Cinco casos confirmados de H1N1 no município, dentre 33 notificações de suspeitas este ano

7/5/2018, 14:16h

Os dados constam do mais recente Boletim Epidemiológico, liberado no fim de semana, pela Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana: Do total de 33 casos suspeitos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), este ano, cinco foram confirmados para H1N1. Outros seis se referem a SRAG por outros vírus, e cinco não  especificados. Seguem em investigação 17 casos.

A Vigilância Epidemiológica do município foi informada que há mais um caso confirmado de H1N1, residente de Feira de Santana, tratado na cidade de Salvador. No entanto, a SMS aguarda recebimento da ficha de notificação, para poder averiguar e confirmar a informação.

Para proteger a população, desde o dia 23 a vacina contra gripe está em vigor no município. Até o momento foram contempladas 28 mil pessoas, estas pertencentes ao grupo prioritário estabelecido pelo Ministério da Saúde. 

Além disso, a SMS tem intensificado ações de conscientização em vários pontos da cidade. A equipe de educação em saúde tem percorrido escolas, pontos de ônibus, rodoviária, entre outros locais de grande fluxo para incentivar a prática de hábitos de higiene que previnem a doença, como: lavar sempre as mãos com água e sabão ou  utilizar álcool 70; não tossir e espirrar diretamente nas mãos; utilizar lenços descartáveis ao invés dos de pano e evitar lugares aglomerados ao perceber sintomas da gripe.

A influenza, conhecida como gripe, é uma doença viral, aguda, benigna e o quadro da doença é geralmente resolvido em uma semana. Os sintomas são febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor de garganta, falta de apetite, tosse e coriza. A doença pode evoluir, em alguns casos, com complicações levando a um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com sinais de desconforto respiratório, pressão baixa e desidratação.



  •