Jogo de damas promove mais concentração, disciplina e até responsabilidade em sala de aula

13/6/2018, 16:46h

A inserção do jogo de damas nas atividades em sala de aula promoveram mais concentração, disciplina e até mesmo senso de responsabilidade. Quem avalia é o professor Márcio Anunciação, idealizador do I Torneio de Damas, iniciado na segunda-feira, 11, e que segue até a próxima quinta-feira, 14, na Escola Municipal Antônio Brandão de Souza, no distrito de Humildes. O torneio é realizado no pátio da unidade de ensino, nos dois primeiros horários da manhã e tarde.

O objetivo do torneio é estimular o raciocínio, o pensamento estratégico e a concentração nos alunos. “Os alunos eram muito agitados em sala de aula. Com o jogo de damas, eles passaram a ter outro comportamento e até mesmo deram um novo sentido à aprendizagem”, avalia o professor de Educação Física Márcio Anunciação.

Outra etapa interessante do torneio é que o material usado nos jogos foi também confeccionado pelos próprios estudantes, utilizando material reciclável. “Começamos as atividades há três meses, os alunos não apenas fizeram os tabuleiros e peças como também aprenderam a jogar e praticaram”, conta.

Estudantes desenvolveram várias habilidades

De acordo com o professor, os estudantes desenvolveram várias habilidades. “É visível como eles mudaram, inclusive, a maneira de se colocar, a postura ao falar, de sentar-se, etc. Hoje, eles respeitam mais as aulas e compreendem melhor suas tarefas do dia-a-dia”, avalia o professor. 

Os alunos do 5º ano, que demonstraram maior entendimento do jogo e se mostraram mais responsáveis, foram eleitos árbitros do torneio. “Isto dá a eles também a chance de desenvolver seu protagonismo infantojuvenil. Acho que esse tipo de atividade estimula até mesmo outros professores a pensarem métodos alternativos de incentivar a aprendizagem e melhorar o comportamento em sala de aula”, sugere.

A coordenadora pedagógica da escola, professora Ana Claudia Moreira, destacou a maturidade dos alunos que atuaram como árbitros. “Gostei da postura, a seriedade e concentração dos alunos durante o torneio. Uma atividade como essa realmente ajuda no processo de ensino-aprendizagem mesmo em outras disciplinas”, destaca.

Hélio Reis Souza, aluno do 5º ano, conta que gostou muito de ter participado dos jogos, pois teve a oportunidade de ensinar aos colegas e de aprender mais. Já Letícia Santos Silva, também do 5º ano, diz que essa é uma atividade diferente e prazerosa. “A gente aprende brincando”, completa.



  •