SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

Moradores do bairro Rua Nova vão ganhar um novo Posto de Saúde da Família

14/5/2018, 18:5h

Dentro de aproximadamente um ano, os moradores do bairro Rua Nova e adjacências passarão a contar com os serviços médicos de um Posto de Saúde da Família (PSF III). A ordem de serviço para a construção do equipamento foi dada pelo prefeito Colbert Martins, na tarde desta segunda-feira, 14.

O espaço vai contar com três consultórios médicos, que vão receber as três equipes de saúde, cada uma composta de um médico, um enfermeiro e um técnico de enfermagem. O PSF também vai contar com atendimento odontológico.

A unidade vai dispor de diversos serviços

De acordo com a chefe de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Valdenice Queiroz (foto), “o PSF também vai dispor de salas de vacinas, procedimentos médicos, curativo, nebulização, arquivo e auditório; testes rápidos, como gravidez, sífilis, consultas médicas e de enfermagem, pequenas emergências, e administração de medicamentos”

Erguida numa área de 430 metros quadrados, entre as ruas Juvêncio Erudilho e a Gonçalo Alves, a unidade de saúde vai custar R$ 650 mil aos cofres públicos. Compareceram ao ato a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas, e o secretário de Desenvolvimento Urbano, José Pinheiro.

  •  

Vacina deixa a gente mais tranquila, diz idosa sobre imunização contra a gripe

14/5/2018, 8:41h

Dona Terezinha Santana, 76 anos, é uma dos 62 idosos que moram no Lar do Irmão Velho, na Santa Mônica, que tomaram a vacina contra a gripe, na manhã deste sábado, 12, Dia D de imunização contra a doença. “Vacinada a gente fica mais tranquila porque gripe em idoso é perigosa, ruim”.

Em Feira de Santana, o dia de vacinação intensiva foi aberta oficialmente no Lar do Irmão Velho, pelo prefeito Colbert Martins Filho, que é médico e tomou a dose anula do imunizante, e a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas. “Entre os grupo prioritários, os idosos são os mais vulneráveis aos riscos de complicações, como a pneumonia”, disse.

Ele também esteve na unidade de saúde da Rua Nova, onde acompanhou a vacinação. Em Feira de Santana, cerca de 140 mil pessoas formam o grupo prioritário. Mas, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde é de 128 mil, que corresponde a 90% deste universo.

Aproximadamente metade da meta já foi atingida

De acordo com Denise Mascarenhas (foto), aproximadamente metade da meta já foi atingida. “Como esforço concentrado deste sábado acredito que este número subirá consideravelmente”. Ela ainda disse que as pessoas devem tomar a vacina porque está a maneira mais eficiente de prevenir a doença.

Vacina mantém controle da gripe entre os idosos

A enfermeira Gersiane Cerqueira, que trabalha no Lar do Irmão Velho, disse que a vacina mantém o controle da gripe entre o pessoal de idade mais avançada. “É uma proteção importante”. A vacinação continuará sendo feita nas unidades até o dia 1º de junho – foi iniciada no dia 23 de abril.

Quem pode se vacinar?

Podem ser vacinados os idosos a partir de 60 anos, portadores de doenças crônicas, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada.

Mais gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional, indígenas, entre outros.

  •  

Dia D de imunização contra gripe será neste sábado

11/5/2018, 14:59h

Acontece neste sábado, 12, em Feira de Santana o dia D de Vacinação Nacional contra a Influenza. Todos as Unidades de Saúde da Família, Unidades Básicas de Saúde e a sede da Secretaria Municipal de Saúde estarão funcionando das 8h às 17h para imunização.

“É imprescindível que as pessoas compareçam com o cartão de vacina, principalmente das crianças para avaliarmos o histórico de imunização”, ressalta o coordenador da Rede de Frio, Carlos Henrique Valverde.

A rede municipal já recebeu quatro lotes da vacina, totalizando 81 mil doses. Até o fim da campanha devem ser imunizadas contra a gripe 128 mil pessoas, que representa 90% do público alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde.

Tem direito a vacina crianças de seis meses até menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, funcionários da área da saúde, indígenas, população e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis – em exceção ao portador da hipertensão sem comorbidade –  e professores da rede pública e privada.

A campanha continua até 01 de junho com programação normal, confira:

Cronograma

Profissionais de Saúde      

23 de Abril a 02 de Maio      

Crianças      

03 de Maio a 12 de Maio      

Gestantes, puérperas e idosos      

14 de Maio a 18 de Maio      

Comorbidades e professores  

19 de Maio a 25 de Maio     

Privados de liberdade e medidas socioeducativas         

 25 de Maio a 01 de Junho      

 
  •  

Com índice 1,6 de infestação, Feira está em alerta quanto a focos do aedes aegypti

10/5/2018, 17:29h

O município de Feira de Santana está em situação de alerta quanto a focos do mosquito aedes aegypti. A medida leva em consideração os dados do mais recente Levantamento Rápido de Infestação do Aedes Aegypti (LIRAa), feito entre 23 e 27 de abril, que apontou um índice de infestação predial de 1,6. O número é considerado de médio risco para o Ministério da Saúde.

Os principais focos de proliferação foram encontrados dentro das residências, sendo destaque o conjunto Sérgio Carneiro com 7,87%. Em seguida aparecem os bairros: Sítio Matias com 6,48%, Parque Ipê apontando 4,48% e Aviário 3,50%. Segundo o coordenador de endemias, Edilson Miranda, nessas localidades os cuidados devem ser redobrados.

“Estamos diariamente trabalhando com bloqueios e visitas as residências, porém a população precisa ajudar, evitando ambientes propícios para a proliferação do mosquito. Pedimos a colaboração das pessoas neste período chuvoso com objetos que possam acumular água parada. É importante que haja este trabalho conjunto”, ressalta.

Devido o número de arboviroses, o LIRAa será feito quatro vezes este ano. Além de fevereiro e abril, o levantamento deve acontecer também nos meses de julho e outubro.

  •  

Unidades Básicas de Saúde voltam a contar com vacina pentavalente

10/5/2018, 16:9h

A partir desta quinta-feira, 10, a Secretaria Municipal de Saúde começou a distribuir 2 mil doses da vacina pentavelente para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Cassa (situada no bairro Capuchinhos), Caseb I, Jardim Cruzeiro, Serraria Brasil e CSU (no bairro Cidade Nova). O imunizante que estava em falta devido um desabastecimento no laboratório do Ministério da Saúde, chegou ao município no final da tarde desta quarta-feira, 9.

Neste primeiro momento, aqueles que precisam atualizar a caderneta vacinal da criança devem se dirigir a uma dessas UBS de segunda a sexta-feira. Os locais foram definidos a partir de uma estratégia elaborada pela Secretaria de Saúde para atender a demanda diante da redução do fornecimento da vacina.

“Estamos dinamizando a distribuição da vacina até a situação ser totalmente normalizada”, informa o enfermeiro e referência técnica da Rede de Frio, Carlos Henrique Valverde.

Parte do calendário de vacinação da criança, a pentavalente protege contra tétano, difteria, meningite, coqueluche, hepatite B e doenças causadas por Haemophilus influenza e tipo b. O imunizante deve ser aplicado aos dois, quatro e seis meses de vida.

  •  

Técnicas de auxílio a respiração em sessão científica do SAMU, nesta quarta

8/5/2018, 18:34h

Mais uma Sessão Cientifica será realizada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), em Feira de Santana, nesta quarta-feira, 9. O evento promovido pelo SAMU trará como tema Ventilação Mecânica, às 19h, no auditório Dr. João Batista Cerqueira.

A capacitação será conduzida pelo médico fisioterapeuta Vinicius Oliveira, com o objetivo de melhor preparar os profissionais da área para situações em que o paciente necessita da técnica de auxílio a respiração.

O método viabiliza as trocas gasosas normalmente feitas pela respiração espontânea, e é indicado quando o organismo do paciente se encontra incapaz de manter o ciclo respiratório normal.

  •  

Policlínica do Feira X também atenderá programa Hora da Saúde

8/5/2018, 17:27h

Devido a grande demanda na marcação de consultas por especialidades para o programa "Hora da Saúde", os atendimentos realizados no Ambulatório do Hospital Dom Pedro de Alcântara passarão a ser feitos também na Policlínica do Feira X. O apoio de um novo endereço começa neste sábado, 12, inicialmente para consultas de dermatologia.

“Os agendamentos das consultas na Policlínica do Feira X seguem a mesma lógica dos atendimentos do Hora da saúde, com marcação pela Central de Regulação, a partir da demanda reprimida das unidades básicas de saúde”, orienta o supervisor da Divisão Médica, Dr. Rodrigo Matos.

Entre março e abril, o programa agendou 1.259 consultas, sendo atendidos até o fim do mês 863 pessoas. A meta é que até o fim do mutirão três mil atendimentos sejam realizados para as especialidades de angiologia, endocrinologia, gastroenterologia, reumatologia e dermatologia.

“Há um grande número de consultas a serem feitas, por isso selecionamos um novo endereço para agilizar os atendimentos e assim beneficiar ainda mais a população, diminuindo o tempo de espera daqueles que estão há alguns meses aguardando atendimento", informa Rodrigo Matos.

Além das consultas, alguns dos exames solicitados durante o mutirão estão sendo autorizados no próprio local de atendimento. Uma equipe de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde está presente para fazer todas as orientações, tanto do encaminhamento para exames, como da marcação de consulta de retorno.

  •  

Cinco casos confirmados de H1N1 no município, dentre 33 notificações de suspeitas este ano

7/5/2018, 14:16h

Os dados constam do mais recente Boletim Epidemiológico, liberado no fim de semana, pela Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana: Do total de 33 casos suspeitos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), este ano, cinco foram confirmados para H1N1. Outros seis se referem a SRAG por outros vírus, e cinco não  especificados. Seguem em investigação 17 casos.

A Vigilância Epidemiológica do município foi informada que há mais um caso confirmado de H1N1, residente de Feira de Santana, tratado na cidade de Salvador. No entanto, a SMS aguarda recebimento da ficha de notificação, para poder averiguar e confirmar a informação.

Para proteger a população, desde o dia 23 a vacina contra gripe está em vigor no município. Até o momento foram contempladas 28 mil pessoas, estas pertencentes ao grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde. 

Além disso, a SMS tem intensificado ações de conscientização em vários pontos da cidade. A equipe de educação em saúde tem percorrido escolas, pontos de ônibus, rodoviária, entre outros locais de grande fluxo para incentivar a prática de hábitos de higiene que previnem a doença, como: lavar sempre as mãos com água e sabão ou  utilizar álcool 70; não tossir e espirrar diretamente nas mãos; utilizar lenços descartáveis ao invés dos de pano e evitar lugares aglomerados ao perceber sintomas da gripe.

A influenza, conhecida como gripe, é uma doença viral, aguda, benigna e o quadro da doença é geralmente resolvido em uma semana. Os sintomas são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor de garganta, falta de apetite, tosse e coriza. A doença pode evoluir, em alguns casos, com complicações levando a um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com sinais de desconforto respiratório, pressão baixa e desidratação.

  •  

Paciente de chikungunya crônica sente menos dor, com acupuntura

7/5/2018, 9:13h

Toda manhã de sexta-feira a rotina é a mesma para aposentada Lucília Carvalho (foto), 59 anos, acordar cedo e ir ao auditório Dr. João Batista Cerqueira, na Secretaria Municipal de Saúde, onde participa de sessões de acupuntura. A paciente que tem Chikungunya crônica, caracterizada pela falta de melhora com remédios, é acompanhada pelo serviço municipal há três anos.

“Com a acupuntura eu sou outra pessoa. Antes de começar a participar das sessões, eu sentia muitas dores no corpo, meus pés inchavam, e agora com a acupuntura me sinto bem melhor. Vi resultado no primeiro dia de tratamento”, relata a aposentada, que diz ter melhora até no sono.

Pacientes melhoram significativamente, afirma médica

A médica acupunturista e clínica da dor, Arabi Xinguara (foto), responsável por realizar o procedimento nos pacientes com Chikungunya crônica, aponta a evolução de Lucília Carvalho. “Ela é acompanhada desde o início do programa. Lembro bem quando chegou aqui com edema de punho, joelho e sola do pé, houve uma melhora significativa”, afirma.

Entre os pontos positivos do tratamento está a redução na quantidade de remédios usados pelos pacientes. Segundo Arabi Xinguara, “os anti-inflamatórios são medicamentos fortes e podem afetar outros órgãos, então a acupuntura diminui a dor e por causa disso a quantidade de remédios também é reduzida.

Idosos são os que mais procuram o tratamento

Ela ainda relata que a busca pelo tratamento é liderada pelos idosos. “O programa atende, em sua maioria, idosos porque são os que mais desenvolvem a Chikungunya crônica. Os remédios não têm tanta eficiência e a alternativa é acupuntura”, afirma.

Por se tratar de uma doença recente, a médica realizou estudos específicos para eleger os melhores pontos a serem trabalhados com os pacientes. “Durante minha pesquisa encontrei 10 pontos que alcançam o corpo todo, e os pacientes confirmaram a melhora nas dores”, informa.

A Chikungunya é uma doença proveniente da picada do Aedes Aegypti, e a melhor maneira de evita-la é impedindo a proliferação do mosquito, através de medidas simples, como não deixar água parada. Conhecendo bem as consequências, a paciente Lucília Carvalho, relata que fica atenta a locais que possam servir como criadouro do mosquito. “Meu cuidado dobrou em relação a água parada, mas eu queria que o cuidado de outras pessoas fossem o mesmo”, ressalta.

  •  

Mais de 21 mil pessoas vacinadas contra gripe em Feira de Santana

4/5/2018, 10:29h

A primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe alcançou 21.990 pessoas em Feira de Santana. Mesmo com foco inicial nos profissionais de saúde, apenas 6.926 pessoas do grupo foram imunizadas. O destaque na procura foram de idosos, correspondendo a 8.778 aplicações das doses e em seguida as crianças com 4.785.

A partir desta quinta-feira, 03, a prioridade será do público infantil, com idade superior a seis meses e menor de cinco anos. Para atender a demanda, o município recebeu mais 12 mil doses, correspondentes a segunda remessa, estas já distribuídas nas Unidades de Saúde da Família e Unidades Básicas de Saúde.

"Fizemos o cronograma por categoria para conseguir atender todos os grupos conforme o quantitativo de vacina recebido. Por isso é importante que a população fiquem atenta a sua data de imunização", ressalta o coordenador da rede de Frio, Carlos Henrique Valverde.

Acerca da vacinação das crianças, Carlos Henrique ressalta a importância de pais ou responsáveis não esquecer de levar a caderneta vacinal. “É imprescindível o cartão de vacina para avaliarmos o histórico de imunização”, informa.

A campanha segue até o dia 01 de Junho, sendo o dia D 12 de Maio. Tem direito a vacina crianças de seis a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias pós parto), idosos com 60 anos ou mais, funcionários da área da saúde, indígenas, população e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, em exceção ao portador da hipertensão sem comorbidade, e professores da rede pública e privada.

Cronograma

 

Profissionais de Saúde      

23 de Abril a 02 de Maio      

Crianças      

03 de Maio a 12 de Maio      

Gestantes, puérperas e idosos      

14 de Maio a 18 de Maio      

Privados de liberdade e medidas socioeducativas      

25 de Maio a 01 de Junho      

Comorbidades e professores      

19 de Maio a 25 de Maio     

 
  •