Colbert quer movimento contra extinção do CIS

2/12/2018, 10:29h

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, não está nada satisfeito com a decisão do governador Rui Costa, anunciada este fim de semana, de extinguir o Centro Industrial do Subaé. Em entrevistas concedidas na imprensa local, o prefeito disse considerar um "enorme prejuizo acabar com a autarquia". Ele está na expectativa de que o governador faça uma reflexão sobre o assunto e procure ouvir os diversos segmentos interessados.

"Ainda há tempo de se discutir esse tema. Creio que não deve ser algo a ser sacramentado assim, sem um mínimo debate", diz o gestor municipal. O prefeito diz que este seria um "presente de grego" do governador ao povo de Feira de Santana menos de dois meses após ter sido reeleito e bem votado  no  município.

Colbert lembra que a autarquia CIS foi criada em 1983, conta com cerca de 200 empresas e mais de 2.500 funcionários. Ele conclama as representações do empresariado, das classes trabalhadoras e dos diversos organismos da sociedade feirense a lutar contra a medida.

O Centro Industrial do Subaé, diz o prefeito, é um órgão interlocutor deste setor importante da economia com o Governo do Estado, "que não pode ser encerrado assim, de forma abrupta, em apenas uma canetada do governador".



  •