamente agendadas, compareceram para atendimento no primeiro dia do Hora da Saúde, programa da Secretaria Municipal de Saúde para contemplar as pessoas que aguardam consultas em várias especialidades médicas. O serviço está sendo prestado no Hospital Dom Pedro de Alcântara, no período de 18 às 22 horas, dias de terça, quarta e quinta-feira.  

Quem estiver na fila de espera por consultas com especialistas deve procurar a Unidade de Saúde da Família ou a Unidade Básica de Saúde de sua região até o dia 26 de março. Para a marcação é necessário ter em mãos a guia de exames, documento de identidade com foto, comprovante de residência, cartão de saúde da família e cartão SUS. 

Em face da dificuldade de contratação para várias especialidades médicas, a Prefeitura de Feira de Santana está organizando este mutirão noturno. O objetivo é zerar a fila de espera. As pessoas que já estão com seus nomes na lista das diversas unidades de saúde devem retornar a esses locais, que já se encontram fazendo o agendamento da data de atendimento. Somente os cidadãos que já fazem parte da relação de espera vão ter a prioridade. 

Espera-se que  três mil pessoas sejam beneficiadas com o atendimento do programa Hora da Saúde, o mutirão que prevê consultas à noite em  cinco especialidades - gastroenterologia, dermatologia, endocrinologia, angiologia e reumatologia. 

Paciente agendado deve chegar meia hora antes

As pessoas não devem chegar com muita antecedência ao Hospital Dom Pedro de Alcântara, para o atendimento das consultas médicas noturnas, recomenda a secretária de Saúde do Município, Denise Mascarenhas (foto). “Se chegar cedo demais, vai esperar muito tempo desnecessariamente, pois uma vez agendado o atendimento, ele será feito entre as 18 e 22 horas”, diz ela. Meia hora antes do agendado, está satisfatório.

Atendimento na marcação da consulta é elogiado

A dinâmica para a marcação da consulta no programa Hora da Saúde foi elogiada por Adeilda dos Santos (foto), doméstica, e também usuária da Unidade Básica de Saúde Cassa. “Recebi o telefonema das enfermeiras informando dia e horário da marcação, bem atenciosas”, ressalta. Ela estava na fila há dois meses para consulta com gastroenterologista, e foi a primeira paciente a receber atendimento.

Ao adentrar a sala, Adeilda é cumprimentada pelo gastroenterologista, Victor Galvão. “Boa noite, seja bem vinda dona Adeilda. Em que posso ajudá-la?” pergunta o médico. Aos poucos, ela vai explicando que há uns seis meses vem sentindo dores no estômago. Imediatamente o profissional começa a investigar o caso, entre outras perguntas, ele procura saber sobre a alimentação da paciente e o momento em que as dores costumam aparecer.

Adeilda dos Santos, possui refluxo, o especialista dá todas as orientações necessárias e o receituário para o tratamento. Satisfeita ela elogia o atendimento. “Só tenho a agradecer, obrigada”.

  •  

Programa Municipal de Hepatites não funciona nesta sexta

22/3/2018, 16:29h

O Programa Municipal de Hepatites Virais não irá funcionar nesta sexta-feira, 23, devido mudança para novo endereço. Os usuários serão atendidos a partir da próxima segunda-feira, 26, no Centro de Saúde Especializado Dr. Leone Coelho Lêda, localizado na Rua Professor Germiniano Costa.

O horário de atendimento não sofrerá mudanças, sendo mantido das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira. Atualmente, o serviço presta assistência a 188 portadores da hepatite B e 99 da hepatite C.

Entre os serviços ofertados estão consultas com hepatologista, nutricionista, psicólogo e atendimento de enfermagem. Testes rápidos, sorologias para o diagnóstico de hepatites e exames laboratoriais também são realizados, além do tratamento da doença.

  •  

I Ação de Saúde Bucal no Ceo do Gastão, nesta quinta-feira

21/3/2018, 21:2h

 

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Divisão Odontológica, realizará nesta quinta-feira, 21, a I Ação de Saúde Bucal no Centro de Especialidades Odontológicas do Gastão (CEO). O evento visa ofertar para toda comunidade serviços gratuitos e educação em saúde.

A programação que iniciará às 9h, contará com escovação supervisionada, distribuição de kit’s de higiene bucal, palestras, sorteio de brindes e espaço kids.

“Qualquer pessoa pode participar do evento, seja criança ou adulto. Contamos com a presença de toda comunidade”, ressalta Ariella Covas, supervisora da Divisão Odontológica.

  •  

Unidade de Pronto Atendimento da Queimadinha vai ser inaugurada no dia 4 de abril

20/3/2018, 14:59h

Completamente equipada com o que há de mais moderno na área hospitalar, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Queimadinha será inaugurada no dia 4 de abril. Contando com 1,7 mil metros quadrados de área útil, o equipamento tem o perfil de um mini hospital e vai prestar atendimento ininterrupto durante 24 horas, priorizando a demanda da zona leste da cidade.

A unidade vai assegurar serviços de urgência e emergência, com dois médicos clínicos e um pediatra, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares. Contará também com sala de raios-X e laboratório, sala de observação feminina, sala de observação masculina, sala de urgência, sanitários, sala de macas, plantão feminino e masculino, sala de estar do plantonista, esterilização, lavagem / descontaminação, circulação e necrotério.

O equipamento hospitalar também conta com recepção, sala de reidratação, sala de inalação, sala para gesso, sala para sutura / curativo, enfermagem, sala de urgência, sala de observação pediátrica, ambulância e espera.

Consta ainda de suas dependências uma sala de utilidades; setores para roupas limpas e roupas sujas; almoxarifado; sanitário de funcionários; vestuário; sala de coleta; sala de ECG; consultórios de exame clínico; assistente social e sala administrativa.

“Avanço na Saúde de Feira”

“Esta unidade representa um avanço para a saúde pública de Feira de Santana, porque vai cobrir as necessidades de vários bairros populosos da região leste da cidade”, ponderou a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas.

Ela frisou que o equipamento, mais amplo e mais bem equipado, “se encontra numa localização privilegiada da cidade,  e vai compor um complexo de saúde, com o Hospital Dom Pedro de Alcântara e a Unacon”.

O ato de inauguração vai ocorrer às 18h. A UPA da Queimadinha está localizada na rua João Durval Carneiro. 

  •  

Mulher deve ter cuidado com reposição hormonal, um dos fatores de risco do câncer

20/3/2018, 10:1h

Além do histórico familiar, a mulher, quando não tem filho ou passa por uma gravidez tardia, usa anticoncepcional, faz doses altas de reposição hormonal, deve considerar que se encontra sob fatores de risco, em se tratando do câncer de mama e do colo de útero. A advertência é do oncologista Samuel Fonseca. Ele palestrou sobre o assunto em uma capacitação para profissionais de saúde no encerramento da programação alusiva ao Mês da Mulher, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, em Feira de Santana.

Os profissionais foram advertidos, pelo oncologista, de que a menarca precoce e a menopausa tardia também são fatores de risco para o desenvolvimento da doença. Segundo o médico, isto é decorrente do tempo de contato que a mulher tem com o estrogênio.

Igualmente, o consumo de álcool ou o uso do cigarro colocam a mulher em uma situação de risco para o desenvolvimento de câncer de mama e do colo de útero, de acordo com o médico. “Não fumar, não beber álcool, praticar exercícios físicos e se proteger do sol reduz em 50% o risco de qualquer tipo de câncer”, disse Samuel Fonseca, para o público reunido no Auditório Dr. João Batista Cerqueira, na sede da Secretaria de Saúde.

Homens representam 1% dos pacientes atendidos na Unacom

Homens também correm o risco de desenvolver câncer de mama. O oncologista Samuel Fonseca (foto) informa que na Unacon, clínica especializada no tratamento de câncer vinculada a Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana, há cinco pacientes do sexo masculino  em tratamento deste tipo de câncer, mais comum entre as mulheres. “Esse número  representa 1 por cento do total dos casos atendidos no equipamento, o que já é um motivo para ficarmos atentos”, afirma.

Doenças começam no corpo espiritual, afirma terapeuta holístico

“As doenças tem início no corpo espiritual, se projetam na mente, refletem nas emoções e por fim se instala no corpo físico”, diz o mestre em terapias holísticas Ney Silva (foto), que também palestrou durante a programação de encerramento do Mês da Mulher, na Secretaria Municipal de Saúde. Mestre em Reiky, ele falou sobre os benefícios dessa e de outras terapias reconhecidas pelo Ministério da Saúde. Segundo ele, as terapias holísticas tem a função de “organizar as energias”.

  •  

Com atendimento no turno da noite, Prefeitura inicia Mutirão de Especialidades Médicas

20/3/2018, 9:21h

Os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que aguardam na fila de espera para consultas com as especialidades de angiologia, endocrinologia, reumatologia, dermatologia e endocrinologia começam a ser atendidos nesta terça-feira, 20, no Ambulatório do Hospital D. Pedro de Alcântara. A iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde visa realizar até três mil consultas para estes pacientes.

Conforme agendamento feito na Unidade de Saúde da Família ou na Unidade Básica de Saúde, os usuários serão atendidos entre o horário das 18h às 22h. Para tanto, é necessário ter em mãos o documento de identidade com foto, cartão SUS, cartão de saúde da família e comprovante de residência.

“Serão aproximadamente 500 consultas somente para este fim do mês de março”, informa a secretária de saúde, Denise Lima Mascarenhas, ressaltando que a otimização do serviço irá diminuir a fila de espera.

Pacientes receberão todas orientações no local de atendimento

Outra novidade, é que os usuários terão seus exames autorizados no próprio local do mutirão. Segundo o coordenador médico, Rodrigo Matos (foto), a SMS irá disponibilizar equipe de profissionais no local para fazer todas as orientações, tanto do encaminhamento para exames, como da marcação de consulta de retorno.

As pessoas que ainda aguardam na lista de espera, tem até o dia 26 de março para se dirigir a Unidade de Saúde e confirmar o agendamento.

  •