SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Mais 72 professores aprovados no concurso público nomeados

18/2/2019, 19:25h

Mais 72 professores aprovados no concurso público para atuar na Educação Infantil e no Ensino Fundamental II da Rede Municipal de Educação foram nomeados este sábado, 16. A relação foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do Município, de acordo com a área de atuação de cada profissional.

Foram nomeados 51 pedagogos, cinco professores de Educação Física,  cinco de Matemática, quatro de Ciências, três de Língua Portuguesa e três de História. O decreto de nomeação pode ser acessado no link: http://www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br/, na 942ª edição do diário, das páginas 1 a 3.

  •  

Rede Municipal vai ganhar três novas creches e reforma 20 escolas

15/2/2019, 17:39h

A Rede Municipal de Educação de Feira de Santana começa o ano letivo de 2019 com diversas obras em andamento. Estão em construção três novos centros municipais de Educação Infantil, que também são chamados de creches, localizados nos bairros Aviário, Asa Branca e Sitio Mathias; e ainda duas escolas de ensino fundamental, localizadas no distrito de Maria Quitéria, e outra, no bairro Brasília. Além destas, 20 escolas estão em reforma.

Os novos CMEI´s seguem o padrão arquitetônico das creches da Rede Municipal de Educação, com oito salas de aula, sala de leitura, de multimídia, biblioteca, diretoria, secretaria, sala de reunião/professores, almoxarifado, copa, cozinha, lavanderia, área de serviço, depósito, sala para perecíveis, rouparia, vestiários, lactário, repouso, solário, parquinho para recreação, anfiteatro, refeitório e os sanitários.

A Escola Municipal Adenil da Costa Falcão, do bairro Brasília, que foi municipalizada, também ganhará um novo prédio – que está sendo construído ao lado do Centro Municipal de Educação Infantil Luzia de Almeida Souza, no bairro Irmã Dulce.

Já a nova escola do distrito de Maria Quitéria será de grande porte e conta com dez salas de aula. Localizada em região quilombola, a unidade de ensino terá refeitório, ginásio de esporte coberto, auditório, biblioteca, sanitários, secretaria, diretoria e salas de reunião.

Reformas

Vinte unidades de ensino estão em reforma e outras 31 estão recebendo serviços de pequeno porte. Dentre aquelas que estão sendo recuperadas estão a Julieta Frutuoso de Araújo, do distrito de Tiquaruçu; Doutor Francisco Martins da Silva, de Maria Quitéria; Centro Municipal de Educação Infantil Marília Queiroz Silva, do bairro Nova Esperança; e o Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim (centro), que ganhou uma nova sede e está quase pronto. Dessas escolas, várias estão sendo ampliadas.

Também passam por reformas de menor proporção as escolas Horácio Silva Bastos, no Caseb; Godofredo Coutinho Pereira, também em Tiquaruçu; Valdemira Alves Brito, no Tomba; e Otaviano Ferreira Campos, tanto a escola localizada no Novo Horizonte quanto a do distrito de Ipuaçu – são homônimas. Estas unidades de ensino também estão sendo ampliadas. A Escola Municipal Chico Mendes também passa por uma reforma geral, mas o prédio não aumentará.

Já em relação a pequenos reparos, como serviços de estrutura e pintura geral, foram contempladas as unidades de ensino: Doutor Rubens Carvalho – assim como também seu anexo, na Pampalona; a Maria do Carmo Góes, no distrito de Humildes; Elcida Ramos de Souza, no Jomafa, que acabou de ser municipalizada; Otávio Mansur de Carvalho, no bairro São João; e Áureo de Oliveira Filho, nos Capuchinhos.

Novo Joselito Amorim

O Joselito Amorim passa por uma das maiores reformas estruturais da Rede. Com capacidade para atender mais de um mil alunos, a escola será a primeira a contar com uma cozinha totalmente industrial, além de dispor de um novo jardim sensorial, um auditório, um amplo pátio coberto, rampas para garantir a acessibilidade e refeitório. 

  •  

Escolas municipais já receberam 1.300 cadeiras e carteiras

14/2/2019, 18:40h

Até esta quarta-feira, 13, 1.300 carteiras e cadeiras foram enviadas às escolas da Rede Municipal de Educação que registrou um incremento de 8% na matrícula em relação a 2018. Até o momento o número de estudantes matriculados – as escolas que dispõem de vagas ainda estão recebendo alunos – é de 49.509. Ano passado, a Rede atendeu a 46 mil alunos. A entrega dos itens vem sendo feita desde janeiro.

O aumento, de acordo com a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, se justifica pela crescente busca pelas unidades de ensino; os alunos que concluíram o 5º do Ensino Fundamental e não deixaram as escolas municipais, como acontecia no passado; o movimento de alunos que vieram das escolas estaduais; e finalmente, a municipalização das cinco escolas estaduais.

Além dos móveis disponíveis no próprio estoque, a Secretaria de Educação remanejou cadeiras de escolas onde havia sobra. Aquele número do primeiro parágrafo – 1.300 carteiras – irá aumentar, visto que ainda há relocações entre as escolas que continuam sendo feitas.

Foram distribuídas 651 carteiras universitárias para destro e 64 para canhotos; 274 cadeiras verdes de resina; 160 carteiras universitárias de resina para destros; 35 conjuntos infantis – compostos por quatro cadeiras e uma mesa; e dez carteiras de resina para canhotos.

Além destes móveis, foram distribuídas ainda 210 mesas para computador, 41 para impressora e cinco mesas para cadeirantes.

A Secretaria Municipal de Educação também adquiriu emergencialmente nesta quinta-feira, 14, 200 carteiras, que vão suprir a carência de três escolas: Áureo de Oliveira Filho (50 unidades), José Tavares Carneiro (50 unidades) e Centro de Educação Monteiro Lobato (100 unidades). 

As escolas estaduais que foram municipalizadas – passaram a integrar a Rede Municipal este ano – foram: Padre Giovanni Ciresola, do bairro Cidade Nova; Ecilda Ramos de Souza, do bairro Brasília; Ernestina Carneiro, da Rua Nova; Eduardo Fróes da Motta, Brasília; e Monsenhor Mário Pessoa, Cidade Nova.

NOVA LICITAÇÃO

Uma licitação para aquisição de 2 mil carteiras em fórmica já foi autorizada pelo prefeito Colbert Martins da Silva. Está marcada para o próximo dia 27 de fevereiro; um segundo processo licitatório, para compra de mobiliário em resina, está em tramitação. Esta prevê a aquisição de mais 14.000 cadeiras universitárias, 1.600 conjuntos infantis – compostos por seis mesas e seis cadeiras, cada e 400 cadeiras infantis para reposição.

  •  

Força-tarefa da Seduc já distribuiu cinco toneladas de alimentos da merenda escolar

13/2/2019, 18:33h

Mais de cinco toneladas de diversos itens da merenda escolar e cerca de 600 carteiras foram distribuídos entre terça  e quarta-feira,  em unidades da Rede Municipal de Educação em Feira de Santana. A Secretaria de Educação realiza uma força-tarefa para abastecer as escolas e superar problemas verificados neste início de ano letivo.

Carne, charque, arroz branco, feijão, macarrão, açúcar, farinha de milho e de tapioca, café, biscoitos doce e cream cracker, entre outros itens, foram entregues em dezenas de escolas. Durante esses dois dias, nove veículos de médio e grande porte da Secretaria Municipal de Educação intensificaram a entrega a fim de dar cobertura às escolas tanto da sede quanto da zona rural.

As escolas estão recebendo também produtos de hortifruti, como cenoura, cebola, tomate, pimentão, etc., e polpas de frutas – itens da agricultura familiar. Com relação às carnes, o prazo para término da distribuição é a próxima terça-feira, 19.

Creches e pré-escolas foram priorizadas na primeira etapa da distribuição. Com exceção da carne, cuja entrega é feita pelo próprio fornecedor, todas as 217 unidades de ensino da Rede devem receber os demais itens até esta sexta-feira, 15.

Nove rotas de entrega serão cumpridas nesta quinta-feira, 14, contemplando aproximadamente 60 escolas. Várias delas ainda dispunham de determinados itens da merenda em estoque.

Quanto ao déficit de carteiras verificado em algumas escolas, a Seduc está providenciando a distribuição de centenas de unidades . Há um processo em andamento para compra de dois mil assentos. “Teremos um ano letivo com muitas boas novidades para as nossas crianças. Enfrentamos algumas dificuldades, neste começo, mas já estão sendo superadas”, diz a secretária Jayana Ribeiro.

 

  •  

Link no site da Prefeitura permite que mães acompanhem frequência e notas de filho

12/2/2019, 9:53h

Link no site da Prefeitura de Feira de Santana serão os olhos eletrônicos das mães dos estudantes matriculados na rede municipal. A ferramenta vai permitir que elas vejam, num click, frequência e notas dos alunos.

Para tanto, todos devem se cadastrar pelo site www.feiradesantana.ba.gov.br. Os espaços dos formulários devem constar os nomes do estudante, da mãe e a data do nascimento do discente.

A interação entre pais e unidades escolares vai contribuir para melhorar o relacionamento entre as partes. Mas não impede que os pais se dirijam às unidades para os contados diretos com professores e diretores.

O acompanhamento periódico e o contato direto entre pais e o corpo docente será positivo nos resultados finais, visto que o rendimento do estudante passa a ser acompanhado em tempo integral.

  •  

Solução para carteiras escolares e itens da merenda está próxima, afirma secretária

11/2/2019, 17:37h

A Secretaria de Educação de Feira de Santana está trabalhando, junto ao Departamento de Licitações e Compras da Prefeitura (DLC), para acelerar o processo de aquisição de carteiras para salas de aula, bem como de alguns gêneros alimentícios da merenda escolar. Esses problemas afetam algumas unidades da Rede Municipal de Educação, que iniciou o ano letivo nesta segunda-feira, 11.

“Estamos buscando, com o DLC, solucionar algumas pendências, que atrasaram licitações. Esperamos, em breve, resolver esses problemas. O objetivo, sempre, é priorizar a educação, mas imprevistos ocorrem no serviço público, especialmente nessa área de compras, onde a burocracia é imensa e há dificuldades de toda natureza”, diz a secretária Jayana Ribeiro.

A Prefeitura adquiriu milhares de carteiras escolares nos últimos anos, mas muitas delas foram destruídas pelos próprios alunos. “Compramos material de qualidade, mas a durabilidade desses móveis é comprometida, infelizmente, com a falta de cuidados”, observa a secretária. 

Medidas estão sendo adotadas pela Seduc visando minimizar as carências de momento. A merenda escolar será normalizada com a conclusão da licitação na área da agricultura familiar, que fornece frutas e legumes para a alimentação dos alunos. Quanto a carteiras, uma quantidade está sendo recuperada no próprio almoxarifado da Seduc,  para suprir uma parte do déficit, enquanto o processo de compra de móveis novos é finalizado.

  •  

Prefeitura realiza importantes reformas em escolas na zona rural

8/2/2019, 9:3h

A comunidade escolar do distrito de Tiquaruçu vai ganhar, neste ano, moderno equipamento estudantil. É que a Prefeitura de Feira de Santana segue com as obras de reforma e ampliação das escolas Joanita Mota e Julieta Frutuoso, em área conjugada, atendendo a demanda de crianças da Educação Infantil – 3 a 5 anos – e do Ensino Fundamental, respectivamente.

Enquanto isso, os serviços seguem a todo o vapor. As estruturas de concreto das novas salas já foram levantadas, bem como o novo sistema hidráulico está concluído. As peças de ferro, que vão compor a cobertura da quadra poliesportiva, já estão sendo posicionadas. Os trabalhos estão a cargo de funcionários da empresa 5M Construções, vencedora da licitação pública.

O mestre de obras Gilberto de Jesus sinaliza que o projeto contempla a construção de salas de aula, sala de informática, brinquedoteca, banheiros adaptados, além da quadra poliesportiva. “Já iniciamos a montagem da cobertura da quadra e logo daremos início ao reboco da estrutura erguida”, afirma o mestre de obras acrescentando que a fachada do conjunto escolar vai seguir o mesmo padrão arquitetônico que vem sendo adotado pelo Município – fachada moderna.

90% dos serviços de alvenaria concluídos na Escola Francisco Martins

Também passando por intervenção, as obras de reforma e ampliação da Escola Municipal Dr. Francisco Martins, localizada no distrito de Maria Quitéria (São José), está com 90% dos serviços de alvenaria concluídos. As paredes para construção da secretaria, de novas salas, dos banheiros e do almoxarifado já foram levantadas. Os trabalhos estão a cargo da empresa GMC Construções e Aluguéis de Máquinas.

O mestre de obras Joel da Silva afirma que “a expectativa é concluir essa obra antes do prazo previsto – inicialmente no mês de setembro”. “Dentro de 15 dias daremos início a instalação da nova cobertura em estrutura metálica”, informa. O equipamento estudantil também vai receber nova fachada com revestimento de pastilha.

A unidade de ensino funciona com o Ensino Fundamental I, nos turnos matutino e vespertino, e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), no período da noite.

  •  

Nomeados 53 professores aprovados em concurso público

6/2/2019, 17:11h

Foram nomeados nesta quarta-feira, 6, 53 professores aprovados no concurso público para cargos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental II da Rede Municipal de Educação. Os nomes foram divulgados no Diário Oficial Eletrônico do município de hoje. Os professores serão empossados nesta sexta-feira, 8, às 9h, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, pelo prefeito Colbert Martins da Silva Filho. Os nomeados devem levar documento de identidade.

Os professores já começam a atuar neste ano letivo, que inicia nesta segunda-feira, 11. Ao todo, foram nomeados 34 pedagogos, cinco professores de Educação Física, quatro de Matemática, três de Língua Portuguesa, dois de Ciências, História e Geografia e, por fim, um de Artes.

A lista com o nome dos candidatos nomeados está disponível no link: http://www.diariooficial.feiradesantana.ba.gov.br/; nas páginas 1 e 2. 

  •  

Currículos devem ser revistos a partir das identidades linguísticas, étnicas e culturais, defende professora

5/2/2019, 17:36h

Para (re)construir os currículos de ensino, as escolas precisam elaborar propostas pedagógicas que considerem as necessidades, as possibilidades e os interesses dos estudantes, assim como suas identidades linguísticas, étnicas e culturais.

O argumento partiu da professora Ana Cristina Pereira, que também é coordenadora do curso de Pedagogia da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), durante a abertura da Jornada Pedagógica, na manhã desta segunda-feira, 4, no Teatro Margarida Ribeiro.

O evento, que reuniu aproximadamente dois mil professores das diversas modalidades ensino, aconteceu concomitantemente em sete locais diferentes; a partir desta terça-feira, 5, segue nas escolas municipais, com as orientações da Secretaria de Educação. O evento vai até sexta-feira, 8.

No Margarida Ribeiro, participaram gestores e coordenadores pedagógicos das 217 escolas da Rede Municipal. Este ano, o eixo central do evento foi exatamente a reconstrução dos objetivos de aprendizagem e sua relação com a práxis pedagógica.

Segundo a professora Ana Cristina – que atuou na equipe de pesquisa da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), do Ministério da Educação – as novas propostas de ensino devem proporcionar aos alunos a produção de saberes nas diversas linguagens, nas ciências humanas e sociais e na matemática.

Ana Cristina argumenta que “a reelaboração do currículo escolar deve tomar o sujeito e suas necessidades como princípio básico, partindo do reconhecimento que a Educação tem um compromisso com a formação e o desenvolvimento integral desse sujeito”.

A garantia do direito à aprendizagem e o desenvolvimento da criança e do adolescente são os principais eixos orientadores da Base Curricular; e a reformulação dos currículos deve acontecer segundo as orientações da BNCC, explicou a professora.

“Existem crianças que saem da Educação Básica sem a formação necessária, sem os conhecimentos de Matemática, Língua Portuguesa e das Ciências. Segundo Ana Cristina, as diretrizes do documento apontam para novas possibilidades didático-pedagógicas e formativas nas diversas áreas do conhecimento.

A pedagoga defendeu ainda que as redes de Educação devem ter autonomia para reescrever as orientações e suas propostas curriculares, de acordo com suas realidades específicas.

Feira de Santana já dispõe dos Cadernos de Objetivos de Aprendizagem para a rede de ensino do município, construídos ao longo do ano passado durante as formações.

Jornada 2019

Em sete locais diferentes, a jornada pedagógica reúne os profissionais de acordo com sua atuação nas modalidades da educação básica – desde a Educação Infantil à EJA, Educação de Jovens e Adultos

Em sua fala, a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, destacou a importância de potencializar o debate fundamentador na Jornada. “É a soma dos olhares que nos leva a um denominador comum. Estamos aqui para aproximar as ideias e discuti-las, construir e reconstruir nossos saberes, e esse processo é contínuo”, argumentou.

O objetivo, explica, é favorecer a discussão do tema central entre os professores cujas experiências são mais próximas e, também, o compartilhamento das vivências e perspectivas relacionadas à abordagem central.

A partir desta terça, 5, e até sexta-feira, 8, o evento segue em cada escola, a partir das orientações da Seduc e sob a coordenação dos próprios gestores escolares.

Nesta segunda, os sete grupos discutiram a temática central do evento e sua relação com assuntos específicos de cada segmento. Os professores que atuam com Educação Infantil, por exemplo, contaram com a palestra “Ganhe asas na Educação Infantil: práticas promotoras de transformação”, proferida pela professora Ana Verena de Araújo.

Já a equipe do Ensino Fundamental - Séries Iniciais abordou as competências socioemocionais”, além de promover rodas de discussão. Os professores do Ensino Fundamental – Séries Finais participaram de uma mesa redonda a partir do tema: “O movimento do currículo na escola: juventudes e diversidade”.

  •  

Jornada Pedagógica da Rede Municipal começa nesta segunda-feira, 4

3/2/2019, 19:49h

Práticas promotoras de transformação na Educação Infantil; competências socioemocionais e o movimento do currículo na escola a partir da sua relação com as juventudes e a diversidade. Estes são alguns dos assuntos que serão discutidos na Jornada Pedagógica da Rede Municipal de Educação, este ano, em palestras e rodas de conversa.

Os assuntos serão abordados dentro da temática geral do evento – “Objetivos de aprendizagem e práxis pedagógica: ação e reflexão na (re) construção do currículo escolar”.

O evento acontece entre os dias 4 e 8 de fevereiro e marca o retorno das atividades para os profissionais da Rede Municipal, além da preparação para o ano letivo, que será iniciado no dia 11 de fevereiro.

Na segunda-feira, 4, a jornada acontece das 8h às 12h e das 14h às 17h, em sete locais diferentes (vide card em anexo). O evento reúne os profissionais de acordo com sua atuação nas modalidades da educação básica – desde a Educação Infantil à EJA, Educação de Jovens e Adultos; distribuídos em sete grupos, os professores vão discutir a temática central do evento e assuntos específicos de cada segmento.

A estratégia visa favorecer a discussão dos temas entre os professores cujas experiências são mais próximas e, também, o compartilhamento das vivências e perspectivas relacionadas à abordagem central. Entre os dias 5 e 8 de fevereiro, a jornada é realizada em cada escola, a partir das orientações da Seduc e sob a coordenação dos próprios gestores escolares.

  •