Feira de Santana ultrapassa meta de vacinação contra a gripe

12/6/2018, 16:33h

Mais de 120 mil pessoas foram imunizadas contra a gripe em Feira de Santana, o número corresponde a 95,67% do público alvo estabelecido pelo Ministério da Saúde. A campanha prossegue até o próximo dia 15 em todas as unidades do município.

Entre as categorias prioritárias que atingiram a meta estão 44.481 idosos, 30.991 trabalhadores de saúde, 7.597 professores, 7.456 gestantes e 1.259 puérperas. As crianças correspondem ao número de 29.149 imunizações, sendo o único grupo que ainda precisa ter a cobertura vacinal de 90% alcançada.

10 mil crianças devem tomar a segunda dose

“Isso está acontecendo porque muitas crianças ainda faltam tomar a segunda dose da vacina, que deve ser aplicada no intervalo de 30 dias. Aguardamos no momento aproximadamente 10 mil crianças para o reforço”, informa a referência técnica em imunização, Carlos Henrique Valverde.

Para conseguir atingir esse número, a Secretaria Municipal de Saúde esteve conscientizando a população através de educação em saúde nas escolas, orientações em pontos de ônibus e nas unidades de saúde. A intensificação do trabalho também ocorreu por meio da vacinação nas casas de pacientes acamados.

“Estivemos mobilizando todas as equipes em busca de atingir o maior número de pessoas dentro do prazo estabelecido”, ressalta o enfermeiro.

Caso haja disponibilidade de vacina em estoque, após o dia 18 de junho crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59 anos também poderão receber o imunizante. “Recebemos uma nota técnica do Ministério da Saúde autorizando a imunização a essas pessoas caso sobrem doses do imunizante, já que não serão enviadas remessas para esse público”, informa.

Segundo a nota do Ministério da Saúde, a escolha de estender o imunizante para o grupo de 50 a 59 anos é devido a apresentação de maior carga de doença, elevando o percentual de risco e maior vulnerabilidade para o óbito. Já no caso das crianças de cinco a nove anos, o Ministério informa que estas apresentam melhor resposta a vacinação e também são transmissores do vírus para comunidade.



  •