Escola Godofredo Coutinho simula eleição para presidente e estimula exercício democrático

9/10/2018, 9:21h

A formação da consciência cidadã e o exercício do voto como mecanismo fundamental para a democracia brasileira foram tema de uma experiência rica para as crianças da Escola Municipal Godofredo Coutinho Pereira, do distrito de Tiquaruçu.

Na tarde de quinta-feira, 4, os alunos foram às urnas e elegeram sua primeira presidenta. O exercício é parte do projeto Eleições na Escola, que movimentou a unidade de ensino nos últimos meses.

Através do voto livre e secreto, Adrielle do Nascimento, do 5º ano, foi eleita presidenta da escola, conquistando 46 dos 86 votos apurados.

Conscientização sobre importância do voto

“Buscamos conscientizar os nossos alunos sobre a importância desse momento; afinal de contas, é nele que temos a chance de construir uma sociedade mais justa”, argumenta a professora Tatiane Jesus de Souza, diretora da Escola Godofredo Coutinho Pereira.

Há duas semanas, os alunos vêm participando de varias práticas em que foram simuladas circunstâncias reais do processo eleitoral. Eleitos por votação como representantes de suas turmas, os candidatos vinham apresentando propostas de melhorias para a escola, com apoio de seus colegas que, em muitos casos, atuaram como cabos eleitorais.

Propostas para uma escola melhor

Com 12 anos, um pouco mais de idade que os outros quatro candidatos-colegas, Adrielle do Nascimento (foto) venceu com folga. Já suas propostas não foram muito diferentes das dos concorrentes. Todos buscaram trazer sugestões de melhorias para a escola, tanto em sua estrutura física, carente em alguns aspectos, quanto pedagógica. E esse é outro ponto essencial do projeto, segundo a coordenadora pedagógica da escola, Meyre Ligia Lima.

“Eles conhecem a escola, sabem das necessidades e estiveram completamente engajados durante todo o processo. Fizeram seus santinhos, suas campanhas, pensaram em propostas. Então, além da conscientização de si próprio enquanto cidadão que possui direitos e deveres, o projeto também cumpre esse objetivo de fazer com que os alunos se importem mais com a escola”, defende.

Cinco concorrentes, sem vice-candidatos, participaram do pleito: os alunos Lucas Silva e Silva - 3º ano; Rafaela Silva do Nascimento - 4º ano; Manuela Gonçalves da Silva – 4º ano; Jeanderson Santana de Jesus – 4º ano; e Adrielle do Nascimento Silva - 5º ano.

O projeto contou com apoio das professoras Gilcélia Cordeiro de Souza, Marlene Cunha, Maria Selma Nunes, Scheila Vidal e Yara Almeida.



  •