Artesãos são orientados de como se inserir na cadeia produtiva do turismo, em workshop

23/11/2016, 19:15h

Compreender qual a melhor maneira dos empreendedores e produtores de artesanato de se inserir à cadeia produtiva do turismo, entre outros assuntos, foram abordados durante a Oficina de Produção Associada ao Turismo, na manhã desta quarta-feira, 23, no MAP.

A oficina fez parte do curso na área de Turismo de Negócios: fator de empreendedorismo, iniciativa relacionada à Semana Global de Empreendedorismo de Feira de Santana, que acontece até o dia 27.

A palestrante Sabrina Levandowski, mestre em turismo sustentável, falou sobre a produção social do turismo, a sua cadeia produtiva e produtos que podem ser inseridos, que possibilitam inclusão e renda.

“Pode-se fomentar a identidade local com produtos que dão identidade à cidade e ao sertão”, afirmou. Ela disse entender que o momento de crise é de oportunidade de se conquistar novos mercados. “Como o turismo de eventos”.

A diretora do Departamento de Turismo, Graça Cordeiro, disse que o workshop teve como objetivo trazer os conceitos de como trabalhar com a produção associada ao turismo. “A cidade tem muitos artesãos e o artesanato pode ser associado ao turismo, desenvolver e trazer renda para o MAP”.

Ela disse ver o MAP como vitrine para o artesanato local e, com os conhecimentos, os artesão passam a adotar novas formas de trabalhar, principalmente no tocante à cadeia produtiva do turismo.

Além dos permissionários do MAP, participaram do evento artesão que desenvolvem suas atividades na zona rural e bairros da cidade.



  •