Noções sobre segurança no trânsito para alunos da zona rural

8/5/2018, 16:20h

A importância da segurança no trânsito foi abordada com mais de 100 alunos da Escola Municipal Agrário de Oliveira Melo, do distrito Governador João Durval Carneiro, antigo Ipuaçu, nesta segunda-feira, 7. 

Através do projeto Saúde no Trecho, parceria entre a Viabahia e Vitamed, os estudantes puderam aprender, desde cedo, a importância do cinto de segurança, de sempre utilizarem a passarela para atravessar a rodovia, dentre outras orientações.

Alunos conheceram unidade de resgate

Os alunos também tiveram a oportunidade de conhecer uma unidade de resgate e entender um pouco sobre o seu funcionamento. Elas participaram ativamente da ação, atuando em simulações orientadas pela equipe presente. “É interessante porque, normalmente, eles nunca teriam acesso a esse tipo de questões e eles estavam entusiasmados, curiosos”, afirma Cristhiane dos Santos Góes, coordenadora da escola.

Realização de consultas gratuitas

O evento também proporcionou à comunidade local a realização de consultas ambulatoriais gratuitas, testes de glicemia e aferição de pressão arterial. Cerca de 40 pessoas foram atendidas durante a ação.

O Saúde no Trecho se estende até setembro. Neste período, irá contemplar mais 25 municípios – que dão apoio através de suas Secretarias – que têm ligação com trechos de rodovias que estão sob concessão da Viabahia. O projeto atende o trecho da BR-324 entre Feira de Santana e Salvador, e da BR-116 entre Feira e a divisa com Minas Gerais.

Projeto tem objetivo de disponibilizar serviços para as comunidades

Segundo Felipe Zamarioli, analista de Comunicação da Viabahia, o projeto tem como objetivo disponibilizar serviços de saúde às comunidades pelas quais a empresa passa, oferecendo retorno social para elas. “Além dos exames oferecidos, a equipe médica fala sobre a importância do serviço de resgate e também sobre o comportamento seguro no trânsito, que é relevante tanto para as crianças quanto para os pais. Então, além dos atendimentos, queremos levar um pouco do conhecimento”, afirma.



  •