No mês de prevenção do suicídio, Feira ganha um posto do Centro de Valorização a Vida

14/9/2018, 14:59h

Com a inauguração do Centro de Valorização da Vida (CVV), Feira de Santana passa a integrar a rede nacional de postos de prevenção ao suicídio, considerado pelo Ministério da Saúde um problema grave de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora, no Brasil, período em que outras três tentaram, sem sucesso, se matar.

Instalado na Rua Senador Quintino, na manhã desta sexta-feira, 14, o CVV tem o objetivo de prestar serviço voluntário e gratuito de apoio emocional, atendendo presencialmente ou pelo telefone 188. Inicialmente, o núcleo local vai funcionar com uma equipe formada por doze voluntários aptos a fazer o acolhimento de pessoas emocionalmente acometidas por problemas psicológicos, como depressões, ansiedade ou stress.

Ouvir as pessoas e ajudá-las

“O nosso trabalho consiste em ouvir as pessoas e ajudá-las a superar os seus problemas. Os voluntários do CVV não são necessariamente detentoras de nenhuma especialidade no campo da saúde, e não temos nenhum vínculo político-partidário ou religioso”, destaca Maria Bernadete Farias Costa (foto), coordenadora da unidade.

O estudo e a discussão do tema suicídio é uma das formas mais eficientes de se promover a prevenção, que só é possível quando a população, os profissionais da saúde, jornalistas e governantes têm informações suficientes para conduzir as medidas adequadas e ao seu alcance nessa frente.

Perfil da Instituição

Fundado em São Paulo em 1962 o Centro de Valorização da Vida é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973, mantenedora e responsável pelo Programa CVV de Valorização da Vida e Prevenção do Suicídio, desenvolvido pelos Postos do CVV em todo o Brasil.



  •