Julho Amarelo termina, mas vacinação contra hepatite continua

31/7/2018, 16:53h

Dona Evanilda da Cunha, 62 anos, é diabética. Ela foi uma das pessoas vacinadas no encerramento da campanha Julho Amarelo, nesta terça-feira, 31, em Feira de Santana. O evento, realizado na Secretaria Municipal de Saúde, contou com educação em saúde, vacinação e testes rápidos para toda a população.

Por ser diabética, dona Evanilda tinha dúvidas se poderia receber a vacina. Ao chegar ao evento foi orientada pelos profissionais que não há contraindicação para o caso dela. “Ouvi falar sobre o evento na televisão e cheguei cedo. Já fiz o teste e nunca tomei a vacina, vou aproveitar a oportunidade”, afirma.

Realizados 1.200 testes rápidos

Durante a campanha, a equipe do Programa Municipal de Hepatites Virais intensificou a prevenção e diagnóstico da doença. Neste período foram aplicadas 550 doses de vacina e realizados 1.200 testes rápidos, sendo apenas diagnosticado um caso positivo para hepatite C.

As hepatites A e C têm cura. O diagnóstico precoce ajuda na resposta ao tratamento. A hepatite B não tem cura, mas existe tratamento e vacina disponíveis pelo SUS.

Lavar bem os alimentos

“Corremos risco de adquirir as hepatites B e C pela relação sexual e contato com o sangue, quando compartilhamos lâminas de barbear e alicates de unha, por exemplo. Já a hepatite A o contágio ocorre pela contaminação da água, por isso é importante lavar bem os alimentos, principalmente aqueles que têm casca”, informa a coordenadora do Programa de Hepatites, Telma Nandiara Barbosa.

Mesmo com o fim da campanha, quem ainda não realizou o teste e tem interesse em ser vacinado pode comparecer na unidade de saúde mais próxima à residência ou no Programa Municipal de Hepatites Virais localizado no Centro de Saúde especializado Dr. Leone Coelho Lêda (CSE), localizado no início da rua Geminiano Costa, em frente ao Feira Tênis Clube.



  •