SEMMAM coleta especies de peixes e vegetais em Rafael Jambeiro para estudo comparativo

8/11/2018, 18:31h

Na última semana, o chefe do Departamento de Educação Ambiental, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam), João Dias, esteve no município de Rafael Jambeiro, no médio Paraguaçu, para coletar amostras da flora e ictiofauna - conjunto das espécies de peixes que existem numa determinada região biogeográfica.

A iniciativa visa alimentar de informação o projeto “Santana dos Olhos D'Água”, que está em andamento pelo órgão municipal feirense.

Segundo João Dias essas amostras vão servir para as atividades já desenvolvidas pelo Departamento de Educação Ambiental, cujo foco está relacionado à comprovação da biodiversidade e a relação existente nas microrregiões.

Identificar se há espécies desaparecendo ou não

“O objetivo desta visita foi para coletarmos espécies da ictiofauna e da flora para a partir daí fazermos um comparativo. Com isso será possível identificar se há espécies desaparecendo ou não”, afirma João Dias ao ressaltar que “a região de Feira de Santana apresenta o mesmo clima (semiárido) e o mesmo bioma que o município de Rafael Jambeiro”.

Durante a visita foram capturadas três espécies de peixes e uma de crustáceos – que depois foram soltos -, coletadas duas espécies de cactos e algumas mudas de Gameleira. “Esta é uma espécie de árvore de mata riparia do médio Paraguaçu”, informa acrescentando que “pretendemos, no futuro, reintroduzir as espécies nativas no município e na microrregião”. Contatos neste sentido já foram mantidos com outros órgãos e municípios.  

O projeto “Santana dos Olhos D'Água”, em execução pela Semmam, além de abranger as lagoas, nascentes e rios do município, contempla a ictofauna, flora e a fauna, tendo o “Eu de Novo” como uma das ramificações do projeto.



  •