Visando capacitar profissionais para a Micareta, Sessão Científica do SAMU abordou desastre em massa

11/4/2018, 13:44h

A condução do atendimento de emergência em situações de Desastre em Massa foi discutida na Sessão Cientifica, realizada pelo Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU), na noite desta terça-feira, 10. A palestra, que aconteceu no Auditório Dr. João Batista Cerqueira, foi proferida pela médica e coordenadora do órgão, Maíza Macedo.

“O tema desastres em massa vem conquistando grandes proporções devido ao número significativo desses eventos e sua dimensão. Por isso, nós estamos alguns anos fazendo esse trabalho para socializar e preparar o município e região”, ressalta a coordenadora do SAMU.

Tempo é precioso em situações de desastre, observa ditretora do SAMU

Segundo a palestrante, numa situação de desastre a condução é diferente de outros acontecimentos. É necessário ter agilidade e um olhar diferenciado. “Nós profissionais de saúde aprendemos a iniciar sempre as compressões quando uma pessoa não responde, mas numa situação de desastre as estratégias são diferentes, porque se eu identifico um óbito e descarto tempo mesmo assim, eu coloco em risco a vida de 30 ou 40 pessoas, por exemplo, que poderiam ter sido socorridas. Nessas situações tempo é ouro, então temos que ser ágeis para salvar mais vítimas”, explica Maíza Macedo (foto).

Transporte de produtos perigosos também representa risco de tragédia em massa

O técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sérgio Aras (foto), que esteve presente no evento, observou que por dia cerca de 300 veículos com produtos perigosos transitam pelas rodovias da cidade. “São 300 oportunidades de acidentes diárias. Foram registradas 56 denúncias nos últimos dias e 47 dessas confirmadas pelo nosso órgão. É um número significativo e um risco grande”, relata.

Sobre o assunto, a coordenadora do SAMU e palestrante, orientou que em caso de acidente com produto perigoso, se a pessoa consegue observar de longe o rótulo de risco ou o painel de segurança, ao ligar para a equipe de socorros pode ajudar uma identificação de maneira mais rápida da classificação e do produto.

O SAMU realiza uma vez ao mês eventos de capacitação para profissionais de saúde, assim como simulados em parceria com outros órgãos. Com a proximidade da Micareta, também irá ocorrer na quinta-feira (12) um simulado na mesma vertente, para aprofundar de maneira prática o tema abordado na Sessão Cientifica. 

Coordenador da Defesa Civil destaca importância da experiência adquirida nos eventos do SAMU

Também presente na capacitação, o coordenador da Defesa Civil, Pedro Américo (foto), enfatizou sobre a experiência adquirida nos eventos do SAMU de Feira de Santana. “É de fato para replicarmos em outros municípios. Nós da Defesa Civil, sempre citamos essas experiências e outras coordenações tem entendido que o treinamento deve ser feito. E o SAMU é um parceiro importante por ter trazido isso a tona e ter aberto as portas para que outras instituições do município, do estado e da união participasse”, ressalta.



  •